continuo procurando

1
Senhorita Miller · São Paulo, SP
30/1/2008 · 194 · 18
 

Consulto cartas e oráculos falhos para ter certeza do claramente previsto, quem sou eu, eu sou o que quero, e somente no dia que tenho vontade. Boêmia, percorro distancias enormes me equilibrando, quase sempre bêbada em saltos altíssimos, bambaleando por ruas que me explicam o que nunca entenderei. Sou um erro. Uma doença. Casada, fiel e vadia. Uma tentativa, milhões de cus mandados tomar, tomados e dados. A falta de mim torna minha vida insuportável. Mas gosto de sumir, de mergulhar na minha profunda e íntima solidão, que com seus monstros uivam situações vistas, vividas e as que nunca viverei. Gosto de estar certa, de ter razão, de foder. Falsamente agradável, sou prepotente e violenta. Demente inteligente, saca? Sofrida, curtida, bem comida. E assim as rimas me perseguem como imas. Delas não me livro, somente na companhia de um bom livro. Bem lido. Sem caráter, choro pelo poema mal escrito, pela noite mal dormida, pelo ensaio de mais um amor perdido. Cocaína. Companhia. Me deixem só com minha solidão, da minha dor sei eu. Hedonista, maniqueísta. Não gosto de meio termo, não sei viver pela metade, gosto do que arde, do que queima, do vermelho, do meu riso convulsivo. Do ódio. Vivo pelo prazer e não meço conseqüências para atingi-lo, faço uso de substancias psicotropicas, além de drogas ilegais, uso do sexo para seduzir e conseguir o quero, se necessário, eu invento, crio e minto, mas eu consigo.Sou um verme, vestido de São Jorge.Tendo para vícios. Meu carinho é violento, meu amor sedento. Meus pensamentos são permeados por tramas assassinas e orgias fantásticas, sou devassa, despudorada, libertina. Já me chamaram, irresponsável, incontrolável, irremediável, não reconheço valores e julgamentos e se precisar faço te foder. Sou dona de uma fina ironia, um cinismo surpreendente. Eu não tenho vergonha, culpa nem medo.
Eu vou pra cima, eu largo quando enjôo eu não perdôo.
E sim, eu bato em mulheres, crianças e velhinhas.
Senhora de bom gosto, fino trato, e coração de pedra.
Só me acalmo nos braços do meu calvo, lugar onde encontro paz, consolo, e esse tipo de conforto que outrora julgava banal.

Natalia Razuk.

compartilhe



informações

Autoria
adivinha?
Ficha técnica
sempre achei isso um saco
Downloads
457 downloads

comentários feed

+ comentar
Senhorita Miller
 

insônia

Senhorita Miller · São Paulo, SP 27/1/2008 03:36
sua opinião: subir
Regina Luna
 

Gostei do retrato em que Boêmia, percorro distancias enormes me equilibrando, quase sempre bêbada em saltos altíssimos, cambaleando por ruas que me explicam o que nunca entenderei.
Insônias valem a pena.
Beijo.

Regina Luna · Fortaleza, CE 27/1/2008 11:24
sua opinião: subir
Cintia Thome
 

Delas não me livro, somente na companhia de um bom livro. Bem lido. Sem caráter, choro pelo poema mal escrito, pela noite mal dormida, pelo ensaio de mais um amor perdido.

Bom texto.
abçs.

Cintia Thome · São Paulo, SP 27/1/2008 21:52
sua opinião: subir
BETHA
 

Olá, Srta,
A vida é sempre um procurar misterioso!
abçs de betha.

BETHA · Carnaíba, PE 29/1/2008 12:34
sua opinião: subir
Marcos André Carvalho Lins
 

achei simplesmente demais!!!!!
bom retorno, srta.
abração,

Marcos André Carvalho Lins · Recife, PE 29/1/2008 19:34
sua opinião: subir
Cintia Thome
 

Belo. Votado. Salvei.

Cintia Thome · São Paulo, SP 30/1/2008 08:05
sua opinião: subir
Higor Assis
 

Realmente um belo retorno, abraços...

Higor Assis · São Paulo, SP 30/1/2008 08:10
sua opinião: subir
W@nder
 

Senti falta dos seus textos sem meias-palavras...
Abçs.

W@nder · Rio de Janeiro, RJ 30/1/2008 09:46
sua opinião: subir
Noelio Mello
 

Senhorita.
Os bons ventos lhe trouxeram de volta. Fico feliz com seu retorno sempre buscando seus espaços na vida e no tempo., com amor e coragem.
Beijos
Noélio

Noelio Mello · Belém, PA 30/1/2008 09:56
sua opinião: subir
victorvapf
 

O mesmo digo eu! Beijos

victorvapf · Belo Horizonte, MG 30/1/2008 11:59
sua opinião: subir
eduardo ferreira
 

sou fã dessa poeta vadia. sem dó.

beijos em vc e no calvo amigo.

eduardo ferreira · Cuiabá, MT 30/1/2008 12:13
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Senhorita Miller
 

aos meus queridos todos, obrigado pela calorosa recepção, digna até do calor infernal do senhor acima. venham e leiam. adoro.
e eu volto, eu sempre volto...
beijos

Senhorita Miller · São Paulo, SP 30/1/2008 18:05
sua opinião: subir
André Gonçalves
 

bom. provocante e duro. visveral.

André Gonçalves · Teresina, PI 31/1/2008 11:30
sua opinião: subir
André Gonçalves
 

bom. provocante e duro. visceral.

André Gonçalves · Teresina, PI 31/1/2008 11:30
sua opinião: subir
Adriana Costa
 

Não gosto de meio termo, não sei viver pela metade, gosto do que arde, do que queima, do vermelho, do meu riso convulsivo.

Achei fantástico teu texto, Senhorita! Difícil escolher uma passagem, mas depois das já citadas por outros colegas do Over, está também está demais! Votado! flores @>--

Adriana Costa · Brasília, DF 1/2/2008 23:33
sua opinião: subir
Adriana Costa
 

perdão -- esta

Adriana Costa · Brasília, DF 1/2/2008 23:34
sua opinião: subir
Pedro Monteiro
 

Muito bom, provocante. És o que és!
Abraços

Pedro Monteiro · São Paulo, SP 19/4/2008 22:25
sua opinião: subir
capileh charbel
 

me ama

capileh charbel · São Paulo, SP 3/5/2008 23:02
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
doc, 21 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados