Brasil.gov.br Petrobras Ministério da Cultura
 
 

CÍRIO DE NAZARÉ: A FESTA DA RAINHA DA AMAZÔNIA!

12/10 · Belém, PA
By André Leão
A Virgem de Nazaré e o Mercado Ver-O-Peso.
1
Benny Franklin · Belém, PA
10/10/2008 · 127 · 18
 

"Vóis sois o lírio mimoso, do mais suave perfume..."
(Trecho do Hino de Nossa Senhora de Nazaré)

Nós paraenses de Santa Maria de Belém do Grão Pará costumamos dizer que o Círio de Nazaré (por conta da festividade nazarena, o natal dos paraenses é antecipado em Belém) reúne um "Oceano de Gente" nas seculares ruas de frondosas mangueiras. Pode até ser uma hiperbole, mas não é exagero.

Só assistindo para acreditar...


Há quase três séculos, católicos paraenses preenchem cada centímetro de Belém do Pará, na maior manifestação de fé católica do Brasil. A cada ano, no segundo domingo de outubro, acontece o Círio de Nazaré, as históricas ruas de Belém do Pará, ficam apinhadas de milhões de fiéis em caminhada de oração, em devoção a Nossa Senhora de Nazaré, é uma das maiores procissões cristãs do mundo.

A festa religiosa, conhecida mundialmente como Círio de Nazaré, emociona romeiros e devotos de todas as partes do planeta que fazem um trajeto de 4,5 quilômetros, da Catedral de Belém até a Basílica/Santuário de Nazaré.

Na procissão, a berlinda que carrega a pequena imagem chega a ser seguida por dois milhões e meio de devotos que rezam numa caminhada de fé em homenagem a Rainha da Amazônia.

Em todo o percurso, os fiéis fazem manifestações de fé, carregam miniaturas de casas, tijolos, vestem-se de anjo, andam de joelho no asfalto quente, adornam ruas e casas em homenagem à santa.

Por sua grandiosidade, o Círio de Nazaré foi registrado, em setembro de 2004, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), como Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial.

onde fica
Belém, Pará, Brasil
quando ir
12/10/2008, às 05:30h
quanto custa
Milhares de bençãos da Virgem de Nazaré.
website
http://www.ciriodenazare.com.br/
contato
Avenida Nazaré, nº 1.300, bairro: Nazaré. CEP: 66035-170.
Telefones: (91) 4009-8400.

compartilhe

comentários feed

+ comentar
Marcos Pontes
 

Eh, saudade!
Não sou católico, mas vibrava com o Círio nos meus oito anos por aí. Acompanhava pela televisão ou na sacada do apartamento de algum amigo no trajeto. À noite não faltava ao arraial depois de fazer uma visita oportunista à casa dos amigos para saborear a maniçoba ou um bom pato, fora todos os demais acepipes que acompnhavam a comilança. Me emocionava com a fé das pessoas, os sacrifícios para, pelo menos, tocar na corda, os pés sangrando, os cantos, os cheiros... Um dia volto, um dia...

Marcos Pontes · Eunápolis, BA 8/10/2008 19:45
sua opinião: subir
etetuba
 

Mas não é somente a procissão... Tem a feira do miriti... O Pavulagem... as festas, dos estivadores e da Chiquita... O tucupi...

etetuba · Belém, PA 9/10/2008 05:53
sua opinião: subir
Paulo Esdras
 

Volto!

Paulo Esdras · Brumado, BA 9/10/2008 11:37
sua opinião: subir
Paulo Esdras
 

Também não sou religioso, mas como não se emocionar com estas festas populares em torno da Igreja? Aqui na Bahia a Festa do Senhor do Bomfim e a Festa de Yemanjá são belíssimas e marcam forte no calendário. Abraços

Paulo Esdras · Brumado, BA 9/10/2008 14:46
sua opinião: subir
etetuba
 

Festa das Filhas da Chiquita - http://www.youtube.com/watch?v=Wqwsz0In-Yw

A festa existe há mais de 20 anos e é um dos principais eventos do calendário profano do Círio. Como eu disse no texto, muito antes de existirem paradas gay, os homossexuais de Belém já tinham uma festa onde podiam se expressar. Mas ela não tem um caráter de gueto: é enorme, e vai todo tipo de gente.

extraído do http://marcuspessoa.net/2006/11/19/as-filhas-da-chiquita/

etetuba · Belém, PA 9/10/2008 15:18
sua opinião: subir
etetuba
 

Artesãos farão oficina de miriti

BELÉM (PA) - A Feira do Miriti já é uma tradição do Círio de Nazaré. Em sua oitava edição, o evento ­ parceria entre o Sebrae e a Associação dos Produtores de Brinquedos e Artesanato em Miriti (Asamab) ­ receberá cerca de 100 famílias de artesãos do município de Abaetetuba, na praça Waldemar Henrique. Entre outras especialidades, os artesãos vão expor para venda os tradicionais brinquedos típicos do Círio de Nazaré, como barcos, cobras, pássaros e tatus.

O objetivo da feira continua sendo promover o intercâmbio cultural e comercial entre a arte dos artesãos de Abaetetuba, que retratam o cotidiano do povo ribeirinho amazônico em suas diversidades de formas e cores, com turistas e visitantes em geral que participam das festividades do Círio de Nazaré e ainda poderão participar de oficinas de arte ministradas pelos próprios artesãos.

"Sempre procuramos inovar a cada ano, trazendo novidades para a Feira do Miriti. Hoje, além dos brinquedos tradicionais, temos artigos de decoração", diz Amadeu Gonçalves de Sages, presidente da Asamab.

Com tudo preparado para ser a maior feira de todas as edições, este ano a estrutura física e a identificação visual do evento abordam os diversos temas trabalhados pelos artesãos de miriti, tanto com regionalidades e brinquedos típicos como em artigos de decoração e miniaturas. "O Sebrae abriu portas para o nosso trabalho, com cursos que aprimoraram as técnicas e o design", explica Amadeu.

A Feira do Miriti deste ano contará com 86 estandes e pórtico de entrada principal com cercado em formato de cobra. O evento também oferece aos visitantes um ateliê para oficinas demonstrativas e praça de alimentação com comidas típicas. Apesar da evolução e algumas mudanças no formato da Feira do Miriti, a organização se preocupa em não perder a essência original do artesanato. Entre as atrações musicais, o público vai conferir atrações regionais como grupos folclóricos e artistas paraenses.

fonte: http://www.diariodopara.com.br/noticiafull.php?idnot=5488

etetuba · Belém, PA 9/10/2008 15:19
sua opinião: subir
etetuba
 

As principais homenagens

- Estivadores: O Sindicato dos Estivadores promove a mais antiga das homenagens, feita há 54 anos. A primeira vez foi no dia 12 de outubro de 1947. Um grupo de 35 estivadores decidiu fazer uma pequena homenagem durante a passagem da santa em frente à sede do sindicato, na Praça do Estivador, na Boulevard Castilho França, causando surpresa aos romeiros e elogios aos estivadores. Com isso, a homenagem veio crescendo e acabou se transformando na mais tradicional e polêmica de toda a Festa de Nazaré.

Atualmente, são utilizadas cerca de 1.500 dúzias de pistolas que empolgam e emocionam os fiéis, mas preocupam o Corpo de Bombeiros devido ao risco das pessoas saírem feridas durante a explosão dos fogos. O representante do Sindicato dos Estivadores, Raimundo Nazareno Azevedo, diz que a intenção não é ferir ninguém. "O que a gente quer é somente garantir o brilho da festa, mas preservando a vida dos romeiros", afirma.

Há quase dez anos, os estivadores começaram a homenagear a Virgem também durante a Trasladação (ida da imagem da Basílica de Nazaré até a Igreja da Sé, na noite anterior ao Círio). Cerca de 1.500 sindicalizados usam 85 dúzias de foguetes, 16 unidades de rodos completos, 96 dúzias de foguetões de lágrima (topo cascata), 100 pacotes de bengalas elétricas, além de outros tipo de fogos de artifício. Como a homenagem é realizada à noite, torna-se um verdadeiro espetáculo.

etetuba · Belém, PA 9/10/2008 15:20
sua opinião: subir
etetuba
 

26-09-2008 - ARRASTÃO CULTURAL DO CÍRIO



ARRASTÃO CULTURAL DO CÍRIO

O Arraial do Pavulagem surge em 1987, com um grupo de músicos e compositores paraenses que buscam experimentar na rua um formato musical centrado na cultura popular da região, tendo como ícone da brincadeira o boi-bumbá, símbolo da quadra junina na cena popular cultural brasileira. Nesse momento inicial, após um pequeno cortejo na Praça da República, a banda se apresentava no Teatro Waldemar Henrique, no centro de Belém. Era o início de um processo, que ia além da formação de platéia para Grupo Musical Arraial do Pavulagem, visava também a sensibilização e agregação de pessoas de todas as idades para a valorização e partilha de saberes tradicionais, identificando no contexto das brincadeiras e folguedos populares da Amazônia, representações sociais contidas no imaginário popular, povoado por paisagens, sons e cores.

O Círio de Nazaré, momento de fé cristã do povo paraense, é uma romaria que reúne, a cada ano no mês de outubro, milhões de devotos em Belém do Pará.

Nos últimos anos têm sido cada vez mais freqüentes as manifestações artísticas que se agregam à festa nesta época do ano. Os autos, festas, exposições, arrastões e até mesmo a venda de brinquedos de miriti contribuem, através de suas leituras e releituras do Círio, para a diversidade artístico-cultural da cidade. Assim, entende-se Círio não somente como procissão religiosa, mas, enquanto manifestação popular que acontece a cada instante no fazer e refazer diário das pessoas.

O Instituto Arraial do Pavulagem realiza a 7ª versão do cortejo de cultura popular denominado “Arrastão do Círio” que objetiva o fomento, a divulgação e a valorização de manifestações populares deste e de outros períodos do ano como músicas, danças e artesanato.

O Arrastão do Círio, realizado desde outubro de 2000, compõe o último ciclo de atividades anuais do Instituto Arraial do Pavulagem. É o cortejo que homenageia o símbolo maior da religiosidade paraense: Nossa Senhora de Nazaré.

A concentração dos brincantes é na Praça dos Estivadores. Logo após a romaria fluvial sai pelo centro histórico de Belém em direção a Praça do Carmo (local de realização dos shows musicais). Este percurso dura aproximadamente uma hora e nele são reverenciados os brinquedos de mirití (soca-soca, roque-roque, etc), sendo uma grande cobra de 20m de comprimento seu maior símbolo, sendo embalado pelos ritmos regionais como o carimbó e o boi-bumbá.

O Arrastão de Outubro é construído a partir de oficinas de música e dança, rodas de tambores e confecção de brinquedos (roque-roques, brinquedos gigantes de miriti, etc.). Objetiva-se assim conhecer mais sobre o cenário cultural da região, utilizá-lo como mote de inclusão cultural e fortalecer o aspecto da cultura popular na festa como parte importante e necessária neste cenário.
fonte: http://www.arraialdopavulagem.com.br/

etetuba · Belém, PA 9/10/2008 15:22
sua opinião: subir
etetuba
 

a fonte da referência aos estivadores é: http://www.amazonia.com.br/cirio2004/homenagens.asp

etetuba · Belém, PA 9/10/2008 15:24
sua opinião: subir
etetuba
 

Um exemplo importante deste tipo de “festa dentro da festa” no Círio de Nazaré, relacionado ao circuito
bregueiro, é a festa do Sindicato dos Estivadores do Estado do Pará. A festa que hoje é realizada desde a quinta-
feira anterior ao segundo domingo de outubro está condicionada à homenagem com fogos de artifício que faz esse
sindicato quando da “passagem da santa” na região portuária. De acordo com as informações obtidas em conversas
informais com membros deste sindicato, a homenagem teve seu início em 1945, quando dois trabalhadores do
porto (os senhores Frederico Conceição e Benevenuto Lobato) fizeram um pedido à Nossa Senhora de Nazaré de
melhoria de suas condições de trabalho. A promessa oferecida em troca do alcance da graça seria a realização de
uma homenagem com fogos de artifício à passagem da santa próximo ao local de trabalho dos estivadores24.
Com a graça alcançada, no ano seguinte, integrantes do sindicato contrataram um “fogueteiro” da cidade
de Vigia (José Palheta) para confeccionar os fogos para a homenagem. Os recursos foram obtidos através de
coleta espontânea dos trabalhadores. A idéia era fazer um show pirotécnico que, durante o dia, pudesse atrair a
atenção dos fiéis na procissão pelo barulho e pela quantidade dos fogos25. Aliás, esta tem sido uma marca dessa
homenagem que é atualmente considerada a mais importante em todo o percurso da procissão. Exemplo do
prestígio da homenagem é a parceria existente nos dias de hoje entre o sindicato e uma empresa de comunicação
local (Organizações Rômulo Maiorana), complementada pela contribuição periódica dos estivadores26 para a compra
de material, confecção e instalação dos fogos.
Antecedendo esta homenagem, o sindicato passou a promover desde três dias antes do Círio uma festa
de confraternização dos amigos e parentes dos trabalhadores do porto. A festa que no seu início, quando do
surgimento da homenagem, era um evento particular e de pequena expressão, passou nos últimos anos a assumir
grande importância na programação festiva não oficial do Círio.
A festa se inicia na quinta-feira anterior ao domingo do Círio, sendo instalada uma aparelhagem na Praça dos
Estivadores, local onde são armadas as estruturas dos fogos para a homenagem. Nos anos anteriores, a aparelhagem
que se apresentava nesta festa era de propriedade do sindicato. Já em 2003 (quando foi realizada a pesquisa),
uma aparelhagem particular havia sido contratada para sonorizar a festa. Vale dizer que tanto a aparelhagem do
sindicato, quanto aquela contratada em 2003 são equipamentos de pequeno porte, porque para os organizadores
deste evento não seria interessante atrair um número muito grande de participantes para a festa. Isto sem dúvida
ocorreria se aparelhagens famosas da cidade como Pop Som, Príncipe Negro, Rubi e Tupinambá, dentre outras,
fossem contratadas para a festa.
A Festa dentro da Festa: Recorrências do modelo festivo do circuito bregueiro no Círio de Nazaré em Belém do Pará
Mas a festa que acontece na Praça dos Estivadores, localizada no trajeto da procissão religiosa que ocorre
na noite de sábado (Transladação) e no domingo de manhã (o Círio propriamente dito), constitui uma típica festa
de brega. Trata-se de um evento anual que transforma aquela praça, praticamente vazia de ocupantes durante o
ano, em um lugar festivo importante na véspera do início do Círio. Isto equivale ao que sugere Sanchis (1992:141)
acerca de uma das possibilidades da festa (tais como as festas religiosas): transformar espaços de “sociabilidade
trivial e desvalorizada”, como praças, ruas, passeios, em pontos intensos de contatos e trocas. A festa dos
estivadores, durante a quinta e a sexta-feira, segue o modelo do circuito bregueiro: aparelhagem, bregas de sucesso
(acompanhados de outros ritmos dançantes selecionados pelo DJ), venda de cerveja, mesas e cadeiras dispostas
em torno do “salão” e a dança como a tônica da festa.
Excepcionalmente no sábado, antes da Transladação, e no domingo, depois da procissão do Círio, a
aparelhagem que permanece na Praça dos Estivadores faz uma sonorização específica de músicas religiosas
variadas. Já durante as procissões citadas, a aparelhagem toca os hinos religiosos típicos do Círio, contribuindo
dessa forma para o evento. Ao mesmo tempo, a festa de brega iniciada na quinta-feira continua no final de semana
na Sede Campestre dos Estivadores, localizada na região metropolitana de Belém. Aliás, esta sede campestre faz
parte do circuito de festas de brega, que ocorre sempre no domingo à tarde nos diversos balneários nos arredores
da cidade. Isto indica, portanto, alguma inserção dos organizadores da festa dos estivadores no circuito bregueiro,
habilitando-os a reproduzir este modelo festivo na confraternização dos trabalhadores do porto originalmente ligada
ao Círio de Nazaré.
fonte: A Festa dentro da Festa: Recorrências do modelo
festivo do circuito bregueiro no

etetuba · Belém, PA 9/10/2008 15:30
sua opinião: subir
etetuba
 

fonte: A Festa dentro da Festa: Recorrências do modelo
festivo do circuito bregueiro no Círio de Nazaré
em Belém do Pará*
Antonio Maurício Dias da Costa.

Antonio Maurício Dias da Costa é doutor em Antropologia Social pela Universidade de São Paulo, membro do Núcleo de Antropologia Urbana da USP e professor do Departamento de História da Universidade Federal do Pará (UFPA).

etetuba · Belém, PA 9/10/2008 15:42
sua opinião: subir
Compulsão Diária
 

estive uma vez e vi aquele corpo formado por milhares de pessoas. era um só corpo! Nunca vi nada tão magnífico e grandioso. Essa cançaõ eu conheço. él inda. assim como a fé na Naza (apelido de nossa senhora de Narazáré. Uma das manifestações de fé mais belas. A mais bela. A rainha da amazônia é presença também numa linda música do Nilson Chaves: Círio no Exílio. É linda e reconforta aqueles que , como Marcos, e eu gostaríamos de lá estar. Mas,a música diz: longe passa e te saúdo e aplauso. sei que passa no asfalto negro e nas avenidas de outras cidade. Eu sei que pssas por aqui. .
a saudade faz coisas absurdas.
Não passa só em Belém , passa aqui também. Passa onde houver um filho teu: crente ou ateu!!
lindo, Benny
Sennhora de Nazaré além de toda fé toda a razão!! Linda música!

Compulsão Diária · São Paulo, SP 10/10/2008 12:33
sua opinião: subir
Nydia Bonetti
 

Que bela matéria Benny! E como são lindas e emocionantes estas festas em homenagem à Mãe. Minha cidade também se prepara para festejar a Senhora Aparecida, no próximo Domingo. É tudo tão bonito: as cores, as múscias, as novenas, as procissões, é mesmo uma festa, o povo na rua, no sentido exato do que deve ser uma festa. Que a Mãe nos abençoe a todos!
abraço
Nydia

Nydia Bonetti · Campinas, SP 10/10/2008 20:21
sua opinião: subir
Zezito de Oliveira
 

Benny,
Texto muito oportuno para divulgar uma das maiores festas do calendário religioso no Brasil.
Vale a pena dar uma olhada no post abaixo:
http://www.overmundo.com.br/banco/o-cirio-de-nazare-e-maria
Abrs,

Zezito de Oliveira · Aracaju, SE 11/10/2008 10:42
sua opinião: subir
roquemedeiros
 

Bacana e lindas fotos, parabéns!!!

roquemedeiros · Nazaré, BA 11/10/2008 15:29
sua opinião: subir
Cintia Thome
 

Emoção e fé.
Que amanhã sejam abençoads todos dete mundo...os povossofridos e todos , todos estejam em união junto à Ela e a Deus....
Um abraço
Nossa Senhora, Mãe Nossa, salve!

Cintia Thome · São Paulo, SP 11/10/2008 21:01
sua opinião: subir
Pepê Mattos
 

Em minha humana desreligiosidade meus olhos tocam as imagens desta imensidão humana como algo que minha vã filosofia não se detém em descrever... O homo parahensis em mim grita mais alto e essa voz cala todas as outras subsequentes e desconformes... Grande Benny, meu grande abraço!...

Pepê Mattos · Macapá, AP 15/10/2008 10:57
sua opinião: subir
Noelio Mello
 

Benny, amigo
Volto ao batente e reverencio teu texto e nossa fé na MÃE DE BELÉM, com os pés descalços e a alma ajoelhada.
Grande, amigo
Noélio

Noelio Mello · Belém, PA 16/10/2008 12:20
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

imagens clique para ampliar

Catedral da Sé - O Círio segue daqui reunindo emoções e lágrimas... zoom
Catedral da Sé - O Círio segue daqui reunindo emoções e lágrimas...
Básílica e Santuário de Nazaré - aqui o Círio termina com fé e devoção. zoom
Básílica e Santuário de Nazaré - aqui o Círio termina com fé e devoção.
O milagre da corda - a fé que nunca se rompe! zoom
O milagre da corda - a fé que nunca se rompe!
A mística berlinda - chega a ser seguida por milhões de devotos... zoom
A mística berlinda - chega a ser seguida por milhões de devotos...
A Virgem acompanhada por um oceano de gente... zoom
A Virgem acompanhada por um oceano de gente...
Círio de Nazaré: A festa da Padroeira do Pará e Rainha da Amazônia. zoom
Círio de Nazaré: A festa da Padroeira do Pará e Rainha da Amazônia.

veja também

filtro por estado

busca por tag

observatório

feed
Nova jornada para o Overmundo

O poema de Murilo Mendes que inspirou o batismo do Overmundo ecoa o "grito eletrônico" de um “cavaleiro do mundo”, que “anda, voa, está em... +leia

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados