SIRON FRANCO EXPÕE 'SEGREDOS' E SÃO PAULO

de 11/9 a 17/10 · São Paulo, SP
SIRON FRANCO - DIVULGAÇÃO
Segredos - Siron Franco - (detalhe da escultura)
1
Cintia Thome · São Paulo, SP
6/9/2010 · 7 · 7
 

A série “Segredos” teve início com uma obra de 2001. Na tela recoberta de carvão são colados 17 Cd´s. O que eles contém, é um mistério, mas a composição recria a chave magnética do quarto de hotel em que o artista ficou hospedado na Venezuela. O ouro revela imagens enigmáticas e essa obra, “O Primeiro Segredo”, foi chave de abertura para a exposição abrindo o novo caminho ainda não descoberto.


A exposição
Na primeira obra criada para a exposição, “Segredo número 3”, estão esses novos volumes. As linhas horizontais de antes, agora verticais, compõem uma obra onde os segredos são desvendados. Basta prestar atenção nos detalhes. A série completa, que merece o nome “Segredos”, apresenta quinze pinturas, entre obras horizontais e verticais, medindo 150 x 200 cm, e mais dois quadros de 1,80 x 1,90 cm. O segredo pode ser percebido tanto na composição como na pesquisa de materiais que impregnam as telas onde, além de ouro, chumbo e tecelagem africana são colocados carimbos da anatomia humana de borracha e carimbos de silicone

Os segredos sugeridos nas telas ganham volume nas esculturas. Um fato autobiográfico é o impulso inicial da obra “Segredo número 21”, uma fogueira produzida em mármore sintético. A escultura, de 250 cm, impressiona pelos detalhes: imagens do repertório popular católico incrustadas em suas vigas horizontais. A investigação de Cláudia Ahimsa, curadora da exposição, expõe o background do artista:

“Ele percebe minha investigação silenciosa sobre o `mármore` cruzado e conta: "Minha mãe andava sobre brasas, depois a sola dos pés estava fria!...". Então, a branca fogueira é o retrato que ainda não fizera de sua mãe.”

Mais quatro esculturas compõem a série. O ideograma chinês recortado a laser em chapa de aço, para nós ocidentais, que utilizamos o alfabeto fonético, tem um significado misterioso. As formas são reorganizadas, abrindo-se plasticamente para outras mil possibilidades de leitura. Secreto também é o conteúdo da mala de ferro maciço, de 800 kg.

A obra “Segredo número 23” é composta de uma base de aço. A imagem em ferro cromado só se completa com seu próprio reflexo vislumbrado no óleo diesel queimado. Sagrada, numa primeira leitura, a imagem é, na verdade, o recorte da gilette, elemento do cotidiano. A obra que completa a série é um labirinto formado por duas esculturas de 250 cm de altura, formadas pelo empilhamento de 10 cruzes cujas junções derramam graxa.


O processo criativo do artista vem dos inúmeros acasos diários. Desde sua última exposição, Siron dizia: “Estou sentindo que vem algo novo em minha obra...”. Mas ficava obscuro, inclusive para ele, o que viria a seguir. Já em 2007, na mostra no CCBB do Rio de Janeiro, apresentou a tela “Segredos” (160 x 200 cm), óleo sobre tela produzida em 2005/2006. Mas quais as rotas a serem seguidas, então somente sugeridas por aqueles caminhos horizontais?

Nesse percurso, um universo enigmático se abriu para o artista. As consequências do desenvolvimento do trabalho, ficaram expressas nas palavras de Charles Cosac, em uma carta ao amigo:

“Esse seu figurativismo expressivo intrica-se também com o tempo. A gente sabe que tem algo ou alguém a nos olhar, mas cada vez fica menos evidente. Esses olhares velados pelo excesso de terebintina diluída na tinta á óleo, sobretudo contrastados com as obras empastadas, é de uma sofisticação impar. São muito delicados. Faz-me pensar no momento em que a densidade do óleo cede à imagem que nem você ainda a conhece, mesmo estando prestes a concebê-la. Faz-me também pensar nas pinturas, sobretudo nas texturas dos anos 1970, quando ainda pintava sobre aglomerado e com o óleo ralo. As atuais, porém, evocam a sensação de transparência e leveza. O volume dos anos 1970 não mais te pre

onde fica

Datas: de 11 de setembro a 17 de outubro de 2010
Horário de visitação: terça-feira a sábado, das 9h às 21h e domingos e feriados, das 10h às 21h.

Local: CAIXA CULTURAL São Paulo - Galeria Vitrine da Paulista - Conjunto Nacional - Av. Paulista, 2083 - Cerqueira César, São Paulo (SP) - Metrô Consolação

Acesso para pessoas com necessidades especiais
Entrada: franca
Recomendação etária: livre
quando ir
11/9/2010 a 17/10/2010
quanto custa
lgratuito

compartilhe

comentários feed

+ comentar
alcanu
 

Eu vou lá, sim, geralmente quando a Polícia me prende por vender falsificações do Renoir,
eu passo perto desse lugar !

O duro é que a Fiança aumentou, viu ?
Cê num me empresta algum ?
ahahahahahahah !

Um beijo !

alcanu · São Paulo, SP 6/9/2010 17:29
sua opinião: subir
Cintia Thome
 

Alcanu, sério, é uma coisa espetacular essa exposição de Siron Franco. Anos dedicados a verdadeira Arte . Bjus

Cintia Thome · São Paulo, SP 6/9/2010 17:50
sua opinião: subir
marilia carboni
 

Votadíssimo! Beijo grande!

marilia carboni · Londrina, PR 6/9/2010 23:57
sua opinião: subir
kfarias
 

EXCELENTE POST DE INFORMAÇÃO E CULTURA, devíamos ter muitos mais e a presença maciça dos participantes do Overmundomem sua leitura e visitação, quando possível.

kfarias · Águas de Lindóia, SP 7/9/2010 07:12
sua opinião: subir
O
 

Cintia, deu uma curiosidade lascada. Siron Franco, vou guardar este nome.

O"Silva · Belo Horizonte, MG 7/9/2010 09:05
sua opinião: subir
ayruman
 

A Arte pede passagem... Maravilha amiga.
Saúde e Paz. jbconrado

ayruman · Cuiabá, MT 8/9/2010 13:24
sua opinião: subir
camuccelli
 

Deve ser muito bonita a exposisão.

camuccelli · Rio de Janeiro, RJ 9/9/2010 12:59
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados