A PÁGINA DA EXPIAÇÃO

 © Todos os direitos reservados a Ana Morkazel
1
Benny Franklin · Belém, PA
1/8/2008 · 292 · 66
 

Amostra do texto

(Para Renato Torres)

I

A página da excitação
pranteia a lubricidade do silêncio,
é como se uma lúcida geada o forçasse
a fazer sexo desprovido
de algemas, deslumbres...

(...Sob a minha boca a esperança doentia
mutila a covardia...)

Oh! Magnífica verdade!
Diz o poeta
que entre o homem e o asfalto
a poesia não ejacula...
..........................

II

Aqui a palavra cospe o grito
como quem
ama o combate.
Com pênis na mão,
é no fundeadouro do olhar
que a nódoa-imensidão congemina...

(...Qualquer suspiro é rebarba da morte...)

Ah! O poeta,
já lubrificado, fode e fertiliza...
Torna-se cédula mendicante,
não há clemência
que o enfraqueça, re-vive...
..........................

III

Dele (do poeta, sêmen quase pateta...)
me comprazo.
Dele depende o alento da inquietação,
porque o pardieiro da expiação não goza,
transpira, seduz, lambe,
aniquila o soluço...

É féretro que encachaça
a bunda e fere o dédalo do bolor,
abafa o gemido.

Nele a coragem não cria lodo,
é quase levante exposta à consumação.
Nele a razão masturba-se a seco,
jorra vida,
encurta o mormaço,
por isso rejeita o reverso,
magoa o cansaço.

..........................

IV

Oh! Estranha verdade!
Já não dissimula alívio
a tua palavra,
a tua impaciência na solidão contamina!

Oh! Inexprimível clamor
força,
porque trafega veloz o momento
em que cantaremos
sem falsetes!

©Benny Franklin

Sobre a obra

Canto que é uma arma letal contra todas as (diversas e enigmáticas) injustiças sociais.

compartilhe



informações

Autoria
Benny Franklin
Ficha técnica
Poesia Bennyana.

Fotografia "gentilmente" cedida pela fotógrafa "Ana Morkazel" - amiga querida que acaba de lançar "Feminina Lente" livro de belas fotografias em parceria com a fotógrafa Karol Kaled e textos do poeta Ronaldo Franco", Belém, Pará, Brasil.

Downloads
273 downloads

comentários feed

+ comentar
Renato Torres
 

benny,

a grandiloquência da tua poesia, a priori, sempre costumava me intimidar, confesso. mas é aqui, nas chagas vivas - o duplo de vulvas úmidas - em que chafurdas com o balaço do verbo, na convulsão que quer o gozo sem restrições, num rito expiatório e incitante a um só tempo, excitante por vocação dionisíaca, que redimensiono meu olhar sobre o que escreves, sobre o poeta que és. e assim, posso dizer: grande, benny!

abraços,

r

Renato Torres · Belém, PA 30/7/2008 18:10
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Adroaldo Bauer
 

Importa, sim, tudo o mais.
No entanto, como em outros grandes,
cometes o elogio necessário de um modo épico:
Aqui a palavra cospe o grito
como quem
ama o combate.

E não te peçam, Benny, como alertava Belchior, que cantes como convém, sem querer ferir ninguém, porque as palavras são navalhas...

Adroaldo Bauer · Porto Alegre, RS 30/7/2008 21:46
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

Benny

Que força tem esse teu poema.
Culpa, prezer e esperança se fundem contra as injustiças jorradas nesse poema que diz tanto , e nos faz refletir para chegar a uma conclusão satisfatória.
Bjsssssss

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 30/7/2008 22:09
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
celina vasques
 

Caramba!!! nem sei se consegui chegar à uma conclusão!

Agora, é para refletir...prazer...culpa...????


beijos no coração!

celina vasques · Manaus, AM 30/7/2008 22:18
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Thiers
 

forte, eloquente, imparcial e doloroso. Benny, vc é um poeta de uma intensidade comovente.

Thiers · Rio de Janeiro, RJ 30/7/2008 22:20
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Erode Lino Leite
 

Traduziste nas palavras de teu poema, a imagem em relevo da realidade, transluzindo suas nuances, de forma "nua e crua"! Bravos!

Erode Lino Leite · Campo Grande, MS 31/7/2008 08:34
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
ana wagner
 

Genial teu poema Benny! Muito forte e expressivo.
Parabéns e meus aplausos.
Beijos.

ana wagner · Porto Alegre, RS 31/7/2008 11:14
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
O NOVO POETA.(W.Marques).
 

muito forte suas palavras, adorei sua expressões poética,depois eu volto.

O NOVO POETA.(W.Marques). · Franca, SP 31/7/2008 12:36
sua opinião: subir
O NOVO POETA.(W.Marques).
 

expressão

O NOVO POETA.(W.Marques). · Franca, SP 31/7/2008 12:37
sua opinião: subir
Raiblue
 

Benny,meu grande poeta que tanto ad(miro)!!

Belíssimo e grande poema!!
Que a esperança em nossas bocas alce vôos sempre mutilando a covardia que tenta imperar...que ejaculemos poesia ...nem que seja pela masturbação a seco....há de jorrar nos leitos....a cura...num vôo rasante pelas linhas do poema....pousando na realidade doentia e causando transformações ...trazendo de volta o gozo profundo de viver....

Aplausos,sempre!
vc é sensacional,Benny!!

besitos bluezenencantados...
Rai...Blueeee

Raiblue · Salvador, BA 31/7/2008 12:52
sua opinião: subir
Nydia Bonetti
 

Ah! O poeta e seus inexprimíveis clamores, a proferir verdades que delatam e ferem...
"Todo poeta é mau, visto que todo poema fere"
Aplausos, Benny!

Nydia Bonetti · Piracaia, SP 31/7/2008 12:53
sua opinião: subir
Marcos Pontes
 

Não sei se por saudade u se tenho razão, mas esse teu poema me lembra algo do João de Jesus Paes Loureiro que o vi compor há alguns anos (por onde anda o Jesus?). Tua leitura não é óvia, não é fácil, o que faz dela instigante, desafiadora. A originalidade e a linguagem despojada de pudores me atrai. Muitíssimo bom!

Marcos Pontes · Eunápolis, BA 31/7/2008 13:53
sua opinião: subir
Adriana Costa
 

A palavra em riste contra estranhas verdades! Bela e inquieta poesia, Benny!
Beijos

Adriana Costa · Brasília, DF 31/7/2008 14:10
sua opinião: subir
Liz Krause
 

Muita sensibilidade, parabéns!

Liz Krause · São Paulo, SP 31/7/2008 14:17
sua opinião: subir
raphaelreys
 

Que beleza meu caro Franklin! Bem dizem que os poetas são anjos encarnados. A solidez e a solidão do concreto armado e injusto faz a palavras cuspir o grito! Que belo grito meu caro poeta!

raphaelreys · Montes Claros, MG 31/7/2008 14:17
sua opinião: subir
anamineira
 

De prima!!!
Como diz o Benny.
Um abração bem forte.

anamineira · Alvinópolis, MG 31/7/2008 14:43
sua opinião: subir
Nivaldo Lemos
 

Benny,
que beleza! Teu poema é vômito repleto de zeugmas, como se o magma da palavra engravidasse de sentidos cada verso - ora é pura lava, esmegma sideral dos deuses, espólio de estrelas; ora é o grito irrefreável dos instintos, látego de luz sobre o latíbulo da verdade, como uma corola de lises líricos que “transpira, seduz, lambe”, inebria, liberta... Muito bom, mesmo.

Abraços

Nivaldo Lemos · Rio de Janeiro, RJ 31/7/2008 15:15
sua opinião: subir
Poeta Devany
 

Taí. Gostei. Parabéns!

Poeta Devany · São Paulo, SP 31/7/2008 16:48
sua opinião: subir
Ilia Noronha
 

Poeta!!!!
Parabéns!!!! Gostei e muito.
Beijosssss

Ilia Noronha · Manaus, AM 31/7/2008 17:09
sua opinião: subir
crispinga
 

Que responsabilidade, poeta, me pedires para opinar em seus versos. Para mim são sempre impactantes. Como lembrou meu querido Adroaldo, os versos são navalhas. Os seus são fortes, pungentes. O Renato é o poeta mágico, observador, com uma capacidade de dar vida à natureza morta. Vocês já estão na última encarnação, queridos. Já alçaram vôos muito altos. Difícil deve ser voltar à realidade.
Beijos nos dois

crispinga · Nova Friburgo, RJ 31/7/2008 18:24
sua opinião: subir
Falcão S.R
 

Benny,

Muito profundo e digno de sua inestimável capacidade criativa.

Abraço

Falcão S.R · Rio de Janeiro, RJ 31/7/2008 19:32
sua opinião: subir
soninha porto
 

Simplesmente maravilhoso!
Forte, eloqüente! Salve poeta de mal-dizeres,
que encanta nas metáforas da palavra!
Poebeijos.

soninha porto · Porto Alegre, RS 31/7/2008 20:14
sua opinião: subir
EdimoGinot
 

Caro Benny

Somos diametralmente opostos. Enquanto eu procuro me expressar no minimalismo, o mais direto possivel, voce enlaça mil voos dissecando palavras. Formando frases que fazem mil voltas. Sua poesia tem que ser estudada com cuidado para chegarmos ao ponto final. Um belo estilo.
Deixo aqui um seu achado que voltando ao criador o reconhece.
"Já não dissimula alívio
a tua palavra,
a tua impaciência na solidão contamina!"

Parabéns pelo estilo e pela poesia.
um abraço
Edimo Ginot

EdimoGinot · Curitiba, PR 31/7/2008 20:54
sua opinião: subir
Ize
 

Querido Benny, já li várias vezes e estou germinada dos seus versos. A maneira como vc exprime sua abominação contra as injustiças sociais (resumidas na impactante imagem), relacionando jorro poético e jorro do semen me deixou com a respiração suspensa. Paralisada como diante de uma imagem dialética que, no fragmento de um instante, transtorna os sentidos e chama o leitor à estesia necessária ao canto e ao ato que maldiz a barbárie.
Imprimi para ler todas as vezes que meus sentidos estiverem descambando para a anestesia.
Queria mais mil iguais a esse.
Beijos inebriados pra vc
da Ize
PS Vou lá no Renato Torres. A falta de tempo me impediu de conhecê-lo como ele merece

Ize · Rio de Janeiro, RJ 31/7/2008 20:54
sua opinião: subir
carlos magno
 

Olá meu poeta Bennny,

eu sempre me alegro quando leio o teu poema porque tens um estilo de poetar que nos envolve completamente e nos leva a uma grande reflexão. Meus sinceros aplausos e abraços, amigo.
\carlos Magno.

carlos magno · Rio de Janeiro, RJ 31/7/2008 21:21
sua opinião: subir
silviaraujomotta
 

Mais um GRANDIOSO APLAUSO PELAS REFLEXÕES QUE PROPÕES!
Seu poema é real, llímpido, cristalino, prende a atenção do leitor...
PARABÉNS!
Um bj
Sílvia

silviaraujomotta · Belo Horizonte, MG 31/7/2008 21:26
sua opinião: subir
Andre Pessego
 

Tenho a impressão que o épico alimenta, consola e faz companhia
ao poeta. Me parece que ele segue pujante, com força, com fé sem peso. Tenho a impressão que o fardo se lhe torna leve.
Bravo, Beny - e merecido a Renato Torres.
abraço
andre.

Andre Pessego · São Paulo, SP 31/7/2008 22:06
sua opinião: subir
Marcos André Carvalho Lins
 

bravíssimo!!!
"Nele a razão masturba-se a seco,
jorra vida,
encurta o mormaço,
por isso rejeita o reverso,
magoa o cansaço."

mais uma vez Benny nos premiando com momentos de razão e sentimento em mão dadas, pura metástase de vocábulos levemente
líricos e que tocam-nos as almas, desfigurando o céu da boca num
grito de agonia...Parabéns!

grande abraço,

Marcos André Carvalho Lins · Recife, PE 31/7/2008 23:50
sua opinião: subir
azuirfilho
 

Benny Franklin · Belém (PA)
A PÁGINA DA EXPIAÇÃO
Como um vaticínio que encanta, anima e inspira as pessoas a expressar até o inimaginário.

....(...Sob a minha boca a esperança doentia
mutila a covardia...)...

Tem a Força propulsora da sua Poesia que por sí só encanta e energiza.
Valeu Abração Amigo

azuirfilho · Campinas, SP 31/7/2008 23:52
sua opinião: subir
LAILTON ARAÚJO
 


MEU AMIGO BENNY!

Você bebeu em que fonte?
É água normal?
H2O? Hidrogênio 2? Oxigênio 1?

Será o "Benny" um "ET"?

Como você consegue escrever com tanta maestria?
Diga a fórmula! Prometo não repassar...
Nem precisa dizer! Todos já sabem....

A fórmula é simples:
TALENTO.
Isso mesmo: Talento!

É o dom de brincar com as palavras...
Nasce com o gênio... Dom divino!
E o poeta (mortal) desenvolve tal qualidade.

Sem confetes ou serpentinas...
Você é um desses talentos!
Peça rara em um quebra-cabeça da poesia...

Bravo! Aplausos!

Abraços.

Lailton Araújo

LAILTON ARAÚJO · São Paulo, SP 1/8/2008 00:28
sua opinião: subir
Sônia Brandão
 

Voltarei para reler e votar.
Abraço.

Sônia Brandão · Bauru, SP 1/8/2008 00:29
sua opinião: subir
Renato Torres
 

benny,

tornei a vir, como sempre faço nos poemas que comento, para ler respostas outras, e as possíveis tuas, e agora me deparo com a efetiva homenagem que anunciaste a mim em mensagem particular... quanta gentileza, mano! e te digo, absolutamente surpreso e até um tanto envergonhado, que é uma honra sem subterfúgios. é tão pouco o que faço por este não-lugar, e tão sazonais minhas contribuições, que só posso ficar imensamente grato por estares emprestando a imensa credibilidade e talento que tens para chamar a atenção de quem te lê ao meu trabalho, como pude verificar em alguns comentários. e agora, relendo o teu poema, vejo mais ainda - mais do que já vi de quando o li da primeira vez - o quanto ele (o poema) realmente tem de mim, até mesmo tocaste na fímbria significante de meu nome no verso não há clemência que o enfraqueça, re-vive...

enfim, mano... realmente me emocionaste dessa vez! estou cá, nessa madrugada, muito feliz com este presente de ouro que me deste, e que espero um dia poder retribuir, quiçá na ventura prodigiosa de tuas palavras em sortilégio, um dia em que cantaremos sem falsetes!

abraços de coração a coração!

r

Renato Torres · Belém, PA 1/8/2008 05:14
sua opinião: subir
autografado
 

Uma porrada no olho dos cegos críticos também seria bem vinda Benny. Você faz uma incursão chapada neste campo da critica social. Explode os conceitos de ser recebida pelas letras doces, que vezes nos dão ânsia, palavras pesadas para um tema tratado por muitos com descaso.

Aos perceptivos aplausos. Agora, para os desprovidos do que realmente significa justiça social deixemos um osso, bem ralo. Nos basta, por enquanto, expandir a justiça cultural. Benny, neste seu belo ato de violência contra os cegos e injustos, meus de parabéns. Uma dose planejada de veneno para a injustiça, que foi usada com dosagem perfeita e única, uma dose de palavra.

Palavras abrangentes. Parabéns Benny!

AbÇ
aUt!


autografado · Presidente Prudente, SP 1/8/2008 09:41
sua opinião: subir
Higor Assis
 

Obrigado pelo convite nobre amigo.

Não é acaso, é a fatalidade, que este poeta não cansa em diagnosticar. Uma lança com direção.

Higor Assis · São Paulo, SP 1/8/2008 10:40
sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Caro Benny,
E a revolução para modificar o que já existe, pode ser realizada pela inspiração de sua arte. Acredito que podemos fazer isto, com as palavras, pelo menos é um caminho possível, muito inspiradoras as suas palavras num belo poema.
abraços, voto logo em seguida.

Cristiano Melo · Brasília, DF 1/8/2008 11:19
sua opinião: subir
EdimoGinot
 

chegando a expiação...
Um abraço

EdimoGinot · Curitiba, PR 1/8/2008 14:38
sua opinião: subir
Marcos Paulo Carlito
 

Uma verdadeira foda poética, talvez uma poesia fodida, na boa, quem sabe? Eu mesmo não sei dizer o que seria esta tua verve ejaculativa. As vezes me parece um resquicío de consciência alquimista, outras vezes pedaços de um culto fálico; um convite a liberdade sexual ou um alerta para o vazio da vil carnalidade?
É, sem dúvida, um poema fractal...

Marcos Paulo Carlito · , MS 1/8/2008 15:05
sua opinião: subir
Ailuj
 

Benny
De volta,relendo e deixando meu carinho aqui registrado
no seu belo poema

Ailuj · Niterói, RJ 1/8/2008 16:30
sua opinião: subir
O NOVO POETA.(W.Marques).
 

voltei para o voto.abraçossss

O NOVO POETA.(W.Marques). · Franca, SP 1/8/2008 17:40
sua opinião: subir
Lígia Saavedra
 

Ah! Benny, amigo das palavras deslumbrantes e das frases enigmáticas, ao homenagear Renato, o poeta das canções poéticas mais bonitas do Pará e dono de uma voz linda, me fez uni-los, em pensamento, formando um duo imbatível de poesia e música. Quiçá!

Bjs

Lígia Saavedra · Ananindeua, PA 1/8/2008 17:52
sua opinião: subir
Raiblue
 

Super votadooo,meu lindoooooooooo!
bjksblueeeeeee
Blueeeee

Raiblue · Salvador, BA 1/8/2008 19:10
sua opinião: subir
Cintia Thome
 

O Poeta aqui tem o poder, na verdade ele sempre tem o poder, tem a palavra, a palavra universal, sangra corações, abre braços, reune todas as essências, sejam podres ou doces, mas exala perfume.
Homenagear Renato Torres é assinar eterna poesia e nada como a tua ao grande amigo . É ouro pra outro ouro.

Bravo Benny
Bravo!

Ah! O poeta,
já lubrificado, fode e fertiliza...
Torna-se cédula mendicante,
não há clemência
que o enfraqueça, re-vive...


os hf

Cintia Thome · São Paulo, SP 1/8/2008 20:23
sua opinião: subir
Robert Portoquá
 

De passagem...
Depois eu comento...
Abç

Robert Portoquá · Adamantina, SP 1/8/2008 20:25
sua opinião: subir
BETHA
 

Oi, Benny,
parabéns... sempre tão inovador e criativo!
Abçs de Betha.

BETHA · Carnaíba, PE 1/8/2008 20:48
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Marluce Freire Nascasbez
 

Benny,

O teu universo poético lança de si palavras e sentimentos que congeminam “a essência” de cada palavra escrita por ti! Tuas mãos ejaculam palavras em gritos de gozo...


Parabéns!


Um aBRAÇO, Marluce

Marluce Freire Nascasbez · Carnaíba, PE 1/8/2008 22:47
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Benny Franklin
 

Caríssimos!

Gratidão sem limite a todos que aqui deixaram os seus comentários
sobre "A página da Expiação", que antes de uma homenagem a Renato Torres - poeta do Grão-Pará - é uma violenta bofetada em toda forma de injustiça.

Muitíssimo, obrigado!

Sinceramente,

Benny Franklin

Benny Franklin · Belém, PA 2/8/2008 08:50
sua opinião: subir
Nic NIlson
 

Benny, naum sei o q dizer.... sou muito pequenino p entender a grandiosidade dos teus versos! De uma coisa eu sei. Vc sabe escrever, sabe o que eh ser poeta, a mim me falta talvez "cultura" para dissecar um poema assim. Mas olha, atente p o q diz o Marcos Pontes aeh nos comentários. p mim vc faz parte dos grandes como Compulsão Diaria, Thiers, e outros de uma gama imensa de reflexoes... Teu poema é um manifesto! isso, achei a palavra, manifesto! Bravo!

Nic NIlson · Campinas, SP 2/8/2008 10:34
sua opinião: subir
Cherry Blossom
 

___Versos Gozosos__

O poeta
Lança seu sêmen
Sobre o papel
Ejacula
Vida e morte



Um estado de ansiedade controlável favorece o desempenho sexual, mas um estado exacerbado o aniquila. O poeta aqui vai muito, muito bem oferece ao seu leitor o prazer na medida certa, ejacula o verbo gerado no âmago da sua ânsia pela vida.

Beijos poeta!


Cherry Blossom · Dracena, SP 2/8/2008 12:00
sua opinião: subir
Saavedra Valentim
 

Versos fortes e contundentes. Numa complexidade simples, se é que posso dizer assim, o poeta ejacula verbos e "lanç o sêmen sobre o papel. Destaco com certa dificuldade, em selecionar, entre tantos, que gostei:
"porque o pardieiro da expiação não goza, transpira, seduz, lambe,
aniquila o soluço..."
Parabéns! Você é um poeta de primeira linha.
Abraços

Saavedra Valentim · Vitória, ES 2/8/2008 15:41
sua opinião: subir
marcio rufino
 

Depois da longa ausência aqui no ewspaço. Volto e me deparo com esse seu inquietante poema e alegre vejo que você nãó perdeu a boa mão. Parabéns meu querido. Vc está cada vez melhor. Abrçs!!!!

marcio rufino · Belford Roxo, RJ 2/8/2008 21:13
sua opinião: subir
Pedro Monteiro
 

Amigo Benny.
É uma poesia dionisíaca, louca, e cortante como uma navalha.
A loucura e a arte tocando-se na tangente da liberdade.
Bela homenagem, parabéns a você ao Renato Torres.
Abraços

Pedro Monteiro · São Paulo, SP 2/8/2008 21:48
sua opinião: subir
azuirfilho
 

Benny Franklin · Belém (PA
A PÁGINA DA EXPIAÇÃO

Um Trabalho Impressionante que merece toda Votacáo.
Parabéns Maior honra estar aqui lendo, elogiando e votando por merecimento.
Abracáo Amigo.

azuirfilho · Campinas, SP 2/8/2008 21:59
sua opinião: subir
Marco Bastos
 

Olá, Benny. Poesia simbolista como essa não deve ser trazida para a linguagem comum. E dificilmente se pode, como não se pode descrever a febre e a fogueira. Sua linguagem é feita de imagens que comunicam pelas diagonais, pelo direito e pelo avesso. Na pedra da metalinguagem a pedrada e o fio da navalha. Poesia para sentir-se na carne o que lhe vai pela mente...sem explicação. A palavra azebre lavra e escalavra o azinabre do sabre que abre a ferida - catarse, expiação, transformação.
parabéns. abraços.
Marco.

Marco Bastos · Salvador, BA 2/8/2008 22:08
sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

Voltando e votando

bjssssss

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 2/8/2008 22:42
sua opinião: subir
Agenor
 

Grande Benny

Votado com atraso mais votado!
Salve a tua grandiloquência poética!....

Abraços


Agenor · Aquidauana, MS 2/8/2008 23:00
sua opinião: subir
Lili_Beth*
 

Querido Benny:

Silêncio ........................................
......................Cantaremos sem falsetes.

Beijos_Meus*
*

Lili_Beth* · Rio de Janeiro, RJ 3/8/2008 01:41
sua opinião: subir
Branca Pires
 

Caro Benny,
O teu versejar é único. Em tuas metáforas, brincas sem pudor com as palavras. Faz a tua expiação e nos deixa perplexos e repeltos de poesias.
Beijão

Branca Pires · Aracaju, SE 3/8/2008 10:43
sua opinião: subir
marilia carboni
 

Faz tempo que não apareço no OVER...
Hoje valeu a pena!!!
Putz...que poema !!!!
Mil beijos!!!!

marilia carboni · Londrina, PR 3/8/2008 15:21
sua opinião: subir
ILZE SOARES
 

Benny, tua poesia é única... sempre visito teus textos, às vezes não dá pra deixar comentários mas, consegues traduzir metaforicamente verdades que poucos conseguem. Perfeito seu poema, vôos profundos e me constranges até em deixar meu recadinho. Vc realmente viaja... e vai muito profundo em todos os seus poemas.

Parabéns poeta, te admiro.

Um beijo Benny.

ILZE SOARES · Salvador, BA 3/8/2008 20:22
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Andre Pessego
 

Voltei para votar - para reler - para "rever" o renato "memorial" - e aprender com os comentários. Ontem choveu em sp e a internete estava lerda.
abraço
andre.

Andre Pessego · São Paulo, SP 4/8/2008 07:41
sua opinião: subir
Noelio Mello
 

Benny,parceiro e amigo
Na beleza dos teus versos vejo o clamor necessário contra tudo que irrompe da injustiça.
Belo, amigo.
Abraços
Noélio

Noelio Mello · Belém, PA 4/8/2008 18:58
sua opinião: subir
Natália Amorim
 

Sinto um misto de dor e fecundidade. É fecunda, apesar de dolorida, e amarga.
Por vezes quase deslizo nos teus vocábulos. Paro, respiro, alinho palavra por palavra, me alinho, franzo o senho, leio de novo...leio de novo. Essa tb gera esgar. Ela rumina e ricocheteia. Quase baila. Mas tem névoa e é densa.

Beijos!

Natália Amorim · Rio de Janeiro, RJ 5/8/2008 11:24
sua opinião: subir
Pepê Mattos
 

Visto que a Poesia reverbera seca e selvagem onde úmido e apaziguado é o ambiente e vice-versa, não nos resta outra alternativa a não ser nela encontarmos guarida... E não há melhor deleite do que a poesia vibrante dos mais vibrantes (e beat-erótico) dos poetas do Over, este Benny... Bulir com as palavras, apalpá-las, eriçá-las, dar-lhes trato a ponto de deixá-las no limite do orgasmo verbal, esta é a função sempiterna do beatpoeta... Cada lida em tuas linhas carregadas de material explosivo deixa-me tão inquieto quanto um boto saído das profundezas dos rios à procura da primeira cunhatã... Abraços...

Pepê Mattos · Macapá, AP 5/8/2008 13:16
sua opinião: subir
Náthima Danel
 

Benny, que antes fôssemos nada, pois em nada seremos.
Que prazer e fazer não sejam simples ação, antes coisas e amar, de vida, imensidão.
Adorável poema, lindo por demais.
Abraço, menino.

Náthima Danel · Boa Vista, RR 7/8/2008 19:45
sua opinião: subir
Tati MOTTA
 

Que força e beleza, fiquei sem palavras....
Amei a foto, linda e diz muito também.

Tati MOTTA · Belo Horizonte, MG 13/8/2008 07:56
sua opinião: subir
Cintia Thome
 

tudo que queria ler hj, já li

explode aqui...em temperaturas frias desse inverno
depressivo , mas a Primavera está vindo, amen

Cintia Thome · São Paulo, SP 15/7/2009 09:23
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados