A RESSACA

1
gteixeira · Salinas da Margarida, BA
23/2/2012 · 10 · 20
 


A RESSACA
Carnaval acabou, as fantasias ainda expostas vão a frente do séquito momesco, elas não acabam enche de esperança a vida de todos nós, pobres e ricos mortais que desce do seu pedestal ou do lamaçal para viver uns dias de folguedos, alegrias, sonhos e romances. Buscando uns a felicidade tão almejada e vista nos comerciais de tv, outros escondendo o vazio dentro da existência, uns se encontram para si mesmo, outros fugindo colocando a máscara da inocência, da pureza, buscando a infância perdida, A música ainda soa, os acordes brilham, os adereços enche nosso viver de espanto e curiosidade. Aqui a liberdade é total, a libertinagem tem passagem, tudo é permitido nesse espaço da alegria. Sorrisos, brincadeiras, abraços, o beijo, o reencontro, afinal tudo é carnaval, a imoralidade e a sevícia permeia o universo dos nossos foliões, faz parte, tudo é liberado, aprovado, apoiado, torna-se lúdico. Merda, deseja uma atriz ao colega, ao vê pisar no camarote.
Seja um folião pelo menos uma vez no ano, esqueça as dores, os amores perdidos, as desavenças familiares, o político corrupto. Esqueça o dinheiro na cueca, com o vale night você pode se dar bem, comprar um Abada, comer um acarajé, pular atrás ou na frente do trio, vê e ouvir as estrelas da nossa musica pop/axé, se sentir bem, bem de perto das nossas divas televisivas. Ah meu Deus, como sou feliz, (a felicidade não é desse mundo) assim me sinto gente, estou no meio do povo, eu sou o povo, o luxo, o glamour. Sair, quem sabe, numa capa de revista ao lado da Ivete, receber um aceno de Bel do Chiclete, tudo isso me completa, me da alegria.
Os camarotes cheio de gente bonita, elegantes e perfumadas *
não olham prá baixo, a pipoca espremida, se envolve com a batida do Ghandi, “ E lá vou eu”. A policia, ordeira vem em fila com seus soldados de capacete, fanta em punho, não faz por menos, desce a madeira. O negro fantasiado de Olodum, fascinado com o que via, olhos vidrados no camarote, pescoço prá cima, esperando uma das estrelas despontarem, nem sente a porrada no estômago. Do outro lado da avenida, policiais fecha o cerco protegendo uma beldade que viera com um empresário nativo assistir o carnaval de camarote. E o cassetete fazendo música nas costas dos “pipocas”* que sem opção corre para o beco das quebranças buscando proteção, por ali tudo é pacífico, putas, veados, transformistas, cafetinas, gillette e sapatão se unem, a escória abrigada, o espinho e o amor, a dor e a flor, se beijam e protegem os menos favorecidos, a ralé do carnaval, transformando a folia numa imensa orgia.
Viva o Brasil, o pais do carnaval, onde tudo é esquecido.
Viva o brasileiro que brinca e ginga com sua própria miséria, esquecendo o amanhã.
Viva o gringo que traz dinheiro. Compramos medicamentos importados, para curar as doenças estrangeiras deixadas pela branquelada aqui aportada.
Viva a todos nós, que merecemos respirar, sonhar e acreditar que na quarta feira tudo pode melhorar

Gteixeira
Fev/2012

*Gente bonita entende-se por ricos, brancos, a nata da sociedade”
*pipocas, foliões que pulam atrás do trio, sem nenhuma segurança”

Sobre a obra

O apartheid social no carnaval de Salvador.As diferenças se encontram, mas não se misturam .

compartilhe



informações

Autoria
GTEIXEIRA
Downloads
318 downloads

comentários feed

+ comentar
azuirfilho
 



gteixeira · Salinas da Margarida, BA
A RESSACA

Muito Legal, é o Fim do Carnaval.

A Folia acabou a as Lutas da Vida continuam.

Parabéns pelo Texto admirável, que nos faz lembrar do Extraordinário Mestre Jorge Amado, na apresentação de um dos seus livros onde dizia que diante da grandiosidade da natureza e das desigualdades sociais, o brasileiro pensou que isso aqui era um circo e palhaço.

Fui Educado com os Livros do Jorge e Graciliano e os amo, e louvo o seu Trabalho, que tanto tem a ver com tudo neste fim de carnaval onde a vida vai em frente com suas lutas sem fim.

Abração Amigo para todos.

azuirfilho · Campinas, SP 24/2/2012 16:24
sua opinião: subir
alcanu
 

O texto é bom demais, irrepreensível, mais que bom eu diria ótimo, sem necessidade de retoques !
Você conseguiu exprimir o que sentia com muita sensibilidade !
O que me fica entalado na goela é que não fazemos o nosso Carnaval no dia-a-dia... tudo nos cheira aranço, a repressão, temos vergonha de nossos corpos desnudos e dos nossos sentimentos mais genuínos...
sou a favor do Carnaval sempre, trezentos e sessenta dias por ano, na hora que quisermos !
Fora essa Tirania do Gozo, que nos (quase ) "obriga" a sermos felizes apenas nos dias de carnaval !
Bom ( não ) Carnaval procês...
Um beijo !

alcanu · São Paulo, SP 24/2/2012 17:39
sua opinião: subir
gteixeira
 

Obrigado Azuir, pela colaboração, a luta do dia a dia vai continuar, bem lembrado
Gteixeira

gteixeira · Salinas da Margarida, BA 24/2/2012 23:42
sua opinião: subir
gteixeira
 

Valeu Alcanu.
Mandou vê, afinal aianda sentimos o ranço da opressão e precisaremos de muitos carnavais para dar um fim ao ranço fedorento.
Grato
Gteixeira

gteixeira · Salinas da Margarida, BA 24/2/2012 23:44
sua opinião: subir
Cezar Ubaldo
 

Caro GTeixeira,voce é bom demais,sabe disso.Texto rico,completo e cheio de uma sensibilidade própria.Abração.
Aqui mesmo respondo sobre a pergunta sobre os jornais eletrônicos.Voce pode enviar mensagem para infocultural@infocultural.com.br aos cuidados de Geraldo Lima:enviar para Emanoel Freitas em vivafeira@yahoo.com.br e para www.jornaldapovo.com.br aos cuidados de Carlos Lima.Grande abraço,amigo.

Cezar Ubaldo · Feira de Santana, BA 25/2/2012 15:21
sua opinião: subir
gteixeira
 

Valeu meu irmão.
já copiei os ends.
Abraços
Gteixeira

gteixeira · Salinas da Margarida, BA 25/2/2012 16:44
sua opinião: subir
Zezito de Oliveira
 

Carnaval (a opinião de Dom Hélder)
Carnaval é a alegria popular. Direi mesmo, uma das raras alegrias que ainda sobram para a minha gente querida. Peca-se muito no carnaval? Não sei o que pesa mais diante de Deus: se excessos, aqui e ali, cometidos por foliões, ou farisaísmo e falta de caridade por parte de quem se julga melhor e mais santo por não brincar o carnaval. Estive recordando sambas e frevos, do disco do Baile da Saudade: ô jardineira por que estas tão triste? Mas o que foi que aconteceu....Tú és muito mais bonita que a camélia que morreu. BRINQUE MEU POVO POVO QUERIDO! MINHA GENTE QUERIDÍSSIMA. É VERDADE QUE 4a FEIRA A LUTA RECOMEÇA. MAS, AO MENOS, SE PÔS UM POUCO DE SONHO NA REALIDADE DURA DA VIDA!" Dom Helder Câmara, 01 de fevereiro de 1975 durante sua crônica radiofônica "um olhar sobre a cidade"da Rádio Olinda AM

Minha opínião
Mesmo que o carnaval tenha se tornado uma festa que muitas das vezes, nos dias atuais, assume aspectos bastante comerciais e violento, ainda pode ser encontrado aspectos positivos daquilo que foi captado por Dom Hélder , lá nos idos de 1975.

O que significa dizer que você e Dom Hélder tem razão. Nem tudo é alegria e nem tudo é tristeza.

Para relembrar o carnaval das antigas, recomendo:
http://www.culturabrasil.com.br/programas/78rpm/arquivo/as-marchinhas-de-sempre-3

Abraço,

Zezito de Oliveira · Aracaju, SE 25/2/2012 19:08
sua opinião: subir
elindsant
 

Muito bom mesmo, eu me senti ali pulando junto com a galera, ainda bem que não era real , Aqui em Sampa a prefeitura liberou milhões pro carnaval, as aula já começaram e o material escolar prometido todo ano pela prefeitura, só vai chegar no final de março, porque que o carnaval consegue ser realizado em dia. as coisas sérias não!? belo texto G. continue assim um abraço.

elindsant · São Paulo, SP 25/2/2012 21:34
sua opinião: subir
gteixeira
 

Valeu Zzezito.
D. Helder e eu, a distância é de milhoes de estrelas.
Muito oportuno o dite das músicas abtigas.
Maravilha
Gteixeira

gteixeira · Salinas da Margarida, BA 25/2/2012 23:34
sua opinião: subir
gteixeira
 

Elindsant.
Não ficamos com inveja, por aqui 5ª feira as escolas municipais estavam fechadas e mais de trocentos alunos deram com a cara nos muros.
País do carnaval, onde a seriedade fica atrás das máscaras.
Valeu
Gteixeira

gteixeira · Salinas da Margarida, BA 25/2/2012 23:37
sua opinião: subir
gteixeira
 

Abraço correspondido, Azuir.
Obrigado pelas palavras e a lembrança de Jorge e sempre muito boa.
Que ele nos ilumine.
Grato
Gteixeira

gteixeira · Salinas da Margarida, BA 25/2/2012 23:42
sua opinião: subir
marilia carboni
 

E o carnaval continua...

marilia carboni · Londrina, PR 26/2/2012 09:12
sua opinião: subir
gteixeira
 

é verdade Marília.
A quarta feira também.
Muito obrigado poetisa.
Abraços
Gteixeira

gteixeira · Salinas da Margarida, BA 26/2/2012 14:08
sua opinião: subir
kfarias
 

Texto rico em informações e verdades. Carnaval que o nosso ávido povo digere utopicamente, mas é uma brecha para por para fora todas as frustrações que guarda no peito e na alma.
Só quem ganha com tudo isso são os \"mesmos\", os demais batem palmas
Você é um escritor observador e conscio no que escreve e eu fico feliz em poder le-lo e aprender um pouco mais, só que no meu intímo entendo que o carnaval não faz falta nenhuma, tendo em vista tudo que ocorre a volta...
Abraços.

kfarias · Águas de Lindóia, SP 26/2/2012 17:40
sua opinião: subir
gteixeira
 

Caro Amigo.
Concordo contigo em quase tudo, porem, aprender comigo eu não concordo, no mais fico grato om sua bem postada observação.
Gteixeira

gteixeira · Salinas da Margarida, BA 26/2/2012 22:52
sua opinião: subir
catengo
 

Seria belo e alegre, se não fosse trágico. Se a educação não fosse sacrificada.
Me fez lembrar uma tirinha - não recordo o autor - onde o povo chegava no Palácio do Planalto pra fazer revolução. Um acessor virava pro presidente e perguntava "Excelência, o que faremos?" ao passo que ele respondia "Solta o bloco na rua!" Um grupo de passistas saía de lugar nenhum, e tudo acabava em samba.

catengo · Brasília, DF 6/3/2012 08:47
sua opinião: subir
gteixeira
 

Verdade Catengo.
E esse bloco na rua fica o ano inteiro, cada um carregando suas tristes alegorias.
Obrigado mano .
Gteixeira

gteixeira · Salinas da Margarida, BA 6/3/2012 11:30
sua opinião: subir
Greta Marcon
 

Caro teixeira. O teu texto é perfeito, maravilhoso! Exatamente a cara do nosso Brasil... Eu não sou a pessoa indicada para opinar, porque sempre tive pavor do carnaval. Fico muito alegre e feliz quando ele acaba. Nem assisto pela tv. Carnaval não passa de uma ilusão idiota, uma falsa alegria; por trás dele se escondem e agem os pedófilos, assaltantes, tarados, assassinos, estupradores, aidéticos contaminando as pessoas, etc... Quanto dinheiro jogado fora em fantasias, enquanto criancinhas choram de fome, doentes precisando de medicamentos e por aí vai. Até não discordo que seja na Sapucaí, o maior espetáculo da terra, mas é somente para os gringos...
Beijosssss

Greta Marcon · Ponte Nova, MG 12/3/2012 03:10
sua opinião: subir
gteixeira
 

Obrigado poetisa.
Sua palavras refletem a realidade.
Grato
Gteixeira

gteixeira · Salinas da Margarida, BA 15/3/2012 15:18
sua opinião: subir
MartaLucena
 

Uma realidade contada com graça e alegria, nem tudo é perfeição nessa vida... Quem gosta de carnaval junta dinheiro o ano inteiro pra poder ir para folia... Os baianos tem sangue nas veias seja rico ou pobre não conseguem dançar só três dias, o carnaval na Bahia só tem dia pra começar... Quarta feira? De que dia?...Viajei adorei. Beijos poeta.

MartaLucena · Natal, RN 7/9/2012 17:39
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 4 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados