Revista do Cinema Brasileiro: Cinema no Divã

31/12 · Rio de Janeiro, RJ
Tota Paiva
Eriberto Leão fala sobre seu papel no filme Um Homem Qualquer
1
Projeto Paralelo · Rio de Janeiro, RJ
28/12/2011 · 0 · 0
 

O Revista do Cinema Brasileiro deste sábado vai falar sobre os filmes com a capacidade de traduzir experiências físicas, sensoriais e psíquicas. Para aprofundar o tema, a equipe de reportagem entrevistou o psicanalista Dr. Valdemar Zusman, autor do livro Os filmes que eu vi com Freud. Na obra, Zusman analisa a mente do ser humano a partir de filmes.

Um tema que sempre rende boas análises é a relação entre pais e filhos. O programa traz uma matéria sobre o longa A Cadeira do Pai, dirigido por Luciano Moura e produzido pela O2 filmes, com os produtores Bel Berlinck, Andrea Barata Ribeiro e Fernando Meirelles. O filme narra a história de um homem que, ao ir em busca do filho, reencontra seu próprio pai e a si mesmo. O projeto faz parte da nova safra de filmes que teve cenas gravadas no pólo cinematográfico de Paulínia. No elenco, nomes como Lima Duarte, Mariana Lima e Wagner Moura.

O ator Eriberto Leão interpreta um jovem angustiado, sem emprego e sem afeto, no longa Um Homem Qualquer. Em uma entrevista no estúdio, ele fala sobre o processo de construção do personagem e conta curiosidades dos bastidores. O filme é considerado pelo diretor Caio Vecchio uma comédia metropolitana, que põe em discussão valores da sociedade contemporânea em meio a ideologias e utopias. Com um forte cunho autobiográfico, o filme traz algumas situações ficcionadas que aconteceram com o diretor. A cena do assalto ao casal, por exemplo, foi o ponto de partida para começar a escrever o roteiro, em 1999.

O programa ainda entrevista o diretor Paulo Machline, que adaptou a obra Natimorto, de Lourenço Mutarelli, para as telas. O escritor, que também é o autor de O Cheiro do Ralo, faz o papel do protagonista da trama, um agente que fica trancado em um quarto de hotel em São Paulo com uma cantora lírica. Trata-se de dois personagens perturbados pela própria existência, que criam um novo mundo, regido por regras próprias. O diretor fala sobre os recursos utilizados para se aproximar da linguagem estética doentia de Mutarelli e sobre as referências a Lacan e Nietzsche.

Em sua estreia na direção de longas-metragens, Mauro Giuntini apresenta Simples Mortais, um filme que mistura a história de três personagens que vivem entre o mundo dos sonhos e a dura realidade que se impõe. Enquanto um professor decadente não consegue concluir seu livro, um músico de churrascaria enfrenta problemas na relação com o filho e uma jornalista tenta ter filhos em meio a um casamento em crise. No roteiro de Di Moretti, o mesmo de O velho, a história de Luiz Carlos Prestes e Latitude Zero, as frustrações se somam às impossibilidades. Em uma entrevista à equipe de reportagem, o diretor fala sobre a decisão de tomar frente das negociações com exibidores e lançar o longa, filmado em 2007, por conta própria.

O Revista do Cinema Brasileiro vai ao ar na TV Brasil às 20h30, com reprise na terça, à 1h.

onde fica
TV Brasil
quando ir
31/12/2011, às 20:30h
website
http://www.revistadocinemabrasileiro.com.br/

compartilhe

comentários feed

+ comentar

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados