AIR FRANCE 447

1
CCF · Praia Grande, SP
12/6/2009 · 3 · 6
 

AIR FRANCE 447

Lua bonita
Sobre um manto de estrelas.
Quem foi que fez,
Esta Lua tão bela?

Quem foi que fez,
Estes pontos de luz?
Pequenos diamantes
Na minha janela.

Acho que foi
Alguém que não sabe
O que é viver
Em constante saudade.

Acho que foi
Quem não se importa
Em punir com a morte
Os filhos seus.

Como esses que estavam
Num momento feliz
Pela estrada da noite
Com destino a Paris.

Sobre a obra

O mesmo tema anteriormente abordado em crônica e agora em forma de poesia.
Um questionamento ao supremo, pela sua não intervenção no acidente.

compartilhe



informações

Autoria
Celso Corrêa de Freitas
CCF
Ficha técnica
Poesia de 5 quartetos
Downloads
181 downloads

comentários feed

+ comentar
Doroni Hilgenberg
 

CCF,
o poema ficou lindo e triste
uma dorolorosa fatalidade ou tragédia anunciada
( porque já havia acontecido antes)
e as autoridades não se mancam.
bjs

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 10/6/2009 23:20
sua opinião: subir
Cláudia Campello
 

...Misterio que só o tempo desvendera...
Uma saLdade que fica a tantos... de um adeus tao sentido
e tão sem sentido. Lamentos em mim tbm!

bjsssssssss;)

Cláudia Campello · Várzea Grande, MT 11/6/2009 15:24
sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

voltando
bjs

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 12/6/2009 19:43
sua opinião: subir
Jefferson de Anglesorath
 

lindo o poema, apesar de falar sobre uma coisa tão pesada
ele consegue ser leve.
-por coincidência escrevi sobre o mesmo tema

Bandeira a meio mastro(447)


certas pessoas não tem
a mínima noção do que é a morte
e é por isso que não a temem…

como aqueles que se foram
no ventre da fênix de aço...

-imortais…

a morte é para os homens
como deus é para a vida…

e a vida é para a morte
como deus é para os homens…

Jefferson de Anglesorath · Duque de Caxias, RJ 13/6/2009 00:50
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
CCF
 

Prezados, DORONI, Claudia e Jefferson!
As palavras e o voto de cada um, agregam uma emoção ao meu poema pela qual agradeço a vocês.
Hoje! no meu trabalho, com o dia amanhecendo fiquei a pensar em algo parecido com que o Jefferson falou no seu poema "BANDEIRA A MEIO MASTRO"
PENSEI!
"O que é a vida, senão um voo. O que é a morte, senão o acaso no embrarque nesse voo"
Eram ainda 6 horas e 12 Minutos.
Um abraço a todos!
CCF
www.portalpoeticocf.blogspot.com

CCF · Praia Grande, SP 13/6/2009 17:17
sua opinião: subir
Cláudia Campello
 

...e dai que temos que viver de tal forma.......a nao nos
arrepender de nada. absolutamente nada. né mesmo?!
a vida.......um voo!

gostei mto.
bjsssssss:)

Cláudia Campello · Várzea Grande, MT 14/6/2009 05:39
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 2 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados