COMBALIDA, MAS IMORTAL

1
jessebarbosadeoliveira82 · Salvador, BA
27/11/2010 · 0 · 1
 



Ainda que enferma,
A esperança dardeja:

Os déspotas e vampiros de Crônos
Confinam nossa mente e ânimo
Nas trincheiras cavilosas
Do consumo, do velado abandono
Ou das malhas maliciosas
Do circo contemporâneo.

Mas, apesar das velhacarias
E da miríade de intempéries,
A faculdade de sonhar
--- mesmo que veementemente imbele
Ou de maneira inconscientemente serelepe ---
Faz pulsar teimosamente
O coração da verve.





Ah, a esperança!
Embora seja
Incessantemente mutilada
Por homens-bomba
Da ganância-cornucópia parasitária

E sempre esteja
Deitada sobre o ventre
Dos umbrais da cova;

No último segundo,
Ela se agarra ---
Com rijeza ---
Á mão estendida
Do lençol freático da vida,

Alimentando a vela
Qual torna funesta
A devastadora eloquência
Da canção que regozija os suicidas.

JESSÉ BARBOSA DE OLIVEIRA

Sobre a obra

Alimentando a vela
Qual torna funesta
A devastadora eloquência
Da canção que regozija os suicidas.

compartilhe



informações

Autoria
JESSÉ BARBOSA DE OLIVEIRA
Downloads
238 downloads

comentários feed

+ comentar
alcanu
 

... e esse ser humano que continua sórdido !
Um beijo !

alcanu · São Paulo, SP 25/11/2010 12:25
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 2 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados