Auto-refratários

WadoChicchan
1
wadochicchan · Parati, RJ
27/4/2008 · 332 · 48
 

Após o grande estalo criador; nas ondas perceptivas da expansão da vida... nasce a própria vida..
. o grande estalo de toda consciência sobrevivente desse estalo...a vida vinda de si mesma, a eternidade nascida no espaço físico..
.Sementes em árvores, gotas em nuvens, cristais em rochas... nos limites serenos do grande equilíbrio elementar de todos os sentidos ascendidos pelas as manifestações diversas do universo vital...não-nascida e descoberta de seus volumosos passos desde a origem flutuante do nascimento.
. o arranjo alongado de todas as harmônicas uniões da criação...do florescer intermitente e ausente da visão, que no vazio e escuro enxerga a própria trilha espiritual alcançada, hoje transpassada nesse corpo da origem...da lembrança telepática sensitiva do agora eternizado, empoeirado aos mais sublimes ventos da compreensão...compreensão quando ferida, torna-se a grande cura do grande brilho da iluminação do ser que a possui, em tons que não se consideram os fatos reais de sua localização.

. espiralada em versos que se superpõem uns aos outros...no ínfimo relance expansivo da refração luminosa da vida...que corta na própria vida todos os elementos concretos e abstratos...que inspira desde o magnânimo, a completude em simples passos observadores...celeste guiador de todas as mais profundas inspirações da arte do ser..

.O ser do céu e da Terra, com suas asas que alteiam o vento em chamas de altas velocidades... simples notas da cura que povoam o vácuo transitório das matérias...o mundo espiritual se torna em si mesmo, ao contorcer-se no corpo de luz celestial...órbita nos mais estranhos veios da percepção solar, o brilho do potencial perpétuo da constante vida pulsante..
.Em alta voltagem e em infinitos piscares dos quadros abstratos e compositores do externo sentir e tocar... e a imensa onda propagadora da essência que perfuma os elísios campos da alma navegante...não distante de si mesma e em por todos os lados...quadrados e quadrantes, no perene caminho das constelações estelares do grande guia, o dia e a noite...forma-se o fluente elétrico transmissor, das relações e associações terrestres e marinhas e aéreas...nos sons que traduzem a distancia dos corações separados desde o nascimento..
.A alcance da nota mais completa da perfeição de poder unir-se novamente a separação evolutiva continua... dá-se a vontade divina esse reencontro puro entre o amor e a cura da alma...perfumes e mais perfumes vindos da alta altitude do abismo, da esperança dos que caem em freqüente sintonia com a arte de voar sem possuir asas...e nesse instante, o sol faz a sombra...emerge da sombra o seu outro lado...o ocaso do mesmo vôo em estar voando tão altivamente, o grande abismo das águas borbulhantes...do barulho e ruído invisível e inodoro...aos toques de clarim da mais alta técnica em curar-se...alimentar-se da mais pura brisa vinda de baixo, da grande chuva dos relâmpagos de cima...e a Terra pluraliza-se então, no nuclear transpirar de suas pressões planetárias, suas vazões para com a circular galáxia giratória..

.Transitória em pequenas e grandes proporções... O alcance proporcionado inunda-se em novas proporções, no que afere a vida e a não-vida das coisas... do agora sensível e transmutador de novas e novas interferências...elétricas e divinas do eterno retorno alongado da volta e da ida...da nebulosa distante do profundo escuro da solidão do sol...que retornas sempre ao canto dos pássaros do sol colorido...exaurido da simples cor de todas as virtudes...o jazer em espalhar na via Láctea os poros e grânulos da fortaleza construção....de grandes astros e planetas...ensolarados pelo o brilho do núcleo solar ao dia, e absorvido de seu âmago incandescente na noite fria do cosmo.

. o respirar que surge da própria resposta viva, de entender a morte que não respira o triunfo do ar...em possuir todos os raios de navegação possíveis aos conscientes seres da imensidão ainda não trilhada...ao alcance do sol de todos os corações calorentos de sangue...de água e forca vital da paridade...santidade de todas as perfeitas divisões das águas delineadoras da lava...do magma formador de novos em novos tempos...relevos de uma nova jornada, no céu rubro do poente cristal da esperança..

.Jornada das rasuras estelares das formas e não-formas do observador... que circula, e circula os olhos reluzentes da poderosa percepção da alma...da estrada interior e exterior alem do complexo...repleto de veias e repleto de gases...inspiradores da suprema e continua inspiração tocante do vibrar...em laços amistosos do toque inestimável ao tato...cores múltiplas de uma nova interferência no vácuo...do grande sentido em pequenos instantes...momentos em que a metálica chave do céu difrata-se no vazio do portal esverdeado da passagem.

. no horizonte do ultimo grito no suspenso ar da distância...o odor sonoro do que escrever em paginas indizíveis do sonho e da vida...a cotovia que lança da nuvem cinzenta, a tão esperada águia branca das emanas asas do horizontal olhar...vertical inovador de um novo amar, cantar nas cotas trasbordantes de uma nova planta que brota...da rocha barrenta dos elementos em harmonia...das folhas que esperam pela a continuidade chuvosa da alimentação e do crescimento conquistador de dimensões..

.Úmidas ou secas, iluminadas ou obscura, espargida ou contraída do real ou não superficial alongamento de todos os músculos do corpo elétrico dos seres... que encantam em seus movimentos circulares do coração, que navega e navega os extremos e orifícios da origem da forma...o nascimento enclausurado ate o momento da explosão...do alívio em difundir-se em si mesmo, nas mais distintas e diferentes notas da apresentação natural da vida pulsante...das flores em que carregam os seres universais...o grande córrego nutritivo da alma no corpo...a coroa dos momentos especiais de todo o instante...a cada desfragmentar do retorno...que invade e subsiste na própria invasão de si mesmo...que grita e berra a esperança dos giros solares...cantos em pomares adocicados da grande obra...dos grandes soldados da criação exuberante que toca aos céus, após ultrapassarem as nuvens..

.Que chovem o lampejo de todos os bordões em expansão do coração planta... a seiva esmagadora de qualquer impureza, que na seiva se transporta...portas em portas da prisão e da libertação, a essência básica da vida...a ilusão somente antecedendo a real percepção, como em lustros que guiam a sugerir, a sugestão de ser a salvação da criação fluídica...dos fluentes cosmos empoeirados da suavidade...balança nos galhos mais altos, os frutos coloridos, das sementes da biografia do espírito.

. o plasma em chamas ardentes do suave molde inesgotável que transborda a cada batimento...da vida em doar o coração a distancias galácticas de alcançar....o mesmo ser em diferentes seres do universo...o infinito laço dos entrelaçados, das distancias livres...quedas e saltos quânticos espiritualizados no largo ar...que abarca aos próprios abraços, ausentes e presentes do físico e alem-fisico do espaço....que explodem nas sementes, o profundo toque solar do nascer...que aquece e umedece a existência temporária dos gestos e alívios, do ser que se alonga eternamente em direção a sua busca interior do cristal...que brilha o mais curto e frutífero tempo da alma na vida..

.A bioenergia dos dias que se passam na biotransparencia dos segundos e pontos... o som do inevitável caminho luminoso da atmosfera terrestre...que flutua os mais próximos e longínquos pensamentos...que emergem do amado espírito do amor incandescente....reinando o reino dos caminhos floridos da iluminação...receptora e transmissora do silencio em parábola do verdadeiro som...propagador da repetição cruzadora de lógicas e ilógicas geniais...mutantes abismos de um novo voar por sobre si mesmo...pairando por si mesmo, o mesmo ar continuo do vento...que divaga os mais estreitos e esquecidos cantos da natureza mapeada e não-mapeada da vida...sinal que segue ao reflexo....do mesmo potencial expandido do imo choque...suave do canto agudo das águias...que exalam o perfume da mutação sensitiva dos ouvidos, a realmente senti-los...totalidade da passagem cristal entre os novos e antigos passos da eternidade.

. reflete e repete a mesma intensidade em graus de diversos pontos...clarividentes de uma nova reta, um novo circulo angular distinto...as imersas e essenciais percepções da profunda e real percepção de cada instante...de cada dimensão traspassada a cada momento opulento e grandioso...que é o respirar da vida dimensionada diariamente...presente do transmudado e transportador sentido de um novo sentir próximo...batedor de cada novo batimento que funda, finca a cada impulsionar, o verdadeiro pulso da originalidade e simplicidade...humana e universal dos pássaros solenes do segredo...os sinceros do ensino que permutam, a eficiência de cada novo estado material do sentido...das cordas e vibrações que tencionam e ajudam a aliviar o inicio e o fim de tudo...o contorcionista de novos e diferentes limites...pulmão que identifica o ar rarefeito do mistério absoluto....olhar do cometa distante...que dista a vida compreensiva dos superficiais...molhados pela a grande corredeira que escolhe a espera ambiciosa do aventureiro equivocado...errado o transluzir tencionado, o tentar desesperado de alguma forca não expandida..

.Delineadora dos intangíveis micros e macros pontos da causalidade existencial... margem do abstrato não identificado, em ocultos pressentimentos...futuros relances de uma mesma era vivida do corpo...que reaprende a viver e pensar...o que lembrar telepaticamente de pluralizar sua transparência cortante...que pincela os límpidos encantos da altitude, que balança e canta aos ventos sublimes da existencial idade que sopra...os mais novos ares, das mais novas habilidades e desafios terrestres..

.Terra das tomadas viscosas do mesclar mutuamente a mente controlada... em comando a cura do amor sensível de cada novo ar....lar e mar de novos oceanos da vida...profundezas antes nunca iluminadas...novas sementes ao regar a nova dimensão...que florescerá e brotará o mesmo sentido de uma longa viagem criadora e duradoura....que não existe nos contos e segundos do eruditos...maldito e visionário com vossa própria angustia em transcrever o não-circular de novos grandes erros....que não proliferam mais em suas não-descobertas ocasionais....que provocam a existência em si dos que a tentam mapear...entram ao labirinto imóvel do estático anseio em gritar o que aperceber interiormente o caos e o calor do coração...o caos e a grande urgência do caos em si, mover tantos fluxos de novas sabedorias imortais que se apedrejam a cada nova batalha...o calmante de um habito, em seu difundir confuso da compreensão.

. que navega e cruza a si mesma na educação...não-permanente de exercícios rapidamente práticos da boa e correta ação...biologia da grande terapia corporal e espiritual...do diamante e do cristal do suor que ama, a si mesmo no intenso calor dos corpos...desenhistas do vácuo infinito das artes e lembranças...esperanças e tempestades que inovam e alimentam a cada crescer, o ser em Ter sensível todos os ligáveis sistemas da grande interação universal...galáxias e nebulosas criações de eternos giros...a intenta essência suportada de grandes alcances e desvios...ramo de coloridas flores odoríferas do real possuir...o persuadir, a libertação em expressar.

. sombrear a própria sombra no exalar diamante...espelho da magna sala da memória...que carrega por todas vossas vidas, a veraz bagagem da sabedoria...que incorpora em intensa voltagem dos existentes mensageiros, a nova menção em ser tomada...em ser sentida na completude do repartir em compartilhar realidades...fonte da abundância natural de toda a aceitação em consultar...sugestionar em comuns atos, a carcaça dos ossos invisíveis...a teia da não vista formação rochosa e porosa do ser...que sobre nada os mais raros atrativos da educação...que cria a cada estreito acontecer...o mais genuíno nascer da morte e vida da absorção respiratória...

Organismos de cada fluir em oficio... ima de uma mesma funcionalidade perpetua do transcrever...fazer surgir o surpreendente espetáculo de cada novo ambiente inspirado....que nunca fora pisado antes de flutuado na mente imaginadora....que enterra em firmes calcadas do refletir....que brinda ao ar intimo do sopro curandeiro...descongestionante das mais profundas flutuações do tempo e espaço das formas...que colorem as cores abafadas dos rasos respirares...curvas de novas quedas e saltos da água...rio de sensações absolvidas, do ferir ao visível indicador corporal...arquipélagos em um grande oceano imaginador...que novamente liberta novos oceanos da mesa exploradora do homem.
. que ilumina a grafia do som fundador das elevações do tempo...rabiscando a origem a cada novo bufar original do novo tempo...lua de novas expectativas, que faz crescer e adoecer novas paisagens...fincadas no sentimento transcendente...muro de novas assinaturas espirituais...e ranhuras de novas pedras da imagem do passado construtor...impulsionador da dor do descartável acreditar em nada mais...exalante das fundações clássicas, por assim dizer, mágicas...antes mesmo da grande tentativa do mapeamento incalculável, de repetidas formulas do esquecimento....rochas do perfeito desenho da água e do som...purificadora da real estabilidade do amor, louco amor..

.De novas palavras do escritor... reitor de um legado a quem não pertence....ninguém pertence ao reino dos reinos...das emanações que não refletem a pura semeadura, da antiga colheita....ninguém, e um grande nome aos que estão para alem do centro reconhecível...costumeiro de entranhas por novos e novos apercebimentos...que borbulham o mais novo instante do trilhar...da dimensão do brilho e lustroso acontecimento...que cura na amizade, o amor não-sensivel dos associados seres transmutadores da nascente...efervescente em planas e plumas das mães cachoeiras da floresta....da selva vida do abundante crear...que rege a remediada chuva do renascer.

. dos retinires e pulsares radiossonicos...ondulares a perplexidade da divisão evolutiva...absoluto solo de novas vestimentas celulares...de novos corpúsculos alimentados do instinto trabalhador...sensor de novas e antigas dores e coceiras...do espírito dançante aéreo da ilusão real...que pontua os pontos alem das palavras que explicam os limites...que já não mais existem para alem de tal afirmação...subsistência do abatimento, em totalizar-se somente ao apoio divino, o total êxtase da viajem...que inunda as palavras aventureiras dos longos tiros e saltos...da reação em quedas do labirinto perceptivo...lassidão dos visionários não inatos da pureza...da troca perfeita que equilibra os impulsos de eternidades extensas.... E o reflexo difrata-se novamente na inspiração destruidora de obstáculos supérfluos do imaginar...

. Que encanta o abismo reluzente do canto... hibernal do mais profundo inverno de hoje....nos frios e cálidos momentos de calor interior... O espelho de minha fragrância... quantos raios me fez buscar.... Quantos quadrantes povoam vossas considerações flutuantes do espaço altamente elétrico em suas direções... Vosso refletir... me inunda de vossas aspirações refletoras...possuidoras do grande receptáculo divino da cura do amor....
Nos pedaços dos pedaços trasbordantes da criação... imaginação traspassada de energia vital.....


A energia da alma espelhada no âmago do fluir a energia terapêutica... pelo o ar das distancias inovadoras....respiradoras da essencial magia vitalícia
Oh oposto abstrato... adoro vossa distancia do indizível....caminho junto de ti,,,,paralelo ao centro falso do reflexo da consciência do eu....alem de mim sinto-te em fluentes ondas do existir.....telepático,
Sei de seu espelho eterno... esse que me ensina esse navegar fisicamente agora...o espírito mensageiro do céu divino...das frutas nao-permanentes da continuidade constante...mãe de todas as possibilidades inexistentes, inerentes ao simples desafio da era chamada vida...dos altos declives transitórios, das asas partidas da mocidade...que cresce ao descanso do verdadeiro amadurar, esponjar e umectar barreiras insólitas do cansaço...ativador dos hábitos devoradores da falta de principio alongado....que prolifera os mais lapsos momentos das cores mais distantes das formações diversas....libertas e libertas o único vinculo nutritivo de todas as demais quedas.

...assobios intermináveis da perfeita aura do mundo... poente nas energias mais infinitesimais do explorar....movimentar o real circulo do testador do nada....codificada teia do magnetismo dilacerado por si mesmo em altas freqüências cardeais dos pontos longínquos dos versos e do Uno.....calma alma da flor extinta, exaladora dos límpidos triângulos da formação luminica e temporal das trevas....que esquadrinha o menor dos mais justos encontros sólidos da aventura liquida do flutuar....que berra aos traiçoeiros ecos da distancia...magna fervura do calmante instante sensorial de todos os sentidos interpostos no vácuo...fluente do semblante petrificado da mágica estatua do vento suplante....amante do imo cósmico solar do brilhante borbulhar e borbulhar em caldas viscosas do espírito explorador...dos instantes e terremotos da terra nupcial em chamas com o ardente criar...novas vidas do inovar vivendo ao suor tentador de outra vez emergir....cavar da senda luminosa em astros do complexo a ser destruído do agora..
. que nunca pode por suportar em suas próprias veias, tantas e tantas aspirações amargas do inspirar em um mundo distante...do conhecer novas dimensões do habitar e soar....clarins de notas insondáveis, do reviver na mesma vida entinta do paraíso das dimensões....agora, elétricas em todos os passos em direção a si mesmo....elétrica forca do movimento espacial imenso do clarear....dias e noites de claros e escuros reflexos altamente velozes...reais navegadores do tempo e espaço de tudo que se movimentou um dia....na vida e na não-vida.....dos que podem surgir do incapaz de ser alcançado visualmente....visores do próprio instinto assassino de cada novo instante a ser renascido....revivido na não-periodica vida de novos em novos cômodos transcendentais..

...calmos abrasivos dos goles cósmicos... entranha que mancha a si mesma no inodoro sentir do respirar.....burla a si mesmo a avessa gritaria de uma nova sala a ser seguida...aos gritos clareados de novos gritos compreensivos...do diário ensino da alma a seu corpo.....faminto por em mais saber e saber, até não conhecer mais o que saber...para poder falecer em curtas notas o interiorizar-se sem mais momentos de introspecção educativa.....brisa do puro horizonte que clareia....que amolece aos mais impuros e sondados arrepios...
.Vôos das mais lindas gaivotas do céu azul do voar... do esperar a purificar todas as demais cores da ilusão do espaço interferido...por elementares formadores da distância.....sejam gases, elétron, quark, táquions, hadrons, carbono ao ar rarefeito...de tantas raridades comuns do despertar a si mesmo...todas as substâncias do sentido inoculado no vidro esquecido da miragem do alem....que atravessa mesmo a si mesmo, por muitos e muitos vidros refletores...planta crescente da misericórdia subida e descida dos grandes e pequenos vales e baixadas da mente em gotas imersas....a grande gota define-se na sua origem cambial das relatividades...de vossas relatividades com o escuro e o claro da resposta e da pergunta...que profundamente caminhas aos limites das palavras do conceito em se apoiar, pelo menos a uma firme faixa de terra...um lugar pelo menos ao limites de poder plantar....mas o que significa vem antes do significar, extingue-se no próprio ato de refletir em novas ou antigas mentes, a rasa e em camadas espirais dos versos....versículos do interpretar fundamente, da mente que trai ao reluzir, aparentemente encanto ou tragédias....dos campos dos vulcões que emanam...o símbolo do mais perfumado cheiro da essência mutante constante....do código molecular de pequenas grandezas da construção planetária glacial...da formação rochosa dos cristais cristalinos do dia e da montanha do frio e do calor...do temor e do arrepio dos confinares visuais....avernais do compreender solenemente a passagem para o alem....comunicador colorido da fonte sem cor.....sem dor e sem tristeza.....sem mais sentidos para se sentir no alto do sonhar em viver a cada instante do profético sono ....que desperta a cada segundo noturno, a qualidade expansiva dos radiantes pais da natureza...nos suspiros da grande viagem do dia...abaixo das úmidas nuvens do calor vaporizador da alma que rodeia a si mesma, aos passos aéreos...o vento que instrui a cada novo ar do universalizar-se..


Sobre a obra

Um compêndio alquímico de minhas espontaneidades...
do começo de minha jornada há uns 7 anos atrás....

compartilhe



informações

Autoria
WadoChicchan
Ficha técnica
WadoChichan
www.wadochicchan.blogspot.com
Downloads
344 downloads

comentários feed

+ comentar
McAfee
 

como um feto em plena formação, fico feliz de estar em instante iluminado de ser o primeiro a votar sempre verdadeiras macro verdades.

McAfee · São Paulo, SP 27/4/2008 03:32
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Falcão S.R
 

Wado, é por demais prazeroso ver a facilidade com que você discorre sobre assuntos tão complexos. Abraços

Falcão S.R · Rio de Janeiro, RJ 27/4/2008 21:57
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
clara arruda
 

Complexo para minha cabecinha...sabe que loura é sinônomo de b......brincadeiras à parte adorei seu texto.Um grande abraço.

clara arruda · Rio de Janeiro, RJ 27/4/2008 22:34
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Rute Frare
 

Gostei!
Tá votado rsrsrs
Beijos

Rute Frare · São Paulo, SP 27/4/2008 22:34
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Me Morte
 

Hipnotiza a gente! Eu tive que respirar fundo! Muito bom.

Me Morte · Pouso Alegre, MG 27/4/2008 22:54
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
victorvapf
 

Wado, você se comunica com o ete'reo e nos mante'm informados, parabens, votado

victorvapf · Belo Horizonte, MG 27/4/2008 22:54
3 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Nydia Bonetti
 

Que a energia da alma e a essência básica da vida continuem fluindo...

Nydia Bonetti · Piracaia, SP 27/4/2008 23:01
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
zilka jacques
 

Parece até texto psicanalítico.Votado

zilka jacques · Porto Alegre, RS 27/4/2008 23:05
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
ana wagner
 

Vc sabe das coisas e sabe descrevê-las
de um modo lindo.
Votado!

ana wagner · Porto Alegre, RS 27/4/2008 23:23
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Nadir Vilela Poetisa
 

Votado com louvor!!!! otimo seu texto...

Nadir Vilela Poetisa · Itatiaia, RJ 27/4/2008 23:31
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Andre Pessego
 

Que fôlego. Me recordou das tramas do Oriente Médio - mercadores/religiosos/invasores/crenças/misterios. Sabe aquelas coisas de transformações...
um abraço,
andre.

Andre Pessego · São Paulo, SP 27/4/2008 23:43
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Vicente Canato
 

Sete anos atrás...

Se eu chegar a esse nível nos próximos
seis ou cinco, poderei então agradecer
pelos teus ensinamentos, e pelos meus
aprendizados, pelos nossos sopros,
comunicadores, e pela eterna
amizade...

Irmão, tu és grande.

Canato.

Vicente Canato · Salvador, BA 27/4/2008 23:56
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Ailuj
 

Wado,que capacidade invejável menino
Votadíssimo!

Ailuj · Niterói, RJ 28/4/2008 00:06
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Vanessa David
 

Wado, muito bom! Parabéns!

Vanessa David · Rio de Janeiro, RJ 28/4/2008 00:09
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Lili_Beth*
 

Querido Wado:

Belo (re)nascer ... Explosão de luz!

Beijos_Meus*
*

VO(L)TADO!!!

Lili_Beth* · Rio de Janeiro, RJ 28/4/2008 00:29
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Aepan
 

Olá... seu trabalho é especial... parabéns...
Airton
Estrela-RS

Aepan · Estrela, RS 28/4/2008 00:40
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Cherry Blossom
 

Olá Wado
Seu universo interno é muito intenso. Acho que todos nós possuimos essa complexidade dentro de nós, mas pouco se deixam iniciar pelo "Invisível" como você. Acredito que tenhamos dentro de nós uma espécie de "célula mãe", aquela que nos pega no colo e nos conta das nossas próprias histórias. Mas é necessário dedicar aos "silêncios” para ouvi-la...
Parabéns
abraços

Cherry Blossom · Dracena, SP 28/4/2008 00:47
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Berioliveira
 

Intenso, complexo, especial, enfim maravilhoso!

Berioliveira · Vitória da Conquista, BA 28/4/2008 02:18
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Patipetista
 

Seu versejar transborda conhecimento...obrigada ...

Patipetista · Taboão da Serra, SP 28/4/2008 08:23
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
EdimoGinot
 

Wado

Imprimi seu texto para ler com calma.
Não dá pra não ser assim.
Depois te falo sobre ele

um abraço
eg

EdimoGinot · Curitiba, PR 28/4/2008 08:34
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Benny Franklin
 

Aqui encontro:

- Canto de uma beleza sem igual...
- Síntese da Alma...
- Vida em abundância...

Predicativos, Wado, que fluem de um grande escritor: você.

Parabéns!

Abçs.

Benny Franklin

Benny Franklin · Belém, PA 28/4/2008 09:20
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Rubenio Marcelo
 

Caro Wado,
Deparo-me, com prazer, com um texto de grande valor e profundamente dotado de significados. "Auto-refratários": um ensaio impressionante que transita entre o surreal e o palpável, entre o metafísico e o tangível, entre o espaço e o inespaço das nossas percepções... Mas tudo - repito - repleto de muita beleza e sabedoria. Racional. Justo e perfeito. Faz-nos refletir acerca da nossa própria existência e acerca das energias e outras variantes abstratas que nos contemplam.
Meus sinceros parabéns!

Carpe diem.

Rubenio Marcelo · Campo Grande, MS 28/4/2008 09:30
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Samuel Luciano Assunção
 

oi wado...gostei meu caro...extensa e intensa leitura...

um abraço.

estamos perto heim...

samuel

Samuel Luciano Assunção · Angra dos Reis, RJ 28/4/2008 12:56
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Cintia Thome
 

Wado


Seu texto tem um valor ímpar. Quem conhece todo o conjunto de energias que vibram neste espaço...Copio para reler muitas e muitas veze pelo peso de ser um dos mais interessantes que li.
Abraços.

Cintia Thome · São Paulo, SP 28/4/2008 13:00
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
marilia carboni
 

Sabes empregar bem as palavras!!!!! Gostei muito!! Valeu a pena ler tudo...uauauauau !!!
Mil beijos...ja votei tambem !!!!

marilia carboni · Londrina, PR 28/4/2008 13:04
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Flávio Cardoso Reis
 

muito bom!!!

Flávio Cardoso Reis · Luziânia, GO 28/4/2008 14:19
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Renata Silva
 

OBRIGADA POR PODER ME FAZER FELIZ, POR QUE FELICIDADE TAMBEM E LER ALGO TAO EXPRESSIVO, BEM BOM...
PARABENS, SEMPRE PODE ME FAZER FELIZ, BEIJOS

Renata Silva · Aracaju, SE 28/4/2008 16:11
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
nina araújo
 

Magnifico!Magnifico!Que bom que li e conheci voce Wado!Muita paz e luz!Beijos cariocas e voto.

nina araújo · Rio de Janeiro, RJ 28/4/2008 17:10
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Paulo Esdras
 

Salvei o arquivo para ler com calma. De inicio posso adiantar que escreves muito bem. Abraços

Paulo Esdras · Brumado, BA 28/4/2008 17:38
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
andremartins
 

muito muito bom!!!!!
parabéns meu caro!!!!
AM

andremartins · São Paulo, SP 28/4/2008 18:46
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Saramar
 

Li em voz alta, e me emocionei tanto, chorei feliz, diante de beleza tão imensa e transcendental.
Vou imprimir, vou guardar em minha alma e diante dos meus olhos para que esta maravilha ilumine sempre os meus momentos.

Minhas reverências!

beijos

Saramar · Goiânia, GO 28/4/2008 20:27
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Raiblue
 

Transcendental!!Luminoso!!Cósmico!Étereo!Eterno!!Orgástico!!
"...vento que instrui a cada novo ar do universalizar-se.."...fantástico isso!!!

Fiquei a aqui a flutuar...em Êxtase total!!

super parabéns,Wado!!Adorei!Encantada...

um beijo azulzen...
Raiblue

Raiblue · Salvador, BA 28/4/2008 21:08
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
brigitte
 

Wado,
Salvei no meus documentos! Texto SUPREMO! Energias que nos rondam, nos compõem, nos conduzem! O ser e o não-ser, em espiral num sistema aberto, em que cada ponto final é também o ponto de inicio, uma escalada em espiral. Universo em expansão e retração, pulsante, o ritmo da vida!
Deslumbrante!

Abração!

brigitte · Goiânia, GO 28/4/2008 22:54
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Regina Lyra
 

Wado,
Quando o texto leva a reflexão valeu a pena.
Com objetividade e fluência na escrita faz do
tema objeto de análise e crítica.
Parabens!
Beijos e votos,
Regina

Regina Lyra · João Pessoa, PB 28/4/2008 23:42
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Lioviola
 

DIANTE DOS COMENTÁRIOS A CIMA.
SENTO-ME NA POSIÇÃO DE LOTUS,SÓ VOLTO QUANDO A BANDA PASSAR, E TOMARA QUE NÃO PASSE.

E-N-E-R-G-I-A
P-U-R-A.
A-M-O-R ...

GRANDE ABRAÇO.

Lioviola · Carnaíba, PE 29/4/2008 06:58
sua opinião: subir
Ju Virginiana Jussára C Godinho
 

Abçs!

Ju Virginiana Jussára C Godinho · Caxias do Sul, RS 29/4/2008 08:20
sua opinião: subir
Soaroir Maria de Campos
 

Acabei de comentar, mas sumiu!

Soaroir Maria de Campos · São Paulo, SP 29/4/2008 08:43
sua opinião: subir
rené ociné
 

Votado

Volto para reler, é preciso...

Abraço

rené ociné · São Paulo, SP 29/4/2008 10:32
sua opinião: subir
camuccelli
 

Votei!!

camuccelli · Rio de Janeiro, RJ 29/4/2008 10:43
sua opinião: subir
Herminia Rachel Saraiva
 

Flutuante.... Leve, mas muito intenso
Gostei muito!
abç

Herminia Rachel Saraiva · Crato, CE 29/4/2008 11:17
sua opinião: subir
elisacarvalho
 

Muito bom. Há tempos não lia um texto, do seu estilo, que me prendesse do começo ao fim.
Bravo!

elisacarvalho · Barra Mansa, RJ 29/4/2008 22:38
sua opinião: subir
azuirfilho
 

wadochicchan · Parati (RJ)
Auto-refratários
Um texto bem escrito de um verdadeiro Livro.

....O ser do céu e da Terra, com suas asas que alteiam o vento em chamas de altas velocidades... simples notas da cura que povoam o vácuo transitório das matérias...o mundo espiritual se torna em si mesmo, ao contorcer-se no corpo de luz celestial...órbita nos mais estranhos veios da percepção solar, o brilho do potencial perpétuo da constante vida pulsante..

Elementos que devem de ser pra trabalhar e estabelecer o entendimento e o respeito entre os humanos, com mais amor ao próximo e boa vontade e nunca o espírito do Lucro e da imediata vantagem.
Valeu Irmáo.

azuirfilho · Campinas, SP 29/4/2008 23:08
sua opinião: subir
Marcus Prado
 

Salve amigo da Arte .. . o que comentar ? tens os meus aplausos sinceros ....

Marcus Prado · São José dos Campos, SP 30/4/2008 15:20
sua opinião: subir
Spírito Santo
 

Vou ler com calma. Achei bem interessante, assim, de relance.

Abs

Spírito Santo · Rio de Janeiro, RJ 30/4/2008 16:23
sua opinião: subir
Maniefurt
 

Ótimo texto..parabéns!

Abraço

Maniefurt · Salvador, BA 30/4/2008 21:02
sua opinião: subir
Rita Costa
 

Ótimo mesmo.
Parabéns, Wadochicchan!
Obrigada pela partilha viu. Um abraço

Rita Costa · Rio de Janeiro, RJ 2/5/2008 18:09
sua opinião: subir
Lu&Arte
 

Ufa! Há que se ter fôlego para ler teu texto, cheio de brilhos e intensidades. Lu

Lu&Arte · Porto Alegre, RS 4/5/2008 17:43
sua opinião: subir
Vanessa David
 

PARABÉNS! Confesso que estou me iniciando em Alquimia somente agora. É uma Ciência filosófica, literária... estupenda! Estou encantada! Quais livros você tem lido a respeito? Estou perdida, lendo o que me cai nas mãos! rsrs

É matéria poética! Sim, é matéria poética e das melhores!

Vanessa David · Rio de Janeiro, RJ 22/6/2008 15:15
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 16 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados