A Idade do Senso-Comum

1
Lauro Gueluta · Natal, RN
15/5/2008 · 93 · 12
 

“Penso
e espero que jamais alcance

a imprudente idade do bom senso.”


Maiakovski


A Idade do Senso-Comum


Comum, igual para todos, a média da intelectualidade, nem muito, nem tão pouco. Costumeiramente conservador, pautado pelas tradições restritivas de uma sociedade. Senso, ou como é sentido pelos membros da comunidade um determinado assunto. Sentimento mediano de uma população conservadora – Senso-comum. Sentidos amestrados, obedientes às convenções sociais. Mesmo o corredor mais vigoroso desiste perante tantas correntes. A maior parte da sociedade também acaba se entregando depois de séculos sob o julgo do Senso-comum.

Mediocridade é um atributo fundamental para o sistema. Os medíocres contentam-se com pouco, com muito, com a média, com excessos e escassez. Eles simplesmente contentam-se. Na verdade, não importa a quantidade nem a qualidade, obedecem, engolem os grãos secos e ásperos da submissão.

“Penso e espero que jamais alcance a imprudente idade do bom senso”

Porque imprudente? Prudência é encontrar o equilíbrio, saber discernir entre o bom e o ruim, descobrir a harmonia entre o muito e o pouco, sentir a precisão do ideal. Imprudente justamente por perder a autonomia de decidir por si esses parâmetros, relegar a outros, ao senso-comum, também conhecido como bom-senso, esta criação coletiva, este ente metafísico que preenche os espaços vazios entre as almas sociais, as rédeas da própria escolha. A imprudente idade do bom-senso é aquela que acomete os que não mais se importam em lutar pelo que acreditam, buscar novos mundos, levantar utopias, pincelar realidades impossíveis, em distinguir os abusos e absurdos. Aqueles que esqueceram dos próprios pés, mãos, mente, corpo, para juntar-se à massa disforme, conforme, amorfa, intangível, das regras, convenções, paradigmas, verdades absolutas que ninguém mais questiona.

Na construção conjunta da Humanidade verdadeiramente humana, fraterna, justa, igualitária e rica em diversidade, ninguém pode afundar nos poços que afogam suas individualidades, nem deixar calar suas vozes, em detrimento da voz ‘oficial’, ou esquecer seus caminhos pessoais em troca da estrada cimentada, medida e padronizada na qual muitos se esquecem de si mesmos. “Todos os caminhos levam à Ele”, todas as vidas, infinitamente pessoais, levam, no fim, ou no princípio, à humanidade. Não é uma questão de isolar-se para manter o indivíduo, é se unir na plena consciência de que cada um é especial, único, arte imprescindível e inigualável no mosaico humano.

“Lutar pela igualdade, sempre que as diferenças nos descriminem; lutar pelas diferenças sempre que a igualdade nos descaracterize” Boaventura de Sousa Santos – Sociólogo

Sobre a obra

“Penso
e espero que jamais alcance

a imprudente idade do bom senso.”


Maiakovski

compartilhe



informações

Downloads
451 downloads

comentários feed

+ comentar
Berioliveira
 

Muito bom o texto, palavras com sabedoria e de grande valor humano!

Adorei essa parte...
“Porque imprudente? Prudência é encontrar o equilíbrio, saber discernir entre o bom e o ruim, descobrir a harmonia entre o muito e o pouco,"

Com certeza, abraços

Berioliveira · Vitória da Conquista, BA 14/5/2008 01:17
sua opinião: subir
Samuel Luciano Assunção
 

lauro...escolha maravilhosa de texto que você fez...
imaginar um mundo sem as podres submissões impostas pela hipocrisia...a deslealdade...e todas as injustiças desmedidas praticadas...para conduzir costumes e ações deploráveis que todos temos que conviver todos os dias...

um abraço meu caro...uno-me a você nessa torcida...

samuel

Samuel Luciano Assunção · Angra dos Reis, RJ 14/5/2008 22:43
sua opinião: subir
Cintia Thome
 

Super texto Lauro
Parabens um bj

Cintia Thome · São Paulo, SP 14/5/2008 22:50
sua opinião: subir
ayruman
 

Votado... Quero mais!

A sensibilidade não é peculiar somente a artistas ou alguns privilegiados. Em si, ela é patrimônio de todos os seres humanos. Ainda que em diferentes graus, ou talvez em áreas sensíveis diferentes, todo ser humano nasce com um potencial de sensibilidade. (Fayga Ostrower).

Estou na página: http://www.overmundo.com.br/banco/nao-existe-arte-so-na-cabeca-1

ayruman · Cuiabá, MT 14/5/2008 23:28
sua opinião: subir
Lauro Gueluta
 

Muito obrigado, Beri, Samuel, Cintia e Ayruman pelo apoio. Precisamos nos libertar dessas amarras imprudentes e limitantes.

Força para todos,
Grande abraço.

Lauro Gueluta · Natal, RN 14/5/2008 23:58
sua opinião: subir
peninha
 

Lauro, votei.
Usei meu bom senso e votei. É de longe um ótimo texto, e tenho a certeza que a maioria de nosotros, mediocres, assim o caracterizará. Paradoxal?
Como fugir ao bom senso?
Copiei este seu texto. Vou relê-lo umas outras vezes.
Voce é pai de filhos universitários? eu sou.
Como fugir ao bom senso se ele me é questionado 24/7 ?
Não consigo pensar como Maiakovski.
Penso em bom senso como conquista, persigo-o...
Sou mediocre por inexoravel condição humana, não um conformista, não uma vaca de presépio.
Em mim convivem bom senso, indignação e muitas vezes, a revolta em seu estágio mais primitivo, sufocada por um copo de uiske, porque ninguém é de ferro...

peninha · Butão , WW 15/5/2008 00:09
sua opinião: subir
Lauro Gueluta
 

acontece, acontece, Peninha...
...
mas, talvez os conceitos que temos de "bom-senso" estejam mesmo precisando de revisões... precisamos ir além do que temos, pois é até por "bom-senso" que todos sabem que nossa sociedade é doentia e auto-destrutiva... Mas não precisamos de bom-senso para chegar à essa conclusão, basta olharmos com nossos próprios olhos, sentirmos com nosso corpo, expandirmos como nossa alma, e perceberemos a doença e a morte em tudo que nos cerca.
...
Força, camarada.
Abraço.

Lauro Gueluta · Natal, RN 15/5/2008 00:38
sua opinião: subir
clara arruda
 

Ir além...Adorei o texto.meu carinhoso voto.

clara arruda · Rio de Janeiro, RJ 15/5/2008 07:25
sua opinião: subir
analuizadapenha
 

oi... o bom -senso é um perigo , não deve ser a carta posta na mesa quando as divergências aprofundam-se, antes pelo contrário há que buscar consenso. Será que o bom senso escamoteia a verdade em nome da totalidade. Legal estas indagações depois de lê-lo, ou algo bem individual q

analuizadapenha · Natal, RN 15/5/2008 15:59
sua opinião: subir
analuizadapenha
 

(continuando) que vem com a meia idade...rs.Abraços.

analuizadapenha · Natal, RN 15/5/2008 16:02
sua opinião: subir
Celso Barreto
 

a idéia de senso não admite tão bem a idéia de comum não é?
bom texto
votado

Celso Barreto · Cuiabá, MT 16/5/2008 14:05
sua opinião: subir
JACK CORREIA
 

"...ninguém pode afundar nos poços que afogam suas individualidades, nem deixar calar suas vozes..." Nem tenho o que dizer. Amei!

JACK CORREIA · Crato, CE 19/5/2008 10:58
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 3 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados