A BALAIADA DO MARANHÃO

Editora Anita Garibaldi e IMG Agenda 2000 www.pcdob.com.br
1
azuirfilho · Campinas, SP
19/7/2009 · 36 · 33
 

A BALAIADA DO MARANHÃO
1838 a1841

A Balaiada existiu, devido ao sistema escravista.
Foi igual em todo Brasil, de revoltas jamais vistas.
Uma sanha amaldiçoada, uma infâmia de imensidão.
Foi Honra a Balaiada, do heróico povo do Maranhão.

Era liberado o explorar, sem Direito ou dignidade.
Faziam de tudo se apropriar, escravos a propriedade.
A massa era pra ser usada, sem limite pra satisfação.
Foi Honra a Balaiada, do heróico povo do Maranhão.

Era vida sem ter esperança, era escravidão e terror.
Os BemTeVi eram de confiança, para o Governador.
A massa era desrespeitada, nenhuma consideração.
Foi Honra a Balaiada, do heróico povo do Maranhão.

O pobre do escravo sofria, o sertanejo e o vaqueiro.
Uma verdadeira agonia, e penava o povo Brasileiro.
A gente humilde prejudicada, queria lutar por solução.
Foi Honra a Balaiada, do heróico povo do Maranhão.

Desprezo e desmerecimento, da violência no tratar.
Crescia o descontentamento, calados sem reclamar.
Reclamar era desgraça, acionando terrível repressão.
Foi Honra a Balaiada, do heróico povo do Maranhão.

Tamanho era o sofrimento, e o povo preferiu lutar.
Construir melhoramento, pra a vida em frente levar.
Injustiça amaldiçoada, o dominador era a maldição.
Foi Honra a Balaiada, do heróico povo do Maranhão.

Era a Revolta popular, e os BemTeVi conservadores
Liberais não iam ajudar, e de escravos eram Senhores.
União não fundamentada, e logo estariam na oposição.
Foi Honra a Balaiada, e heróico o povo do Maranhão.

Houve toda atrocidade, e tanta razão para o revoltar.
Imperou indignidade, não dava pra ninguém suportar.
A repressão foi desalmada, de covardia e sem perdão.
Foi Honra a Balaiada, e heróico o povo do Maranhão.

Da parte de autoridade, as jovens foram violentando.
Tantas as atrocidades, com o Império a tudo abonando.
Houve a ação abusada, e sexualmente teve profanação.
Foi Honra a Balaiada, e heróico o povo do Maranhão.

A classe média insatisfeita, mas apoiava o governador.
O BemTeVi que se ajeita, e sempre ganha algum favor.
Pro povo a lei pesada, em qualquer coisa tinha prisão.
Foi Honra a Balaiada, do heróico povo do Maranhão.

E um Político opositor, abusa e mandar aprisionar.
É um ousado provocador, fazendo a todos enganar.
A revolta é iniciada, ao botarem o vaqueiro na prisão.
Foi Honra a Balaiada, e heróico o povo do Maranhão.

Foi o maior desengano, vão todos vaqueiros revoltar
Raimundo Gomes seu mano, vai lá e faz lhe libertar.
A revolta era desenfreada, por ser tamanha a judiação
Foi Honra a Balaiada, do heróico povo do Maranhão.

Uma Epopéia tão arrojada, por Justiça e Libertação.
BenTeVi fez vil debandada, e apoiou feroz repressão.
Gente mesmo revoltada, só escravo, vaqueiro e artesão.
Foi Honra a Balaiada, e heróico o povo do Maranhão.

Foi com Farto armamento, e 8 mil homens treinados.
Caxias veio não dar alento, a aqueles povos revoltados.
Uma gente mestiçada, misturada a negros da escravidão.
Foi Honra a Balaiada, e heróico o povo do Maranhão.

Importante revolta popular, e o povo muito aprendeu
Forças vieram massacrar, o povo pobre é que sofreu
Nossa Pátria foi sangrada e mantiveram a escravidão.
Foi Honra a Balaiada, do heróico povo do Maranhão.

Uma agrária economia, do produto algodão a reinar.
Tanta desigualdade doía, e mais escravidão a lascar.
Toda uma gente explorada, que partiu para a decisão.
Foi Honra a Balaiada, do heróico povo do Maranhão.

O Valor do algodão caia, no seu preço internacional.
O americano mais produzia, de preço baixo especial.
Nessa situação apertada, aos humildes mais pressão.
Foi Honra a Balaiada, do heróico povo do Maranhão.

Desmandos e privilégios, foi tamanho crime e pecado.
Cometeram sacrilégios, o povo de deus foi penalizado.
A mulher desrespeitada, mesmo jovem em formação.
Foi Honra a Balaiada, do heróico povo do Maranhão.

Manoel morreu com glória, e o Raimundo é deportado.
Negro Cosme fez História, e lutou até que foi enforcado.
Seu Quilombo pra criançada, tinha Escola pra Instrução.
Foi Honra a Balaiada, e heróico o povo do Maranhão.

Cada negro foi reescravizado, era o Império.de novo.
E Cosme Bento já enforcado, uma lição para o povo.
Esta na Memória guardada, e esta em cada coração.
Foi Honra a Balaiada, e heróico o povo do Maranhão.

Azuir Filho e Turmas: Do Social da Unicamp e, de Amigos,
de: Rocha Miranda, Rio, RJ e, de Mosqueiro, Belém, PA.

Poesia de Homenagem a Revolução da Balaiada do Maranhão. Queriam melhorias para as classes populares, fim da escravidão, liberdade para os artesões negociarem seus trabalhos e produtos, e os vaqueiros terem autonomia e reconhecimento, nada disso estava nos planos liberais conservadores, que abandonaram a aliança feita e vão prender um vaqueiro, que vai ser solto heroicamente pelo irmão e o movimento vai endurecer com o apoio das Classes Populares e dos Escravos que fogem na esperança de conquistarem a liberdade. Tornam-se a maior força combativa do Maranhão e Luis Alves de Lima e Silva, vem com Oito mil soldados treinados e com pesados Armamentos, para debelar e punir os revoltosos, que eram liderados por Manuel Francisco dos Anjos Ferreira, Artesão dos balaios, Raimundo Gomes, o Cara Preta Vaqueiro, e Negro Cosme Bento de Chagas o Chefe de Muitos Quilombos no Maranhão. Há Muitos Combates e os Balaios lutam com lanças e facões e, resistem ferreamente diante do poder de fogo das tropas do Futuro Duque de Caxias. A Esperança da liberdade animava as forças do lado Balaio, mas foram sendo abatidos totalizando 12 mil mortos, e a Vitória é Imperial. Manoel Balaio morreu em combate, Raimundo vaqueiro é deportado mas morre no barco e Negro Cosme é enforcado por ser Infame. A balaiada desperta muito Interesse Histórico. Foi Honrada a Balaiada, e heróico o povo do Maranhão.

DIREIROS RECONHECIDOS E AGRADECIDOS
F1 Editora Anita Garibaldi e IMG Agenda 2000 www.pcdob.com.br
F2 Editora Anita Garibaldi e IMG Agenda 2000 www.pcdob.com.br
F3 Editora Anita Garibaldi e IMG Agenda 2000 www.pcdob.com.br
F4 http://www.brasilescola.com/upload/e/balaiada.jpg

Sobre a obra

Obra de Louvor a Balaiada do Maranhão destacando Manuel Francisco dos Anjos Ferreira, Artesão dos balaios, Raimundo Gomes, o Cara Preta Vaqueiro, e Negro Cosme Bento de Chagas o Chefe de Muitos Quilombos no Maranhão, famoso por colocar Escola no Quilombo, que praticamente comandava os efetivos da maioria dos Combates enfrentados pelos Balaios, além da Responsabilidade do dispositivo de abastecimento de todos os integrantes do Movimento da Balaiada, do lado do povo. Uma Revolta causada por causa do Sistema Cruel da Escravidão, que não há quem abra a mão da chance da revolta para libertar do jugo infame e cruel. Os balaios contavam com a aliança com os BemTeVi, mais estes saíram fora tão logo começou a repressão.
Houve muita luta e resistência heróica porque Caxias tinha um Exercito de 8 mil Homens bem treinados e armados contra os artesões, vaqueiros, sertanejos e escravos que fugiram para lutar pela liberdade.

tags

compartilhe



informações

Autoria
Azuir Filho e Turmas: Do Social da Unicamp e, de Amigos,
de: Rocha Miranda, Rio, RJ e, de Mosqueiro, Belém, PA.
azuirfilho@superig.com.br
azuirferreiratavares@gmail.com
Ficha técnica
Louvor a Balaiada, das Classes Populares do Maranhão fizeram aliança com os proprietários mas foram logo abandonados e suportaram uma Guerra e repressão sem fim, com12 mil mortos dentre artesões, Sertanejos, Vaqueiros e Escravos, todos lutando por melhores condições de vida e Liberdade.
Downloads
4408 downloads

comentários feed

+ comentar
Doroni Hilgenberg
 

Azuir,
grande texto
A vitória contra a ignorãncia e o preconceito ( até hoje) ,
só se consegue com muita luta.
A Balaiada foi um marco e um exemplo na história de perseguição e escravatura de modo mais vergonhoso.
bjs
bjs

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 18/7/2009 14:54
sua opinião: subir
José Carlos Brandão
 

... mas o Maranhão é a terra do Sarney.

José Carlos Brandão · Bauru, SP 19/7/2009 21:37
sua opinião: subir
Ivan Cezar
 

Provavelmente aí esteja um dos motivos
da terra ser dos Sarney
Aliás, gulosos, querem também
o Amapá
Se fosse possível mudar a história
Hoje os versos de AZUIR
poderiam ter outra
interpretação

Parabéns Mestre Azuir !

Ivan Cezar · São Sepé, RS 19/7/2009 22:41
sua opinião: subir
Sônia Brandão
 

Pena que agora existe alguém para estragar a imagem do Maranhão.
bjs

Sônia Brandão · Bauru, SP 19/7/2009 23:46
sua opinião: subir
Greta Marcon
 

O Sarney sarnoso é um furúnculo, ele não nasceu, veio a furo...
Azuir, impecavel, como sempre. Mais uma história para denegrir a memória de nosso Brasil, que ainda luta contra a desigualdade, preconceito e ignorãncia.
Com muito carinho, meu voto com beijossss

Greta Marcon · Ponte Nova, MG 20/7/2009 00:46
sua opinião: subir
victorvapf
 

Mais um belo texto, parabens! Votado,

abraços

victorvapf · Belo Horizonte, MG 20/7/2009 07:13
sua opinião: subir
Gonçalo
 

Azuir,
Gosto muito de sua escrita sobre as coisas do Nordeste brasileiro, saiba que ficamos bastante lisonjeados. A Balaia faz parte da saga do povo lutador do sertão nordestino, assim como Canudos ou a Guerra dos Cariris. Este movimento de contestação do Império e da escravidão, segundo a historiadora piauiense, Claudete Dias, em "Balaios e Bem-te-vis", a luta se deu, em termos de tempo, espaço e contingentes humanos, proporcinalmente maior no Estado do Piauí. Você dispõe dessa obra?

Um grato e cordial abraço,
Gonçalo.

Gonçalo · São João do Piauí, PI 20/7/2009 08:22
sua opinião: subir
RUI LÔBO
 

Azuir: Oportuna a homenagem aos balaios; vamos ressuscitar a Balaiada prá expulsar de uma vez por todos a oligarquia dos Sarneys do Maranhão, esta praga que até o Acre já foi infestar.! Axè!

RUI LÔBO · Brumado, BA 20/7/2009 08:59
sua opinião: subir
erhi Araújo
 

Azuir

Teces um outro balaio revolucionário quando levanta aos nossos olhos a realeza da nossa história.
Muito obrigado e Parabéns por mais uma perola!
Um grande e orgulho abraço

erhi Araújo · Feira de Santana, BA 20/7/2009 09:14
sua opinião: subir
raphaelreys
 

Os decendentes ainda estão por lá Azuir! Vivem em cafuás de paçha e chamam os visitantes de " meu branco". Tudo gente boa. Namorei uma nativa na cidade de Pinheiro nos anos 80.

raphaelreys · Montes Claros, MG 20/7/2009 09:43
sua opinião: subir
assis pio
 

votado

assis pio · Aurora, CE 20/7/2009 10:42
sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

voltando
bjs

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 20/7/2009 11:34
sua opinião: subir
graça grauna
 

Azuir, meu anjo: parabens por escrever mais uma pagina da História do Brasil que os jornais e nem os livros didáticos contam. Paz em Ñanderu, Grauninha.

graça grauna · Recife, PE 20/7/2009 13:21
sua opinião: subir
camuccelli
 

É.....

camuccelli · Rio de Janeiro, RJ 20/7/2009 16:43
sua opinião: subir
Aldy Carvalho
 

votando

Aldy Carvalho · São Paulo, SP 20/7/2009 16:51
sua opinião: subir
Mirtes Carvalho
 

Azuir Professor querido.
Meu sogro era Maranhense. Descendente de um Padre Negro e uma moça da sociedade. Eles sempre tiveram muito orgulho de terem nascido lá. Sempre soube que é no Maranhão que se fala um português mais correto de todo o Brasil.
Quanto aos comentários de SARNEY são inevitáveis.
Hoje se tem coragem de acusa-lo. Mas nem sempre foi assim. Antes os que tinham poder, preferiam se juntar a ele e viver dos favores, que denunciá-lo. Por isso, manteve seu poderio por tantos anos.
Os poderosos diziam este ditado: "OU COMEM TODOS OU NÃO HA MORALIDADE..." Distorção total dos valores éticos.
Parabéns por mais este grito.
Beijos, Mirtes Carvalho

Mirtes Carvalho · Rio de Janeiro, RJ 20/7/2009 19:31
sua opinião: subir
Anderson Frasão
 

Azuir,

concordo com Graça, você nos dá o privilégio de saber um pouco mais dessa Sarna que tanto deixou a margem pessoas como tal Guerreiro.

Anderson Frasão · Canhotinho, PE 20/7/2009 20:21
sua opinião: subir
kfarias
 

Meu amigo Escritor, Jornalista, Poeta e estudioso de História, fico cada fez mais maravilhado com todas as suas obras que realmente devem inalteciedas ao máximo.
Não sei se já fizeste, mas, vale a idéia de pensar calmamente e seriamente em pulbicar seus trabalhos que com certeza ajudariam em muito os nossos estudantes.
Parabéns e votado
Obs.: Infelizmente o brasileiro não se preocupa muito com a historia e com a País chamado BRASIL!

kfarias · Águas de Lindóia, SP 20/7/2009 20:54
sua opinião: subir
O NOVO POETA.(W.Marques).
 

que ótimo texto, adorei ler amigo.
uma ótima semana e fique em paz.

O NOVO POETA.(W.Marques). · Franca, SP 21/7/2009 07:50
sua opinião: subir
jessebarbosadeoliveira82
 

assim como as revoltas dos alfaiates e dos malês, ocorridas aqui na
bahia, respectivamente no ocaso do século XVIII e na aurora do século XIX. elas também tinham como bandeira a abolição da escravatura e a implantação duma república verdadiramente popular.

bela homenagem, amigo. em vez de ficarmos enaltecendo a inconfidência mineira, motivada pela ditadura tributária, imposta
pela coroa portuguesa á burguesa florescente, e que não possuía
a intenção de suprimir a escravidão nem muito menos dá uma melhor condição de vida aos pequenos agricultores; deveríamos, na verdade, reverenciar estas insurgências eminentemente populares conforme vc o faz nesta ode.

jessebarbosadeoliveira82 · Salvador, BA 21/7/2009 12:06
sua opinião: subir
sergio.araujo
 

Excelente trabalho.

É sempre necessário contar as lutas do povo para que possamos entender melhor o nosso presente e refletir sobre a necessidade de travar novas batalhas.

Abraços.

sergio.araujo · Salinas da Margarida, BA 21/7/2009 12:30
sua opinião: subir
Nelson da Cunha
 

Um grande épico em versos que procura desnudar as entrelinhas do relacionamento entre homens que constroem (destroem) a sociedade. E que sempre há um caminho após a encruzilhada...

Nelson da Cunha · Cosmópolis, SP 21/7/2009 13:54
sua opinião: subir
Eligilvan santos
 

Poeta Revolucionário de poesia metralhada Salve,salve que o azul é filho da arte...

Eligilvan santos · Pombos, PE 21/7/2009 15:59
sua opinião: subir
Agenor
 

Amigo Azuir,
Mais uma das suas poéticas horas de história.
Parabéns, amigo!...
Abraços

Agenor · Aquidauana, MS 21/7/2009 23:09
sua opinião: subir
Agenor
 

Caro Azuir,
Retificando,
Quis dizer, poética aula de história.
prazerosamente votado
Abraços

Agenor · Aquidauana, MS 21/7/2009 23:12
sua opinião: subir
Pedro Monteiro
 

Mais um flesh da nossa, quese desconhecida hitória.
Parabéns ao mestre Azuir que desnuda em poesia mais esta página.

Pedro Monteiro · São Paulo, SP 21/7/2009 23:24
sua opinião: subir
cris toledo
 

Agradeço o convite pra ler ñ esse texto mas sim essa obra linda .
Uma honrra ter vc em minhas simples palavras.obrigada
Parabéns.

cris toledo · Taubaté, SP 22/7/2009 02:36
sua opinião: subir
cris toledo
 

votado com certeza .
abraço

cris toledo · Taubaté, SP 22/7/2009 02:37
sua opinião: subir
Graça Filadelfo
 

Azuir,

Ontem como hoje, tudo igual pelo Brasil afora.
Votado

Abraços,
Graça

Graça Filadelfo · Salvador, BA 22/7/2009 09:25
sua opinião: subir
Andre Pessego
 

Um tanto atrasadão,
um abraço
andré

Andre Pessego · São Paulo, SP 23/7/2009 13:32
sua opinião: subir
joe_brazuca
 

precisaria ter uma dessas na casa do Sarney...

um abraço

joe_brazuca · São Paulo, SP 23/7/2009 18:11
sua opinião: subir
Adroaldo Bauer
 

Azuir,
Sempre bom.
Sempre recuperando a história dos de baixo, que somos ainda hoje escorchados, espoliados e explorados pelos de cima.
Honrado fico, como filho de Milton e Maria de Lourdes, honrados trabalhadores maranhenses de quem muito me orgulho, por essa remembrança histórica de luta por liberdade... que não cessa.
Aliás, somos todos naturais da mesma terra, de um mesmo planeta, independente de que. em algum canto, aqui, ali, acolá, nasça um proxeneta.

Adroaldo Bauer · Porto Alegre, RS 25/7/2009 00:02
sua opinião: subir
Orisvaldo Tanniy
 

Homenagem linda e oportuna.Votado!Abração!!!

Orisvaldo Tanniy · Teresina, PI 20/8/2009 08:24
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

imagens clique para ampliar

Foi Honrada a Balaiada, e heróico o povo do Maranhão. Negro Cosme das Chagas. zoom
Foi Honrada a Balaiada, e heróico o povo do Maranhão. Negro Cosme das Chagas.
Foi Honrada a Balaiada, e heróico o povo do Maranhão. Negro Cosme das Chagas. zoom
Foi Honrada a Balaiada, e heróico o povo do Maranhão. Negro Cosme das Chagas.
Foi Honrada a Balaiada, e heróico o povo do Maranhão. Negro Cosme das Chagas. zoom
Foi Honrada a Balaiada, e heróico o povo do Maranhão. Negro Cosme das Chagas.
Foi Honrada a Balaiada, e heróico o povo do Maranhão. Artesões de balaios. zoom
Foi Honrada a Balaiada, e heróico o povo do Maranhão. Artesões de balaios.
Foi Honrada a Balaiada, e heróico o povo do Maranhão. zoom
Foi Honrada a Balaiada, e heróico o povo do Maranhão.
Foi Honrada a Balaiada, e heróico o povo do Maranhão. zoom
Foi Honrada a Balaiada, e heróico o povo do Maranhão.
baixar
pdf, 8 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados