A CRIAÇÃO DO MUNDO SEGUNDO O SER HUMANO

jjLeandro
1
jjLeandro · Araguaína, TO
25/2/2007 · 91 · 3
 



A CRIAÇÃO DO MUNDO SEGUNDO O SER HUMANO



Antes do princípio
existiam as trevas da ignorância
e um grande escuro na mente
humana.

Mas o ser humano foi capaz.
Bastou um olhar de sedução
E dois corpos em união.
Luz e trevas interagiram.
Bocas em beijos se fundiram.
Os elementos se encontraram
para alimentar a vida.
O ser humano inventou o orgasmo.
Um pecado para Deus
que não copula.

O que faltava não era a vida
mas a vida reproduzida.
Conceber a vida era
reproduzir a eternidade,
Dogma e Segredo divinos inacessíveis.
Estava inventada a reprodução,
os trabalhos do homem
e o mundo.

Deus nunca perdoou tanto atrevimento.

compartilhe



informaes

Autoria
jjLeandro

Ficha tcnica

Jornalista e escritor, 46, residente em Araguaína -To. Autor do livro de poesias Quase Ave, com o qual ganhou o concurso literário nacional para autores inéditos Cora Coralina em 2002, em Goiânia


Downloads
468 downloads

comentrios feed

+ comentar
José
 

E nas trevas continuamos, ou seria na caverna!??
Agradecido, José

José · Criciúma, SC 22/2/2007 15:09
1 pessoa achou til · sua opinio: subir
jjLeandro
 

Grande poeta José, obrigado.

Acho que vivemos um misto de tudo isso.

abcs

jjLeandro · Araguaína, TO 24/2/2007 19:14
1 pessoa achou til · sua opinio: subir
Felipe Obrer
 

Vi nas palavras-chaves que é uma poesia satírica. Interessante...

Abraço

Felipe Obrer · Florianópolis, SC 25/2/2007 16:08
sua opinio: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faa primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
doc, 20 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Voc conhece a Revista Overmundo? Baixe j no seu iPad ou em formato PDF -- grtis!

+conhea agora

overmixter

feed

No Overmixter voc encontra samples, vocais e remixes em licenas livres. Confira os mais votados, ou envie seu prprio remix!

+conhea o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados