A GARÇA- Alice Poltronieri

1
Alice Poltronieri · Porto Velho, RO
25/6/2008 · 240 · 60
 

A GARÇA

Cada garça tem a sua própria graça,
Seu singular desfilar.


Pousa,
Tateia,
Levita,
Voa,
Voa,
Voa...

Plana,
Apanha,
Voa,
Voa,
Voa...

Sobre a obra

Lá estava eu mais uma vez a margem do Guaporé, sentindo a brisa, o cheiro do peixe o gosto da liberdade e pensando como é simples ser livre. È um barco, uma cabana e o desejo incrustado de alforria...
Pensei em deixar tudo e vir morar neste lugar. Pensei em deixar tudo para ser livre como... como,.. como quê...meu Deus?

Bem, como não coube o texto todo aqui, segue o comentário na íntegra.

compartilhe



informações

Autoria
Alice Poltornieri
Downloads
414 downloads

comentários feed

+ comentar
Alice Poltronieri
 

Lá estava eu mais uma vez a margem do Guaporé, sentindo a brisa, o cheiro do peixe o gosto da liberdade e pensando como é simples ser livre. È um barco, uma cabana e o desejo incrustado de alforria...
Pensei em deixar tudo e vir morar neste lugar. Pensei em deixar tudo para ser livre como... como,.. como quê...meu Deus?
Foi quando meu coração então se deu conta de uma lição que mais uma vez as garças estavam a me ensinar. Sempre caminhamos impacientes, fazemos tudo tão apressado para chegar logo, sei lá onde...mas as garças me diziam é preciso parar, é preciso planar, é preciso, sentar, descansar e ...esperar confiantes...!
Elas sabem que o que desejamos vai acontecer no momento certo e para se alcançar o que se quer só é necessário fazer o movimento certo.
Logo ao entardecer, sempre vem surgindo um bando de garças, e lá vinham elas ente trinta e cinqüenta aves imponentes e apenas livres.
Sei que não havia pressa, nem estress...
Só a necessidade do repouso noturno, elas tinham certeza que estavam no rumo certo.
Observando com atenção me dei conta de uma nova lição: ao voar ou levantar devemos prestar atenção para que nosso movimento seja o mais próximo da perfeição possível.
Levantei-me calmamente e segui vagarosamente o meu caminho, com passos lentos, mas firmes, sabendo que a sabedoria do universo é infinita.
Meu coração ia em paz meu espírito em harmonia.

Alice Poltronieri · Porto Velho, RO 23/6/2008 18:59
sua opinião: subir
Branca Pires
 

Oi Alice, linda como a 'garça'!
Pois é amiga, temos que aprender com a natureza lições valiosas de vida!
Ser paciente é uma delas.
beijão

Branca Pires · Aracaju, SE 23/6/2008 22:24
sua opinião: subir
Samuel Luciano Assunção
 

alice poltronieri...
belíssima reflexão...lindo poema...

liberdade...calma...tranquilidade...confiança...amor...
tudo que precisamos e que...sem pensar...penamos para conseguir...sem que esse penar seja muito necessário...
basta saber esperar...para alcançar...fazendo por onde...

muito bom isso.

um beijo.
samuel

Samuel Luciano Assunção · Angra dos Reis, RJ 24/6/2008 00:03
sua opinião: subir
EdimoGinot
 

Fiquei, em uma ocasião,
um bom tempo vendo elas se recolherem.
A bela imagem ficou gravada pra sempre.
Um abraço

EdimoGinot · Curitiba, PR 24/6/2008 09:20
sua opinião: subir
Marcos Pontes
 

Foi à margem do Guaporé que vi um Jaburu pela primeira vez. Por isso entendo o que sentiu ao ver a garça.

Marcos Pontes · Eunápolis, BA 24/6/2008 17:06
sua opinião: subir
alcanu
 

Belo poema, belíssima reflexão, Alice, você está crescendo, menina !
Um beijo !

alcanu · São Paulo, SP 24/6/2008 17:17
sua opinião: subir
Roberto Girard
 

Alice, nada como a natureza a nos ensinar a caminhada...
Bjs
Saudades...
Beto

Roberto Girard · Rio de Janeiro, RJ 24/6/2008 20:19
sua opinião: subir
Alice Poltronieri
 

...é Branca, an verdade ainda tenho muito que aprender com as garças, mas prometo me esforçar.
beijos querida.

Alice Poltronieri · Porto Velho, RO 25/6/2008 00:45
sua opinião: subir
Alice Poltronieri
 

Samuel, é exatamente isto, observar e seguir a intuição. Costuma dar certo.
To tentando aprender.
Beijos e gracias...

Alice Poltronieri · Porto Velho, RO 25/6/2008 00:46
sua opinião: subir
Alice Poltronieri
 

Edimo, quem já se aventurou pelas bandas do Guaporé ou outro local semelhante tem muitas lições guardinhas, ensinadas pela natureza. Impossível esquecer.
Beijos querido.

Alice Poltronieri · Porto Velho, RO 25/6/2008 00:49
sua opinião: subir
Alice Poltronieri
 

Marcos, o Jaburu, parece ser um bicho estranho, mas tem realmente algumas especificidades em seu comportamento que impressionam.
Bela observação.
Beijos

Alice Poltronieri · Porto Velho, RO 25/6/2008 00:50
sua opinião: subir
Alice Poltronieri
 

Alcanu...!Fiquei feliz de mais pelo seu comentário. Não pelos elogios que apesar de ter certeza da sinceridade, não me impressionaram, mas pelo fato de ter percebido algum crescimento em mim. Poxa, isso é legal, quero muito melhorar, vou continuar me esforçando e prestando atenção em vc, claro.
Beijos querido

Alice Poltronieri · Porto Velho, RO 25/6/2008 00:53
sua opinião: subir
Alice Poltronieri
 

Roberto Girard...!
O caminho é caminhar.
A natureza está sempre à nossa disposição. Se seguirmos o curso do rio, nao morreremos nem de fome e nem de sede e muito menos nos perderemos pelo caminho. Obrigada pela graça de teus lindo olhos azuis a me encantar, poeta querido.
Beijins...

Alice Poltronieri · Porto Velho, RO 25/6/2008 00:56
sua opinião: subir
clara arruda
 

Minha amiga querida.A imagem por si belíssima.
Suas palavras enfeitaram de forma suave.
Obrigada querida por poder te ler.Volto.

clara arruda · Rio de Janeiro, RJ 25/6/2008 04:23
sua opinião: subir
Compulsão Diária
 

Gostei Alice: da repetição voa: é vôo da graça e da poesia.
Cada garça quer ser mulher um dia
Ousa
Espia, apanha e voa
Pousa
Espera
Espera
Espera
Voa

Compulsão Diária · São Paulo, SP 25/6/2008 04:34
sua opinião: subir
danlima
 

Cara Alice, gostei da leveza do tema e da sua construção poética. lembrou-me muito, na aspecto formal e na urdidura dos versos, o grande Gonçalves Dias, no poema "A Valsa", que transcrevo para você(se já o conhece, é uma boa releitura):

• Casimiro de Abreu:


A VALSA

Tu, ontem,
Na dança
Que cansa,
Voavas
Co'as faces
Em rosas
Formosas
De vivo,
Lascivo
Carmim;
Na valsa
Tão falsa,
Corrias,
Fugias,
Ardente,
Contente,
Tranqüila,
Serena,
Sem pena
De mim!

Quem dera
Que sintas
As dores
De amores
Que louco
Senti!
Quem dera
Que sintas!...
— Não negues,
Não mintas...
— Eu vi!...

Meu Deus!
Eras bela
Donzela,
Valsando,
Sorrindo,
Fugindo,
Qual silfo
Risonho
Que em sonho
Nos vem!
Mas esse
Sorriso
Tão liso
Que tinhas
Nos lábios
De rosa,
Formosa,
Tu davas,
Mandavas
A quem ?!

Quem dera
Que sintas
As dores
De amores
Que louco
Senti!
Quem dera
Que sintas!...
— Não negues,
Não mintas,..
— Eu vi!...
Calado,
Sozinho

Mesquinho,
Em zelos
Ardendo,
Eu vi-te
Correndo
Tão falsa
Na valsa
Veloz!
Eu triste
Vi tudo!

Mas mudo
Não tive
Nas galas
Das salas,
Nem falas,
Nem cantos,
Nem prantos,
Nem voz!

Quem dera
Que sintas
As dores
De amores
Que louco
Senti!
Quem dera
Que sintas!...
— Não negues
Não mintas...
— Eu vi!

Na valsa
Cansaste;
Ficaste
Prostrada,
Turbada!
Pensavas,
Cismavas,
E estavas
Tão pálida
Então;
Qual pálida
Rosa
Mimosa
No vale
Do vento
Cruento
Batida,
Caída
Sem vida.
No chão!

Quem dera
Que sintas
As dores
De amores
Que louco
Senti!
Quem dera
Que sintas!...
— Não negues,
Não mintas...
Eu vi!




danlima · Brasília, DF 25/6/2008 10:46
sua opinião: subir
danlima
 

digo, Casimiro de Abreu.

danlima · Brasília, DF 25/6/2008 10:48
sua opinião: subir
Alice Poltronieri
 

Calara, Clarinha...
Obrigada vc por me dar sempre a honra de tua companhia.
Beijos.

Alice Poltronieri · Porto Velho, RO 25/6/2008 11:41
sua opinião: subir
Alice Poltronieri
 

Oi amiga (compulsão diária) muito bem comparado... toda mulher tenta de alguma forma ou em algum momento se portar uma uma garça. Isso é lindo.
Bejs e obrigada.

Alice Poltronieri · Porto Velho, RO 25/6/2008 11:43
sua opinião: subir
Alice Poltronieri
 

Dan, obrigada por se referir a Cassimiro de Abreu, com toda sua imponente poesia... se de alguma forma meus versos te levaram a essas lembranças, isso muito me alegra, pois que belas lembranças!
bjs

Alice Poltronieri · Porto Velho, RO 25/6/2008 11:46
sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Alice, que beleza de versos...e ela apanha, apanha, mas não desiste de sua natureza: voar! Muito legal
Parabéns
bjos

Cristiano Melo · Brasília, DF 25/6/2008 14:44
sua opinião: subir
W@nder
 

Muito bonito, Alice.
A natureza é sábia e, por mais que os Homens, muitos de nós, a maltratemos e a desprezemos, ela, ainda assim, nos prestará a encher-nos os olhos com suas belezas.
Beijos e volto.

W@nder · Rio de Janeiro, RJ 25/6/2008 16:11
sua opinião: subir
clara arruda
 

Alegria imensa abrir a votação.palavras maravilhosas e as garças!
tudo muito lindo minha menina.
parabéns!

clara arruda · Rio de Janeiro, RJ 25/6/2008 18:57
sua opinião: subir
EdimoGinot
 

Votado com graça. (e garças)
Um abraço

EdimoGinot · Curitiba, PR 25/6/2008 18:58
sua opinião: subir
Roberto Girard
 

Alice,
Votos com ares de garça (graça)...
Bjs
beto

Roberto Girard · Rio de Janeiro, RJ 25/6/2008 19:00
sua opinião: subir
Samuel Luciano Assunção
 

alice...lendo de novo...voando de novo...
votando.

um beijo.
samuel

Samuel Luciano Assunção · Angra dos Reis, RJ 25/6/2008 19:09
sua opinião: subir
Lena Girard
 

Alice querida, alçar o vôo das garças é para poucos. Voa, minha menina, para a liberdade. O céu tem limite? Acho que não, né? E ele é azul, fofa! Beijos

Lena Girard · Belém, PA 25/6/2008 19:26
sua opinião: subir
celina vasques
 

Beleza de versos!
Beijos votando!

celina vasques · Manaus, AM 25/6/2008 19:35
sua opinião: subir
Regina Lyra
 

Alice querida,
A Garça tem a leveza do olhar.
Beijos e votos,
Regina

Regina Lyra · João Pessoa, PB 25/6/2008 19:37
sua opinião: subir
Cintia Thome
 

Gostei muito...Garças...poema leve e solto mesmo.bj

Cintia Thome · São Paulo, SP 25/6/2008 21:42
sua opinião: subir
Branca Pires
 

Meus votos para essa revoada branca!
beijos

Branca Pires · Aracaju, SE 26/6/2008 06:30
sua opinião: subir
victorvapf
 

A garça e' uma graça, votado!

victorvapf · Belo Horizonte, MG 26/6/2008 09:52
sua opinião: subir
W@nder
 

Votando, Alice.
bjs.

W@nder · Rio de Janeiro, RJ 26/6/2008 15:22
sua opinião: subir
Rubenio Marcelo
 

Alice,
teu poema e teu texto são repletos de sabedoria. Tudo leve... Tudo lindo. Uma beleza!
Votei.
bjs,

Rubenio Marcelo · Campo Grande, MS 26/6/2008 18:38
sua opinião: subir
Raiblue
 

Alicinha,querida....que vontade de voar....junto com vc....sim, porque teu poema é um vôo...pleno...aberto....gostinho de liberdade pura...cristalina....como deveria ser a vida....se estivéssemos atentos à simplicidade de tudo que existe...e encanta)...em torno de nós...
Parabéns,minha linda!!

mil beijos bluealados.ssssssssss
Raiblue

Raiblue · Salvador, BA 26/6/2008 19:13
sua opinião: subir
Saramar
 

Alice, perdoe-me pelo traso (estive fora).

Além da beleza dos versos, seu comentário nos ensina a necessidade da calma e da reflexão; da pausa para o descando e da contemplação, o próprio estado que gerou tão belo trabalho.

Gostei imensamente.

beijos

Saramar · Goiânia, GO 28/6/2008 10:47
sua opinião: subir
ayruman
 

Oi. São os Ensinos da Mãe Natureza. Gostei e deixo meu voto. jbconrado

ayruman · Cuiabá, MT 29/6/2008 11:45
sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

Alice... imagem, poema e texto se complementam de modo perfeito, transmitindo a nós também, uma sensação e paz e liberdade. Se inserisse o poema na imagem daria lindo cartão postal, aliáz, já é!
Bjssss

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 30/6/2008 10:02
sua opinião: subir
Sônia Brandão
 

Lindo, Alice, tanto o poema como o comentário.
Gostosa essa sensação de liberdade que sentimos ao observar as aves. Dá uma vontade imensa de ser como elas.
Beijo.

Sônia Brandão · Bauru, SP 30/6/2008 19:10
sua opinião: subir
camuccelli
 

É muito sutíl,Gostosa de ler.Faz a gente voar,voar!

camuccelli · Rio de Janeiro, RJ 4/7/2008 13:53
sua opinião: subir
Compulsão Diária
 

Alice, eu disse: toda garça sonha ser mulher rsrs
beijo

Compulsão Diária · São Paulo, SP 4/7/2008 14:07
sua opinião: subir
Smalltown Poeths
 

Voa, voa voa e me leva junto, beijos e votos!!

Smalltown Poeths · Belo Horizonte, MG 5/7/2008 14:59
sua opinião: subir
Hideraldo Montenegro
 

Graça, é voa mesmo. Muito legal. Grande poeta!
Beijão

Hideraldo Montenegro · Recife, PE 6/7/2008 13:20
sua opinião: subir
José Carlos Brandão
 

Atrasado, mas gostei da sua garça
leve,
breve,
suave,
pousa
e voa,
voa
e pousa
no ar
como mágica,
lírica,
como uma pena,
uma pétala
n'água,
e bóia
e nada
e é levada
na luz
do sol.
Garça,
doce,
pousa
em mim.
Um beijo, Alice.

José Carlos Brandão · Bauru, SP 11/7/2008 17:52
sua opinião: subir
graça grauna
 

Alice-poeta: só hoje tive a oportundade de conhecer a leveza e a grandeza da sua poesia. Teu comentário acerca do teu poema também é poético, pelo "desejo incrustado de alforria". Parabéns. Votadíssimo! Bjos de luz.

graça grauna · Recife, PE 15/7/2008 07:47
sua opinião: subir
Ailuj
 

Engraçado que eu tinha deixado um comentario que a graça da garça esta na própria garça e não estou vendo ele aqui

Ailuj · Niterói, RJ 16/7/2008 01:01
sua opinião: subir
raphaelreys
 

Uma alma da natureza habita nessa ilha de Quaporé!

raphaelreys · Montes Claros, MG 18/7/2008 04:51
sua opinião: subir
Vives
 

Parabéns, Alice. Adoro ´poemas sobre aves...Um poebeijo e sucesso. Te espero para votar logo em
http://www.overmundo.com.br/banco/cega-de-paixao
Obrigada.

Vives · Porto Alegre, RS 24/7/2008 23:47
sua opinião: subir
Ecila Yleus
 

Parabéns minha chará,que maravilha seu trabalho.Um verdadeiro vôo poético.

Ecila Yleus · Recife, PE 26/7/2008 13:15
sua opinião: subir
Brida
 

Gostei imensamente. O despojamento de recursos imagísticos, retóricos e dos vários níveis da língua (fonológico, lexical, morfo-sintático, semântico) resulta num poema em que a simplicidade de dicção e a singeleza de ter depurado a linguagem constroem a possibilidade de um território livre. O poeta de percepção lírica - como é o caso - nos liberta para o vôo, a leveza de estar num mundo em que justiça e justeza fazem ninho ( FORMA ).
Vá me ver com "Soneto da Esfinge", lindinha. Beijo.

Brida · Salvador, BA 28/7/2008 19:48
sua opinião: subir
Denise A Souza
 

Lindo demais!Bjs. Dê

Denise A Souza · Guaratinguetá, SP 10/8/2008 19:21
sua opinião: subir
wam nick
 

muito bom. Votado.

wam nick · Recife, PE 29/8/2008 12:37
sua opinião: subir
wam nick
 

Voa, Alice...Voa ...

wam nick · Recife, PE 29/8/2008 13:02
sua opinião: subir
Langinha
 

A garça parece um anjo batendo asas...A idéia é sempre de muita beleza...Abrs. Langinha...Até breve...

Langinha · São Paulo, SP 30/8/2008 21:09
sua opinião: subir
Langinha
 

Daqui 2 horas, estarei em votação no Overmundo, c/ m/ trabalho !Ciclo ! Convido vocêr a visitar-me. Desejo que aprecie... Bjs Até breve....Langinha...

Langinha · São Paulo, SP 30/8/2008 21:14
sua opinião: subir
Neutzscha
 

Gostei disso.
bjs
nd.

Neutzscha · Campinas, SP 30/8/2008 22:23
sua opinião: subir
Circus do Suannes
 

Um belo poema visual. Lindo!

Circus do Suannes · São Paulo, SP 3/9/2008 17:22
sua opinião: subir
Langinha
 

Ganhei c/ m/ trabalho "Ciclo"; convido vc a apreciar meu novo trabalho"Lar", em edição no Overmundo. Desejo que goste....Como já disse antes, seu trabalho é muito lindo !!! Para béns de novo...Abrs. e até breve...Langinha.

Langinha · São Paulo, SP 3/9/2008 23:11
sua opinião: subir
phe
 

parabéns pela poesia e pela interpretação que valia uma outra composição, sua sutileza é encantadora. Vootado
Bj

phe · São Gonçalo, RJ 5/9/2008 09:37
sua opinião: subir
Remisson Aniceto
 

Linda poesia! Leve, solta, apaixonante. Votei!

Remisson Aniceto · São Paulo, SP 19/9/2008 08:52
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 1 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados