Banquete de formatura-Final

1
héryton · Brasília de Minas, MG
8/6/2011 · 3 · 0
 


A FORMATURA- o fim
O ginásio da escola havia se transformado em um perfeito salão de festas,as meninas todas em seus vestidos,vários modelos diferentes e cores em tons chamativos,os meninos usavam um estilo social mais moderno,todos elegantes,o jogo de luzes estava perfeitamente de acordo com o ambiente.Uma mesa enorme no lado esquerdo do salão chamava atenção pela sua caracterização,bebidas quentes para animar a festa e alguns aperitivos para não deixá-los de estomago vazio e um bar improvisado,mas bem refinado próxima à mesa,com outros tipos de bebida .Outras mesas estavam espalhadas pelos cantos para os menos animados,e havia uma prisão dos namorados caso pintasse um clima.A trilha sonora fora muito bem escolhida e animava os formandos.

Fez-se silêncio no momento em que SCLARBERS entrou no salão junto a DAVID,todos começaram a aplaudi-la pelo seu trabalho bem feito,não era surpresa que a festa sairia perfeita mas todos fizeram questão de aplaudir.

SCLARBERS sorriu e dobrou os joelhos para fazer um cumprimento a todos,a música voltou tocar nas caixas de som,e ela sentir que chão tremia,DAVID a puxou para si e a beijou!

_Ótimo trabalho!_Ele sussurrou ao ouvido dela.

_Obrigado!_ela sussurrou a ele_ Não precisei fazer muito._Concluiu!

LIDY acordara meio zonza,sentiu uma pontada de dor forte na cabeça ao tentar se levantar,ela se sentou na cama tentando organizar as idéias,viu a estaca no chão próxima a um sobretudo e então recobrou a consciência.

“Estúpida!”_Uma raiva enorme tomara conta dela.

Ela esperou um tempo até se recompor totalmente,as dores agudas que vinham-lhe à cabeça cessaram.Suas armas ainda estavam sobre a cama,ela sorriu,sabia o que deveria fazer e iria até ele matá-lo mas não poderia levar todas aquelas armas à uma formatura,os alunos iriam estranhar.

“Desgraçado!”

LIDY levou a mão à maçaneta da porta do quarto e sua expressou mudou ao perceber que estava trancada.Ela olhou para as janelas mas essas tinham grade é claro,tudo naquela casa era mais resistente,uma defesa,afinal era uma família de caçadores!

A pista de dança estava cheia!Aqueles adolescentes não faziam idéia sobre o perigo que corriam ali,seus movimentos eram frenéticos ao compasso do som,o Dj.tinha caprichado no repertório dançante.SLARBERS estava tensa,embora DAVID estivesse dançando próximo à ela,sentia que ele não estava totalmente a vontade com o ambiente.

_Quer dar um tempo na prisão dos namorados?_Perguntou ela com riso meio sem vida!

_Não preciso de uma prisão para ficar com você!_Ele voltou a beijá-la.

Ela relaxou por hora.

LIDY conseguira arrombar a porta depois de muito esforço,ela usara uma cadeira para ajudar no trabalho,seu corpo cheirava a suor,não muito agradável.Ela parou e ficou olhando para outra porta à frente do quarto de SCLARBERS.

“Uma família de caçadores,mas é claro!”

Por sorte a porta estava destrancada:_”assim me poupa mais esforços”_ela pensou,_”Pelo menos por enquanto”.Ela entrou no quarto e foi direto ao guarda-roupas da senhora SELY,mãe de SCLARBERS,fez medidas em seu corpo com algumas roupas mas parecia que nenhuma serviria,ela pegou uma calça preta com um tecido forte e escuro,bolsos grandes e com presilhas ao lado,a estaca caberia perfeitamente ali,ela sorriu,a calça lhe caiu perfeitamente bem,então ela pegou uma camiseta de mesma cor,depois sorriu!

_Ótimo!Agora só preciso de um banho!

SCLARBERS parecia não relaxar totalmente,para ela,DAVID ainda parecia desconfortável.

_Tem certeza que não quer namorar um pouco na prisão?

_Tenho sim!_Ele meneou a cabeça quando disse.

_Ainda bem que não estão tocando aquelas músicas melosas._Disse David tentando distraí-la_ Odeio ambientes melosos!_concluiu ele.

_Eu também prefiro ambientes agitados,sangue quente pulsando._Ela tremeu ao perceber o que havia dito,depois sorriu com a própria ironia.

Ele fitou-a bem dentro dos olhos!

_Quer uma bebida?_Perguntou ela!

_Não me tente!_Ele respondeu com um meio sorriso.

_Oh me desculpe!_Ela disse e dessa vez não sorriu simplesmente,ela deu uma gargalhada que ficou encoberta pelo som da música “Love the way a lie”,seu corpo havia perdido totalmente a tensão,ele a divertia,com ele,ela se sentia viva_ “Sem solidão”_Pensou_ vou pegar uma para mim então.

Uma figura que estava do lado esquerdo da pista,próxima ao bar,lhe chamou atenção,e então ela sabia...era ela!

“Estraga prazeres!Eu fiz a escolha,decidi que iria confiar nele e ele está se portando bem.”

SCLARBERS voltou para DAVID,ela não iria deixar que LIDY o pegasse.

_Onde está sua bebida?_Perguntou ele.

_Resolvi que não queria mais._A voz dela estava carregada.

_O que está acontecendo SCLARBERS?_Ele parou de se mexer para fitá-la.

_Por favor,venha comigo à prisão,por favor!_Ela implorou.

_Tudo bem,tudo bem!_Ele concordou.

A prisão dos namorados estava diferente esse ano,um detalhe que SCLARBERS acrescentou para apimentar o clima,era escura,eles entraram.

_Eu posso ver no escuro!_Disse SCLARBERS com surpresa na voz.

_Sim!Nós podemos!_DAVID riu

_Más eu ainda não sou uma vamp...

“Vocês viram o vestido da LIDY que sem graça?”_DAVID ouvira os sussurros de umas garotas.SCLARBERS sentiu o corpo dele enrijecer.

_Isso é uma cilada?_A voz dele era urgente e agressiva.

_Não!_SCLARBERS respirava entrecortado!

_LIDY está aqui!_Disse ele.

_Sim ela está mas...SCLARBERS não teve tempo de terminar.

_Você disse que não é uma vampira?!Está errada,você é,só precisa morrer.

Então ela sentiu seu corpo se relaxar e a música ficar distante ,sua visão estava ficando turva,ela perdia os sentidos e não havia nada que pudesse fazer para se livrar da trama a qual se envolveu.Ela sentiu seu corpo bater fortemente contra o chão e tudo ficou escuro,ela apagou e mergulhou nas sombras.

LIDY entrou na prisão com a lanterna de seu celular ligada,ela viu o corpo de SCLARBERS no chão,sentiu sua flacidez.A raiva que ela sentira anteriormente não era nada comparada ao que sentia agora,seu sangue fervilhava e ela sentiu um choque de adrenalina,afastou-se sem pensar de SCLARBERS,ela precisava matá-lo,só assim a morte de sua prima não seria em vão.

DAVID tentou passar por todos os portões da escola,mas ele não conseguira,estava preso,ele tentou os fundos mas ela estava lá,esperando!

_Gostou do truque?

_Belo truque!Mas não vai adiantar._DAVID carregara medo na voz.

_E existe algum jeito de você passar pela serragem?

_Sim!_ele olhou ferozmente para ela_ Se a pessoa que colocou morrer.

ELE avançou sobre LIDY e arremessou-a contra o próprio chão,ela sentiu seu vestido partir,mas sorriu,o vestido cedia espaço à uma roupa mais adequada à situação.A madeira de carvalho estava presa ao lado da calça,ela se levantou e a puxou,segurou-a firmemente e o feriu no braço,e esperou pelo próximo ataque.DAVID parou e observou a ponta afiada do carvalho às mãos de LIDY,aquele pequeno ferimento foi o suficiente para intoxicá-lo.

_Me preparei para isso._Ela sorriu ao ver o medo nos olhos dele._Você pensou o que,que eu iria vir de mãos abanando?

_Eu só queria provar pra vocês que poderíamos levar uma vida de trégua!_Ele disse,seu timbre era trêmulo!

_E porque se aproximou dela?_Ela soava ameaçadora.

_Porque eram as únicas caçadoras de uma nova geração na cidade.

_E porque a mordeu?

_Porque ela era atraente de mais!Não pude controlar.

LIDY apanhou o arco e flecha que também estava preso à calça e disparou contra uma das pernas dele,ela estava enfurecida.Ele caiu!

_Por favor!_Pediu DAVID

_Não tem por favor..._Ela cravou-lhe a estaca no peito.

DAVID caíra no chão se debatendo,seu corpo começou a murchar deixando as veias à mostra,seus olhos perdiam o brilho e então ele se foi.LIDY se aproximou dele,precisava tirar o corpo de lá.

Ela sentiu sua visão ficar embaçada,seus sentidos estavam falhando,seu corpo não obedecia sua mente.

“A toxina!”_Lembrou-se tarde de mais e então ela também apagou.

Uma sede avassaladora tomava conta de si,estava escuro mas seus olhos se adaptaram rápido ao ambiente,ela sentiu seu corpo como nunca sentira antes e se levantou de pressa indo rumo à luz que refletia lá fora,ela parou ao perceber que sua garganta queimava,precisava beber algo logo.As bebidas não faziam efeito,sua garganta ainda queimava e agora mais que antes,ela entendeu o que acontecia,SCLARBERS sorriu para as vítimas que fariam parte do banquete,o menu era interminável.

A luz do sol veio forte de mais aos seus olhos e ela os fechou de novo,esperou um tempo até que se adaptasse novamente a luz e os abriu.Ela não podia acreditar no que via,várias ambulâncias cercando a escola,todos que estavam no baile estavam feridos e alguns mortos.

Ela se aproximou de uma ambulância e perguntou o que havia acontecido ali,_”UM MASSACRE foi a resposta”_LIDY foi até uma mulher que estava com a lista dos feridos e perguntou por SCLARBERS,a mossa disse que não havia nenhum nome como aquele na lista.Uma menina estava ali ao lado,ferida mas consciente,LIDY fez a mesma pergunta que fizera antes sobre o que havia acontecido,a menina olhou-a bem fundo nos olhos e sussurrou:_SCLARBERS!

Então LIDY soube que na haveria na cidade outra criatura para ser caçada...

FIM

Sobre a obra

O fim do conto...banquete de formatura tem um final pouco esperado!

compartilhe



informações

Autoria
Héryton machado barbosa
Ficha técnica
iniciante
Downloads
463 downloads

comentários feed

+ comentar

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 9 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados