BRINCADEIRA DE CRIANÇA (Homenagem ao dia dos pais)

1
Antonio Brás Constante (Escritor maluco) · Canoas, RS
5/8/2008 · 83 · 6
 

BRINCADEIRA DE CRIANÇA (Homenagem ao dia dos pais)
(Autor: Antonio Brás Constante)

- Pai? Paiê? Vamos brincar de lutinha?

- lutinha?

- É Pai, de lutinha, como na TV. Vem, Vem! – Eu vou te jogar um raio, que nem o Pikachu faz. – Tchu! Tchu! Tchu!

- Isso é um raio filho?

- É pai, por que?

- Não, nada. Só não sabia que o raio era cuspido no adversário.

- Vai pai, atira um raio tu também.

- Ok. Deixa ver...Vou lançar o raio do gordo desajeitado. - Kirraaaaaaa!

- Não pai. Não existe raio assim. Tem que ser um que nem no YU-GI-HO.

O pai lembra então dos desenhos de sua infância, que eram mais simples e com nomes mais fáceis de se pronunciar e de escrever. Agora para a nova geração, as histórias eram mais complexas (bem mais complexas), onde a trama era um tipo de jogo, disputado com cartas, como num jogo de baralho, porém totalmente diferente.

A energia do filho é incrível. O pai pensa em utilizar alguma estratégia para convencê-lo a dormir. Quem sabe se argumentar que a cama é uma nave ou uma caverna, poderia conseguir uma chance de fazê-lo deitar e quem sabe até pegar no sono.

- Agora eu me transformei no terrível monstro de pedra, filho. Vou capturar você e prendê-lo no presídio-cama, trancando-o com o cobertor paralisante.

- Escapei pai. Vem, vamos continuar brincando.

Não adiantou, antes era mais fácil. Aos dois anos era relativamente simples levá-lo para dormir. Aos três começou a ficar complicado. Agora aos quatro, a tarefa era quase impossível.

Os dois correm pela sala, um berrando de alegria e o outro bufando de cansaço. Alguém buzina na frente da casa, era o entregador de pizza. “Estou salvo”, pensa o pai. Bendita a hora que encomendei uma pizza grande para o jantar..

O dia termina. Para a criança a tristeza do fim da brincadeira. Para seu pai, a dor nos pés e nas costas. O stress do dia finalmente derruba o guerreiro. Agora enfim o repouso merecido. Ele fecha os olhos e então escuta uma voz infantil lhe sussurrando:
- Faz pra mim um mamazinho, papai?

ATENÇÃO: caso você também goste de escrever, tem um novo site que paga por nossas pérolas textuais (até que enfim criaram algo assim), basta acessar: www.jornallivre.com.br/?p=6900 inserir o texto de sua autoria e começar a receber por ele, não é muito mas, de grão em grão a galinha vai enchendo o papo.

E-mail: abrasc@terra.com.br

Site: www.recantodasletras.com.br/autores/abrasc

NOTA DO AUTOR: Divulgue este texto para seus amigos. (Caso não tenha gostado do texto, divulgue-o então para seus inimigos).

NOVA NOTA DO AUTOR (agora com muito mais conteúdo na nota): Caso queira receber os textos do escritor Antonio Brás Constante via e-mail, basta enviar uma mensagem para: abrasc@terra.com.br pedindo para incluí-lo na lista do autor. Caso você já os receba e não queira mais recebe-los, basta enviar uma mensagem pedindo sua retirada da lista. E por último, caso você receba os textos e queira continuar recebendo, só posso lhe dizer: "Também amo você! Valeu pela preferência".

ULTIMA NOVA NOTA DO AUTOR: Agora disponho também de ORKUT, basta procurar por "Antonio Brás Constante".

Sobre a obra

Uma singela homenagem em forma de conto ao dia dos pais.

compartilhe



informações

Autoria
Antonio Brás Constante
Ficha técnica
Troquei num brechó por uma ficha artística.
Downloads
666 downloads

comentários feed

+ comentar
Saramar
 

Há uma ternura grande demais neste seu texto. Emocionante!

Todas as crianças deveriam ter um pai assim (coitado!)...

adorei.

beijos

Saramar · Goiânia, GO 3/8/2008 02:13
sua opinião: subir
Renato de Mattos Motta
 

Legal!
Pai que é pai levanta no meio da noite pra dar leitinho pro filhino!

Aproveito e convido a me fazer uma visita
http://www.overmundo.com.br/banco/urbano-iii

Renato de Mattos Motta · Porto Alegre, RS 4/8/2008 19:25
sua opinião: subir
Denise A Souza
 

Muito lindo seu texto, uma bela homenagm aos pais. Bjs. Dê

Denise A Souza · Guaratinguetá, SP 5/8/2008 19:07
sua opinião: subir
O NOVO POETA.(W.Marques).
 

bom demais seu texto.votei.

O NOVO POETA.(W.Marques). · Franca, SP 5/8/2008 19:55
sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

Brás,
belo conto!
ainda bem que vc tem tempo de bricar com seu filho. Essas boas lembranças vão se fazer presente no futuro.
também fiz uma homenagem a meu pai
http://www.overmundo.com.br/banco/a-caminho-do-rio
bjsss

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 5/8/2008 22:30
sua opinião: subir
Ailuj
 

Mais uma vez tenho prazer de publicar seu excelente texto
Beijos
Ah,vou divulgar para amigos e inimigos,,rs

Ailuj · Niterói, RJ 5/8/2008 23:06
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados