A lágrima da rosa

1
clara arruda · Rio de Janeiro, RJ
14/10/2008 · 290 · 77
 

Amostra do texto

A lágrima da rosa

Chora a bela rosa por sua cor diferente.
A lágrima transparente que ninguém vê.
Chora o amor que nunca teve,
Sorri da própria sorte, porque viver é morrer.
Caule sempre seguro em oferenda.
Botão que espera um dia desabrochar,
quando aberta as pétalas frágeis,
vão sendo pisadas ou jogadas no ar.
Ah! Doce e linda vida tem a rosa.
Dos jardins é sempre a rainha.
Sempre para os amores são doadas
mas, para mim um buquê de fantasia.
No jardim plantei em canteiros de sonhos, na espera de nascer a rosa mais bela.
mas, ao brotar, triste vi nascer a rosa
de cor e perfume que a difere.
Essa rosa que nasceu sem a beleza
Nunca colhida por um ato de carinho,
hoje coroada apenas com espinhos.
Talvez numa outra dimensão,
renascerei tal como foi meu sonho.
Ser apenas a flor da poesia e com ela ser ofrenda aos amores.
Verto as lágrimas que o sereno, durante toda a vida meu pranto enxugou.
Desfaço agora o que restou do meu canteiro,
lamentando a semente que nunca germinou,
levo comigo apenas a certeza ,
do que tudo o quis, foi propagar o amor.

Cacilda B.Arruda (Clara Arruda)
Fechando a cortina desse grande teatro que é a vida
RJ, 12/10/2008
Cacilda BJ_ 12/10/2008 03.04 AM

Sobre a obra

Hoje me despeço em definitivo.
Nunca fui realmente uma poeta,sempre postei meus rabiscos.
Se servir de consôlo saibam:
Essa amiga sempre respeitou e apoiou o trabalho de todos.
Muitos tive o prazer de ajudar nas publicações.
Aqui espero ter deixado boas recordações, se não pelas pobres rimas, ao menos pela amizade e carinho que tentei oferecer.
As palavras o tempo se encarrega de levar. Os atos permanecem.
Coloquei em cada palavra um ato de amor. E pelos meus atos sou responsável,
Nunca confundam um texto com minha vida pessoal,muitos me julgam pelo que escrevo,achando que sou vítima sofrida.
Sou apenas uma mulher que acredita na igualdade, fraternidade

compartilhe



informações

Autoria
cacilda Arruda ( clara arruda para os amigos)
Ficha técnica
Flata-me técnica.
Nunca serei a sombra de um poeta.
Nunca escreverei palavras que não compreendo.
E nunca me darei por vencida,enquanto houver no mundo, um ser que precise de uma mão estendida.
Downloads
188 downloads

comentários feed

+ comentar
José Carlos Brandão
 

Clara, um poema de despedida para você:

A ROSA


O seu perfume permanece mesmo depois que foi cortada
E repousa no vaso, na mesa da sala.

Ando na ponta dos pés para não acordá-la.
A casa paira no ar com o seu perfume.

É vermelha como sangue.
Eu me aproximo devagar

De uma pétala caída na tolha branca
E a levo com cuidado aos lábios.

A rosa no vaso é eterna,
A pedra do tempo não pode assassiná-la.

Entro em êxtase com o seu néctar.
É a imagem da mulher vinda do fundo do mistério

E modula com a língua do silêncio
A palavra essencial.

Fique com Deus. E com o carinho, o amor dos amigos.

José Carlos Brandão · Bauru, SP 12/10/2008 12:58
sua opinião: subir
azuirfilho
 



Poesia de muita beleza
Triste do que fala da náo realizacáo na vida e da mais elevada sabedoria quando fala da vida que tanto nos importamos com a sua representacáo.

...Fechando a cortina desse grande teatro que é a vida...

A vida é só esse teatrinho rápido mas, que temos de caprichar porque os que verdadeiramente nos amam estáo vendo nosssa apresentacáo.
Sua Poesia é muito bela e Clara como seu nome.
Parabéns.
Abracáo Amigo.

azuirfilho · Campinas, SP 12/10/2008 13:58
sua opinião: subir
Compulsão Diária
 

Mamma Clara,

Resta.....
Resta, acima de tudo, essa capacidade de ternura
Essa intimidade perfeita com o silêncio
Resta essa voz íntima pedindo perdão por tudo
- Perdoai-os! porque eles não têm culpa de ter nascido...

Resta esse antigo respeito pela noite, esse falar baixo
Essa mão que tateia antes de ter, esse medo
De ferir tocando, essa forte mão de homem
Cheia de mansidão para com tudo quanto existe.

Resta essa imobilidade, essa economia de gestos
Essa inércia cada vez maior diante do Infinito
Essa gagueira infantil de quem quer exprimir o inexprimível
Essa irredutível recusa à poesia não vivida.

Resta essa comunhão com os sons, esse sentimento
Da matéria em repouso, essa angústia da simultaneidade
Do tempo, essa lenta decomposição poética
Em busca de uma só vida, uma só morte, um só Vinicius.

Resta esse coração queimando como um círio
Numa catedral em ruínas, essa tristeza
Diante do cotidiano; ou essa súbita alegria
Ao ouvir passos na noite que se perdem sem história.

Resta essa vontade de chorar diante da beleza
Essa cólera em face da injustiça e o mal-entendido
Essa imensa piedade de si mesmo, essa imensa
Piedade de si mesmo e de sua força inútil.

Resta esse sentimento de infância subitamente desentranhado
De pequenos absurdos, essa capacidade
De rir à toa, esse ridículo desejo de ser útil
E essa coragem para comprometer-se sem necessidade.

Resta essa distração, essa disponibilidade, essa vagueza
De quem sabe que tudo já foi como será no vir-a-ser
E ao mesmo tempo essa vontade de servir, essa
Contemporaneidade com o amanhã dos que não tiveram ontem nem hoje.

Resta essa faculdade incoercível de sonhar
De transfigurar a realidade, dentro dessa incapacidade
De aceitá-la tal como é, e essa visão
Ampla dos acontecimentos, e essa impressionante

E desnecessária presciência, e essa memória anterior
De mundos inexistentes, e esse heroísmo
Estático, e essa pequenina luz indecifrável
A que às vezes os poetas dão o nome de esperança.

Resta esse desejo de sentir-se igual a todos
De refletir-se em olhares sem curiosidade e sem memória
Resta essa pobreza intrínseca, essa vaidade
De não querer ser príncipe senão do seu reino.

Resta esse diálogo cotidiano com a morte, essa curiosidade
Pelo momento a vir, quando, apressada
Ela virá me entreabrir a porta como uma velha amante
Mas recuará em véus ao ver-me junto à bem-amada...

Resta esse constante esforço para caminhar dentro do labirinto
Esse eterno levantar-se depois de cada queda
Essa busca de equilíbrio no fio da navalha
Essa terrível coragem diante do grande medo, e esse medo
Infantil de ter pequenas coragens.

15/04/1962

Meu carinho, admiração por você sempre!

Compulsão Diária · São Paulo, SP 12/10/2008 15:45
sua opinião: subir
Cintia Thome
 

Beleza Clara...Muito...muito....

Cintia Thome · São Paulo, SP 12/10/2008 15:46
sua opinião: subir
Marcos Pontes
 

A rosa pode não ser bonita, mas merece o respeito de todas as rosas. Assim são as pessoas, todas imperfeitas, mas pessoas, por isso merecedoras do respeito. Leve o meu.

Marcos Pontes · Eunápolis, BA 12/10/2008 16:25
sua opinião: subir
tarokid
 

Sabem, ao flertar com a fábula eu tive um sonho. Sonhei que a rosa, há muito tempo era uma gata borralheira. Ela esperava um dia ser respeitada, amada,porém nunca idolatrada!
Ela queria ter o seu pequeno e humilde castelo (um jardim), onde pudesse se umedecer não com suas lágrimas, mas com o orvalho do manhã.
Entretanto veio a tempestade a derrubou, veio o vento e a contorceu, veio o frio e a desbotou...Quantas rosas assim ainda teremos que recolher do nosso grande jardim (o mundo)?
Quantas vezes teremos que lamentar pelo o que a natureza (humana) criou?
Sejamos todos sábios pelo menos por um instante...
Silêncio! Ouçam... É a resposta das flores...

tarokid · Machado, MG 12/10/2008 23:06
sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

Clara,
Ótimo texto,
despedida ou não,
vc sempre estará entre nós.

A Rosa
O vento vem despeta-la,
a rosa, porém ainda,
resta o perfume que fala
o quanto a rosa era linda!
( Eno.T.W.)
bjss e meu carinho

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 12/10/2008 23:18
sua opinião: subir
Falcão S.R
 

Clarinha,

Rosa triste regada por lágrimas de luta e coragem.

O que importa é que sejas feliz, e isso sei que és, pois a felicidade de teu próximo e tua maior recompensa.

Beijos

Falcão S.R · Rio de Janeiro, RJ 13/10/2008 06:00
sua opinião: subir
graça grauna
 

ClarAmiga - não concordo com essa despediad, mas o que se há de fazer? Vamos, amiga, o mundo precisa de mãos dadas. Não desapareça. Bjos.

graça grauna · Recife, PE 13/10/2008 08:40
sua opinião: subir
clara arruda
 

Poetisa Clara,
Obrigada por me visitar e comentar meus simples escritos!

Que primor de poema. Uma despedida que deixa marcas fortes!
A vida é mesmo um teatro, por isso temos que aproveita
´-la bem ...memso coroada de espinhos, vale a intenção de propagar o amor!


O espinho da rosa serve para nos ferir
A petála, para nossas lágrimas absorver
Entre elas, temos a vida para interagir
Nenhuma ação se faz sem o sofrer!

Um grande abraço!
Diná

meus traços e linhas · Cabedelo (PB) · 13/10/2008 07:44 alerta
Dê sua opinião! Você achou esse comentário útil?

clara arruda · Rio de Janeiro, RJ 13/10/2008 08:49
sua opinião: subir
Claudia Almeida
 

Ah! Doce e linda vida tem a Clara!

Enquanto ouver vida não digo adeus beijos POETA!

Claudia Almeida · Niterói, RJ 13/10/2008 09:52
sua opinião: subir
Claudia Almeida
 

digo houver beijos

Claudia Almeida · Niterói, RJ 13/10/2008 09:52
sua opinião: subir
Lena Girard
 

Viver, mâezinha, é a melhor coisa que existe!
Lindo teu texto!
Beijos

Lena Girard · Belém, PA 13/10/2008 09:54
sua opinião: subir
Smalltown Poeths
 

Sempre se despedindo...."mande notícias do mundo de lá diz quem fica"...."As rosas não falam, simplesmente exalam..." então, linda poesia e se não tem nada a ver com você, pelo menos temos a beleza poética. Beijos... e mande notícias...

Smalltown Poeths · Belo Horizonte, MG 13/10/2008 10:33
sua opinião: subir
Erode Lino Leite
 

A existência de uma rosa jamais deixa um vazio.. o espaço será sempre ocupado pela mesma, impregnando a eternidade com sua cor e perfume! Rosas são eternas, perfumam o tudo! Um texto sublime e valoroso! Abraços....!! ( Até logo, jamais adeus!) Bjs

Erode Lino Leite · Campo Grande, MS 13/10/2008 10:55
sua opinião: subir
Karla Gohr
 

Ei, como assim? Não desapareça!!! É semore bom ler seus textos e refletir com eles. Fique, o over precisa de vc. Beijo.

Karla Gohr · Curitiba, PR 13/10/2008 11:07
sua opinião: subir
Valéria Geremia
 

Nunca diga nunca, Clara amiga... rsrsrs. Não gosto de dar conselhos, e acho que minhas palavras precisam ser sempre avaliadas. Não tenho certeza de nada. Brinco de ter certezas. E admiro quem se resguarda de afirmar o que é... porque não precisamos nos dar denominações. Somos o que vivemos. Não interessa se nos chamam de poetas ou de mentirosos.

Sua poesia muito me comoveu, principalmente:

Chora o amor que nunca teve,
Sorri da própria sorte, porque viver é morrer.

Com carinho, um grande beijo.

Valéria Geremia · Fortaleza, CE 13/10/2008 11:39
sua opinião: subir
Hideraldo Montenegro
 

Clara, penso que quem escreve poesia é poeta. Sempre tenho lido excelentes poemas seus. Ninguém precisa se tornar um Fernando Pessoa para se sentir poeta. É verdade que, quando escrevemos, escrevemos as nossas verdades, nos despimos, somos sinceros, apesar de que, paradoxalmente, uma obra precisa repercutir no "outro". Contudo, penso, não podemos depender da opinião alheia. O melhor termômetro de nossa poesia somos nós mesmos. Enfim, não vejo motivo, se me permite, para se excluir do rol dos poetas. Você é uma grande poeta. Uma pessoa sensivel, acima de tudo, a maior qualidade de um poeta.
É evidente que, aqui, existirá sempre uma diversidade de qualidade, porém, qual importãncia isto tem? Escrevemos porque sentimos esta necessidade. A poesia nos impulsiona a isto (é nossa alma falando). A poesia se inscreve na gente, como uma cicatriz, uma sina (uma boa sina, por sinal, senão um privilégio divino). Há sempre que gosta do que escrevemos e há os que não gostam. Nada podemos fazer. O que podemos é ser o que somos. O poeta, penso, tem que viver a poesia diariamente, todo instante. Parece-me que isto ocorre com você. Reconhecemos isto em você. Não estamos num concurso. Este espaço é um estímulo a todos os poetas, independente de suas qualidades estéticas, praticarem e, que bom que exista este espaço!
Peço desculpas por não acompanhar sempre. Nem sempre o meu tempo, devido à tarefas, me permite acompanhar o pique por aqui. Isto não significa uma preferência x ou z por este ou aquele (a) poeta. Acho que todos são igualmente importantes. Pessoas que escrevem já são especiais. Além do mais, não tenho esta competência para medir, nem o desejo, nem é minha praia ou área. Há pessoas preparadas para julgar e acho que são importantes e não podemos desprezar o papel que elas cumprem, além do fato de que se preparam para tanto, basta citar os cursos de letras e coisa e tal. Sem a crítica não saberíamos distinguir isto ou aquilo numa obra de arte (poética).
Mas, não é o caso tratado aqui. O legal é a gente se conhecer, trocar idéias, saber da produção do outro e estas coisas. Estamos utilizando o nosso tempo para contribuir com a expansão das consciência (penso que a arte, de uma forma geral) faz justamente isto e é um canal de transformação efetivo.
Enfim, querida, fica o meu abraço e meu desejo de sucesso.

Hideraldo Montenegro · Recife, PE 13/10/2008 11:46
sua opinião: subir
Rose Rocha
 

Não te aflijas com a pétala que voa:
também é ser, deixar de ser assim.


Rosas verá, só de cinzas franzida,
mortas, intactas pelo teu jardim.


Eu deixo aroma até nos meus espinhos
ao longe, o vento vai falando de mim.


E por perder-me é que vão me lembrando,
por desfolhar-me é que não tenho fim.


4º Motivo da rosa (Cecilia Meirelles)

Rose Rocha · Jundiaí, SP 13/10/2008 12:11
sua opinião: subir
Rose Rocha
 

A tua poesia é forte e revela uma dose de sensibilidade que sempre me impressionou e que também me cativou. És inteligente, és doce, és forte e verdadeira. Só sei de vc o que pude sentir das palavras que escolheu prá tua poesia e dos carinhosos e atenciosos comentários deixados aos seus amigos (assim os chamou).
eu não sei quase nada da vida, não entendo de regras da poesia, a não ser, que é o que canta o coração..., desejo que o "sol "te aqueça num abraço amigo, que a vida aconteça na vitóra das sementes que plantamos cada dia, cada momento de amor dedicado possa transbordar em seu interior, te trazendo em dobro a felicidade, o carinho, que vc proporciona a quem está próximo.
Um terno abraço, Obrigada por tudo, Volte quando quiser e puder,
E se for mesmo uma despedida, ai, eu não sei dizer adeus...
Bj

Rose Rocha · Jundiaí, SP 13/10/2008 12:21
sua opinião: subir
Benny Franklin
 

Oi, Flor!

Que a despedida seja breve.

Estarei sempre a sua espera, e obrigado pelas sempre
palavras de zelo e carinho.

S

Benny Franklin · Belém, PA 13/10/2008 12:53
sua opinião: subir
Benny Franklin
 

P

Benny Franklin · Belém, PA 13/10/2008 12:54
sua opinião: subir
Benny Franklin
 

Parabéns, a poesia é de prima.
Bjs.

Benny Franklin · Belém, PA 13/10/2008 12:55
sua opinião: subir
luz de sempre
 

Lindo poema minha amiga...É realmente uma tristeza que estejas se despedindo...tuas palavras são um bálsamo para nossos dias de chuva...beijos..

luz de sempre · Maceió, AL 13/10/2008 14:15
sua opinião: subir
Eloy Santos
 

Cheguei há pouco, Clara, mas logo vi que você merece a atenção de todos.
Receba os meus respeitos e os parabéns.
Fique, Clara, na companhia do sempre mestre Mário Quintana.
"Os poemas são pássaros que chegam
não se sabe de onde e pousam
no livro que lês.
Quando fechas o livro, eles alçam vôo
como de um alçapão.
Eles não têm pouso
nem porto
alimentam-se um instante em cada par de mãos
e partem.
E olhas, então, essas tuas mãos vazias,
no maravilhado espanto de saberes
que o alimento deles já estava em ti..."

Eloy Santos · Rio de Janeiro, RJ 13/10/2008 15:09
sua opinião: subir
walnizia santos
 

Clara, querida!
No pouco tempo que aqui estou,
li poemas seus muito valiosos e merecedores
de aplausos e pude constatar a pessoa maravilhosa que
é. Sensível, amorosa, desprendida e talentosa.
Pena o seu afastamento, mas só mesmo você pode
avaliar a conveniência de ir ou de ficar mais um pouco.
Seja sempre muito feliz. Haja sempre muito perfume no
seu caminho.
Beijos muitos.
Walnizia

walnizia santos · Brasília, DF 13/10/2008 15:55
sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Clara,
belo e triste o poema. Que seja breve a despedida e que não pare de escrever senão por aqui mas em qualquer lugar, mas que seja feliz aqui, ali, em qualquer lugar.
beijos fraternos
Cris

Cristiano Melo · Brasília, DF 13/10/2008 21:06
sua opinião: subir
Andre Pessego
 

Clara, minha terna e eterna amiga - de quantos prantos o sereno também me acalentou, me consolou, lagrimas me suprimiu.
- Vi em cada um dos tantos versos maginificos que li, brotados da tua pena, um quê se identificando comigo; outros como que dizendo o que de capacidade me falta - mas dizendo de mim mesmo
E assim, estamos tantos de nós eternizados - correndo mundo - ajudando consciências ajudando a lapidar inteligências, acho mesmo que poucos como ti.
um abraço
andré

Andre Pessego · São Paulo, SP 13/10/2008 22:07
sua opinião: subir
Sônia Brandão
 

Seu poema soa triste como a tristeza da rosa diferente.
Seria muito pedir que não nos deixe? Que história é essa de dizer que não é poeta?
bjs

Sônia Brandão · Bauru, SP 14/10/2008 00:04
sua opinião: subir
JACINTA MORAIS
 

CLARA,como esse adeus??? vc não tem o direito de deixar o vazio da sua poesia na nossa alma! cada noite será um deserto,a inveja e a maldade são terrenos baldios,lá as rosas nascem sem perfumes...seu encanto genuíno e generosidade,certamente ferem mais q os espinhos, sangram as almas frias...se a sua arte é incômoda, nada mais é que um sinal de nivel superior! que infinita dor,minha amiga! Os seres" inconvenientes" não possuem direitos absolutos,sobre qualquer espaço; posto que também são simples mortais, pecadores,arrogantes e perturbados...onde a beleza transforma-se em espelhos que refletem o veneno,destilados por palávras mesquinhas,em mãos de aço,que provalvemente só cavam tristezas, e nunca aprenderam plantar flôres...para essas pessoas,ofereço mais que as suas rosas,ofereço o lenço de seda,para secar as lágrimas que o destino um dia haverá de cobrar...Juro que estou derramando prantos,por sua ausência...Não no coração,mas na rotina do dia-a-dia e na solidão de cada noite sem vc!!!bjs te adoro,ainda te encontro por aí,ou por aqui...ATÉ MAIS!

JACINTA MORAIS · Cascavel, PR 14/10/2008 03:49
sua opinião: subir
Aepan
 

Clara Você é linda... Mais um belo trabalho...
Airton
Estrela-RS

Aepan · Estrela, RS 14/10/2008 06:37
sua opinião: subir
Orisvaldo Tanniy
 

Clara você é demais...Mais um lindo trabalho.Estarei na votação.

Orisvaldo Tanniy · Teresina, PI 14/10/2008 06:51
sua opinião: subir
delen
 

O poeta já chora a falta do anjo que ilumina seu ser , a rosa do jardim está morrendo , onde ele encontrará o brilho da estrela , é triste mas saiba que por onde vc for meu ser estará sempre com vc . Bjs....

delen · Cotia, SP 14/10/2008 11:34
sua opinião: subir
delen
 

Iniciando sua votação ...

Espero que volte logo , pois sua presença é muito importante na vida desse poeta . Bjs...

delen · Cotia, SP 14/10/2008 11:36
sua opinião: subir
Falcão S.R
 

Clarinha,

Beijos

Falcão S.R · Rio de Janeiro, RJ 14/10/2008 11:38
sua opinião: subir
Rose Rocha
 

Beijokas e tenha um lindo dia!

Rose

Rose Rocha · Jundiaí, SP 14/10/2008 11:46
sua opinião: subir
Dito Venéreo
 

Clara,
poema muito espontâneo, de beleza e leveza.
prazer demais em compartilhar essas coisas com você.
a gente se vê por aí, e espero, por aqui também.
beijo e abraço
saudações venéreas

Dito Venéreo · São Paulo, SP 14/10/2008 12:02
sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

beijos
: (

Cristiano Melo · Brasília, DF 14/10/2008 13:37
sua opinião: subir
Aepan
 

Já estou a tua espera... Saudades... Você é meu anjo de luz...
Airton
Estrela-RS

Aepan · Estrela, RS 14/10/2008 13:57
sua opinião: subir
azuirfilho
 

clara arruda · Rio de Janeiro (RJ)
A lágrima da rosa
Em meio as Lutas da Vida nos somos do Overmundo.
Nós somos da Poesia e aqui temos uma base importante dos nossos Trabalhos.
Aqui nos encontramos muito.
Náo podemos nem imaginar de náo estarmos mais juntos.
Quem tiver de fazer alguma coisa, vai e volta.
Cada um é do Overmundo e, náo deve nunca mais sair.
Nós somos da Poesia com todo Amor.
Aceite nosso pedido para que fique sempre e, continue produzindo
com o mesmo amor e beleza que vicé produz e por isso esta consagrada como uma escritora admirável.Parabéns Amiga Poeta, Contamos com sua permanéncia embelezando nosso Overmundo.
Abracáo Amigo.

azuirfilho · Campinas, SP 14/10/2008 14:06
sua opinião: subir
JACINTA MORAIS
 

CLARINHA, meu coração não sentirá sua ausência,simplesmente porque nele,viverás para sempre...bjs na doçura de sua alma!

JACINTA MORAIS · Cascavel, PR 14/10/2008 14:19
sua opinião: subir
victorvapf
 

Clara, nos depedimos nesta esquina! As esquinas sao muitas...

victorvapf · Belo Horizonte, MG 14/10/2008 17:32
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Clara,

Belos versos, cheios de intensidade, lembrou-me um pouco Cecília Meirelles. A lágrima transparente rola pela face, nem sempre percebida, mas tão rica em sentimentos. Viver é morrer, para depois renascer, como semente novamente, com todas as possibilidade de gerar linda rosa, majestosa no jardim da vida. Mesmo gerando rosa não tão formosa, com certeza grandiosa, na nobe missão de propagar o amor...

Parabéns, e lamento pela sua saída, mas cada um é livre para escolher os seus caminhos. Mas saindo, deixará o carinho, como aroma de rosa.

Bjs

Gustavo Adonias · Salvador, BA 14/10/2008 17:33
sua opinião: subir
Vlad S Jr
 

Clara querida,

Sinto muito pela falta de tempo em vir nesse mundo ler as publicações boas e belas, muitas delas de suas autoria. É uma pena que você se despede, fico feliz então por ter tido a oportunidade de desejar FELICIDADES. Quem sabe não é esse apenas um até breve, umas férias que sempre nos fazem bem, nada na vida é definitivo mesmo, tampouco para sempre, e depois, se as sementes do teu amor não cobriram o mundo mas com certeza alimentaram muitas borboletas. Pense nisso. Um beijo no seu coração.

Vlad S Jr · Guabiruba, SC 14/10/2008 17:37
sua opinião: subir
clara arruda
 

Meus overmanos queridos. Hoje abandono a clara arruda para ser simplesmente a cacilda arruda.Por 7 meses vaguei por esse espaço dando e recebendo o carinho de todos vocês.Tive o privilégio de ser um voto para a publicação dos novos.Alguns se tornarm tão importantes que passaram a ocupar um lugar cativo em meu coração.
Eu nasci de uma mãe já com idade avançada, caçula de 16 irmãos que o destino me incubiu de enterrar um- a um.
O que me realiza é lembrar que mesmo sendo a mais nova,era a mim que procuravam se tivessem um problema.
Eu não tenho vergonha em admitir o quanto foi importante pra mim cada comentário.cada um dos que aqui estão serão sempre um pouco de mim.

Bem, vou ser extensiva,não sei quando voltarei a escrever. perdoam vou apenas exugar as lágrimas e volto.

para que me conheçam um pouco melhor.para que não haja dúvida quanto a pessoa que sou.
meu nome é Clarissa cacilda B.albino arruda,56 anos, viúva, 2 filhos biológicos e algumas dezens dos que gerei no coração. Um neto, e outro a caminho.
Sou feliz, porque sempre coloco minha felicidade onde posso alcançar.Quando desejo algo que está além do meu alcance tb não desisto...Coloco uma escada.
meu único sonho e espero um dia realizar, arrumar um espaço onde eu possa realmente receber mais crianças e ensinar uma profissão.Enquanto luto contra algumas dificuldades de saúde ( afinal já não sou nova), vou fazendo minha parte.
Agora sim...Chega a hora de dizer:
Obrigada meus queridos,queria citar cada nome que aqui compareceu.
Hoje essa rosa tão despida de beleza se despede.Talvez um dia eu possa brotar e retornar a esse solo.
recebam meu beijo de gratidão e carinho.
Nunca se esqueçam, que o dia que a palavra não tocar o coração do homem, nada mais restará.
Até qualquer hora.
Com muito amor.
Clara arruda

clara arruda · Rio de Janeiro, RJ 14/10/2008 19:13
sua opinião: subir
Andre Pessego
 

Clara, minha querida,
Fiquei, estou emocionado com estes versos, independente de ser eu mesmo um tanto emotivo.,
abraços
andre.

Andre Pessego · São Paulo, SP 14/10/2008 20:15
sua opinião: subir
Agenor
 

Querida Clarinha!
Todos nós já estamos sentido a falta do teu carinho e da doçura do teu jeito de ser...
Que a Paz fique eternamente em teu coração!...
Beijossss....

Agenor · Aquidauana, MS 14/10/2008 22:49
sua opinião: subir
C.E.P
 

Clara,

Te desejo muitas felicidades. Que a sua despedida seja breve e mais -importante do que isso - que você seja muito feliz e ajude outras pessoas a serem felizes aonde quer que vá.
Abraços,
Carlos

C.E.P · Rio de Janeiro, RJ 14/10/2008 23:01
sua opinião: subir
tarokid
 

Hoje é dia de luto, amanhã de tristeza e, depois de amanhã saudades. Seu poema não é uma despedida, mas um longo e caloroso "olá!".
Eu fico por aqui pois não tenho palavras para me xpressar; apenas fecharei meus olhos e olharei com o coração: ATÉ BREVE AMOR...

tarokid · Machado, MG 15/10/2008 04:05
sua opinião: subir
Claudia Almeida
 

Minha presença...beijos!

Claudia Almeida · Niterói, RJ 15/10/2008 07:54
sua opinião: subir
MonyBlu
 

Mãezinha

me recuso a aceitar a despedida, ainda que entre nós duas já sabemos que ela nunca acontecerá, pois o amor que nasceu ficará entre nós muito tempo.....
O texto é lindo, comovente e perigoso como todas as rosas: elas nos encantam com sua beelza e perfume, e nos fazem esquecer dos espinhos - essa despedida, creio eu, é um deles, que entre na pele e machuca....
Amo muito você, viu?
bjk

MonyBlu · São Paulo, SP 15/10/2008 07:57
sua opinião: subir
EdimoGinot
 

Sempre há de haver uma despedida
Mas que não seja um adeus
Que seja um até logo
Um abraço

EdimoGinot · Curitiba, PR 15/10/2008 09:03
sua opinião: subir
Cintia Thome
 

Nao chore...vamos dar as mãos logo, logo flor...

Cintia Thome · São Paulo, SP 15/10/2008 09:08
sua opinião: subir
Omar Costa de Umbro
 

“A morte de qualquer homem me diminui, porque eu sou parte da humanidade; e por isso, nunca procure saber por quem os sinos dobram, eles dobram por ti”.
Essa reflexão de John Donne que Ernest Hemingway deu destaque em seu livro Por Quem os Sinos Dobram encaixa bem nessa situação a aquele sino chora por todos nós overmanos que aqui ficaremos com muita saudade de ti.
Volte logo..acreditamos que com tantos apelos isso logo acontecerá.
Bjs

Omar Costa de Umbro · São Paulo, SP 15/10/2008 09:25
sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

Clara,
voltando
bjss

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 15/10/2008 11:08
sua opinião: subir
Iva Tai
 

Querida, a rosa é realmente uma flor exótica e extraordinária...As rosas possuem espinhos, mas os espinhos possuem as rosas...Bjos

Iva Tai · Manaus, AM 15/10/2008 11:19
sua opinião: subir
Branca Pires
 

Não posso crer que estejas nos deixando em definitivo.
A rosa tem que permanecer parar florir em nossos canteiros e deixar o rastro de esperanças e muito amor, implícitos na poesia.
Fiquue!
Beijão, carinho.

Branca Pires · Aracaju, SE 15/10/2008 12:14
sua opinião: subir
camuccelli
 

Hi Clara!
A rosa ferida.Rosa de conciência ainda em botão.Leva tempo para um botão se abrir.Leva tempo pra gente se definir.Leva tempo pra uma semente germinar e a rosa crescer.A rosa,por ser bela,talvez tenha o mesmo sentimento seu.Não sabe se é,ou o que é.

camuccelli · Rio de Janeiro, RJ 15/10/2008 13:57
sua opinião: subir
Agassi
 

Vá em paz e volte logo...

Agassi · Caraguatatuba, SP 15/10/2008 17:56
sua opinião: subir
Noelio Mello
 

Clara, querida amiga
Você sempre será a poeta dos sentidos, das paredes da alma
Beijos
Noélio.

Noelio Mello · Belém, PA 15/10/2008 21:42
sua opinião: subir
touché
 

poeta é quem se sente poeta,quem sabe transmitir em palavras os sentimentos de todos e quem doa sua alma..poema bom é aquele que atinge a alma do leitor..seus poemas são ótimos,eu gosto..
vou sentir muito sua falta...beijos carinhosos

touché · Guarulhos, SP 15/10/2008 22:36
sua opinião: subir
Regina Lyra
 

ClarAmiga,
Você faz parte deste OverMundo.
Você é a amiga de tantas horas.
Deixa a poeira baixar.
Beijos e votos,
Regina

Regina Lyra · João Pessoa, PB 16/10/2008 22:44
sua opinião: subir
Pedro Monteiro
 

Querida amiga Clara. Eu também não tenho postado nada aqui. Tenho me ocupado com outras coisas, mas é sempre bom ler suas poesias postadas por aqui, porém, acho que você deve ter seus motivos e, eu, os respeito e ponto.
O que não podemos é dar por terminado tudo! E a nossa amizade? Bom, essa terá que continuar, pois a vida continua...
Beijos

Pedro Monteiro · São Paulo, SP 17/10/2008 13:02
sua opinião: subir
Ailuj
 

Estive ausente esses dias e só hoje retornando ao Overmundo,mas como sempre digo,nunca é tarde pra votar num bom texto e sei que essa despedida é como as outras,logo nos brindará com outros belos textos
bjos

Ailuj · Niterói, RJ 17/10/2008 23:05
sua opinião: subir
Juscelino Mendes
 

Cacilda!
Não era para você ir embora,
Clara.
Beijos.

Juscelino Mendes · Campinas, SP 18/10/2008 11:45
sua opinião: subir
Regilene Rodrigues
 

FLORES DE AMIGOS QUE CULTIVO
por Regilene Rodrigues Neves

Hoje acordei estrelas
Beijei a face da lua
Suspirei de esperança
E soprei sonhos na minha alma
Enquanto tomei banho de luz
No firmamento para que a paz
Enxugasse meu coração
Com a serenidade do amor!

Entrei pela porta aberta da felicidade
Que coabita meu coração
Nela avistei um lindo jardim de amigos
Que plantei num cultivo diário
Sobre um terreno baldio...
Exalavam-me perfumes
De alegria e um sorriso
Dos meus lábios fluíram
Com fragrância de bem-querer
E cheiro de suave harmonia!

Para que nele eu pudesse colher flores
Entre as ervas daninhas
Que nascem no meu dia a dia
Com gestos de amor
Que me oferecem nestes mesmos dias...

O tamanho e grandeza desses amigos
Sempre fora esse lindo jardim
Que dentro de mim se estendera
E todo dia amanhecem
Flores perfumadas dentro de mim
A essência que juntos cultivamos de amizade
De paz me preenchem
E lindas rosas todo dia eu recebo
Para acordar assim: Em completa alegria!

Esperando sempre um lindo amanhecer nos meus dias
Para que os espinhos seja apenas proteção
As flores de amigos do meu jardim!

Em 16 de outubro de 2008

AS MINHAS FLORES PARA VOCÊS QUERIDOS AMIGOS
E OBRIGADA POR DEIXAREM SEU PERFUME DENTRO DE MIM!



Regilene Rodrigues · Goiânia, GO 20/10/2008 08:39
sua opinião: subir
clara arruda
 

regilane,que bom minha doce amiga,que hoje nos traz de volta um pouco da beleza do que escreves.Obrigada por comparecer.

clara arruda · Rio de Janeiro, RJ 20/10/2008 08:43
sua opinião: subir
Gabriel Desaix
 

Clara, estou passando para agradecer a gentilieza pelo leitura do guilhotina e principalmente para te ler, o que acabei de fazer. Foi uma grata surpresa. Seu poema é bela, possui a delicadeza artística de uma pétala. Gostei muito trecho:

"Desfaço agora o que restou do meu canteiro,
lamentando a semente que nunca germinou,
levo comigo apenas a certeza ,
do que tudo o quis, foi propagar o amor."

De muito bom gosto.

beijo.


Gabriel Desaix · São Paulo, SP 21/10/2008 20:31
sua opinião: subir
Ise Meirelles
 

Clara, amiga querida!!!
Que doce presença em meio a tanta ausência...
Que seja breve o caminho de espinhos,
Que seja de flores o seu ninho...
Com amor,

Ise Meirelles · Salvador, BA 23/10/2008 18:16
sua opinião: subir
Gabriele
 

Clara,a poesia esta dentro de vc!vc é uma pessoa linda,e por isso escreve tão bem,fico triste pela sua despedida,o Overmundo vai perder uma belíssima poeta.Parabéns,que Deus cuide de vc sempre!
beijos!

Gabriele · Rio de Janeiro, RJ 23/10/2008 19:21
sua opinião: subir
Carlos Valini
 

caramba.... profissional....kiss

Carlos Valini · São Paulo, SP 23/10/2008 23:04
sua opinião: subir
JACINTA MORAIS
 

PARA MIM,
ETERNA: "CLARA"
Q emocionante,e dolorido seus prantos...
Teras a eterna primavera,em sua alma!
Espírito jovem,de mulher guerreira!
Linda,sempre linda...
Te adoro amiga.
BJS!

JACINTA MORAIS · Cascavel, PR 25/10/2008 02:17
sua opinião: subir
Vinícius Lima dos Reis
 

Sem trasos para comentários rsrsr Muito obrigado pela visita...
Com certeza este tema é muito bom: Vida implica em Morte.
Creio ser o meu tema predileto em meus textos...
Simplesmente maravilhoso... Votado!!!

Vinícius Lima dos Reis · Feira de Santana, BA 26/10/2008 18:15
sua opinião: subir
Lili_Beth*
 

Querida Clara:
Sempre com flores para ofertar em seu carinhoso gesto de ternura e amor ao próximo.
Trago, hoje, a ti, as flores que colhi para o teu caminho enfeitar e aromatizar o teu lindo caminhar.
Beijos_Meus*
*

Lili_Beth* · Rio de Janeiro, RJ 31/10/2008 00:37
sua opinião: subir
azuirfilho
 

clara arruda · Rio de Janeiro (RJ)
A lágrima da rosa

Amiga Poeta estou aqui de volta para lhe homenagear e deixar meu pedido de novo para ficar sempre por perto.
Se tiver de fazer alguma coisa, vai e volta.
Aquie é o espaco da Poesia Viva com os comentários e participarcáo em que voçe é uma Mestra admirável e ajuda todo mundo.
Fique companheira Querida.
Fique Camarada Guerreira.
Temos muito que fazer por aqui.
Náo vá , fique junto.
Parabéns pelo seu trabalho que nos comove.
Abracáo Amigo.

azuirfilho · Campinas, SP 31/10/2008 17:20
sua opinião: subir
Jota Pê
 

Simplesmente lindo

Parabéns Clara!

Bjs e saudades!

JP

Jota Pê · Belém, PA 4/11/2008 05:59
sua opinião: subir
Sandrah Sagrado
 

Acho que ando tão sensível, que sua poesia me fez chorar. Que linda!!!

Sandrah Sagrado · São Paulo, SP 18/11/2008 13:08
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
jpg, 0 bytes

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados