Além das nuvens de chumbo, ainda bate qualquer coisa...

1
Raiblue · Salvador, BA
10/2/2009 · 293 · 81
 

"Fechamos os olhos para garantir a memória da memória.
É ali que a vida entra e perdura, naquela escuridão mínima, no avesso das pálpebras..."


(Fabrício Carpinejar)


Por que somos tão bipolares? - Essa pergunta ecoava dentro do meu silêncio, enquanto olhava o mar azul e as pessoas correndo, caminhando, nadando e outras, assim como eu, aparentemente paradas. Mas não pense que estar imóvel queira dizer quietude. Não, minha mente parecia girar mais rápido do que o nosso planeta! Nossa rotação é um desespero, um grito, como se o mundo fosse acabar daqui a um segundo. Aceleramos a vida por ansiedade ou por medo? Medo de parar e ver que tudo está fora do lugar, fora da ordem, dentro da desordem tão minha quanto do mundo!

Era um dia azul, porém a solidão que desfilava diante de mim tinha uma cor indefinível, como indefinível era o que eu sentia naquele momento. Acordara assim, o avesso do dia anterior. De zen à estressada, eu combinava com aquela paisagem, onde as gigantescas ondas arrebentavam na calma da praia. Agora eu era a onda, é claro! Ontem à noite, era a praia e toda sua magia diante de uma lua cheia de intenções... Eu carregava o caos e o paraíso dentro de mim. Eu tão pós-moderna, mas nenhuma tecla conseguira deletar a angústia que amanheceu comigo. Carregava nos olhos a ressaca do dia anterior e a dos mares, acordara meio Capitu, com esse verde convulso no olhar em ondas...

Fechei os olhos e pensei nos rios que abasteciam as cidades, secos por nossa própria secura, por falta de umidade no olhar. O sal que aduba a sensibilidade anda escasso, a lágrima não cai, petrificou dentro da íris, virou cisco, uma pedra no meio da retina. Queremos ir longe, mas como, se as janelas da alma estão bloqueadas? De pedra em pedra, trazemos um muro no olhar, não conseguimos encontrar a porta que dá acesso ao outro. Nossas muralhas se chocam, porém não se partem. Dizem que o sonho não acabou, contudo o muro de Berlim continua dentro de nós. O Apartheid está aí, disfarçadamente vivo, nada resolve nossas diferenças, ou melhor, indiferenças.
Que tratado poderá transformar nossas ‘intratáveis’ doenças da alma? Nem Jung nem Freud conseguiram nos curar, talvez Nietzsche estivesse certo, Deus deve estar morto, porém, o pior, é que não conseguimos achar a estrelinha dançante lá dentro, e continuamos no interior da caverna, vivendo através da nossa sombra e das sobras de luz de algum lugar, que vez por outra penetram nossa escuridão.
O silêncio das estrelas nos confunde, despista o destino e o sonho fica pendurado numa ponta de alguma delas, transformado em ilusão, esse monstro devorador de nossa paz.

Muitos resquícios da bomba atômica, a Hiroshima de cada um de nós ainda sangra, a antirrosa atômica não consegue brotar no chão erosado do coração. O ensaio sobre a cegueira não é mais ficção, estamos cegos de olhos bem abertos, a radiação maléfica do egoísmo só faz brotar cactos nos Saaras que invadem as cidades. O caos é insuportavelmente quente, contudo o coração congela, eis as bipolaridades inevitáveis diante das bruscas variações de temperatura e pressão, e a caldeira da alma prestes a explodir!

Vivemos a vida pelo avesso, e o avesso do avesso só em Pasárgada, Marrakesh ou Shangri-lá, sei lá, qualquer lugar fora daqui, fora de nós, se ainda restar algum canto intacto à prova de radiações, pois as balas perdidas já perfuraram tanto os sonhos, que já nem sabemos se ainda existe algum paraíso, nem externa nem internamente.

Será que ainda bate qualquer coisa dentro, doida? Será? Só sei que alguma coisa arranha o céu sobre as cidades e o chumbo das nuvens parece cair sobre nossas cabeças.
Os atalhos, nas estradas da razão, foram apagados pelos furacões do desespero, aliás a razão há muito tempo se perdeu, tudo que existe é um império de prepotência, homens brincando de deuses, sem operar, ao menos, o milagre do pão de cada dia, ao contrário, o pão cada vez mais caro, mais escasso na boca do povo, digo boca, porque a única ‘mesa’ que existe para a grande maioria é o chão duro ,rachado, sem vaso nem flores, sem nada. O único cheiro é o da fome que corrói o estômago e a sanidade... A loucura tem o gosto e o cheiro da fome, é ácida e de um vermelho que dói, que mastiga a vida crua, mal passada, sangrando...Uma sagainsana!

A paz é uma lua distante minguando na velocidade do nosso desespero...

Ainda assim, selamos o nosso destino e cavalgamos léguas em busca de oásis, porque nosso coração-peão tem mania de acreditar nas voltas que o mundo dá, nas trovoadas que fazem o milagre brotar no mais distante sertão e que enchem a lua novamente, como uma miragem na paisagem quase destruída. E o coração, tão apertadinho, cresce novamente junto com a lua e vai se enchendo de promessas, essas que só, quando nos desligamos do tempo, conseguimos ouvir, vindas do infinito que abriga o coração do mundo. Ainda há contrações e alguma coisa quer ser parida do universo.... de dentro da gente...nem que seja a fórceps!

O pulso ainda pulsa , e nós, caçadores de pipas, insistimos no papel e nas linhas que escrevem a nossa história no ar, nesse céu que, apesar de tudo, continua azul, basta soprar as nuvens de chumbo, afinal ele guarda a nossa liberdade, que não poderia ser de outra cor...
Ainda há ventos para reinventar caminhos, basta saber brincar de soprar as nuvens, como se fossem bolhinhas de sabão, despertando a criança que sobreviveu lá dentro. Só ela sabe o segredo de transformar sonhos em realidade com a varinha de condão da imaginação, onde o impossível se perdeu em algum reino muito distante...

A vida sempre insiste em chegar, pelos poros, por todo lugar... ainda há uma canção azul no ar...
E o infinito sou eu...é você...

(Raiblue)

Sobre a obra

Dedico esta prosa aos meus amigos : Aube, Serginho, Gusta e Sam.
Sofremos do mesmo mal, de fechar os olhos e enxergar o invisível e ouvir o silêncio das estrelas...


Nossas oscilações
diante de um mundo
tão bipolar quanto nós...
como nos equilibrar
na corda bamba do caos?
como soprar as nuvens de chumbo
e soltar a pipa
de uma saudade colorida
trancada na criança
que adormece lá dentro
encontrando o azul
que libertará tudo?

Adoro vocês tanto pelas afinidades quanto pelas diferenças!!!
Obrigada pela inspiração...e dias melhores virão para todos nós!
Bluebeijos
Blue


compartilhe



informações

Autoria
Raiblue
Ficha técnica
Prosa poética:Além das nuvens de chumbo, ainda bate qualquer coisa...
Imagem:Flickr.
Downloads
305 downloads

comentários feed

+ comentar
danlima
 

Rai,
Volto aos comentários, depois de tanto tempo..."A vida sempre insiste em chegar, pelos poros, por todo lugar... ainda há uma canção azul no ar..." seu texto me tocou profundamente...lindo, leve apesar de tão pesado sentimento de solidão e de desvalidez, no inicio, mas que no final se transforma outra vez em esperança...em sonho, em vida penetrando pelos poros e extravasando pelos son hos... você continua lírica, mesmo em meio a tema tão profundo, desgastante e pesado, como a solidão das gentes, as lutas inglórias, as decepções, a luta pela esperança, enfim, a dura aprendizado de querer ser humano, em meio à uma paisagem árida, plena de saaras e de cactos impactantes... nossa loiteratura pode ser uma pedra de toque, um toque de midas na busca por essa vontade de mudar... Parabéns, poeta, você tem uma escritura especial, muito profunda e muito bela. Grande abraço do Danilo

danlima · Brasília, DF 8/2/2009 11:02
sua opinião: subir
Aldy Carvalho
 

Aldy Carvalho · São Paulo, SP 8/2/2009 11:46
sua opinião: subir
Cintia Thome
 

Retiremos as pedras dos olhos e veremos que temos mãos a trabalhar
para esse azul da liberdade 'feliz' venha a nos afagar, Deus existe, basta olhar.

Viajei, excelente trabalho qto o mesmo de uscelino Mendes

Parabens mesmo, emociona

Cintia Thome · São Paulo, SP 8/2/2009 11:48
sua opinião: subir
O NOVO POETA.(W.Marques).
 

querida amiga gostei demais do que acabei de ler, maravilhoso seus escritos.
votado.

O NOVO POETA.(W.Marques). · Franca, SP 8/2/2009 11:54
sua opinião: subir
O NOVO POETA.(W.Marques).
 

depois eu volto.

O NOVO POETA.(W.Marques). · Franca, SP 8/2/2009 11:55
sua opinião: subir
Ailuj
 

Me senti homenageada tambem,porque adoro ouvir o silêncio das estrelas e ''fugir'' do mundo
No'' meu mundo'',chego a visualizar coisas que ninguém percebe
mesmo estando ao meu lado
Adorei seu texto,querida,um dos mais lindos que li

Ailuj · Niterói, RJ 8/2/2009 12:28
sua opinião: subir
peninha
 

A vida sempre insiste em chegar, pelos poros, por todo lugar

Este é o paradoxo da existência.
O razoável seria, ao se deparar com todo o caos, dar cabo dela.
Mas como se ela insiste e insiste e insiste...
Até o mais cético desconfia de algo...
O Porquê daquele "Blue Pale Dot" flutuar no nada...
Se alguem souber de algo que não sei, por favor entre em contato.

peninha · Butão , WW 8/2/2009 13:33
sua opinião: subir
Ivette G.M.
 

Um texto muito bem elaborado. Poético, embora desesperançado em alguns momentos. Poético, ao final, com a chegada da esperança, que para você, é sempre azul.
Abração, Ivette G M

Ivette G.M. · Cotia, SP 8/2/2009 13:34
sua opinião: subir
raphaelreys
 

Quem nos dará o remédio final para nossa cura sera Whitmam com suas Folhas de Relva! Você é simplismente genial!

raphaelreys · Montes Claros, MG 8/2/2009 14:11
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Babyblue,

Nossa, que linda e reflexiva ! Vivemos numa época e num mundo bipolar por excelência, onde as contradições são o que marcam a maioria das relações... Somos pêndulos oscilando entre a paz e o desespero, momentâneos, mas eternos... Como você bem disse, carregamos o caos e o paraíso dentro de nós. E não sabemos que tecla apertar para dissolver as angústias. O ser humano trancafia-se em suas fortalezas cercadas por muralhas, com medo do outro, com medo de si mesmo, do outro (ou outros) que há dentro de si. Tanta busca por segurança é, na verdade, uma enorme insegurança... As dirferenças crescem e se transformam em tumores d´alma, já em estado avançado, "intratáveis". Mas ainda ousamos sonhar com estrelas cintilantes... Hiroshima é aqui, dentro de nós, e na realidade que nos cerca... A solução seria fugir para algum paraíso perdido, nas montanhas de nós mesmos ? Mas os paraísos já estão contaminados pela readiação do egoísmo do ser humano. Mas, por detrás das densas e cinzas nuvens, ainda bate qualquer coisa, doida dentro de nós. E é isso, um não sei o que que não sabemos explicar, que nós mantem caminhando, além de qualquer coisa...Os oásis sempre existem, mesmo que não passem de miragem no sem fim desértico... O sangue ainda corre em nossas veias... Somos caçadores de pipas no céu de nós mesmos, céu muitas vezes nublado, mas também azul e pleno de desejos e esperanças... Afinal, em nosso peito ainda bate um brinquedo de criança...

Parabéns por obra tão densa, doce, poética, que nos emociona e nos leva à reflexão !!! Belíssima a imagem também ! E as participações especiais, são sempre demais. Lenine, Arnaldo em letra de Caetano, os saudosos Titãs de outrora, a poesia de Juscelino e a canção mais que perfeita do Sérgio ! Nota 100000...

Ah, e obrigado pela dedicatória ! É um grande prazer e orgulho ser parte de um texto poético seu !

Grande beijo azulzenergéticonírico n´alma, rsrs...

Gustavo Adonias · Salvador, BA 8/2/2009 15:45
sua opinião: subir
Falcão S.R
 

Rai,

Parece que os Deuses da inspiração, exige que seus enviados em missão ao planeta inferior, faça uma revolução cultural para que possamos todos resgatar o sagrado direito de viver em paz.

Beijos

Falcão S.R · Rio de Janeiro, RJ 8/2/2009 15:49
sua opinião: subir
Rosane Mergener
 

Densa refexão amiga!
Transportei-me para tuas linhas...
Emocionou-me!
Que linda homenagem aos teus amigos!
Bj

Rosane Mergener · Mauá, SP 8/2/2009 16:10
sua opinião: subir
Cláudia Campello
 

A fragilidade me envolve agora, no pensamento da sua firme personalidade, Raiblue.
...e qualquer coisa dentro bate. creia.


bjssss ;)

Cláudia Campello · Várzea Grande, MT 8/2/2009 16:13
sua opinião: subir
O poeta oculto
 

Um domingo! eu venho como quem não quer nada e me deparo com esse texto. uau!!! fiquei sem palavras...
um abraço muito forte e concordancias...

O poeta oculto · Teresina, PI 8/2/2009 16:31
sua opinião: subir
Jair Jnusi
 

Legaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaallllllllllllll!!!! Volto para votar, já ia me esquecendo... aplausos de pé!!! valeu...

Jair Jnusi · Rio de Janeiro, RJ 8/2/2009 16:45
sua opinião: subir
Juscelino Mendes
 

Até mesmo quando você se encontra niilista, é doce. Não adianta! O niilismo jamais será parte desse seu ser poético e sensível por muito tempo. Apenas por algumas manhãs obscuras, sem sol, sem brisa. Depois, o sol e o azul intenso retorna ao seu belo ser.
Bjs.

Juscelino Mendes · Campinas, SP 8/2/2009 17:11
sua opinião: subir
Juscelino Mendes
 

Correção: ...retornam ao seu belo ser em festa.

Que belo texto, Blue-Chips! Maravilhosa prosa poética... bjs.

Juscelino Mendes · Campinas, SP 8/2/2009 17:13
sua opinião: subir
Juscelino Mendes
 

E obrigado pela lembrança de minha porção de liberdade...:) Bjs.

Juscelino Mendes · Campinas, SP 8/2/2009 17:17
sua opinião: subir
Sergio Berrini
 

Obrigado minha musa, vc é o que de melhor existe numa tarde de domingo; a sensibilidade, delicadeza, pureza e tantos outros elementos que só a ti pertencem.
Me fez voltar de minhas férias bipolares e neste calor frenético e devastador do Rio de Janeiro, encontrar uma sombra e ar totalmente fresco e azul.
bjs tricolores.

Sergio Berrini · Rio de Janeiro, RJ 8/2/2009 17:58
sua opinião: subir
  Gorete
 

Blue qrida!
Amo tudo que vc escreve; mas confesso que este é um dos mais lindos que já li!
Só gostaria de dizer que: Deus está maravilhosamente vivo; mas Ele não invade nossa privacidade, não se impõe.
Ele não age, pq não é convidado a atuar em nosso favor; por isto as coisas chegaram a este ponto!
Bjosss minha qrida!
Vc é 1000...voltarei!

Gorete · Ipatinga, MG 8/2/2009 18:01
sua opinião: subir
azuirfilho
 

Raiblue · Salvador (BA)
Além das nuvens de chumbo, ainda bate qualquer coisa...

Um quinteto de Feras da Poesia que ficam ouvindo estrelas. Tem grande identidade e afinidade com o infinito, e estáo nas estrelas representados, escritos e inscritos, pois cada um é uma ponta de cada estrela do Céu
tem muito brilho e luz e ficam as cinco pontas cintilando em todas estrelas do céu, apaixonam todo Mundo, já apaixonaram o Overmundo, cinco tipos lindo de cintilaçóes brilhandes e uma delas é azul.
Parabéns e obrigado por cintilarem no coraçóes da gente.
Grass um contínuo de luzes das estrelas cintilando pelo céu sem fim, como o tenue gramado celestial que a gente ouve crescer como linda músicva da esperanca no coracáo da gente.
Grass cinco letrinhas cintilando em tudo, pro mundo ser melhor e a vida valer mais a pena.
Abração Amigo.

azuirfilho · Campinas, SP 8/2/2009 18:32
sua opinião: subir
Mirtes Carvalho
 

Minha querida Raiblue, garota já li umas 3 vezes. Um texto muito bonito. Claro que tem momentos que mergulhamos contigo nas mais profundas reflexões. Li e reli o que estes nossos colegas geniais disseram sobre sua sensibilidade, seu valor e o texto. Tudo maravilhoso inclusive a homenagem aos amigos. Minha Querida Faço minhas as palavras de todos principalmente do Danilo Lima e Azuir Filho. Que mais posso fazer a não ser parabenizar e aplaudir. Você é maravilha. As imagens criadas me emocionaram... lindas.
Bjs efusivos de Mirtes Carvalho

Mirtes Carvalho · Rio de Janeiro, RJ 8/2/2009 19:19
sua opinião: subir
Elio Cândido de Oliveira
 

Volto ..para votar. Adorei o trabalho.
boa noite

Elio Cândido de Oliveira · Ibiracatu, MG 8/2/2009 19:46
sua opinião: subir
Raiblue
 

Muito emocionada com cada comentário,meus queridos!!!
Ande extremamente sensível, ultimamente, nem ia postar esse texto hoje...Sabe quando a gente acha que tudo está ruim..? Pois é, estava bastante desanimada (ando assim há alguns dias...).Mas agora vejo que tinha que postar, pois receber esse carinho e comentários tão
sensíveis até ajudaram a mudar a cor do meu dia...Muto obrigada a cada a um.....li cada comentário e fiquei muito feliz pelo que cada um captou...sentiu...Vcs nem fazem ideía...,ou fazem, do quanto isso foi importante hj e é sempre!!!Nós que somos eternos aprendizes...
Estou naqueles dias 'não'....mas sei que virão os dias 'sim'...é essa vida louca!Vida breve!!!


Beijos bluecarinhosos no coração de vcs!
Blueee

Raiblue · Salvador, BA 8/2/2009 20:17
sua opinião: subir
Raiblue
 

Quis dizer:'ando extremamente sensível..."

Raiblue · Salvador, BA 8/2/2009 20:18
sua opinião: subir
Pedro Monteiro
 

Querida Raiblue.
Parece-me que sua maravilhosa fonte de inspiração, esta relacionada à cor azul...
Muito obrigado e é certo que voltarei.
Beijos"azulzinhos"

Pedro Monteiro · São Paulo, SP 8/2/2009 20:26
sua opinião: subir
Rose Rocha
 

Uma emoção atrás da outra... Sentir é o que nos torna humanos! E a cada vez que te leio, é assim... Vc é uma pessoa generosa, Do Bem, incrivel. "Prozeia" dando uma lição da vida, de vida.
Vc dissipa qq nuvem, de chumbo, de fumaça, de algodão doce...
Dias melhores virão. Abraços

Rose Rocha · Jundiaí, SP 8/2/2009 20:47
sua opinião: subir
Sônia Brandão
 

Só nos sentimos felizes quando encontramos o equilíbrio. Para viver bem temos que fazer o possível para esquecer os aborrecimentos pelo caminho para que a chuva os apague ou o vento os leve. É preciso gostar da vida. Devemos começar nosso dia olhando imagens bonitas para encher de beleza a vida. Essas imagens nos acariciam, nos fazem sonhar, dão sabor à vida.

Gostei muito do seu texto.
Beijos e uma ótima semana.

Sônia Brandão · Bauru, SP 8/2/2009 22:55
sua opinião: subir
businari
 

Acredito que a bipolaridade é inerente aos seres vivos assim como o é para a energia que alimenta o notebook no qual escrevo agora estas linhas...Se somos energia em meio aquoso (75% do nosso corpo é composto pelo líquido da vida), penso que é natural que tendamos para esta ou aquela polaridade, reagindo a determinados estímulos (polaridades) alheias. Tão natural como ciclar com a lua...vc fala que há um alívio gerado quando se pára o tempo...pois somos concordantes! Como aceitar um calendário em que vc tem 12 meses, que vc nunca sabe qual mês tem 30, 31 dias, ou em qual ano aquele mês de 28 dias terá 27 ou 29. Na contagem de tempo natural, vc tem 13 luas num ano. Todos os anos. E só. E assim, os cálices sagrados do divino, que transbordam em fecundidade, se enchem e se esvaziam de vinho ao sincronizar-se ao movimento das marés. Magnetizados pelo satélite...recuperando seu poder..

O que enche meu coração de esperança é perceber que a alma humana, aquela mesma, aviltada, querendo abandonar o cais da humanidade e deixar a urbes para sempre, é capaz de prevalecer a séculos de reprogramação imposta por julianos e gregorianos...e, assim, despertar pela manhã, saudar o sol, acariciar o lombo do gato e escrever uma canção. Uma que fale de amor universal, de altruísmo, de esperança. Um épico! Seja na trova do bardo...ou na prosa da ptonisa...

Um brinde a Netuno e Yemanjá!

Beijos ultramarinhos,

Mau

businari · São Vicente, SP 8/2/2009 23:36
sua opinião: subir
Orisvaldo Tanniy
 

Rai.

Sinto que a beleza do azul te faz bem e você recebe como um toque de mágica dos céus essa inspiração.Beleza de texto!Depois eu volto.

Orisvaldo Tanniy · Teresina, PI 9/2/2009 08:33
sua opinião: subir
Aube
 

Quando você leu esse texto para mim há alguns dias atrás, com essa sua voz de sereia, fiquei extremamente emocionada. Seus contos são sempre muito intensos, densos e especiais, mas esse é um dos mais belos que já senti. Traz uma carga de emoções muito forte, todas as sensações do nosso eu escritas à flor da pele.
E quem não se desespera vivendo neste mundo cruel e mesquinho e fútil e desigual?
O lado bom da coisa é que, nessas oscilações, um dia sempre se acorda melhor.
Você brinca de transformar sentimentos em palavras com grande habilidade. E, muito mais que isso, com amor.
Escrever com a alma resultou em uma linda construção poética, minha Bleuezita, parabéns! E obrigada pela dedicatória...
Novamente emocionada.
Mil beijos azulados e muitas vibrações positivas,
Aube.

Aube · Salvador, BA 9/2/2009 09:43
sua opinião: subir
ayruman
 

Oi Rai. Magistral.
Luz e Paz... jbconrado.

ayruman · Cuiabá, MT 9/2/2009 09:46
sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

Oi Rai
como sempre, execelente texto
Entre o céu e a terra existe um mundo que só nós ( os poetas e escritores sensíveis) enxergamos.
bjs

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 9/2/2009 10:37
sua opinião: subir
Raiblue
 

Meus deuses!!!

Que alegria ver tantos comentários maravilhosos!!

Valeu,Do,querida!Com certeza existem muitos mistérios...a começar por nós mesmos...rss...mil bjksbleu

JB,querido...obrigada,luz e paz procê tbém...e muito azul!!bjksblue

Minnha Aube,linda!Apareceu a violeta!!rsrs..voz de sereia foi lindo...rsrs...que bom que te emocionou, pois não acredito em nada que não emocione...Para mim não existe outra forma de escrever a nãos er esta, com a alma...com l'aube!!rsrrs...Merci,amour!
bisousbleu...

MauMau,meu lindo!!!

Que comentário precisoso!!!Sim, aquáticos, vamos nos adptando a tudo,ora tendendo a uma polaridade,ora à outra, nesse navegar inconstante...tudo é energia em interatividade...pólos se atraindo, outros se repelindo...e a mandala vai girando...a roda da vida movimentando o destino...
Adorei a contagem do tempo natural pela quantidade de luas...( meu astro regente...sou totalmente lunática...hahah)...muito menos complicado e muito energizante...nossa conexão com as marés é mágica, pena que poucos percebem isso acontecer....
Adorei sua saudação ao sol e o carinho no lombo do gatinho...muito lindo isso...como não mudar a vibração...e ficar totalmente energizado? impossible,honey!
Suas palavras me emocionarm e me fizeram pensar bastante...obrigada,querido!
mil besos azules ultramarinhos....
Blue

Serginho,meu queridão,meu muso é vc,meu lindo!!!Fiquei muito feliz com sua passadinha aqui, dando um apausinha em suas férias...hehe..
Pense bem sobre tudo isso...existe uma canção azul no ar...e vc mais que ninguém sabe disso...obrigadaçooo,amoreco!
Bluebeijinhosultraleves...

Agradeço a todos, estou muito contente c a presença e emoção de cada um aqui deixada...um super beijo azulzinho...
Blue

Raiblue · Salvador, BA 9/2/2009 11:17
sua opinião: subir
rosa melo
 

Bluezinha,
Isso somos nós! Vivemos em busca da válvula de escape, presos a 'um não sei que'...
A sua arte poética é o seu alívio, o nosso alívio!

beijos de uma alma cúmplice.

rosa melo · Pio IX, PI 9/2/2009 11:22
sua opinião: subir
lady sophie
 

Envolte, sublime... amei!
parabens querida.
beijinhos azuis
vo(l)to

lady sophie · Porto Alegre, RS 9/2/2009 13:21
sua opinião: subir
meus traços e linhas
 

Blue,
A tua sensibildade é azul... mergulhei na profundidade do teu texto. "Eu carregava o caos e o paraíso dentro de mim. Eu tão pós-moderna, mas nenhuma tecla conseguira deletar a angústia que amanheceu comigo."As feridas da alma por vezes nos deixa assim, a procura de paz!
Lindo trabalho!
Parabéns!
bjs azuis da cor do mar, da paraiba pra vc!
Diná

meus traços e linhas · Cabedelo, PB 9/2/2009 14:25
sua opinião: subir
MaluFreitas
 

UM BELO TEXTO E CHEIO DE SIGNIFICADOS DIGNO DE FILOSOFAR POR HORAS...INTRIGANTE!
*Rai Blue a cada encontro nos deixa mais ensolaradas e enluaradas embora seja uma MULHER AZUL ANIL!
BEIJOS SUA FÃ! MALU

MaluFreitas · Salvador, BA 9/2/2009 17:33
sua opinião: subir
MaluFreitas
 

UM BELO TEXTO E CHEIOS DE SIGNIFICADOS DIGNO DE FILOSOFAR POR HORAS...INTRIGANTE!
*Rai Blue a cada encontro nos deixa mais ensolaradas e enluaradas embora seja uma MULHER AZUL ANIL!
BEIJOS SUA FÃ! MALU

MaluFreitas · Salvador, BA 9/2/2009 17:33
sua opinião: subir
Samuel Luciano Assunção
 

"Ainda há ventos para reinventar caminhos, basta saber brincar de soprar as nuvens, como se fossem bolhinhas de sabão, despertando a criança que sobreviveu lá dentro. Só ela sabe o segredo de transformar sonhos em realidade com a varinha de condão da imaginação, onde o impossível se perdeu em algum reino muito distante..."

raiblue...minha rainha
é mesmo uma honra estar no meio de amigos tão valiosos e capazes de te trazer inspiração.
lindo texto...profunda análise...aula de superação...
como não poderia ser diferente.

beijos azuis minha linda sereia blue.

sam

Samuel Luciano Assunção · Angra dos Reis, RJ 9/2/2009 18:24
sua opinião: subir
Ilia Noronha
 

Minha fada azul!!!
Ola??? Tb sou do mesmo grupo. O mais estranho é que sentimos o vazio, uma solidão expressante... Amei muito o texto e me identifeiquei muito com ele.Beijossss

Ilia Noronha · Manaus, AM 9/2/2009 18:31
sua opinião: subir
José Cycero
 

Seu texto é quase que uma verdadeira identidade daqueles que amam 'poetar' e, notadamente os que têm sentimento a flor da pele. Parabéns votarei quando voltar,,,

José Cycero · Aurora, CE 9/2/2009 18:50
sua opinião: subir
Ivan Cezar
 

Minha querida amiga:
Penso, seguidamente na figura do dado e suas faces, cada uma com um número diferente. Existem dados na alma das pessoas...
Mais que BI-polares - existem as faces ...
Beijos mil

Ivan Cezar · São Sepé, RS 9/2/2009 21:05
sua opinião: subir
Sander Machado
 

Porque não somos?
Porque somos lua e nos obrigamos a agir como sol? Por que não somos sol e nos obrigamos a agir como sombra? Porque não somos sombra e nos obrigamos a agir como troncos? Porque não somos troncos e nos obrigamos a agir como terra?
Essa bi-polaridade de não ser, combinada com não sei, que vai dar onde nem imagino. Esse medo do não ser gostado, do não agradar, do nada possuir, do ter que ter amanhã, dos olhos dos outros pensando dentro dos nossos olhos. Tudo muito cosmético, dinheiro de plástico esterira elétricas na frente da TV para emagrecer. Analfabetos sentidos. Será que existiria ainda um método Paulo Freyre para educar adultos de forma que saiam desses quadros negros que cada vez mais cinzas vão sepultando seus destinos.
TOC, é possível ler de várias formas. Prefiro aquela quando uma pessoa descuidadamente encosta-se em outra numa fila e ali nasce um encontro.
Com Carinho,
Sander

Sander Machado · Porto Alegre, RS 9/2/2009 21:37
sua opinião: subir
Carlos Mota
 

belo texto, Raiblue!
e felizes citações...
beijo,

Carlos Mota · Goiânia, GO 10/2/2009 11:11
sua opinião: subir
Samuel Luciano Assunção
 

beijos raiblue...
meu voto e meu carinho...sempre

Samuel Luciano Assunção · Angra dos Reis, RJ 10/2/2009 11:40
sua opinião: subir
José Carlos Brandão
 

Deixo-lhe um de meus últimos poemas, de ontem:

O AZUL DE DEUS

Eu beberei do azul de Deus todos os dias.
A pedra sangra, o relógio sangra, a rosa sangra,
os meus olhos caem por terra com os pássaros mortos.
Eu navego calmamente no mar azul de Deus.

bjs.

José Carlos Brandão · Bauru, SP 10/2/2009 12:25
sua opinião: subir
camuccelli
 

...o silêncio e a estrela.Aquele que quiser me seguir,pegue a sua cruz e siga-me:disse Jesus.Em parte, eu não concordo com a frase.Em parte, não acredito que somos obrigados a carregar cruz de ninguém.Quem quiser que carre a sua própria cruz.Meu veio isto a mente quando terminei de ler.
Quanta verdade nisto que escreve.Dá-nos imaginação pra uma ifinidade de coisas.Tem texto que inspira o nosso dedo à teclar os quadradinhos do teclado e escrever.Têm outros que não.A gente fica sem saber o que dizer e mente.Quando é um texto como este.A mentira não ousa invadir--não quero com isto dizer que minto.Quando não me vem a palavra, não escrevo só voto--pra atrapalhar a descisão e o ato de dar a opinião.Impossível é não dizer diante do escrito.Parabéns mesmo!

camuccelli · Rio de Janeiro, RJ 10/2/2009 14:56
sua opinião: subir
Vilorblue
 

As nossas mais fortes lembranças estão em nosso subconsciente, por isso o fechar de olhos e armazenar nesta universal escuridão, não é em vão que, (segundos alguns), o subconsciente ocupa oitenta por cento da nossa mente. Nós adultos somos todos bipolares, apenas as crianças conservam o belo sonho de voar e nada mais, é por isso que todos os meninos adoram pipas ao vento, só assim colocam seus corações entre as varetas e o papel, a linha é as veias onde corre o sangue da sua liberdade.
"A paz é uma lua distante minguando na velocidade do nosso desespero..."
Talvez desejando e lutando pela merecida paz...e só assim, consigamos entrar num estado de real felicidade, os antagonismos são elementos incentivadores das bipolaridades.
Este texto querida poetisa Blue Rai, (pelo menos a mim), faz-nos ver que todos nós adultos, temos incrustado na essência, a bipolaridade enraizada, pronta para emergir.
Parabéns.
Votado.
Abç.

Vilorblue · Colombo, PR 10/2/2009 15:14
sua opinião: subir
Sônia Brandão
 

Votos e beijinhos.

Sônia Brandão · Bauru, SP 10/2/2009 15:40
sua opinião: subir
Falcão S.R
 

Beijos cariocas!

Falcão S.R · Rio de Janeiro, RJ 10/2/2009 16:33
sua opinião: subir
Julio Rodrigues Correia
 

Embora tardiamente, estou aqui para participar da louvação de um texto agressivamente bem escrito- Rai, querida, obrigado por existir pessoa como vc, profundamente atilada. Voto.

Julio Rodrigues Correia · Manaus, AM 10/2/2009 16:53
sua opinião: subir
joe_brazuca
 

...e quem disse que seria fácil ?

beat...pra lá de...

baci an'cuore blu !

joe_brazuca · São Paulo, SP 10/2/2009 18:59
sua opinião: subir
businari
 

voltei para marcar o voto! Volta?

businari · São Vicente, SP 10/2/2009 19:01
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Blue,

Cá estou eu novamente, ultrapassando as nuvens cinzentas, rumo ao que ainda bate no peito, para além desse mundo que gera sentimentos controversos, e leva-nos à bipolaridade. Oscilamos entre a alegria e a melancolia tal qual pipas soltas em furacões... Mas, para além disso, temos a poesia e os sentimentos, que ainda nos salvam das tempestades...

Parabéns, mais uma vez ! Votadíssimo, com certeza...

Grande beijo poético n´alma

Gustavo Adonias · Salvador, BA 10/2/2009 20:14
sua opinião: subir
Cintia Thome
 

Cintia Thome · São Paulo, SP 10/2/2009 20:52
sua opinião: subir
Cláudia Campello
 

...e qualquer coisa a i n d a dentro bate !

bjsssssssss ;)

Cláudia Campello · Várzea Grande, MT 10/2/2009 21:18
sua opinião: subir
wancisco franco
 

Uma poesia tão sólida, tão solidão; e ao mesmo tempo tão capaz de agregar. Já o demonstraram os tantos comentários acima. Parabéns pelas asas que seu texto nos concede.
Meus sinceros Votos!

wancisco franco · São Paulo, SP 10/2/2009 21:38
sua opinião: subir
Thaty psique
 

LINDOOO parabéns tão realista tão sincera mostra que és uma pessoa profunda e mto inteligente fiz o download.Obrigada por este momento.

Thaty psique · Santa Maria, RS 10/2/2009 22:46
sua opinião: subir
Ailuj
 

Voltando
Eis aqui meu carinho de sempre
Beijos querida

Ailuj · Niterói, RJ 11/2/2009 00:52
sua opinião: subir
Orisvaldo Tanniy
 

Aplausos!

Voto com carinho.Beijo no coração!

Orisvaldo Tanniy · Teresina, PI 11/2/2009 08:35
sua opinião: subir
victorvapf
 

Chegando, um pouco tarde, mas chegando!

Beijos

victorvapf · Belo Horizonte, MG 11/2/2009 08:41
sua opinião: subir
ayruman
 

Oi Rai. Só confirmando. Magistral.
Luz e Paz... jbconrado.

ayruman · Cuiabá, MT 11/2/2009 10:38
sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

voltando
bjs

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 11/2/2009 10:39
sua opinião: subir
Raiblue
 

Meus amores,obrigada mais um avez por partilhar comigo da mesma emoção, essa de estarmos vivos, apesar de...e com todas as nossas oscilações ainda há um porto em algum lugar lá dentro...algo que quer se libertar..aportar e navegar quando quiser...com ou sem destino...

Fiquei imensamente feliz com as leituras de cada um....é muito bom quando a palavras consegue levar e lavar nosssa alma...

obrigada...de coração...
bluebeijinhos
Blue

Raiblue · Salvador, BA 11/2/2009 12:27
sua opinião: subir
Raiblue
 

CORRIGINDO:

Meus amores,obrigada mais um avez por partilhar comigo da mesma emoção, essa de estarmos vivos, apesar de...e com todas as nossas oscilações ainda há um porto em algum lugar lá dentro...algo que quer se libertar..aportar e navegar quando quiser...com ou sem destino...

Fiquei imensamente feliz com as leituras de cada um....é muito bom quando a palavras conseguem levar e lavar nosssa alma...

obrigada...de coração...
bluebeijinhos
Blue

Raiblue · Salvador, BA 11/2/2009 12:29
sua opinião: subir
Adelcir
 

Felizmente o texto termina com a cor da esperança. Belo modo foi escrito, tom poético delicioso...

Adelcir · São Paulo, SP 11/2/2009 17:04
sua opinião: subir
Aldy Carvalho
 

votando

Aldy Carvalho · São Paulo, SP 11/2/2009 17:32
sua opinião: subir
Juscelino Mendes
 

Revisitando com carinho. Bjs.

Juscelino Mendes · Campinas, SP 12/2/2009 00:40
sua opinião: subir
O NOVO POETA.(W.Marques).
 

O pulso ainda pulsa , e nós, caçadores de pipas, insistimos no papel e nas linhas que escrevem a nossa história no ar, nesse céu que, apesar de tudo, continua azul, basta soprar as nuvens de chumbo, afinal ele guarda a nossa liberdade, que não poderia ser de outra cor...

o seu texto ótimo e sempre escrevendo algo gostoso de ler querida amiga, um forte abraço.

O NOVO POETA.(W.Marques). · Franca, SP 12/2/2009 10:57
sua opinião: subir
alcanu
 

Uau, esse filosofar entre amigos, que bom se a gente se reunisse de tempos em tempos, em vez de ficar brigando aqui dentro por coisas inócuas...
Um beijo !

alcanu · São Paulo, SP 12/2/2009 11:53
sua opinião: subir
  Gorete
 

Qrida, desculpe chegar atrasada; estou viajando!
1000 bjsss pra vc...!

Gorete · Ipatinga, MG 12/2/2009 19:13
sua opinião: subir
Betânia Uchôa
 

Uma bela reflexão...

Betânia Uchôa · Salvador, BA 12/2/2009 21:53
sua opinião: subir
PASSAVANTE
 

As nuvens são assim, as vezes chumbo outras vezes algodão doce. São as leis gerais do universo (multipolar) dentro dos nossos verbetes poéticos.
Gostei muito.

PASSAVANTE · Recife, PE 15/2/2009 21:04
sua opinião: subir
Jota Lago
 

Eae Blue, na pazzz??

Passando na correria de sempre, mas não poderia deixar de votar nesse seu texto que, no silêncio das estrelas, explode em mil luzes! Parabéns!!!

Abração!

Jota Lago · São Paulo, SP 17/2/2009 16:25
sua opinião: subir
Ilia Noronha
 

Oie!!
Vim deixar meu carinho.
Beijusssssssss

Ilia Noronha · Manaus, AM 18/2/2009 17:36
sua opinião: subir
TÂNIA MARA CAMARGO
 

demais! Voltei e votei! bjs

TÂNIA MARA CAMARGO · Jundiaí, SP 18/2/2009 22:01
sua opinião: subir
Patipetista
 

É Rai, pra variar, pura emoção !

Beijos muitos, fiqeu com Deus, ótimo feriado !!!

Patipetista · Taboão da Serra, SP 20/2/2009 22:04
sua opinião: subir
Vasqs
 

Muito bela sua prosa azul - este ,de triste

Vasqs · São Paulo, SP 21/2/2009 14:09
sua opinião: subir
valdezz
 

"onde as gigantescas ondas arrebentavam na calma da praia. Agora eu era a onda"


és a que vai e a que vem
és aquela que quem abraça pensa que tem
és aquela onda enorme
que todo surfista oportunista quer conquistar
és aquela onda enorme
que todo turista filho de paulista
tenta evitar
talvez queiras ser só uma ondinha
se fosses pequena poderias seres minha

valdezz · Arraial do Cabo, RJ 26/2/2009 19:32
sua opinião: subir
Jéfte Sinistro
 

Eis o verdadeiro avesso do amor: A INDIFERENÇA.
Há sempre muros dentro de nós, dentro do todo dentro de nós, dentro de tudo que nos circunda... Por isso estamos sempre separados de nós mesmos, dos outros, do mundo... Tornamo-nos uma partícula isolada de nossas essências, voltadas unicamente para um ego sumo agressivo dentro de nós... Mas, como bem disseste, o céu é sempre azul... Basta criar coragem para soprar o chumbo das nuvens 'a plenos pulmões'... Incrível, Blue! Como sempre... Beijos, minha cara! E meus aplausos...

Jéfte Sinistro · Cabo de Santo Agostinho, PE 17/5/2009 12:45
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 8 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados