Alice Poltronieri Porto Velho, RO

colaborações publicadas

OS OLHOS DO MEU AMOR - Alice Poltronieri banco
5/9/2008 01:29 · 163

Para meu amor, que possui o par de olhos mais ternos e encantadores que já vi... +

TEU ROSTO - Alice Poltronieri banco
1/9/2008 00:51 · 203

Apenas cantando o amor...! +

AMOR ETERNO - MÚSICA ( A voz regional de Zezinho Maranhão-PVH-RO) banco
17/8/2008 16:34 · 186

AMOR ETERNO - Autor e interprete, Zezinho Maranhão

Sou bamba, sou flexivel, sou bambu
Sou meu caminho, sou meu coração
Nao tenho tempo pra ter depressão
Nem condição pra querer ser o tudo
Me calo pra sair do desacordo
A calma é quem lapida a intenção
Me calo pra sair do desacordo
Quando um não quer
Dois não querem briga não

Alguma coisa me diz:
Estás infeliz e é bom... +

CANÇÃO DE FILHA - Alice Poltronieri banco
9/8/2008 13:12 · 124

No dia dos pais, minha canção de filha em louvor ao Pai maior. +

POEMA DE PRIMAVERA - Alice Poltronieri banco
4/8/2008 17:35 · 202

Uma volta, aida que sutil, merece uma pequena apresentação.
Hibernei, por algum tempo em hospistais, entre bisturis e e agulhas.
Quase recuperada... já vislumbrando novas experiências nessa brincadeira de viver, me animo em cantar em versos a primavera que vejo eclodir dentro mim.
OI PARA TODOS...! +

SÊ FÊNIX - Alice Poltronieri banco
4/7/2008 09:52 · 114

Ser mulher é ser fênix. O sofrimento é real, mas há que saber só meu e único. Sofrê-lo, se necessário for. Não esquecendo porém que a vida, essa segue inexorável e naturalmente seu implacável curso.
Se acaso se fizer mister, ignora os incautos, encanta quem te encanta, elogia quem merece e enaltece os bravos.
Após longas, escabrosas e invernosas noites mau dormidas, sê FÊNIX...!
Renasça... +

NO PRISMA DOS OLHOS TEUS - Alice Poltronieri banco
30/6/2008 13:32 · 190

Não quero seus passos dispersos no passado, no acaso

Quero o inteiro do seu eu e seus poros escancarados de temor,

Quero seus espasmos para ver-te os olhos de vontades

Todos seus, todos meus, mundos unos de disparidades duas (Parceria) +

A GARÇA- Alice Poltronieri banco
25/6/2008 19:37 · 240

Lá estava eu mais uma vez a margem do Guaporé, sentindo a brisa, o cheiro do peixe o gosto da liberdade e pensando como é simples ser livre. È um barco, uma cabana e o desejo incrustado de alforria...
Pensei em deixar tudo e vir morar neste lugar. Pensei em deixar tudo para ser livre como... como,.. como quê...meu Deus?

Bem, como não coube o texto todo aqui, segue o comentário... +

S A U D A D E...!!! - Alice Poltronieri banco
23/6/2008 18:20 · 123

Ha muitas formas de sentir saudade.
Saudade do que não se sabe definir, talvez o 'elo' perdido...
Saudade do que já se viveu e naõ volta mais.
Mais a saudade mais doída é aquela que se sente ao saber que o objeto des tuas realizações existe e desejar ardentemente encontra-lo, sem saber ao certo como se dará.
Saudade do que, sem dúvida, está a um passo, mas não se sabe para... +

AO MEU PRIMEIRO AMOR - Alice Poltronieri banco
21/6/2008 00:42 · 143

Uma homenagem a minha filha Aline Angela por seu aniversário de 22 anos em 19 de junho. +

MEU AMOR - Alice Poltronieri banco
16/6/2008 00:37 · 125

+

VELHA MÚSICA QUE MORA EM MIM. Alice Poltronieri banco
11/6/2008 20:18 · 128

Pra não dizer: ' batendo na mesma tecla...! +

'NÊGA, OH NEGUINHA!'- Alice Poltronieri banco
9/6/2008 14:08 · 183

Ah, o dia dos namorados tá aí, né...!
Todos querem dar um presentinho a seu bem querer...
Então esses versos vão para todos aqueles que não resistem a um xodó personalizado, se estiver perto, e morre de vontade quando tá longe. Para todos nós então, né?
+

FRAGMENTOS Alice Poltronieri banco
5/6/2008 21:33 · 143

Divagações e mais divagações...
Sempre vale a pena divagar.
Em cada divagação um aprofundamento na realidade. +

SINFONIA PERFEITA - Alice Poltronieri banco
2/6/2008 14:02 · 162

Para meu filho Leon
+

AUTO RETRATO - Alice Poltronieri banco
27/5/2008 18:43 · 199

+

POEMINHA MERENCÓRIO - Alice Poltronieri banco
6/5/2008 10:14 · 214

+

PRELÚDIO -Alice Poltronieri banco
29/4/2008 15:47 · 191

Escrevo esse versos em homenagem a uma pessoa linda que foi, é, e sempre será parte de mim, por quem tenho um amor incondicional e uma admiração do tamanho do meu amor.
Meu vozinho querido, apesar de saber que não lerá, e nem saberá da existência destes versos, pelo estado em que se encontra de 'demência senil', pretendo que a energia do meu amor e de todos que amam a vida leve... +

RELATÓRIO -Alice Poltronieri banco
20/4/2008 23:14 · 187

17/11/2006 - 18:53 - Nota da Assembléia dos Povos Indígenas da Região de Guajará-Mirim
Nós, povos indígenas da região de Guajará-Mirim/RO, pertencendo aos povos Oro Win, Cabixi, Oro Mon, Oro Waram, Oro Waram Xijein, Oro Nao´, Oro Eo, Oro At, Oro Jowin, Kao Oro Waje, Macurap, Tupari, Wayoro, Aruá, Jaboti, Arikapu, Salamãi, Puruborá, Miguelem, Cujubim, Massaká, Canoé, Mequéns, Uru... +

DEUSA DO AMOR - Alice Poltronieri banco
14/4/2008 14:45 · 139

Afrodite:
Deusa surgida da união do céu e do mar representação da beleza feminina.
Vênus eterna, diva da sensualidade.
Divindade que baila à meia luz e se oculta em desejos sutis e sensuais em ardente ebulição do encontro a dois, a sós...!
Que mesmo quando, pelas circunstâncias, torna-se Afrodite às avessas, revela-se suave na total deidade de uma MULHER.


+

TRANSCENDENTE - Alice Poltronieri banco
9/4/2008 12:33 · 204

São apenas divagações de quem sonha com um mundo harmônico onde cada um de nós venha a ser capaz de transcender a dor, a injustiça e a violência.
Esses sentimentos, que são latentes em todo poeta, precisa transbordar.
Eu, como aprendiz de poeta, quero exercitar esse dom de espalhar luz e cor pelo caminho que estou construindo ao caminhar. +

OUÇA, O MEU POETA! - Alice Poltronieri banco
1/4/2008 22:42 · 180

Esse texto nasceu da sensação de uma relação intima e amorosa com tudo que a poesia desperta em mim. É impossivel não estender essa sensação ao poeta que cria o sentimento que me invade.
Minha homenagem, nesse poema, a todos os poetas do OVER que estão sempre revirando minhas emoções e me arrepiando a pele com tanta sensibilidade descrita em vesos e mais versos.


Imagem extraida... +

POEMA NACARINO - Alice Poltronieri banco
25/3/2008 17:27 · 179

Poema místico, nascido apartir de experiências transcendentais.
+

O ANTES E O DEPOIS - Alice poltronieri banco
20/3/2008 16:11 · 139

+

O cais que existe em mim - Alice Poltronieri banco
18/3/2008 02:35 · 144

+

O tempo e o amor - Alice Poltronieri banco
15/3/2008 20:17 · 147

+

Meu primeiro amor - Alice Poltronieri banco
11/3/2008 23:31 · 47

+

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados