CREDO

Pintura de João Werner
1
Saavedra Valentim · Vitória, ES
14/9/2008 · 224 · 51
 

Acreditei em seu amor
Feri-me profundamente.

A lâmina de sua traição
Perfurou órgão vital da minha morte!
Fratura exposta de um coração dilacerado,
Peito aberto, alma fechada.

Encarcerado, ainda,
Talvez sempre o seja,
Sentença de um tribunal tendencioso,
Que o vitimado condena!

Mortalmente ferido,
Amor ainda exala,
Esse coração desavergonhado,
Mesmo esnobado, pisoteado.

Mar de lágrimas rubras
Manchou minh’alma límpida,
Jorrou-me fervente na face,
Abriu ferida, dor imensa.
Restou profunda cicatriz,
Certificado de desilusões vividas,
Vida mortificada em vida.

Abduzida a outros sonhos,
A outros amores, desamores.
Rosa escarlate, pétalas macias,
Cujo néctar oferece barato
A qualquer zangão, sedento.

Doçura outrora,
Fel agora,
Veneno amanhã!

Tento livrar-me das amarras,
Mas suas garras cravam-me,
Como uma águia voraz,
E conduz-me ao alto,
Ao etéreo, ao divino,
Em seu ninho dividido.

Sem piedade conduz-me
Ao espaço sem destino.

Resgata-me do passado,
Aprisiona-me no eterno,
Tortura-me no presente.

Com futuro incerto,
Com uma única certeza:
Eu, simples mortal,
A mendigar uma gota desse néctar,
Que provoca delícias aos ”Deuses”,
Em troca, oferendas de puro ouro,
Contraste ao meu pobre amor pobre,
Com certeza, opaco aos seus olhos,
Visto ser metal barato, que não reluz.

Sobre a obra

Desilusão por crer e amar além dos limites que um coração pode surportar.

compartilhe



informações

Autoria
Saavedra Valentim
Poeta e escritor amador
Downloads
483 downloads

comentários feed

+ comentar
zilka jacques
 

É meu amigo, uma dor da alma que não tem quem cure a não ser nós mesmo. O remédio? Um amor tão ou maior daquele que nos deu tnata desilusão. Lindo!
Beijos

zilka jacques · Porto Alegre, RS 12/9/2008 11:17
sua opinião: subir
zilka jacques
 

Tanta desilusão....corrigindo.

zilka jacques · Porto Alegre, RS 12/9/2008 11:17
sua opinião: subir
O NOVO POETA.(W.Marques).
 

A lâmina de sua traição
Perfurou órgão vital da minha morte!


passei por isso, bem feito seus versos.depois eu volto.

O NOVO POETA.(W.Marques). · Franca, SP 12/9/2008 11:21
sua opinião: subir
azuirfilho
 

Saavedra Valentim · Vitória (ES
CREDO
Muito Bonito, Poesia de um Amor Colossal.
Expressóes belas e fortes.
Marcante numa só leitura, pra sempre lembrar.

...Fratura exposta de um coração dilacerado,
Peito aberto, alma fechada.

Parabéns.
Abração Fraterno.

azuirfilho · Campinas, SP 12/9/2008 11:34
sua opinião: subir
joe_brazuca
 

Amor, Paixão, traição...um trinômio complexo que encerra-se n'alma humana à nossa revelia...e toma posse arrebatadora do consciente, sob qualquer pena...
Bravo, Poeta !...estavamos sentindo falta da sua poesia exuberante !
abraço
Joe

joe_brazuca · São Paulo, SP 12/9/2008 12:24
sua opinião: subir
Compulsão Diária
 

O amor tem filiação complexa. Eros é fruto da traição. Afrodite, casada com Hefesto o trai com Ares. Talvez por isso, o amor não seja apenas encanto, devoção e prazer, mas crueldade, vingança e ciúme.
Gostei. Mais poesia, poetinha:)

Compulsão Diária · São Paulo, SP 12/9/2008 13:01
sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

Saavedra,
doloroso poema

Resgata-me do passado,
Aprisiona-me no eterno,
Tortura-me no presente.

O amor, esse sentimento tão sublime,
que encanta, cativa e enobrece os simples mortais,
também tem o poder de machucar e fazer
alma sangrar. E não devia ser assim.
bjsssss

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 12/9/2008 13:20
sua opinião: subir
EdimoGinot
 

Doçura outrora,
Fel agora,
Veneno amanhã!

Pois é Saavedra.
O que sabemos nós sobre os nossos caminhos
além de caminhar???

Muito bom.
Um abraço

EdimoGinot · Curitiba, PR 12/9/2008 13:51
sua opinião: subir
Regina Lyra
 

Saavedra,
O amor sempre cantado,
na crença ou descrença,
entretanto tenha a certeza de encontrá-lo.
Beijos,
Regina

[...]"Com certeza, opaco aos seus olhos,
Visto ser metal barato, que não reluz".

Regina Lyra · João Pessoa, PB 12/9/2008 15:13
sua opinião: subir
Marcos Pontes
 

Um poema de tanta dor mostra a cicatriz ainda rubra, ferida semi-aberta. O amor metal-nobre não merece jamais ser tratado como latão. Poema forte de desencanto.

Marcos Pontes · Eunápolis, BA 12/9/2008 15:31
sua opinião: subir
Falcão S.R
 

"Amor me prende e maltrata
Me faz sofrer noite e dia
Mas sem ele que me mata
Mais infeliz eu seria"


Muito linda sua poesia!

Abraços

Falcão S.R · Rio de Janeiro, RJ 12/9/2008 16:17
sua opinião: subir
Andre Pessego
 

Legal, venha ser de um sentimento profundo, de uma pureza dalma
mistuarada a um desejo ainda de juventude, de inexperiente
(se é que assim se pode dizer). Versos, confissões de adolescentes, saídos de um homem já "maduro". Fenomenal.
abraço
andre.

Andre Pessego · São Paulo, SP 12/9/2008 16:44
sua opinião: subir
Thiers
 

espero que td o drama seja licença poética e n sua dor.
Mas este trecho está lindo

.......Tento livrar-me das amarras,
Mas suas garras cravam-me,
Como uma águia voraz,
E conduz-me ao alto,
.......

Thiers · Rio de Janeiro, RJ 12/9/2008 18:01
sua opinião: subir
raphaelreys
 

O homem é um eterno escravo da luxúria e da suavidade da mulher!

raphaelreys · Montes Claros, MG 12/9/2008 18:19
sua opinião: subir
Raiblue
 

'.......Tento livrar-me das amarras,
Mas suas garras cravam-me,
Como uma águia voraz,
E conduz-me ao alto, '


Profunda dor, dilacerando a carne e o espírito
E o que resta?!


"Doçura outrora,
Fel agora,
Veneno amanhã! "

E mesmo assim, o poeta ,apaixonado,segue à espera de um dia beber o néctar de outrora...

Muito lindo,meu querido Saavedra!!!
Parabéns!!!

beijinhos bluecarinhosos...
Blue

Raiblue · Salvador, BA 12/9/2008 20:51
sua opinião: subir
Ailuj
 

''Resgata-me do passado,
Aprisiona-me no eterno,
Tortura-me no presente.'

Adorei e destaco esse trecho porque me é muito familiar
Beijos

Ailuj · Niterói, RJ 12/9/2008 21:38
sua opinião: subir
Sônia Brandão
 

Saavedra, que amor insano, traz muito mais dores do que alegrias. Valeria a pena um amor tão dorido assim?
bjs.

Sônia Brandão · Bauru, SP 12/9/2008 22:41
sua opinião: subir
graça grauna
 

Meu querido Saavedra: gosto de encontrá-lo nessas paragens e cá estou para dizer que o teu poema tanto quanto a ilustração que o complementa mostrá-nos a estreita relação entre agonia e extase. Nesse sentido reitero a pergunta feita por Sonia: "valeria a pena um amor tão dolorido assim?". Bjos.

graça grauna · Recife, PE 13/9/2008 01:45
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Saavedra Valentim
 

- Querida Zilka, voc~e tem razão somente um novo amor para curar uma ferida que outro amor deixou. Obrigado pela sua visita.

- W. Marques, obrigado pelo elogio amigo. Abraços

- Azuir, queiro poeta e amigo, obrigado pelas suas palavras de carinho.

- Caro Joe, realmete essa é um trinômio explosivo. Fazer o que não? Que venha amor, paixão e se houver traição temos que encará-la. O importante é amar sempre. Obrigado

- CD querida é sempre muito bom ter você aqui. É isso ai, o amor tem, suas diversas facetas. As vezes nos enleva outas nos massacra. Beijos

- Doroni, amiga querida, que bom que você gostou. Obrigado

- Edimo, amigo poeta. É verdade seguimos o caminho que se nos abre e onde ele nos levará só Deus sabe! Obrigado.

- Regina Lira, grande poetisa. O amor deve ser sempre cantado, em verso ou em prosa. Não importa se para venerá-lo ou se para execrá-lo. Mas botar pra fora azs marcas que o amor nos deixou. Beijos

- Falcão, amigo poeta, sempre generoso comigo. Obrigado.

- André amigão, é isso mesmo, amor de ser imaturo cantado por um ser amadurecido. Às vezes agimos como adolescente. Isso é saudável. Obrigado amigo.

- Thiers, grande poeta. Na verdade é apenas uma licença poética sim. Sou casado com a mesma mulher há 33 anos e somos um casal com cumplicidade e felizes, creio eu. Mas, não sei se acontece com vocês o mesmo que tenho vivenciado nestes anos de tentar ser poeta: sempre que leio, ou fico sabendo de alguma experiência, seja boa ou ruim, esse fato fica impregnado na minha mente e, em momentos de depressão ou angústia, eu encarno o personagem e sinto todo a sua alegria e sofreimento, como se estivesse acontecendo comigo. Muitas vezes, eu nem sei de onde sairam certas situações, que crio e vivo e deixo isso registrado. É como no meu remance, quando narro as peripécias do Rick. Em muitos momentos eu o encarno como uma possessão e então a coisa flui sem quase nenhuma correção. É isso ai meu caro. Cada um com a sua loucura. Obrigadão.

- Raphael, meu amigo contista do cotidiano. Pura verdade meu caro. Somos sempre escravos dessa criatura que tanto embeleza o nosso mundo e as nossas vidas. Nem sempre, na verdade, mas são maravilhosas. Abração

- Rai, minha querida azulzinha. Você penetra bem no inconsciente e sabe, com competência, traduzir a sua experiência. Obrigado pelo comentário. Beijos

- Ailuj, minha queirda, muitas vezes nos colocamos em uma situação criada ou acontecida. Obrigado pela visita.Beijos

- Sônia, querida amiga. Concordo plenamente com você. Infelizmente, acredito que não tem como escolhermos o amor a ser vivido. Ele é que nos escolhe, somos envolvidos. Fazer o que, não é?

- Grauna, amiga querida, eu também tenho muito prazer em tê-la por aqui. Aliás, este espaço maravilhoso, chamdado overmundo, abriu-nos essa grande oportunidade de fazer novas e boas amizades, embora apenas virtual. Mas, podem crer, amo todos vocês e não me vejo mais longe dessa comunidade linda. Obrigado. Esteja sempre conosco. Beijos

Saavedra Valentim · Vitória, ES 13/9/2008 16:50
sua opinião: subir
José Carlos Brandão
 

Muitas vezes acreditar no amor é ferir-se profundamente. O nosso amor acaba sendo "metal barato, que não seduz." Pas prossigamos, Saavedra: um amor cura o outro.
Abraços.

José Carlos Brandão · Bauru, SP 14/9/2008 00:38
sua opinião: subir
José Carlos Brandão
 

Corrigindo: Mas prossigamos

José Carlos Brandão · Bauru, SP 14/9/2008 00:39
sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Caro Saavedra,
seu poema é belo! Apesar da musa que o inspirou destroçá-lo em pedaços...A dor lancinante de se dar e não ser reconhecido, como um vil metal sem brilho...
Dou parabéns ao poema e um abraço fraterno ao poeta

Cristiano Melo · Brasília, DF 14/9/2008 11:05
sua opinião: subir
graça grauna
 

meus votos, sempre. Bjinhos.

graça grauna · Recife, PE 14/9/2008 12:07
sua opinião: subir
Raiblue
 

vo(l)tando ...e deixando beijinhos com carinho,querido!

Blue

Raiblue · Salvador, BA 14/9/2008 15:12
sua opinião: subir
Sônia Brandão
 

Votos e beijos.

Sônia Brandão · Bauru, SP 14/9/2008 15:48
sua opinião: subir
carlos magno
 

Mar de lágrimas rubras
Manchou min'alma límpida,
Jorrou-me fervente na face,
Abril ferida, dor imensa.

Sensacional, amigo Saavedra. Meus sinceros aplausos e abraços.
Carlos Magno.

carlos magno · Rio de Janeiro, RJ 14/9/2008 16:35
sua opinião: subir
Cherry Blossom
 

Amar dói. É um risco que corremos...
Tomara que seja somente dor de bom poeta! Nada mais que isso.
beijos meu querido

Cherry Blossom · Dracena, SP 14/9/2008 17:55
sua opinião: subir
Ailuj
 

:)

Ailuj · Niterói, RJ 14/9/2008 18:17
sua opinião: subir
Noelio Mello
 

Amigo Saavedra.
Isso é amor e por esse se morre ou se vive. No amor tudo é possível.
Belo poema, com seu talento.
Abraços
Noélio

Noelio Mello · Belém, PA 14/9/2008 19:43
sua opinião: subir
Compulsão Diária
 

Saavedra, vai bem?

Compulsão Diária · São Paulo, SP 14/9/2008 20:43
sua opinião: subir
EdimoGinot
 

EdimoGinot · Curitiba, PR 14/9/2008 20:46
sua opinião: subir
Dorita
 

.......Tento livrar-me das amarras,
Mas suas garras cravam-me,
Como uma águia voraz,
E conduz-me ao alto, '
Vamos voar poeta, amei o teu poema e já o estou divulgando....
Isto é paixão, quente sofrida doida, mas é paixão acima de tudo.
Gosto deste seu lado amante, descritivo. Sonhar e voar por mares de dor e sofrimento que somente a paixão te leva. Imagino quanta paixão guarda em teu coração..... Falta apenas realizar a paixão num sonho de amor. Se falei bobagem, desculpe, mas é assim que sinto ... Parabéns e escreva mais pois é uma honra estar por aqui apreciando tua arte. beijos

Dorita · São Paulo, SP 14/9/2008 22:31
sua opinião: subir
Falcão S.R
 

Abraços meu bom amigo!

Falcão S.R · Rio de Janeiro, RJ 15/9/2008 06:29
sua opinião: subir
Zezito de Oliveira
 

Saavedra,
Um poema feito com muta verdade, deixando por isso a sensação de que estamos ao lado do personagem e compartilhando a sua dor.
Mesmo sabendo que muita das vezes, "o poeta é um fingidor...." como disse certa vez Fernando Pessoa.
Gostei de ler!
Abraço,

Zezito de Oliveira · Aracaju, SE 15/9/2008 10:14
sua opinião: subir
ANIBAL BEÇA
 

Chego atrasado, mas chego. Há muitos poemas dentro de CREDO. É tema para vários livros. Parabéns!
Convido-o a dar uma passada em meu recanto. Coloquei ontem no ar URBIS & COTIDIANO.

Abraço grande

ANIBAL BEÇA · Manaus, AM 15/9/2008 11:53
sua opinião: subir
ayruman
 

Solidão, dor e extase.
são desafios onde não temos como evitar.
São caminhos do Coração
e "o único desafio é atravessá-lo em toda sua extensão".

Um grande abraço.

ayruman · Cuiabá, MT 15/9/2008 17:45
sua opinião: subir
Nic NIlson
 

Votando! Bravo! Aplausos!

Nic NIlson · Campinas, SP 15/9/2008 18:17
sua opinião: subir
Nic NIlson
 

Agora, qto à pintura de Werner, muito linda, mas ficaria ainda mais extasiado se tivessem sido pintados uns pelos pubianos... abraços!

Nic NIlson · Campinas, SP 15/9/2008 18:19
sua opinião: subir
clara arruda
 

fazendo um teste para ver se o comentário vai.

clara arruda · Rio de Janeiro, RJ 16/9/2008 05:19
sua opinião: subir
clara arruda
 

Acho que agora configurei meu outlook direito e espero que meu comentário chegue desa vez na íntegra.
Meu querido ler seu poema nessa madrugada,embora aqui já tenha estado por várias vezes e sem coragem desisti.
Para muitos a dor do amor é fantasiosa,coisa de poetas.Eu como rabiscadora vivi sempre essa dor.Não a dor das palavras,mas, a dor da rejeição.
tenho orgulho e admiração por seu trabalho.
felicito as pessoas que propagam a felicidade completa,que citam orações.Eu prefiro viver nos meus atos a humildade em reconhecer o sofrimento alheio.
Sei o poder das palavras,pq já não sou criança.Uma pena quando crescemos e nos deparamos com esses sentimentos.Muitos chamam de bobagens.mas, eu sei que a dor do amor é ihualmente mortal como qualquer doença.
receba meu imenso carinho e meus votos em atraso.

clara arruda · Rio de Janeiro, RJ 16/9/2008 05:26
sua opinião: subir
Yasmin Backer
 

Saavedra querido,
Desculpe-me o atraso (muito trabalho e estudos)...
o teu poema,apesar de sofrido, tá lindo! É o amor...ora nos faz feliz...ora nos faz sofrer...
Beijos... (c/votos,claro!)

Yasmin Backer · Rio de Janeiro, RJ 16/9/2008 11:03
sua opinião: subir
Adroaldo Bauer
 

Esse amor tão fera
tanto dilacera que
consome a alma nas
chamas que venera

Adroaldo Bauer · Porto Alegre, RS 16/9/2008 13:51
sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

Saavedra,
voltando
bjsssss

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 16/9/2008 16:37
sua opinião: subir
Lena Girard
 

Estive aqui comentando, mas fui convidada a retirar meu comentário porque fiz propaganda do meu texto em edição. Estou de volta pra te dizer que gostei muito do texto e pra votar, menino. beijos

Lena Girard · Belém, PA 16/9/2008 19:49
sua opinião: subir
MaluFreitas
 

Um poema para refletir, sentir, sofrer junto. Um mistério latente que é o Amor. Como decifrá-lo. Doce-amargo. Belo poema.

MaluFreitas · Salvador, BA 17/9/2008 20:22
sua opinião: subir
azuirfilho
 

Saavedra Valentim · Vitória (ES) ·
CREDO
Criou um conjunto que impressiona muito.

....Amar além dos Limites

Verdadeiro transcender.
Parabéns pela bela e marcante poesia.
Abracáo Amigo

azuirfilho · Campinas, SP 17/9/2008 20:56
sua opinião: subir
Remisson Aniceto
 

Gostei e votei. Um abraço, Saavedra!

Remisson Aniceto · São Paulo, SP 19/9/2008 10:26
sua opinião: subir
Coluna do Domingos
 

Votado

Coluna do Domingos · Aurora, CE 10/10/2008 12:58
sua opinião: subir
Aglacy
 

Bom é continuar acreditando nesse "futuro incerto".

Aglacy · Aracaju, SE 19/10/2008 20:44
sua opinião: subir
Vanessa David
 

Votado, parabéns!

Vanessa David · Rio de Janeiro, RJ 15/12/2008 23:00
sua opinião: subir
Cintia Thome
 

Agradeço muito Amigo por ter me visitado, tenho estado pouco por aqui, esses dias que postei 2 textos , mas aqui não existe mais aquela dinâmica salutar, mas gosto de ler ainda o Overmundo e reler também...Gde abraço!

Cintia Thome · São Paulo, SP 13/2/2011 20:40
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 3 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados