COÁGULOS SUPERNOVAS

Flickr
1
Gustavo Adonias · Salvador, BA
17/10/2008 · 218 · 45
 


Coágulos supernovas
Navalha na carne das estrelas
Chaga sangrando galáxias
Via láctea derramando-se
Nos corpos sem paz
Almas sem órbita
Desintegradas na rota meteórica
Ponte torta
Ligando o vazio humano
Ao infinito frio do espaço
Cacos do universo
Caindo em chuvas ácidas
Sobre as cabeças
Dos meros mortais...

(Gustavo Adonias)

compartilhe



informações

Autoria
Gustavo Adonias
Ficha técnica
Poesia: "Coágulos Supernovas"
Downloads
329 downloads

comentários feed

+ comentar
Cristiano Melo
 

Gustavo,
Somos parte do universo também, seres cósmicos, poeirinha, eu diria, e apesar de ser metafórico, literalmente o que se acontece no vazio do universo nos altera da mesma maneira. Metáforas fortes de uma via-sangue-láctea.
Parabéns
abraços

Cristiano Melo · Brasília, DF 15/10/2008 11:13
sua opinião: subir
joe_brazuca
 

Brinquedinhos de Deus !...
e nós ?...apenas limítrofes entre a tênue linha do ínfimo existir...
E quem pode dizer que tudo isso não está bem dentro da gente ?
é o pensar levado à explosão...

espetáculo, Poeta !...qeu sangrem as estrelas da sua poesia !
abs

joe_brazuca · São Paulo, SP 15/10/2008 11:16
sua opinião: subir
Coluna do Domingos
 

Ligando o vazio humano
Ao infinito frio do espaço
Cacos do universo
Caindo em chuvas ácidas
Sobre as cabeças
Dos meros mortais
muito profundo, filosófico inclusive, de um caráter poético que envaidece a todos nós.

Coluna do Domingos · Aurora, CE 15/10/2008 19:58
sua opinião: subir
Marcos Pontes
 

Muito bem sacada a poesia com a imagem, aliás, que imagem!

Marcos Pontes · Eunápolis, BA 16/10/2008 11:58
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Cristiano,

Obrigado pela sua presença, mais uma vez ! Que bom que gostou. Sim, somos uma poeira microscópica, aos padrões e dimensões gigantescas do universo. Mas somos influenciados e influenciamos a todo o movimento cósmico. O micro interfere no macro, e vice-versa...

Abraços

Gustavo Adonias · Salvador, BA 16/10/2008 16:33
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Joe, meu caro

Obrigado também pela sua presença ! Que bom que gostou. Nós, seres humanos, em nosso pequeno planetóide, nos achamos o centro do universo. E, como você mesmo disse, somos 'limítrofes entre a tênue linha do ínfimo existir'... Tudo está sim bem dentro de nós, até mesmo o universo. Micro e macro se encontram, e se complementam a todo momento, como os coágulos e supernovas...

Grande abraço

Gustavo Adonias · Salvador, BA 16/10/2008 16:40
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Domingos e Marcos,

Obrigado também pela presença de vocês ! Que bom que gostaram da poesia.

Abraços

Gustavo Adonias · Salvador, BA 16/10/2008 16:44
sua opinião: subir
Angélica T. Almstadter
 

Sacada cósmica essa, ou viagem, mas muito interessante,faz a gente pensar. beijo

Angélica T. Almstadter · Campinas, SP 16/10/2008 17:47
sua opinião: subir
EdimoGinot
 

Ligando o vazio humano
Ao infinito frio do espaço

adonias
bonito isto. e a gente vaga, por entre galáxias interiores,
procurando alguma verdade (de preferencia quente)
Legal
um abraço

EdimoGinot · Curitiba, PR 16/10/2008 18:17
sua opinião: subir
Raiblue
 

Gusta,meu anjo,que bárbaro,este poema!!!

Um coágulo prestes a explodir no céu de nossas mentes...
vazio inflado...infinito frio manchado de vermelho quente....
nossas viagens por galáxias internas...sangrando via-lácteas...
até descobrirmos aquela estrela lá no fundo...aquela....
dançante...que Nietzsche anunciou...quiçá..quiçá...

Explosivooooo!!!
Parabéns,meu querido poeta que tanto gosto!
Beijo beijo azuis_cintilantes_estelares...
Blue

Raiblue · Salvador, BA 16/10/2008 21:19
sua opinião: subir
Samuel Luciano Assunção
 

gustavo...belíssimo escrito...
a imagem é mesmo maravilhosa...muito louca...

abraços

Samuel Luciano Assunção · Angra dos Reis, RJ 16/10/2008 23:30
sua opinião: subir
Compulsão Diária
 

Sideral. Poema organismo solto no espaço. significante. estrelas significantes esses coágulos! Sangue na galáxia. A vialáctea vermelha. Loucra de bom
Supernovas. superhomem, supereu;))

Compulsão Diária · São Paulo, SP 17/10/2008 00:18
sua opinião: subir
ayruman
 

Poema completo. Magnífico.

Viemos de lá. Das dimensões insondáveis.
E no percurso do Tempo, viemos crescendo, evoluindo. Até o círculo novamente ser completo, Uno.
Luz e Paz. Sempre. jbconrado.

ayruman · Cuiabá, MT 17/10/2008 01:01
sua opinião: subir
JACINTA MORAIS
 

GUSTAVO, meu amigo poeta
Que divagação magnífica...
Ponte torta
Ligando o vazio humano
Ao infinito frio do espaço...
Seu poema é "ELETRIZANTE"
Parabéns,causa arrepios
NA ALMA...Abraço.

JACINTA MORAIS · Cascavel, PR 17/10/2008 02:53
sua opinião: subir
azuirfilho
 

Gustavo Adonias · Salvador (BA)
COÁGULOS SUPERNOVAS

A Imensidáo infinita pode causar o sentimento de estar só diante do espaco sem fim e das consequentes dificuldades Humanas.
Dificuldades de Humanidades, de segregacáo, exclusáo e desigualdades Sociais.
O Homem é Social e quando se vé sozinho descre e desanima diante do fardo imenso para carregar, é onde entra o Jesus na História, somos todos filho do mesmo Deus Criador de tudo, estamos aqui de passagem, somos irmáos, somos todos uns pelos outros, náo tem sozinho em lugar nenhum, tudo aqui é só uma representacáo e vai passar.
Temos é de caprichar para passar com beleza e fazer feliz aos que confiam na gente.
Seu trabalho é admirável porque toca nesta parte táo importante na vida .
Táo decisiva para criar a consciéncia das coisas e aumentar nosso amor e respeito por todos.
O Amor ao próximo e a boa vontade.
Parabéns.
Abracáo Amigo
Ligando o vazio humano
Ao infinito frio do espaço

azuirfilho · Campinas, SP 17/10/2008 08:34
sua opinião: subir
O NOVO POETA.(W.Marques).
 

gosto muito da maneira como escreve te admiro muito.depois eu volto.abraçosssss

O NOVO POETA.(W.Marques). · Franca, SP 17/10/2008 09:24
sua opinião: subir
celina vasques
 

Caramba!!! Fantástico!
Parabéns Poeta!
Amei!
beijo na alma!

celina vasques · Manaus, AM 17/10/2008 09:40
sua opinião: subir
clara arruda
 

Uma bela batalha meu querido.Faltam poucos minuto.Essa amiga volta.

clara arruda · Rio de Janeiro, RJ 17/10/2008 09:54
sua opinião: subir
celina vasques
 

com carinho inicio sua votação
beijos

celina vasques · Manaus, AM 17/10/2008 10:00
sua opinião: subir
clara arruda
 

Voltando meu querido.

clara arruda · Rio de Janeiro, RJ 17/10/2008 10:06
sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

Gustavo,
interessante poema

esses coágulos a se formar
também em nossa alma
feita de estrelas .
bjsss

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 17/10/2008 10:09
sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

votos e abraço

Cristiano Melo · Brasília, DF 17/10/2008 10:17
sua opinião: subir
joe_brazuca
 

que NÃO venham os buracos negros, fabricados por nós mesmos, num ato de imaturidade infantil do (des)conhecimento....
voto !
abs

joe_brazuca · São Paulo, SP 17/10/2008 10:40
sua opinião: subir
Samuel Luciano Assunção
 

Samuel Luciano Assunção · Angra dos Reis, RJ 17/10/2008 10:56
sua opinião: subir
Eliana Mara
 

Estamos lendo seu texto, na aula de Oficina de Leitura e Produção de Textos, professora América e Eliana Mara e os alunos.
Esperamos que seu texto seja publicado. Votamos!

Eliana Mara · Salvador, BA 17/10/2008 11:30
sua opinião: subir
Falcão S.R
 

"Cacos do universo
Caindo em chuvas ácidas
Sobre as cabeças"

Que Deus nos ajude!

Abraços

Falcão S.R · Rio de Janeiro, RJ 17/10/2008 12:09
sua opinião: subir
Coluna do Domingos
 

Votado

Coluna do Domingos · Aurora, CE 17/10/2008 13:33
sua opinião: subir
EdimoGinot
 

EdimoGinot · Curitiba, PR 17/10/2008 13:40
sua opinião: subir
Patipetista
 

Sempre espetacular !
Adorei !!!

Patipetista · Taboão da Serra, SP 17/10/2008 14:04
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Angélica,

Obrigado pela sua presença, mais uma vez ! Que bom que gostou de minha viagem cósmico-poética.

Bjs


Edimo, caro amigo

Bom te ver mais uma vez por aqui ! Que bom que gostou. Estamos sempre a vagar pelo nosso universo interior, em busca de algo que nos aqueça a alma...

Abração


Baby,

Sempre é bom demais ter a sua presença azul por aqui ! As vias-lácteas e coágulos pulsam dentro da gente. Sempre estamos em busca de uma estrela brilhante o suficiente para aquecer os nossos corações e almas, para dar-nos alento diante do frio e vazio da vida...

Grande beijo poético


Samuel,

Obrigado também por sua presença, mais uma vez ! Que bom que gostou.

Abraços


Compulsão,

Obrigado também por ter vindo, uma vez mais ! Que bom que gostou. As galáxias, assim com o ser humano, sangram. No micro e macro há estrelas ou, ao menos, seus resquícios, que ainda nos chegam aos sentidos, fazendo-nos lembrar da pequenez de tudo que há, e da grandeza que também há em nós...

Bjs


Jb, meu caro amigo

Bom te ver por aqui também, mais uma vez ! Obrigado. Que bom que gostou do poema. Somos poeira a girar no turbilhão cósmico original. Nossos átomos são das mesmas partículas dos corpos celestes. Estamos crescendo continuamente, até o instante de uma nova grande explosão, que sangre e alimente novamente o universo, de fora e aquele que há em nós...

Abração


Jacinta,

Obrigado pela sua presença também ! Que bom que gostou.

Bjs

Gustavo Adonias · Salvador, BA 17/10/2008 14:23
sua opinião: subir
Vinícius Motta
 

O espaço é um grande fascínio e mistério para os corações e olhos comuns e/ou poetas.
Só posso te parabenizar pela tentativa de desvendar o universo.
Votado.
Abraços.

Vinícius Motta · Rio de Janeiro, RJ 17/10/2008 15:21
sua opinião: subir
Agassi
 

O sopro de Deus!
Votado!

Agassi · Caraguatatuba, SP 17/10/2008 19:51
sua opinião: subir
Raiblue
 

Super votado!!
Parabéns,Gusta!

Beijos
Blue

Raiblue · Salvador, BA 17/10/2008 20:55
sua opinião: subir
Vanessa Anacleto
 

Belíssimo, Gustavo. Especialmente o final, adorei. Parabéns.

Vanessa Anacleto · Rio de Janeiro, RJ 17/10/2008 21:24
sua opinião: subir
Thiers
 

Gus, essa coisa aê, é linda!

Ligando o vazio humano
Ao infinito frio do espaço
Cacos do universo


saiba que acho-o um poetaço!!

Thiers · Rio de Janeiro, RJ 17/10/2008 22:57
sua opinião: subir
Juscelino Mendes
 

Belíssimo poema, Gustavo!

Ligando o vazio humano
Ao infinito frio do espaço


Juscelino Mendes · Campinas, SP 17/10/2008 23:22
sua opinião: subir
Ailuj
 

Me desculpe,estive ausente mas to aqui de volta
beijos

Ailuj · Niterói, RJ 18/10/2008 02:02
sua opinião: subir
Compulsão Diária
 

Compulsão Diária · São Paulo, SP 18/10/2008 08:31
sua opinião: subir
Benny Franklin
 

Boa, Poeta!

Sua poesia enche-me de zelo.

Abçs.

Benny Franklin · Belém, PA 18/10/2008 12:21
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Azuir, caro amigo

Obrigado pela sua presença, mais uma vez ! Que bom que gostou do poema. A vida moderna, cheia de lacunas e desagregação social, onde as pessoas colocam o ter em primeiro lugar, esquecendo-se da alma riquíssima que o ser humano possui, é tão diminuta, em comparação ao grande cosmo e à grandiosidade da natureza. Como você mesmo disse, 'tudo aqui é só uma representação e vai passar". A caminhada do homem na Terra é só uma etapa, rumo à 'evolução' da alma (mesmo com tanta 'involução' atualmente). Temos que atravessar essa etapa da melhor maneira possível, que é em prol da ajuda mútua e solidariedade humana. Tirando o Amor e a União, o resto é menor, é ilusão...

Grande abraço


Marques,

Obrigado também por ter vindo, mais uma vez !

Um abraço


Celina,

Obrigado também pela sua presença, mais uma vez ! Que bom que gostou.

Bjs


Clara,

Obrigado por sua presença também ! Que bom que gostou do poema.

Bjs


Doroni,

Obrigado por ter vindo também, mais uma vez ! que bom que gostou. Há coágulos, mas também estrelas em nossa alma...

Bjs


Cristiano,

Obrigado, novamente !

Um abraço


Joe,

Obrigado, novamente !

Abração


Samuel,

Obrigado novamente, também !

Um abraço

Gustavo Adonias · Salvador, BA 18/10/2008 15:42
sua opinião: subir
danlima
 

cvaro gustavo, as estrelas sangram, brilhos luzes e poemas sobre nossas cabeças... e esses coágulos sobre os quais você verseja são as apromeessas dos tempos novos, quando a luz desas supernovas estiverem chegando até nosso mundo... o que pode durar ainda milhões de anos... Lindos versos. Parabéns!

danlima · Brasília, DF 18/10/2008 16:08
sua opinião: subir
José Carlos Brandão
 

Gustavo, estou voltado de viagem e pondo a correspondência em dia, talvez meio às pressas, desculpe. Mas vejo no seu poema a tentativa de estabelecer uma ponte para a condição humana, enquanto cacos do universo caem sobre nossas cabeças. Perplexidade metafísica: a pequenez do homem diante do universo.
Abração.

José Carlos Brandão · Bauru, SP 18/10/2008 21:02
sua opinião: subir
Sônia Brandão
 

E nós que nos achamos tão grandes, somos nada perante a grandeza do universo.
Interessante essa viagem, essa ligação do vazio humano ao infinito frio do espaço.
bjs

Sônia Brandão · Bauru, SP 19/10/2008 01:22
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Eliana,

Obrigado pela sua presença ! Que honra poder ser lido em uma aula por professores e alunos. Agradeço imensamente.

Abraços

Gustavo Adonias · Salvador, BA 21/10/2008 10:26
sua opinião: subir
Carlos Mota
 

refletida no espelho da vida, a imagem do poema
e o homem? ... em busca do homem.
valeu!
abraço,

Carlos Mota · Goiânia, GO 30/10/2008 10:01
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 2 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados