BRASA NO SERTÃO

Flickr
1
Gustavo Adonias · Salvador, BA
9/8/2008 · 210 · 64
 

O cão de fogo
Fez a faísca
Acendeu o pavio
Alumiou o Lampião
Virgulino tocou brasa no sertão
O grande dragão alevantou-se
Sob o inclemente sol da caatinga
Espinho do mandacaru
Mandioca brava
Cabra da peste
Espingarda, sua espada
Gibão de couro, armadura
No chapéu a estrela da justiça sem lei
Samurai do Nordeste
Facínora sanguinário ?
Herói dos desvalidos ?
Robin Hood dos fracos e oprimidos ?
Lampião tocou brasa no sertão
Fez brotar o medo e a admiração
Até que cercado pelos macacos da volante
Caiu sem vida ao chão
Deixou de ser Virgulino
Virou lenda, assombração...

(Gustavo Adonias)

Sobre a obra

"Era brabo, Virgulino Lampião, mas era, pra que negar, das fibras do coração, o mais perfeito retrato, das caatingas do sertão."

(Literatura de cordel)

compartilhe



informações

Autoria
Gustavo Adonias
Ficha técnica
Poesia: "Brasa no Sertão"
Downloads
421 downloads

comentários feed

+ comentar
EdimoGinot
 

É Gustavo

O homem cuspia fogo. Arretado mesmo!
Bela lembrança e oportuna (pela data)

Um abraço

EdimoGinot · Curitiba, PR 7/8/2008 11:07
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Edimo

Obrigado pela sua presença, mais uma vez !

Visto como bandido por uns, herói por outros, ele literalmente tocou brasa no sertão.

Abraços poéticos

Gustavo Adonias · Salvador, BA 7/8/2008 11:31
sua opinião: subir
Francinne Amarante
 

putz.. bravo!
adorei seu poema!
abraços do cerrado.
francinne

Francinne Amarante · Brasília, DF 7/8/2008 16:58
sua opinião: subir
W@nder
 

O cabra era bom mesmo, virou lenda do sertão.
Excelente caracterização!
Abraços.

W@nder · Rio de Janeiro, RJ 7/8/2008 18:01
sua opinião: subir
Raiblue
 

Oi Gusta, meu poeta maravilhoso!!

Inspiração dos deuses, hein?

Muito lindo esse sertão pintado pelo cão de fogo faíscando, acendendo o Lampião esse samurai, herói, fascínora digno
de medo e admiração, lutou pela honra de sua família perdida
tragicamente e defendeu seu povo da mira dos coronéis...
Adorei o final do poema...perfeito!

Deixo pra vc de presente o meu Lampiáo ...lembra?


Há(mar) no sertão...

"Quando
você
retorna
para as
minhas
terras
Mandacaru
brota
depois
de tanto
esperar
e o meu
ser tão só
inunda-se
com
as águas
desse
amor
sertanejo
quase
seco
agora
renascido
do chão
encharcado...

E o sertão
vira um
mar
agitado
pelo
nosso
amor
na rede
embalado..."


(Raiblue)


Parabéns,Gugs!!!
Mil beijinhos bluencantados....
Blueeeee

Raiblue · Salvador, BA 7/8/2008 18:16
sua opinião: subir
Raiblue
 

ops!...errei Gusta...o poema que eu quero te oferecer é este:

Ser tal Lampião

"Sertão


Sertão
Sol


Ser
Tão


Ser
Tao

Tal
Ser


Ser
Tal
Lampião..."


(Raiblue)

Mais besitoss.....auziszeninfinitos...
Blueeee

Raiblue · Salvador, BA 7/8/2008 18:22
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Francinne

Obrigado pela sua presença ! Que bom que tenha gostado do poema.

Bjs poéticos

Gustavo Adonias · Salvador, BA 7/8/2008 19:18
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Wander

Obrigado pela sua presença também ! Que bom que tenha gostado.

Sim, virou lenda...e assombração.

Abraços poéticos

Gustavo Adonias · Salvador, BA 7/8/2008 19:20
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, babyblue

Você sempre com sua presença mais que especial, inundando de mar azul o meu sertão...rs...Obrigado !

Lampião foi fruto do meio em que vivia, da natureza áspera e dura, que endurecia também os corações, da violência brutal, que brotava feito os espinhos do mandacaru, dos mandos e desmandos dos coronéis... fascínora e herói... Sem dúvida, um símbolo do sertão...

Adorei as suas lindíssimas poesias, baby, maravilhosas... Parabéns ! Obrigado! Cheias de lirismo, como a flor do mandacaru, que brota linda em meio aos espinhos...

Grande beijo poético sertanejo...rs

Gustavo Adonias · Salvador, BA 7/8/2008 19:36
sua opinião: subir
Marcos Pontes
 

Ná! Foi um símbolo porque teve coragem de enfrentar o poder constituído numa época de Brasis divididos entre a República e a Monarquia. Não foi herói, mas um reflexo dos que ficaram trancados em casa gostariam de ser.
A propósito, só pra ficar mais nordestino, eu trocaria o "mandioca" por "macaxeira". Até o sabor da macaxeira parece melhor que o da mandioca.

Marcos Pontes · Eunápolis, BA 7/8/2008 19:42
sua opinião: subir
Compulsão Diária
 

Eita, filho de meu pai rsrs. Versátil, Adonias. Acabou de compor Peças e vem de cordel. Genial!
Parabéns.

Compulsão Diária · São Paulo, SP 7/8/2008 23:20
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Marcos

Obrigado pela sua presença, mais uma vez !

Sim, de fato, Lampião foi um dos que enfrentaram, de forma mais contestadora e violenta (e por isso mesmo foi marginalizado), o poder oficial do Brasil, na época de dicotomia República X Monarquia. Herói para alguns, facínora para outros, ele levou ao extremo a sua maneira de contestação ao sistema (alguns outros assim também o fizeram, como é o caso, por exemplo, de Antônio Conselheiro, anteriormente).

Usei no poema "mandioca", pois, existe uma espécie da raiz que é venenosa, por conter grande quantidade de ácido cianídrico, chamada de "mandioca-brava" (ou "mandioca-amarga") em contraposição à "mandioca-doce", esta sim, chamada de "aipim" ou "macaxeira". Agradeço a sua sugestão.

Abraços poéticos

Gustavo Adonias · Salvador, BA 7/8/2008 23:24
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Compulsão

Obrigado pela sua presença também.

Bjs poéticos

Gustavo Adonias · Salvador, BA 7/8/2008 23:31
sua opinião: subir
Thiers
 

uauuu! Gus vc tá se superando... D+!

Thiers · Rio de Janeiro, RJ 8/8/2008 23:05
sua opinião: subir
celina vasques
 

Um espetaculo seu poema!

Maravilhoso!!!

Beijo no coração

celina vasques · Manaus, AM 8/8/2008 23:09
sua opinião: subir
Sônia Brandão
 

Gustavo, interessante você mostrar um poema diferente, é bom variar. E quem pode, pode, né?
O cabra deixou mesmo sua marca, depois de tanto tempo ainda é motivo de um poema.
Beijo.

Sônia Brandão · Bauru, SP 8/8/2008 23:24
sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Gustavo,
poema inspirado na figura do virgulino ferreira, o lampião,
o cangaço bem representado por meio de sua sensibilidade.
Parabéns
abraços

Cristiano Melo · Brasília, DF 8/8/2008 23:27
sua opinião: subir
Dorita
 

Agora quero um para Maria Bonita.... Gostei poeta. beijokitas

Dorita · São Paulo, SP 8/8/2008 23:56
sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

Gustavo,
Bela construção do poema.
Independente de ter virado lenda ou assombração, lampião foi um cabra macho sim senhor.
bjsssss

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 9/8/2008 00:13
sua opinião: subir
Samuel Luciano Assunção
 

gustavo muito bom...
um abraço.

samuel

Samuel Luciano Assunção · Angra dos Reis, RJ 9/8/2008 01:10
sua opinião: subir
raphaelreys
 

A egrégora formada pela almas dos cangaceiros ainbda vaga nas prosas, nos medos , nas cantigas e no coração do nordestino! Lampião vive!

raphaelreys · Montes Claros, MG 9/8/2008 06:51
sua opinião: subir
celina vasques
 

Inicio sua votação com prazer!

beijo no coração!

celina vasques · Manaus, AM 9/8/2008 11:22
sua opinião: subir
Marcos Pontes
 

Sacramentado, meu rei.

Marcos Pontes · Eunápolis, BA 9/8/2008 11:22
sua opinião: subir
Samuel Luciano Assunção
 

votando gustavo...

Samuel Luciano Assunção · Angra dos Reis, RJ 9/8/2008 11:32
sua opinião: subir
O NOVO POETA.(W.Marques).
 

seu poema ficou bom demais.votado.

O NOVO POETA.(W.Marques). · Franca, SP 9/8/2008 12:38
sua opinião: subir
Compulsão Diária
 

um beijo

Compulsão Diária · São Paulo, SP 9/8/2008 13:20
sua opinião: subir
Raiblue
 

Vo(l)tando para registrar minha admiração,Gusta!

Que venham mais poemas como este, belíssimo!
um beijo bluecarinhosooooooo....

Raiblue · Salvador, BA 9/8/2008 18:16
sua opinião: subir
Raiblue
 

Gostei demais da imagem,muito linda!
bjksblueeeeeee

Raiblue · Salvador, BA 9/8/2008 18:18
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Thiers

Obrigado pela sua presença, mais uma vez ! Que bom que tenha gostado.

Abraços poéticos

Gustavo Adonias · Salvador, BA 9/8/2008 18:34
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Celina

Obrigado também pela sua presença ! Que bom que gostou.

Bjs poéticos

Gustavo Adonias · Salvador, BA 9/8/2008 18:36
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Sônia

Obrigado também !

Sim, Virgulino Ferreira, o Lampião, se tornou um símbolo do sertão, habitando ainda hoje o imaginário popular.

Bjs poéticos

Gustavo Adonias · Salvador, BA 9/8/2008 18:41
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Cristiano

Obrigado, mais uma vez ! Que bom que tenha gostado.

Abraços poéticos

Gustavo Adonias · Salvador, BA 9/8/2008 18:43
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Dorita

Obrigado pela sua presença e carinho ! Que bom que tenha gostado.

Sim, em breve cantarei também à Maria Bonita.

Bjs poéticos

Gustavo Adonias · Salvador, BA 9/8/2008 18:44
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Doroni

Obrigado pela sua presença, também !

Bjs poéticos

Gustavo Adonias · Salvador, BA 9/8/2008 18:45
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Samuel

Obrigado também, mais uma vez ! Que bom que tenha gostado.

Abraços poéticos

Gustavo Adonias · Salvador, BA 9/8/2008 18:46
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Raphael

Obrigado pela presença também !

Com certeza, o cangaço e a figura de Lampião ainda persisitem no imaginário popular do sertão.

Abraços poéticos

Gustavo Adonias · Salvador, BA 9/8/2008 18:48
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Celina

Obrigado, novamente !

Bjs poéticos

Gustavo Adonias · Salvador, BA 9/8/2008 18:49
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Marcos

Obrigado, novamente !

Abraços poéticos

Gustavo Adonias · Salvador, BA 9/8/2008 18:50
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Samuel

Obrigado, novamente !

Abraços poéticos

Gustavo Adonias · Salvador, BA 9/8/2008 18:51
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Marques

Obrigado também pela presença, mais uma vez ! Que bom que tenha gostado.

Abraços poéticos

Gustavo Adonias · Salvador, BA 9/8/2008 18:52
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Compulsão

Obrigado, novamente !

Bjs poéticos

Gustavo Adonias · Salvador, BA 9/8/2008 18:53
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, babyblue

É muito bom ver você por aqui, sempre trazendo o seu brilho mais que especial. Obrigadooooo...rs

Grande beijo poético n´alma blue

Gustavo Adonias · Salvador, BA 9/8/2008 18:56
sua opinião: subir
Ecila Yleus
 

Que coisa linda,estou viajando em meio a tantas maravilhas.

Ecila Yleus · Recife, PE 9/8/2008 20:11
sua opinião: subir
EdimoGinot
 

Voltando ao Lampião;.
Um abraço

EdimoGinot · Curitiba, PR 10/8/2008 02:06
sua opinião: subir
Marco Bastos
 

A sua poesia, como sempre, é muito boa.
Conselheiro foi um louco. Lampião um bandido. Os dois exploraram a crendice, o misticismo e o medo de um povo faminto e sem alternativas, como fizeram os coronéis e os políticos, cada qual com seu estilo e com suas migalhas.
Lampião, chefe de um bando de 50 pessoas, fez do crime e da ameaça a sua maneira de agir. Não queria território. O cangaço para ele era um negócio. Pedia aos coronéis os recursos que precisava para manter seu bando. Se não fosse atendido tomava à força.
Não tinha a consciência e o interesse de propugnar pela República ou pela Monarquia.
As lutas aconteceram sem o conteúdo ideológico que se procura atribuir a elas. Lampião não queria expandir seu bando por não ter como pagar mais cangaceiros. E portanto não quis fazer nenhuma revolução.
Foi produto da miséria e estava preocupado com o seu próprio umbigo. As ideologias atuais o transformaram em lenda.

Parabéns pelo texto que instiga a meditação sobre o tema.
abraços.
Marco.

´

Marco Bastos · Salvador, BA 10/8/2008 02:44
sua opinião: subir
victorvapf
 

victorvapf · Belo Horizonte, MG 10/8/2008 09:01
sua opinião: subir
Saramar
 

Impressionante como seus versos foram construindo a imagem de Lampião e erguendo-a diante dos nossos olhos, com força e beleza.
Este final é perfeito:

"Deixou de ser Virgulino
Virou lenda, assombração..."

Gostei imensamente!

beijos

Saramar · Goiânia, GO 10/8/2008 10:58
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Ecila

Obrigado pela sua presença ! Que bom que tenha gostado.

Bjs poéticos

Gustavo Adonias · Salvador, BA 10/8/2008 13:24
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Edimo

Obrigado, novamente !

Abraços poéticos

Gustavo Adonias · Salvador, BA 10/8/2008 13:25
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, meu pai

Obrigado pela presença, mais uma vez ! Que bom que gostou do poema.

Temos sim, que tentar desmistificar as personagens históricas, mas devemos entendê-las como fruto do seu meio, sem considerar tanto as dicotomias de bem e mal. Tudo é muito relativo. Conselheiro foi e é considerado louco para alguns, idealista para outros, revolucionário para alguns outros, homem santo, e por aí vai, da mesma forma que Lampião é considerado um bandido por muitos, mas em algumas localidades do sertão é visto como herói. Nenhuma visão é absoluta, assim como não existem verdades absolutas. Bom, esta é só a minha opinião.

Grande abraço

Gustavo Adonias · Salvador, BA 10/8/2008 13:33
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Victor

Obrigado pela sua presença também, mais uma vez !

Abraços poéticos

Gustavo Adonias · Salvador, BA 10/8/2008 13:37
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Saramar

Obrigado também, mais uma vez, pela sua presença ! Que bom que tenha gostado.

Bjs poéticos

Gustavo Adonias · Salvador, BA 10/8/2008 13:39
sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

Voltando

bjssssss

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 10/8/2008 15:40
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Doroni

Obrigado, novamente !

Bjs poéticos

Gustavo Adonias · Salvador, BA 10/8/2008 16:16
sua opinião: subir
ayruman
 

Grande Lampeão. Há que reconhecer sua Fibra. Voz dos oprimidos!

Abraços!!!

ayruman · Cuiabá, MT 10/8/2008 19:20
sua opinião: subir
Ilia Noronha
 

Oie!1
Eu amo a historia de Lampião. O homem arretado ele foi....
Amei!!!
Deixo meus carinhos.
Kissssss poeticos.

Ilia Noronha · Manaus, AM 11/8/2008 15:55
sua opinião: subir
Carlos Mota
 

Ôh meu irmão só tô vindo
agora ler seu poema.
Coisas de pescaria e micro.
Valeu o mote valeu a escrita
abraço,

Carlos Mota · Goiânia, GO 11/8/2008 17:28
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Ayruman

Obrigado pela sua presença, mais uma vez !

Abraços poéticos

Gustavo Adonias · Salvador, BA 11/8/2008 18:11
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Ilia

Obrigado pela sua presença também ! Que bom que tenha gostado.

Bjs poéticos

Gustavo Adonias · Salvador, BA 11/8/2008 18:12
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Carlos

Obrigado também, mais uma vez !

Abraços poéticos

Gustavo Adonias · Salvador, BA 11/8/2008 18:14
sua opinião: subir
Náthima Danel
 

Gustavo, adorei o cenário pintado, as palavras rimadas na história cultural.
Perfeição.
Abraço.

Náthima Danel · Boa Vista, RR 15/8/2008 12:18
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Náthima

Obrigado pela sua presença, mais uma vez ! Que bom que tenha gostado.

Bjs poéticos

Gustavo Adonias · Salvador, BA 15/8/2008 12:59
sua opinião: subir
azuirfilho
 

Gustavo Adonias · Salvador (BA)
BRASA NO SERTÃO

Muito bonito.
Com maior carinho Presente.

...Robin Hood dos fracos e oprimidos ?
Lampião tocou brasa no sertão
Fez brotar o medo e a admiração
Até que cercado pelos macacos da volante
Caiu sem vida ao chão
Deixou de ser Virgulino
Virou lenda, assombração...

Parabéns pelo Trabalho que ficou táo bom.
O tempo já passado mais ainda somando.
Somando e valorizando.
Abracáo Amigo

azuirfilho · Campinas, SP 22/9/2008 14:42
sua opinião: subir
Aldy Carvalho
 

Aldy Carvalho · São Paulo, SP 29/12/2008 11:26
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 2 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados