Arte e Inverno em São João del-Rei, Capital da Cultura

1
inverno cultural · São João del Rei, MG
14/7/2007 · 67 · 2
 

O 20º Inverno Cultural da Universidade Federal de São João del Rei é hoje o maior festival de artes do país em extensão, pois chega a 21 cidades da Estrada Real e da Trilha dos Inconfidentes ao celebrar a memória das “Minas Geraes”. Também é expressivo em público espectador, mais de 80 mil pessoas ao longo de 14 dias de atividades (14 a 28 de julho), e na oferta de espetáculos e oficinas: 70 atividades de arte-cultura e 68 oficinas de iniciação ou aperfeiçoamento. Os eventos ocorrerão nas áreas de artes plásticas (Siron Franco- Rugendas); arte-educação (José Miguel Wisnick e Arthur Nestrovski); artes cênicas (Galpão e Grupo Espanca); artes visuais (Iphan, Fundação Roberto Marinho); música (Martinho da Vila - Alceu Valença) e oficinas especiais (Apae, crianças em risco social).

O Inverno Cultural é promovido pela Universidade Federal de São João del Rei e este ano faz um tributo à sua cidade-sede, eleita a “Capital Brasileira da Cultura-2007”. “Para nós, é muito significativo que no vigésimo aniversário da Universidade possamos realizar esta homenagem”, diz o reitor Helvécio Luiz Reis. Em sintonia com a diversificada tradição cultural da cidade, esta edição do Inverno apresentará artistas de renome em todas as modalidades culturais.

O coordenador-geral do festival, professor Alberto Tiabaji, acrescenta que há opções para todos os gostos: na música, de um clássico duo canto-piano com Veruska Mainhard e Luiz Henrique Senise, aos shows populares de Armandinho, Martinho da Vila e Alceu Valença, passando por escolas de samba, bandas, congado, percussão e hip hop. Nas artes visuais, exposição e palestra de Siron Franco, ao lado da série de aquarelas pintadas por Rugendas no século XVIII, que retrata as paisagens de São João del-Rei, Tiradentes e Ouro Preto, na exposição Ser nobre é ter identidade: São João del-Rei antiga e contemporânea. Na dança, espetáculo da Companhia Suspensa, do grupo mineiro SeráQuê? e de Ana Andréa arteContemporânea. No teatro, Moitará, Nau de Ícaros, Galpão e Grupo Espanca!, com Por Elise. No canto, corais diversos espalhados pelas igrejas coloniais.

Duas mesas-redondas debaterão a memória, a primeira, sobre a preservação de acervos audiovisuais no Brasil, reunirá Carlos Andrade [coordenador], Sílvia Fiúza [preservação do acervo da TV Globo], Cristina Mendes [Museu Villa Lobos] e o colecionador Humberto Franceschi. A segunda mesa tratará dos 70 anos da política nacional de preservação do patrimônio histórico. O antigo Serviço de Patrimônio Histórico foi criado nos anos 30, sob a inspiração da visita dos modernistas paulistas a Minas Gerais.

A primeira parada do grupo, composto, entre outros, por Oswald de Andrade, Mário de Andrade e Blaise Cendrars, foi em São João del-Rei. Era o mês de abril de 1926. Eles chegaram incógnitos, se hospedaram em um hotel da cidade usando nomes fictícios e se maravilharam com a arquitetura, os sinos, o rito. Foi o início do fascínio que levou à criação do Serviço em 1937, sob o comando de Rodrigo de Melo Franco. Dessa mesa farão parte o presidente do Iphan, Luiz Fernando Almeida, Affonso Ávila, especialista em barroco mineiro, o presidente do Arquivo Público Mineiro, Renato Pinto Venâncio, a Fundação Roberto Marinho e o colunista de Veja Roberto Pompeu de Toledo.

O Inverno Cultural ocorre em mais de 21 cidades dos circuitos “Trilha dos Inconfidentes” e “Villas e Fazendas de Minas”, trecho de serras e cachoeiras da Estrada Real, sob sol constante durante o dia e noites frias.

É a Minas mais tradicional: a cachaça é tradicional, a comida, os botecos, a arquitetura remanescente, as igrejas, as procissões, as inconfidências tramadas sob as marcas de sua arte e cultura. A programação completa de eventos e oficinas em www.invernocultural.ufsj.edu.b

onde fica
Interessado em visitar as cidades da Estrada Real, a Trilha dos Inconfidentes e o Circuito Fazendas e Villas contam com vôos regulares de SJoão del-Rei aos aeroportos da Pampulha (MG) e do Santos Dumont (RJ). Ônibus[rodoviária de BH]: cinco horários diários.

Memória

São João del Rey é a cidade de Bárbara Heliodora, a heroína da Inconfidência, e tem 302 anos. A população é de 83 mil habitantes e seu patrimônio histórico, tombado em 1943 pelo IPHAN, permanece preservado. A cidade é conhecida por sua gastronomia, artesanato em estanho e atividade cultural, a exemplo das orquestras bicentenárias Lira Sanjoanense e a Ribeiro Bastos, de música sacra, mais o Teatro Municipal, centenário.
quando ir
11/7/2007
quanto custa
O investimento para as oficinas variam de R$5,00 a R$ 15,00. Os shows populares, R$ 15,00. Contudo, das mais de 130 opções de espetáculos e oficinas somente um terço cobram ingresso ou inscrições; todas as outras são gratuítas e abertas ao público e turistas.
website
www.invernocultural.ufsj.edu.br
contato
(32) - 3379 2511 (32) 33792443
Fernando, Dolores ou Rodrigo

compartilhe

comentários feed

+ comentar
Felipe Obrer
 

Aviso para evitar que façam o mesmo que fiz por desatenção, já que o evento era legal: NÃO VOTEM, A DATA JÁ PASSOU!

Felipe Obrer · Florianópolis, SC 13/7/2007 18:05
sua opinião: subir
Livia Gomides
 

O festival vai até dia 28/07, este sábado.

Livia Gomides · Belo Horizonte, MG 24/7/2007 11:48
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados