Conheça o único museu ecológico do mundo que tem fosseis legítimos de mamíferos

1
newfish · Balneário Camboriú, SC
10/3/2006 · 22 · 1
 

O Ecomuseu fica na Ilha de Porto Belo situado a 69 km de Florianópolis. O acesso ao local é via barco de pescadores. No verão eles deixam de lado suas redes de pesca e partem para a atividade turística. Sua principal atração é seu acervo oceanográfico como ossada de baleia e de herbívoros da era glacial.

Momentos antes de chegar à ilha de Porto Belo, ainda no barco, é impossível enxergar as instalações. Após o desembarque, o visitante chega ao museu por um trapiche que fica na altura das árvores, para que não pisem na vegetação local como por exemplo as bromélias, figueiras e orquídeas. Tudo lá é feito de madeira, inclusive os cestos de lixo, que são feitos em traçado de bambu

O Ecomuseu possui cinco exposições permanentes: A Mega Fauna Pleostoceno; que são os animais da era do gelo; tigres dente de sabre e mastodontes, animais que viviam na região sul do Brasil. Os fosseis da Bacia do Araripe; que são animais que viviam na época da Pangea, A ala das tartarugas marinhas onde se podem ver crânios, recém-nascidos – neonatos, cascos das oliváceas, cabeçudas, de couro, de pente e verdes – todas as espécies conhecidas no Brasil. A ala sobre os cetáceos; que são as baleias e golfinhos e por último a reprodução do gabinete original do naturalista Carlos Nicolau Gofferjé, 82, falecido no ano passado, mas que deixou um grande acervo ao com dezenas de insetos, répteis, aves e produtos químicos usados na época.

No ano passado o Ecomuseu recebeu o titulo de museu alternativo de 2005, na França. Este prêmio havia sido concedido pela última vez em 2001, a um museu da Tasmânia – Austrália - e é dado por um órgão criado em 1946 para a conservação e difusão do patrimônio mundial. A premiação é realizada pelo comitê de História Natural do Icon - International Council of Museums -, que reúne 20 mil profissionais do mundo inteiro. Sua premiação é direcionada para museus que tem propostas diferenciadas como no caso do Ecomuseu, que se apropriou de uma área que era um antigo restaurante e acabou direcionando toda sua proposta para a parte oceanográfica. “A proposta seguinte é que a ilha toda torne-se um museu inclusive o centro de Porto Belo” diz Jule Soto coordenador do projeto.




Como chegar: Pela BR-101, pegar o trevo de Porto Belo e seguir até a praia. Desde lá, são cinco minutos de barco.

Quanto é: Entrada: R$ 5 - idosos, crianças, estudantes e professores pagam meia entrada - Travessia com os pescadores: R 8 - ida e volta -

Quando visitar: Na temporada, do começo de setembro ao final de março. É possível
agendar visitas fora desse período.

compartilhe



informações

Autoria
Luiz Américo

comentários feed

+ comentar
Viktor Chagas
 

Oi, Luiz. Sua dica é boa, mas poderia estar no guia de cidades. O Banco de Cultura é um espaço para produções artísticas disponibilizadas em Ceative Commons. Para saber mais sobre os critérios do OVERMUNDO, dê uma olhada em Ajuda.

Viktor Chagas · Rio de Janeiro, RJ 13/3/2006 16:30
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
rtf, 0 bytes

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados