A Busca

1
Juliene Leite · Cuiabá, MT
7/7/2009 · 5 · 5
 

Toquei-o, suspirei
Almejei inspirações, sensações
Fechei os olhos
Na expectativa de sonhar
Ou, de cair em uma torturante realidade
Ali fiquei,
Contando as horas
Absolutamente inerte
Por fim, soltei-o

Contemplei-o
Os olhos faiscavam,
E, eu desejava cada vez mais saborear cada idéia, cada emoção, cada pedaço
Impaciente,
Numa angústia monumental mergulhei,
Em variados pensamentos naveguei

Coloquei-o junto ao peito
Tomei posse da agonia, quis sentir raiva
Uma incompreensão avassaladora
Dominava a mente
A face corava

Com olhos de vilã,
Refletia uma forma de redenção
Sentia o sangue correr pelo corpo
Por um segundo, quase pude...
Em vão!

Pus-me a espreita!
Nada acontecia
Não fui feliz!
Enfim, nada acontecia...
A cabeça sobre a mesa,
O caderno abandonado

compartilhe



informações

Autoria
Juliene Leite
Ficha técnica
Jornalista, cuiabana. Gostaria de ser poeta.
Downloads
320 downloads

comentários feed

+ comentar
Cláudia Campello
 

a sensação de vazio.....a inercia dos sentidos....
sei como é. Porisso esse poema linnnnnnndo.
saiu assim. és poetisa, das boas, minha cara.

bjssssssss♥;;

Cláudia Campello · Várzea Grande, MT 2/8/2009 23:57
sua opinião: subir
Wuldson Marcelo
 

Os passos largos que a falta de inspiração ou a forma de expressar são capazes de dar nos deixa atarantados, desfeitos em estado de liquidez aparentemente incapaz de voltar a solidez. Este poema é belo e intuitivo, duro e lírico. A dificuldade da escrita poética traduzida em um poema que coloca o vazio e a improdutividade como temas. Paradoxo sublimente contido no espaço da poesia.

Wuldson Marcelo · Cuiabá, MT 13/8/2009 18:33
sua opinião: subir
Rebeca Delgado
 

Gostei muito!

Rebeca Delgado · Curitiba, PR 19/11/2009 09:58
sua opinião: subir
MartaLucena
 

Sabedoria em versos que encantam, humildade ao reconher-se e definir seus sentimentos, lição de amor, tudo contido em tuas palavras uma a uma, nesse belo poema, porque não dizer de resistência.

parabéns...bjs

MartaLucena · Natal, RN 26/10/2010 16:32
sua opinião: subir
MartaLucena
 

Essa angústia é verdadeira e creio que também necessária, nos faz valer ver que somos simples mortais, que a inspiração não se domina. Belo poema poetisa, trás o caderno de volta e continua a nos alegrar com tua singela e bela poesia. bjs

MartaLucena · Natal, RN 7/4/2011 09:31
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 2 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados