Carlota

1
Marcelo Marcio · Cascavel, PR
5/9/2008 · 96 · 7
 

Carlota nunca gostara de seu nome. Desde pequena sempre lhe incomodara o som do próprio nome.

Talvez porque o afeto familiar a tratasse por grotesco diminutivo:

– Carlotinha venha cá, Carlotinha venha já!

Talvez a incomodasse mais as piadinhas infames que a comparassem a acessório decorativo da roda automotiva devido principalmente à sua forma um tanto quanto roliça:

– Calota! Bolota! – cansava de ouvir.

O fato é que já moça e mesmo estando bem bonita, Carlota se incomodava quando o sotaque do interior lhe arrastava o “R”, e lhe do ouvia no ouvido a própria desdita.

E ao franzir o cenho sem querer se recolhia de vergonha e timidez. E quando alguém lhe perguntava:

– Sai comigo?

Respondia:

– Quem sabe outro dia, outra vez...

E se escondia.


Assim foi que durante um tempo Carlota foi esquecida e sempre que perguntavam:

– Qual o seu nome?

Um sonoro “Carrrrlota” era o som que se ouvia.


Mas o tempo, este incansável cobrador de nossas vidas, cansou-lhe as tentativas e Carlota enfim se tornou Joana.

E feliz, de nova “persona”, não mais franzia o rosto ao ouvir o próprio nome, mas se enchia de alegria e era só sorriso quando ouvia lhe convidarem:

– Joana, sai comigo?

Até que um dia, foi no emprego, uma firma de advocacia, que conheceu aquele homem belo e triste, de expressão algo vazia.

E animada, quase eufórica, decidiu que agora era sua vez.

Da apatia recolhia soltos elogios, mas nenhuma avidez.

E assim foi que depois de muitas tentativas, colheu finalmente a explicação que lhe abriu as portas de uma nova vida.

O insosso pretendente tinha desde sempre uma trajetória maldita, que lhe angustiava sempre ao longo da jornada de sua vida.

Ouvir na voz dos outros o som amargo e maldito:

– Venha cá, venha logo, é pra você Carlito!

Ao ouvir o que foi dito, como se fosse uma lorota, revelando o que fora omitido, a vida de ambos seguiu nova rota.

Carlito aliviado descobria que Joana, seu amor, era Carlota.

Sobre a obra

Para quem considerou meu conto anterior (A Dor - http://www.overmundo.com.br/banco/a-dor-1) um pouco triste, esta é uma visão mais bem-humorada das vicissitudes humanas.

compartilhe



informações

Downloads
400 downloads

comentários feed

+ comentar
Ailuj
 

Esse ta muito bom ,mas tambem gostei do outro
Um beijo (:

Ailuj · Niterói, RJ 4/9/2008 16:59
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
O NOVO POETA.(W.Marques).
 

bonito texto.votado.

O NOVO POETA.(W.Marques). · Franca, SP 5/9/2008 15:11
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Juscelino Mendes
 

Excelente escrita. Votado.

Juscelino Mendes · Campinas, SP 5/9/2008 18:13
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

Oi Marcelo,
Levando-o para o banco
Gostei do conto!
bem bolado esse destino.
bjssssss

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 5/9/2008 21:39
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Turbilhão Psicodélico
 

Legal cara... muito bem escrito. Meio poetado, meio prosado... legal.
Que bom que existe um Carlito que não precisa ser João.
Parabéns. Gostei.

Turbilhão Psicodélico · Cuiabá, MT 24/9/2008 17:11
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
JACINTA MORAIS
 

OLÁ MARCELO,ENTÃO MORAMOS NA MESMA CIDADE?!LEGAL...EU VOLTEI A POUCO TEMPO DE LISBOA,ONDE MOREI POR 8 ANOS.ACHEI FANTÁSTICO TEU POEMA,ISSO SEMPRE ACONTECE NO COTIDIANO DE FORMA BEM CONTÍNUA!TRISTE SIM,MAS MTO LINDO!ESPERO TE ENCONTRAR POR AÍ ''NA TELINHA ENCANTADA''DOS POETAS...BJ TUDO DE BOM!!!

JACINTA MORAIS · Cascavel, PR 27/9/2008 18:04
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Heraldo
 

bom, fluido, gostoso de ler.

Heraldo · Curitiba, PR 17/1/2009 11:10
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 3 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados