Breviário do Desengano

1
Luciana Hernandes · Cuiabá, MT
3/9/2006 · 98 · 9
 

os pequenos olhos cansados, afundados
vão fundo nessa filosofia de orelhas
releases de romances
pequenos formatos para conteúdos possíveis
e os humanos continuam do mesmo modo
calados
recalcando os diálogos mais simples
e todos se achando tão modernos e resolvidos
carregando seus breviários amorosos
diário de erros
paixões reduzidas a insignificantes cubos
pequenos e frios
opacos no estado solidificado
do que deveria ser
o fluído da vida
nada emociona!
a graça se perdeu
e é absurdo como insisto
em continuar vendo
sorrisinhos amarelos
olhinhos vagos e vítreos
ainda mais amarelados pelas horas
e pelo incenso do tabaco

compartilhe



informações

Autoria
Luciana Carla
Ficha técnica
novamente...sem fichas...sem apostas...sem técnicas.
Downloads
320 downloads

comentários feed

+ comentar
Ana Cullen
 

Muito bom! Tanto no conteúdo quanto na forma...melodioso...dá para sentir o ritmo...e como eu compartilho a tristeza de se ver esse ser humano que é tão capaz de criar mundos se acomodando com tudo...até mesmo com "paixões reduzidas a insignificantes cubos/ pequenos e frios" !!!

Ana Cullen · Brasília, DF 1/9/2006 18:25
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Daniel Duende
 

Muito bom tema... tocante...
com um bom ritmo.

gostei muito!

Daniel Duende · Brasília, DF 1/9/2006 20:46
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Fábio Fernandes
 

"filosofia de orelhas
releases de romances":
taí, gosto da maneira como você casa as palavras: que belos matrimônios!

Fábio Fernandes · São Paulo, SP 2/9/2006 17:54
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Diego Calazans
 

gostei-te, também.

Diego Calazans · Aracaju, SE 5/9/2006 19:49
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Fernanda Nogueira
 

Ótimo!
(Me deu raiva. Vontade de bater em algumas pessoas.)
Deveria vir com a advertência: "leia-o somente quando estiver calmo".
Abraços!
=)

Fernanda Nogueira · Belo Horizonte, MG 6/9/2006 11:55
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Thiago Perpétuo
 

Bom é manter as paixões, sem redução. Fora os cubos gélidos, o mormaço, a pasmaceira, a apologia da inércia. Ou as coisas me matam, ou me matam de amor.

Thiago Perpétuo · Brasília, DF 8/9/2006 12:11
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Bob Redins
 

A medida em que fui lendo, várias imagens foram aparecendo rapidamente na minha cabeça. Gostei muito, Parabéns.

Bob Redins · Vitória, ES 15/9/2006 13:15
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
 A. Wagner Oliveira
 

Muito belo minha bela nova amiga, corrosivo, cáustico e firme como você...gosto do seu estilo.

A. Wagner Oliveira · Cuiabá, MT 30/10/2006 10:56
sua opinião: subir
Fernando Alsandálio
 

E é absurdo como insistimos em escrever. Ainda bem.

Fernando Alsandálio · Nova Era, MG 3/12/2006 17:50
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
doc, 20 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados