Aqui dentro a alma

1
igorcabral · Rio de Janeiro, RJ
1/5/2009 · 7 · 4
 

Antes de tudo, eu decido que vou escrever.
Olhos molhados .“ Eu tava com muitas saudades de você ”.
Esta é uma das histórias de Kellian.
Salto alto, calçada de pedras portuguesas.
Cabelos negros e longos. Um pouco molhado pela chuva. Kellian vem vindo. Moça bonita. Morou seis meses na França, até arranjou um namorado nigeriano.
Voltou para o Brasil, para o Rio antigo. Seu pai, um dono de pensão.
Sua irmã mais velha, uma amiga que ela ainda não descobriu.
Agora ela checa a caixinha de correio, nada. No chão embaixo da porta um papelzinho escrito : Sinteco, com um número de telefone…
Ela gosta das pedras portuguesas, pensou alto em francês.
“ É preciso ser um artista para colocar estas pedras assim certinhas…Pra colocar sintecos também ”
Kellian no Centro. Hoje é Domingo. Pensou em assistir algum filme, talvez Casablanca ou outro qualquer, mas e o cansaço? Sempre chique, ela agora sobe as escadas, madeira. No fundo não quer encontrar a irmã.
Francine é a irmã de Kellian. Silenciosa, decidida, igual ao pai. Escolheu o nome da irmã.
A janela da pensão permite uma maravilhosa visão do Rio de Janeiro. A catedral, os arcos, as ruas, as luzes.
Kellian encontra a irmã, as duas nem se falam direito. Não trocaram nenhuma carta sequer, enquanto Kellian estava na Europa.
Um dia, quando passeava por uma feira, lembrou da irmã mais velha e trouxe uma blusa verde e azul, made in Tunísia. Francine gostou.
Agora, estão ambas no mesmo quarto, quietas.
Kellian pensa: Eu acredito que desta janela seja possível visualizar o mundo inteiro, e cantar…
Francine pensa: Nunca mais escutei música, nem…
Kellian encara Francine e pergunta: Fran, o que você acha de eu comprar uma lente de contato azul ?
Francine sorri, e bandeiras de alguma coisa muito espetacular começam a se agitar por ali, por cada canto, na blusa verde e azul…
( Sempre tem uma historinha de sorriso, já reparou ? )
A janela do sorriso permite uma maravilhosa visão do interior. A alma, os pilares, os caminhos, os medos.
Vai ficar legal com lente, mas você quer usar todo dia?
Todo dia não.
O que é isso, é moda francesa?
Não,… é…, mais ou menos, a Mãe tá usando.
Na França, Kellian aprendeu a cozinhar, aprendeu a gostar de bossanova, aprendeu a fazer bonecos na neve, descobriu uma mãe namoradeira, visitou a Torre Eiffel e não visitou o Louvre.
Quando foi para Paris, olhava pela janela do avião, tudo novo. Na volta para o Brasil, olhava seu reflexo na janela, ela estava nova.
Depois do sorriso da irmã, Kellian vai até o quarto do pai.
Benção Pai. O senhor está precisando colocar sinteco em alguma parte da pensão?
Barba branca por fazer.
No corredor, talvez. Porque a pergunta ?
Olha aqui, deixaram embaixo da porta…
Ahn,… Você viu um cartão que chegou pra você? … Acho que é da França?
Não vi não, onde é que senhor colocou?
Na sua cabeceira.
No caminho de volta para o quarto Kellian tropeça num sinteco solto. Ah, vou tirar este salto! Encontra Francine na porta.
Kellian, eu tenho uma coisa pra te falar…
Releia agora a segunda linha do conto.

Cabelos molhados. Sentada na cama, Kellian lê o cartão. Lá fora a catedral, aqui dentro a alma.
“ É preciso ser um artista para colocar estas pedras assim certinhas…Pra colocar sintecos também ”

* * *

Sobre a obra

escrevi este texto em 2000, e publico aqui agora... :-)))

compartilhe



informações

Downloads
251 downloads

comentários feed

+ comentar
Sabrina Bitencourt
 

"A janela do sorriso permite uma maravilhosa visão do interior. A alma, os pilares, os caminhos, os medos."
Muito bom!!!
Bjs

Sabrina Bitencourt · Rio de Janeiro, RJ 2/5/2009 22:22
sua opinião: subir
Bia Pimenta
 

eu também estava com saudades de vc!
hahahahahaha!
muito legal!

Bia Pimenta · Duque de Caxias, RJ 3/5/2009 19:06
sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

lindo isso
" Eu tava com muita saudade de v ocê.
nada melhor para unir as duas irmãs tão distantes.
lá fora pedras brutas, dentro pedras preciosas.
bjs

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 19/6/2009 23:09
sua opinião: subir
O NOVO POETA.(W.Marques).
 

um ótimo texto.votado.

O NOVO POETA.(W.Marques). · Franca, SP 20/6/2009 18:31
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 4 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados