ALICE NÃO ESTAVA NO PAÍS DAS MARAVILHAS

1
Fátima Venutti · Blumenau, SC
3/11/2008 · 214 · 35
 

Alice não estava no país das Maravilhas


Por Fátima Venutti

Pela janela, uma brisa serena brincava e invadia, por fim, o espaço daquele quarto naquela manhã chuvosa de setembro. Bailavam as cortinas de voil rosa claro. Lentamente, Dora foi despertando e pode sentir novamente o pulsar da vida através da luz a iluminar e tomar conta suavemente daquele seu mundo, antes tão incolor e sem graça alguma.

Ainda dormente, instintivamente deslizou a mão sobre o lençol da cama, a buscar algo. Foi então que abriu de súbito os olhos e foi conferir o que tocara. Espalhadas pela cama, lá estavam elas: as pétalas de rosas vermelhas.

Um sorriso de prazer esboçou seu rosto. Ela espreguiçou como de costume, sentou-se dobrando e abraçando os joelhos feito uma menina, observando minuciosamente o cenário que encontrara. Pelo chão, a visão de outras rosas espalhadas, ainda intactas com seus galhos e folhas quase murchas, rastros de roupas espalhadas sem pudor por sobre móveis e objetos e um cheiro que agora era respirado por ela num êxtase mais que absoluto tecendo em sua mente e trazendo de volta as imagens da noite anterior. Uma noite de total prazer.

Por minutos Dora ficou naquela posição, buscando em cada detalhe de seu quarto preencher, por mais uma vez, o espaço de sua alma e as frestas de seu corpo com os resquícios dos aromas, tentando ainda ouvir os gemidos, gritos e palavras trocadas há poucas horas.

Observando as pétalas jogadas e debulhadas pelas dobras do lençol, descobriu outro tom de vermelho tatuado. Naquele momento se deu conta de que ingressara numa outra fase de sua vida. A menina há poucas horas, agora, mulher. As gotas de sangue seco e já incorporado à malha do tecido, agora revelavam o verdadeiro significado das rosas vermelhas.

Imediatamente veio em sua mente o conto de fadas de Alice no País das Maravilhas, de L. Carrol, e ela mergulhou em cada cena da trama que tantas e tantas vezes ouviu sua mãe contar e por tantas outras foi embalada para dormir.

O caminho das rosas vermelhas mostrou-se como uma fase na vida de uma mulher, simbolizando a passagem da menina-flor de inocência em rosas brancas para a mulher liberta pela menarca e consciente de que jamais sua vida seria como antes. Bonecas começavam a ser encaixotadas e as brincadeiras ingênuas do pêra-uva-maçâ se apresentavam com um hálito mais apimentado de prazer.

Dora levantou-se e foi até a estante de livros. Ainda nua e já descalça de seus dogmas e pudores, começou a jogar pelo chão a sua inocência. A literatura infantil deixou espaços vagos no mogno escuro. As revistas e jogos de brincadeiras se mostraram fora de sua faixa etária e ela começou a lançá-los ao ar, Abriam-se as páginas em flaps e sons e uma baderna hasteou uma nova bandeira naquele mundo não mais de fantasia.

Uma mulher aflorou, feito todas as rosas que espalhadas estavam no chão. Ela não queria mais a ingenuidade daquele mundo. Por sobre a escrivaninha, sua agenda. Mais que depressa ela abriu na data do dia e escreveu em letras garrafais: O dia em que Dora, a mulher, nasceu!

Sobre a obra

Quando a menina torna-se mulher...

compartilhe



informações

Downloads
316 downloads

comentários feed

+ comentar
clara arruda
 

saiba que já passei para a leitura umas seis vezes,na volta comento.

clara arruda · Rio de Janeiro, RJ 2/11/2008 08:05
sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Fátima, beleza de conto sobre a inciação feminina, apesar de sozinha, a personagem pôde encontrar o seu insight em meio as metáforas das rosas de Alice...
Muito bom, muito bom
Parabéns, sempre bom ler seu trabalho
beijos

Cristiano Melo · Brasília, DF 2/11/2008 08:15
sua opinião: subir
Marcos Pontes
 

Onde está o príncipe encantado nessas horas?

Marcos Pontes · Eunápolis, BA 2/11/2008 16:57
sua opinião: subir
clara arruda
 

Volto,e deixo meus votos de muito sucesso.

clara arruda · Rio de Janeiro, RJ 3/11/2008 13:32
sua opinião: subir
Edson Alves
 

Já conhecia esse texto da nossa querida Fátima , mas não pude deixar de expressar o que sinto com os textos que ela sempre nos presenteia ,são todos de muito bom gosto e requinte e de ótima qualidade,mais uma vez parabéns ao seu talento ,beijos

Edson Alves · Rio de Janeiro, RJ 3/11/2008 14:07
sua opinião: subir
Compulsão Diária
 

Ai que frio, Fátima! Apesar das rosas;)

Compulsão Diária · São Paulo, SP 3/11/2008 14:16
sua opinião: subir
ayruman
 

Fátima...Ufa!Ufa!!! Nossa que perfeição de texto. Que percepção fina da Natureza Feminina. Parabens.
Tenha uma boa Semana.

ayruman · Cuiabá, MT 3/11/2008 14:19
sua opinião: subir
Compulsão Diária
 

Fátima obrigada pelo convite, quis dizer frio da solidão e não do texto bem escrito.
Beijo

Compulsão Diária · São Paulo, SP 3/11/2008 14:25
sua opinião: subir
Nels Belo
 

Muito bem elaborado.votado

Nels Belo · Feira de Santana, BA 3/11/2008 14:35
sua opinião: subir
Frederico Rego
 

Fátima, gostei muito do seu texto. Está votado

Frederico Rego · Rio de Janeiro, RJ 3/11/2008 14:46
sua opinião: subir
Gabriel Desaix
 

Fátima, um conto sensível, com uma narração muito bem conduzida onde você explora as sutilezas da alma feminina.

Muito bom! Gostei muito do trabalho.

Deixo aqui meu beijo e votos.

boa semana.

Gabriel Desaix · São Paulo, SP 3/11/2008 15:21
sua opinião: subir
alcanu
 

-"Mulher é bicho esquisito, todo mÊs sangra !", já profetizava a nossa querida Rita Lee que bom que atualmente tudo já está superado e não existem mais aqueles tabus de não lavar a cabeça ou trancarem as "incomodadas" no fundo da casa...
Textos como esse seu são ótimos para tirarem o azedume duma coisa que deveria ser considerada como um marco na vida da mulher que é a menarca, ou seja a sua primeira menstruação, um 'début' de menina para mulher, com todas as suas eventuais responsabilidades
Parabéns peo "tato" !
Um beijo !

alcanu · São Paulo, SP 3/11/2008 15:43
sua opinião: subir
José Carlos Brandão
 

Dora é a flor que se abriu - para a beleza, a contemplação, a doação. Também para a solidão.
Beijos.

José Carlos Brandão · Bauru, SP 3/11/2008 15:43
sua opinião: subir
O NOVO POETA.(W.Marques).
 

belíssimo texto, gostei muito.votado.

O NOVO POETA.(W.Marques). · Franca, SP 3/11/2008 16:32
sua opinião: subir
Juscelino Mendes
 

Quando se torna mulher é bom;
permanecer menina sempre,
melhor ainda...

Juscelino Mendes · Campinas, SP 3/11/2008 17:26
sua opinião: subir
Circus do Suannes
 

Parabéns, Fátima.
O problema é que homem não entende nada disso.

Circus do Suannes · São Paulo, SP 3/11/2008 18:06
sua opinião: subir
raphaelreys
 

Alece abre portais entre dimensões do ser!

raphaelreys · Montes Claros, MG 3/11/2008 18:13
sua opinião: subir
Ailuj
 

Maravilha de texto Fátima
Desculpe a demora,não entrei no Overmundo esse fim de semana
Beijos e parabéns

Ailuj · Niterói, RJ 3/11/2008 18:34
sua opinião: subir
Carlos Mota
 

Ou Dor_alice...
belo texto,
beijo

Carlos Mota · Goiânia, GO 3/11/2008 19:00
sua opinião: subir
Eloy Santos
 

Parabéns. Muita criatividade.
Desculpe se estou votando só agora.

Eloy Santos · Rio de Janeiro, RJ 3/11/2008 19:01
sua opinião: subir
Vilorblue
 

Gostei e gostei Fátima, muito interessante.
Abçs..

Vilorblue · Colombo, PR 3/11/2008 19:13
sua opinião: subir
Chabudé
 

Lindo, lindo o texto....como é bela e magnifica a natureza....
parabens...
abraços

Chabudé · Tarumirim, MG 3/11/2008 19:21
sua opinião: subir
Omar Costa de Umbro
 

Belo texto. Muito bem descrito esse momento que se torna inesquecivel na vida de uma menina virando mulher.
Parabéns

Omar Costa de Umbro · São Paulo, SP 3/11/2008 19:40
sua opinião: subir
Sérgio Franck
 

Fátima, eu gostei bastante de sua Alice prontificada.

abço.

Sérgio Franck · Belo Horizonte, MG 3/11/2008 20:25
sua opinião: subir
Hideraldo Montenegro
 

Um ato de liberdade. Contudo, depois olhamos para trás e lamentamos o que perdemos, ou melhor, abandonamos. Paradoxalmente precisamos fazer isto para encontrar isto mesmo que já estava na gente.
O que é realidade e ilusão não é fácil definir, determinar. Um neurótico, por exemplo, acha que vive e ver o mundo real, como ele é, sem graça.
Um dia temos que fazer o caminho inverso. Precisaremos resgatar a criança que existe na gente.
O texto, enfim, é maravilhoso é provoca muitas reflexões

Hideraldo Montenegro · Recife, PE 3/11/2008 21:20
sua opinião: subir
JACINTA MORAIS
 

FÁTIMA,
Seu conto é um pedaço,
de cada uma d nós mulheres...
Mas sobreviver à essa perda,
da menina q havia dentro
da gente,dói!
É COMO PARIR,TODA A INGENUIDADE...
Arrepia,
Devora,
RUMINA...
G E N I A L ! ! !
BJS,
BOA SEMANA,

JACINTA MORAIS · Cascavel, PR 3/11/2008 21:34
sua opinião: subir
Aepan
 

Excelente texto...
Airton
Estrela-RS

Aepan · Estrela, RS 3/11/2008 22:29
sua opinião: subir
Noelio Mello
 

fÁTIMA
maravilha de narrativa sobre a primeira noite de uma mulher se rendendo, de corpo e alma, para os desejos da carne. Dora sempre será feliz no amor, na sua vida sexual, porque se entregou sem as futilidades dos prazeres de apenas uma noite. Acreditou no amor...e nos seus longos caminhos
Magnifico texto texto, escritos com as tintas das poesias da vida
Beijos
Noélio

Noelio Mello · Belém, PA 3/11/2008 23:52
sua opinião: subir
Thiers
 

Belo conto, bem narrado, fácil de digerir e profundamente real. Contudo eu penso q Dora não deveria jogar fora sua infância. É fundamental q possamos guardar nosso mundo. Mas isso é Dora ....e eu sou eu... Tenho ainda minhas bolas de gude, meus cubos de montar e me lembro com felicidade do mini -bonecos do forte apache q tenho. Tudo guardado numa parte do armário. Minha infância foi um mundo de fantasias.

Thiers · Rio de Janeiro, RJ 4/11/2008 00:22
sua opinião: subir
Saramar
 

Muito romântico e bonito.
As rosas, as lemebranças prazerosas, a felicidade...
Depois, ela irá retomar essa criança que, por alguns momentos, quis afastar de si.
Gostei.

beijos

Saramar · Goiânia, GO 4/11/2008 08:12
sua opinião: subir
delen
 

Fátima amiga .

Um lindo conto cheio de romance e realidade , Dora com certeza levará esse dia como o melhor de sua vida , parabéns deixo meu voto e admirações. Bjs...

delen · Cotia, SP 4/11/2008 11:03
sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

Fatima,
Bem contado essa passagem de
menina- mulher.
bjss

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 4/11/2008 11:41
sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 4/11/2008 11:42
sua opinião: subir
Falcão S.R
 

Fátima,

Um lindo texto sobre um acontecimento que deve ser inesquecível.

Bjs

Falcão S.R · Rio de Janeiro, RJ 5/11/2008 03:37
sua opinião: subir
joe_brazuca
 

À primeira vez, que venham rosas de todas as cores...E todas as Doras que advirão...
Excelente, Poetisa !
beijo, votado !
Joe

joe_brazuca · São Paulo, SP 5/11/2008 09:37
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 4 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados