Chorões sergipanos fazem roda em homenagem a Cartola

11/10 · Aracaju, SE
Luciana Almeida
Seu Egnaldo comanda no bandolim.
1
lu almeida · Aracaju, SE
3/10/2008 · 97 · 4
 

Angenor de Oliveira, o Cartola, nasceu no dia 11 de outubro de 1908 no Rio de Janeiro. O mestre, considerado como maior sambista de todos os tempos por Nelson Cavaquinho e Paulinho da Viola, estaria completando seu centenário nesse ano. Segundo Nelson Sargento, "Cartola não existiu, foi um sonho que a gente teve". Pensando nesse sonho bom que ficou na história da música brasileira, a cena musical de choro & samba em Sergipe se rende ao poeta. Compositor de centenas de canções, Seu Angenor vai ser "chorado" em grande roda de bambas no Recanto do Chorinho, localizado no Parque da Cidade em Aracaju.

Tradicional reduto da boa música, o Bairro Industrial vai ser palco do encontro de gerações. Com hora somente para começar no sábado, às 18 horas, Egnaldo (bandolim), Rivaldo 'Tabaréu' (seis cordas) e Souza (pandeiro) recebem seus convidados. Os anfitriões vão tocar com os chorões Vieira 7 Cordas, Doutor Guerra (bandolim) e Medeiros (clarinete). Além de músicos admiradores do choro, como Júlio Rêgo (gaita) e Evanilson Vieira (sanfona) fazendo participações especiais. Para os afeitos às rodas, já sabe que basta levar seu instrumento e chegar na humildade.

"O estado de Sergipe deu sua contribuição para história do choro com o sax de Luiz Americano e o trombone de Zé da Velha. São dois nomes de referência para música brasileira. A responsabilidade nossa é não deixar a peteca cair", conta Egnaldo Rodrigues do Santos,51 anos de choro e 59 de vida. Seu bar completa 21 anos, no dia 13 de dezembro, como espaço dedicado ao estilo mais velho que samba e jazz. E por ali já passou grande nomes, como a turma de Francisco de Assis, conhecido no metiê como Dr. Six. Lendário sócio-fundador do Clube do Choro de Brasília, peculiarmente alcunhado por causa de uma anomalia genética: tinha seis dedos em cada mão. Pasmém! Tocava cavaco com os doze.

Com a turma de Six vinha o jovem Hamilton de Hollanda, Edson 7 Cordas do grupo "Os ingênuos" de Salvador e aquela cambada de chorão em turnê pelo Nordeste. Chato,né? Ainda bem que tinha o Recanto. Tudo idéia de um filho de Malhador, enjoado de ser caminhoneiro, depois de negociar 17 anos no Ceasa, queria mesmo era fazer o que gostava e tirar uns trocados. Egnaldo sempre ia, nas horas vagas, tocar no Bar de Tio Carlito, localizado na esquina das ruas Bahia e Florianópolis. "Depois que ele faleceu, já morando em Itabuna, os chorões ficaram sem um lugar para se reunir. Então resolvi abrir um bar no bairro Siqueira Campos e começar do zero. E ia dar certo,né?", fala o marido de Dona Nenê todo confiante.

Não resta dúvida que deu. Há dez anos no Morro do Urubu, em meio a área de proteção ambiental localizado na zona Norte da capital sergipana, o Recanto do Chorinho vai continuar a ser palco para novos instrumentistas. Todos indo por ali a procurar,como diria Cartola, até se encontrar.

onde fica
O parque José Rollemberg Leite, conhecido como Parque da Cidade, fica na Avenida Corintio Leite.
quando ir
11/10/2008, às 18:00h
quanto custa
R$ 5,00
website
http://recantodochorinho.50webs.com/
contato
(79) 81063400

compartilhe

comentários feed

+ comentar
Marcelo Rangel
 

Valeu, Lu, seu texto tem uma coisa que sempre gosto: o registro da nossa linguagem oral, fica agradável, peculiar, gostoso de ler... parabéns!
Estarei lá, com certeza, chorando com a maior alegria!
bjs!

Marcelo Rangel · Aracaju, SE 30/9/2008 14:17
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Thiago Paulino
 

Muito bom o texto.. Lu! Rico em informações. Essa frase de Nelson Sargento é fantástica. Fiquei curioso para saber mais da história de Egnaldo...

O evento promete espalharei a notícia pelo vento dos quatro cantos dos canais que tenho acesso.. e farei de tudo para ir cutir essa bela roda!

Votado!
Abraço forte...

Thiago Paulino · Aracaju, SE 2/10/2008 17:44
sua opinião: subir
Maíra Campos
 

Muito provavelmente nos encontraremos lá!

Maíra Campos · Aracaju, SE 10/10/2008 18:24
sua opinião: subir
Orisvaldo Tanniy
 

Justa e honrosa homenagem ao grande mestre Cartola.Os chorões sergipanos estão de parabéns.Um abraço à todos.Voto com louvor.

Orisvaldo Tanniy · Teresina, PI 21/1/2009 12:52
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados