AONDE EU AINDA POSSA VER AS ESTRELAS

Flickr
1
Gustavo Adonias · Salvador, BA
26/1/2009 · 144 · 39
 

Melan(cólica) via
A cidade v(azia)
Sem céu e sem norte
Tudo por um fio
Mínimo corte
Entre a vida e a morte
Humana insanidade
Metrópoles de dor
Sem remédio para o tédio
Ruas movimentadas, mas sem vida
O vício é um míssil
Que só faz abrir novas feridas
Vontade de subir em um arranha-céu
Abrir minhas asas
E voar para bem longe daqui
Aonde eu ainda possa ver as estrelas...

(Gustavo Adonias)

compartilhe



informações

Autoria
Gustavo Adonias
Ficha técnica
Poesia: "Aonde eu ainda possa ver as estrelas"
Downloads
223 downloads

comentários feed

+ comentar
Dayvson Fabiano
 

Amigo, fiquei sem ar. Como és de uma profundidade tocante. Ameiiiiiiiiii. Voltarei junto com as estrelas. Abração!!!

Dayvson Fabiano "Imorrível" · Recife, PE 24/1/2009 13:05
sua opinião: subir
Samuel Luciano Assunção
 

"O vício é um míssil"

oi gustavo...quanta verdade em uma só frase heim.
e não é que é assim mesmo...nossas vontades nos devoram e nos tornam algozes de nós mesmos...
e haja azias e mal estar...ausência e melancolia...

seu poema me remeteu a alphonsos de guimaraens que deixo para você.


Ismália

"Quando Ismália enlouqueceu,
Pôs-se na torre a sonhar...
Viu uma lua no céu,
Viu outra lua no mar.

No sonho em que se perdeu,
Banhou-se toda em luar...
Queria subir ao céu,
Queria descer ao mar...

E no desvario seu,
Na torre pôs-se a cantar...
Estava perto do céu,
Estava longe do mar...

E como um anjo pendeu
As asas para voar...
Queria a lua do céu,
Queria a lua do mar...

As asas que Deus lhe deu
Ruflaram de par em par...
Sua alma subiu ao céu,
Seu corpo desceu ao mar..."

abraços

Samuel Luciano Assunção · Angra dos Reis, RJ 24/1/2009 23:09
sua opinião: subir
azuirfilho
 

Gustavo Adonias · Salvador (BA)
AONDE EU AINDA POSSA VER AS ESTRELAS

Uma Inspiracáo Colossal que atingiu as estrelas.
É o que se pode dizer que deu asas a imaginação.
Passa todos os receios da atualidade e também todos os sonhos, anséios e aspiraçóes


...E voar para bem longe daqui
Aonde eu ainda possa ver as estrelas...

Parabéns Amigo
Ficou um Trabalho Bonito combinando com a ilustração.
Abração Amigo

azuirfilho · Campinas, SP 24/1/2009 23:11
sua opinião: subir
José Cycero
 

Abismal!!!! `É este poema. Parabéns amigo. Voltarei decerto pra votar comprazer. jc

José Cycero · Aurora, CE 25/1/2009 00:43
sua opinião: subir
Sônia Brandão
 

Gustavo, muitas vezes sentimos essa vontade de voar, fugir de tudo que nos desagrada. Voemos, mesmo que seja em sonho.
Muito bom. Voltarei.
bjs

Sônia Brandão · Bauru, SP 25/1/2009 00:56
sua opinião: subir
Almirante Águia
 

A musica urbana não para de tocar. A sorte do poeta é poder voar.

Almirante Águia · Itaberaba, BA 25/1/2009 01:06
sua opinião: subir
José Carlos Brandão
 

Sempre podemos ver as estrelas, Gustavo. Eu voo, voo muito. Vou além dos limites, às vezes tão perto, onde encontro a beleza. Não é preciso ficarmos com os pés presos na realidade - de cara feia, enfezados (essa palavra vem de fezes), revoltados, afagando o pessimismo, o ceticismo 24 horas por dia. Eu xingo, fico puto da vida, depois voo, sinto o sabor da vida - que não é só desgraça.
Abraços.

José Carlos Brandão · Bauru, SP 25/1/2009 02:31
sua opinião: subir
Falcão S.R
 

Adonias,

Mesmo que distante, você consegue alcançar as estrelas belos vôos poéticos.

Abraços

Falcão S.R · Rio de Janeiro, RJ 25/1/2009 05:32
sua opinião: subir
raphaelreys
 

A metrópole seus vãos e suas sombras!

raphaelreys · Montes Claros, MG 25/1/2009 05:50
sua opinião: subir
nina araújo
 

Vôo possível na poesia...
beijos poéticos,

nina araújo · Rio de Janeiro, RJ 25/1/2009 09:25
sua opinião: subir
O NOVO POETA.(W.Marques).
 

Abrir minhas asas
E voar para bem longe daqui
Aonde eu ainda possa ver as estrelas...


gostei amigo, gosto da maneira como escreve,abraçosssss
depois eu volto.

O NOVO POETA.(W.Marques). · Franca, SP 25/1/2009 11:28
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Dayvson

Obrigado pela sua presença ! Que bom que tenha gostado do poema.

Abraço

Gustavo Adonias · Salvador, BA 25/1/2009 11:47
sua opinião: subir
Raiblue
 

"O vício é um míssil"

Gusta,meu lindo, que ins_piração!!

Como o Sam falou, muitas verdades reveladas aqui...neste simples e grandioso verso!!!!

Viver é sucinto e enquanto isso , nós,viciados, vamos nos auto destruindo...nas vias v(azias)... produzindo uma intensa acidez que vai corroendo por dentro nossa mínima esperança...e a melancolia toma conta...mas sempre existe a cura, quando sabemos voar...

Muito forte,denso e muito verdadeiro,realista!!!
Gostei demais!!!!!!!!

Parabéns,meu lindo!
Muitos beijos blueviciados...hehe (esse vício é um bom vício,né?rs)
Blue

Raiblue · Salvador, BA 25/1/2009 11:48
sua opinião: subir
Raiblue
 

E muito linda a imagem...totalmente blue pra contrastar com o cinza da melancolia...ficou show!!
mais bjkitas

Raiblue · Salvador, BA 25/1/2009 11:49
sua opinião: subir
clara arruda
 

Que bom meu querido que nvc ainda pode ver as estrelas.essa amiga volta.

clara arruda · Rio de Janeiro, RJ 25/1/2009 15:31
sua opinião: subir
Juscelino Mendes
 

O míssil de Fernão Gaivota, embora com causas distintas... excelente. Abraços.

Juscelino Mendes · Campinas, SP 25/1/2009 15:41
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Samuel

Obrigado também pela sua presença, mais uma vez ! Pois é, nossas vontades sempre a nos devorar, levando-nos à quedas livres de melancolia e mal estar. Mas no fim tudo há sempre que brilhar, como as estrelas...

Muito obrigado pelo belo poema de Guimaraens, por vezes todos nós vemos uma lua no mar, e temos vontade de mergulhar...

Grande abraço, amigo

Gustavo Adonias · Salvador, BA 25/1/2009 19:24
sua opinião: subir
joe_brazuca
 

Realmente profundo e contundente !...
uma beleza, poeta !
votado, abraço....

joe_brazuca · São Paulo, SP 26/1/2009 13:13
sua opinião: subir
Samuel Luciano Assunção
 

votando gusta...
abraços

Samuel Luciano Assunção · Angra dos Reis, RJ 26/1/2009 13:18
sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Caro Gustavo,
azia e cólica, desilusões mundanas urbanas, bem tratados em seu poema. Dá vontade mesmo de fugir...e o vício é uma das alternativas mais comuns de se buscar, que as asas possam ser livres de tal embuste criado por nós mesmos. Armadilha a que todos estamos sujeitos.
Parabéns pelo poema um tanto diferente dos anteriores.
abração meu caro

Cristiano Melo · Brasília, DF 26/1/2009 13:46
sua opinião: subir
Raiblue
 

Besitos,meu querido Gusta!!!!!!!!
E que possamos ver muitas estrelas ainda nesse céu azul imensooooo!!!!

blueeeeee

Raiblue · Salvador, BA 26/1/2009 14:25
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Azuir, meu caro amigo

Muito obrigado pela sua presença, mais uma vez ! Que bom que gostou do poema. Vivemos em um mundo cheio de receios quanto ao futuro e ao próprio presente cotidiano. Mas os sonhos continuam vivos e sempre presentes, e é o que nos mantêm esperançosos. Sem as asas dos nossos sonhos já teríamos mergulhado em queda livre. Que as estrelas mais brilhantes estejam dentro de nós...

Grande abraço fraterno e poético

Gustavo Adonias · Salvador, BA 26/1/2009 15:09
sua opinião: subir
Aube
 

Gus, meu amor, que lindo!
Já cantou Gilberto Gil: amarra teu arado a uma estrela
Uma das músicas da nossa MPB que acho mais lindas.
É preciso guardar intimamente as estrelas e as belezas do mundo, antes que a modernidade - estranha essa modernidade que impede as pessoas de enxergarem o céu - nos naufrague...
Maravilhoso, parabéns!
Beijos,
Aube.

Aube · Salvador, BA 26/1/2009 16:09
sua opinião: subir
Falcão S.R
 

Abraços

Falcão S.R · Rio de Janeiro, RJ 26/1/2009 16:17
sua opinião: subir
Juscelino Mendes
 

Juscelino Mendes · Campinas, SP 26/1/2009 16:55
sua opinião: subir
Juscelino Mendes
 

Aube lembrou bem a música de Gil. Bela música e tudo a ver com o teu poema, Gustavo.

Juscelino Mendes · Campinas, SP 26/1/2009 16:58
sua opinião: subir
rosa melo
 

Se for...me leva!?

Lindo!

rosa melo · Pio IX, PI 26/1/2009 21:28
sua opinião: subir
Ivan Cezar
 

Gustavo:
Votando e publicando
sem melancolia !!

Ivan Cezar · São Sepé, RS 26/1/2009 22:30
sua opinião: subir
Regina Lyra
 

Oi Gustavo,
Poema tão interessante o final muito bonito
onde o leitor viaja 'om asas e voa.
Beijos e votos,
Regina

[...]"Abrir minhas asas
E voar para bem longe daqui
Aonde eu ainda possa ver as estrelas"...

Regina Lyra · João Pessoa, PB 26/1/2009 22:58
sua opinião: subir
Vinícius Motta
 

Este seu poema retrata muito bem as aflições da vida moderna, desse viver que nos sufoca com fumaça e pressa.
Aí a gente olha pro céu e sente uma paz tão grande... Dá vontade de voar e sentir a tranquilidade, a eternidade das estrelas no seu infinito iluminar.

Parabéns, caro overmano.

Vinícius Motta · Rio de Janeiro, RJ 27/1/2009 10:15
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Cycero

Obrigado pela sua presença também ! Que bom que tenha gostado do poema.

Abraço

Gustavo Adonias · Salvador, BA 27/1/2009 16:54
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Sônia

Obrigado também pela sua presença, mais uma vez ! Que bom que gostou do poema.

Bjs

Gustavo Adonias · Salvador, BA 28/1/2009 01:12
sua opinião: subir
Marco Bastos
 

Na vida e na poesia, ainda não aprendi cultivar melancolia. Nem acho que vale a pena.
abraço.

Marco Bastos · Salvador, BA 28/1/2009 10:12
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Almirante

Obrigado pela sua presença também ! A sorte do poeta é poder voar...

Abraço

Gustavo Adonias · Salvador, BA 28/1/2009 10:28
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Brandão

Obrigado pela sua presença !

Abraço

Gustavo Adonias · Salvador, BA 28/1/2009 20:15
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Falcão

Obrigado pela sua presença também ! Que bom que tenha gostado.

Abraço

Gustavo Adonias · Salvador, BA 29/1/2009 19:38
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Raphael,

Obrigado também por ter vindo !

Abraço

Gustavo Adonias · Salvador, BA 29/1/2009 19:47
sua opinião: subir
nina araújo
 

Voltando feliz!
beijos daqui,

nina araújo · Rio de Janeiro, RJ 31/1/2009 09:29
sua opinião: subir
lucia c
 

poeta voa sempre,tem coração alado.beijão.

lucia c · São Paulo, SP 1/2/2009 00:52
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 2 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados