Vestidas de Branco

de 09/8 a 28/9 · Vila Velha, ES
divulgação/ Nelson Leirner
noivos segundo Nelson Leirner
1
Ilhandarilha · Vitória, ES
13/8/2008 · 102 · 6
 

O galpão do Museu Ferroviário da Vale se transformou em palco para uma grande celebração de uma instituição que muitos julgam falida: o casamento. E o mestre de cerimônias para essa festa é Nelson Leirner, que inaugurou hoje no museu a exposição Vestidas de Branco, uma grande e séria brincadeira do artista plástico que adora escavar os ícones da pós-modernidade nas suas criações. A idéia da exposição surgiu numa visita ao próprio Museu da Vale, quando o Leirner notou a quantidade de noivos que usam o belo espaço do museu como cenário para seus álbuns de casamento.

Os jardins, a vista da baía e a velha locomotiva fazem parte do álbum de casamento das noivas capixabas desde sua inauguração. Os vagões da locomotiva são cenários para as imaginárias viagens do recém-formado casal em busca da felicidade conjugal. Leiner se inspirou nessa preferência para tratar, em sua exposição, justamente do casamento. Com a irreverência e o humor característico de suas obras ele aborda os vários aspectos da união matrimonial. O romantismo inerente ao tema se mistura ao erotismo, à concepção e às críticas ao consumo por meio dos elementos cotidianos que ele gosta de utilizar em suas obras.

Leirner pretende que a exposição – instalação atraia para dentro da galeria do museu os casais que a inspiraram. Na sala de entrada um imenso tapete vermelho leva o visitante ao casal – obra (com caras de macaco!). Margeando o tapete os convidados da cerimônia: divindades afro-brasileira, animais e santos. Uma viagem de Nelson Leirner, que aos 77 anos ainda conserva o espírito irreverente que o tornou um dos maiores artistas plásticos brasileiros da contemporaneidade.

A exposição tem curadoria de Moacyr dos Anjos, produção da Imago Escritório de Arte e patrocínio da Vale.

onde fica
Museu Vale
Antiga Estação Pedro Nolasco, s/n, Argolas, Vila Velha - ES
quando ir
09/8/2008 a 28/9/2008
quanto custa
Entrada gratuita

Terça a domingo, de 10h às 18h; sextas-feiras, de 12h às 20h
contato
27-3333-2484

compartilhe

comentários feed

+ comentar
Compulsão Diária
 

Gosto de Nelso Leirner sempre. E esse Museu deve ser mutito interesante, Claudia. Parabéns. bjo

Compulsão Diária · São Paulo, SP 12/8/2008 05:28
sua opinião: subir
Ilhandarilha
 

Oi CD. O Museu da Vale é especial mesmo. Como espaço de arte e como local para passeio também. Como espaço de arte ele é o grande local aqui. Suas exposições são sempre muito bacanas e concentram o que há de melhor em arte contemporânea, conforme vc pode ver nesse texto aqui sobre a exposição Arte para Crianças.
Engraçado é que apesar de ser referência em arte contemporânea, o Museu da Vale é, na verdade, um museu ferroviário, que conta a história da ferrovia Vitória/Minas. Tem uma sala enorme com uma maquete gigantesca da ferrovia, com trenzinho passeando, túneis, pontes, etc.
É um lugar e tanto para passear, aprender e se deliciar com as criações de artistas de primeira linha.

Ilhandarilha · Vitória, ES 12/8/2008 10:06
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Marcio Junior
 

Oi Cláudia, o Mariozinho me trouxe para ver essas fotos e parecem ser muito engraçadas, onde estão as outras??
um beijo
marcio

Marcio Junior · Rio de Janeiro, RJ 12/8/2008 10:52
sua opinião: subir
Spírito Santo
 

Mais afinidades: Me amarro em Nelson Leirner desde criacinha ( não sei se ele ou eu)

Spírito Santo · Rio de Janeiro, RJ 14/8/2008 23:25
sua opinião: subir
Ilhandarilha
 

Nelson Leirner é demais. Uma das minhas obras preferidas é o Roberto Carlos santificado no altar de neon. Mas estou muito curiosa com essa exposição das noivas. A idéia dele de fazer a exposição a partir da utilização que as noivas aqui fazem do museu é demais. Não sei se elas vão gostar de ver os noivos macacos. heheh. Vou lá na quinta-feira e depois conto tudinho aqui.
beijos

Ilhandarilha · Vitória, ES 15/8/2008 18:48
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Spírito Santo
 

Ilha,

Ah...(com escusas pelo suposto machismo)... a vida seria bela se todas fossem sucintas, discretas e enigmáticas como Marta.

Spírito Santo · Rio de Janeiro, RJ 10/10/2008 18:28
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados