Criança Morta - Ao quadro de Cândido Portinari

1
Flávio de Araújo · Parati, RJ
19/1/2009 · 70 · 5
 

CRIANÇA MORTA

Ao quadro de Cândido Portinari



Fim cruel de toda pureza

Ó fome no ventre dos homens

Ó espinho nos pés das mulheres.



Criança que agora brincava

De ser valente herói voador

E não mais.

A voar na dimensão distante

Longe de monstros e moscas

Que num só golpe derrotava.



Alvas nuvens de leite

Escondam a criança prodígio

Nesse esconde-esconde eterno.



Infância

Poder nos homens.



Inimaginável crença de um mundo

Onde o mau não prevalecia

Sangrando,

Tu mesmo ingrato mundo,

Esse pequeno herói voador.



Ó fome no ventre dos homens

Ó espinho nos pés das mulheres

Fim cruel dos heróis voadores.



Flávio de Araújo


compartilhe



informações

Downloads
1204 downloads

comentários feed

+ comentar
Ivette G.M.
 

Portinari retratou a dor da fome e da miséria. Você fez uma bela poesia, inspirada na mesma temática. Parabéns.
Ivette G M

Ivette G.M. · Cotia, SP 18/1/2009 17:07
sua opinião: subir
Aglacy
 

!!!!! Onde foram parar os comentários a esta obra? Não vejo o meu.
Bem, aqui vai o voto.

Aglacy · Aracaju, SE 19/1/2009 22:58
sua opinião: subir
Ivette G.M.
 

Votado
Ivette G M

Ivette G.M. · Cotia, SP 20/1/2009 17:28
sua opinião: subir
O NOVO POETA.(W.Marques).
 

belíssimo.votado.

O NOVO POETA.(W.Marques). · Franca, SP 21/1/2009 10:36
sua opinião: subir
Vanessa Anacleto
 

Votado!

Vanessa Anacleto · Rio de Janeiro, RJ 21/1/2009 15:58
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 3 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados