Dança da chuva

Dança da chuva - montagems sobre fotos by Wander Motta
1
W@nder · Rio de Janeiro, RJ
10/1/2008 · 224 · 62
 



E choveu...
e choveu...
Durante longos meses choveu e choveu.
Rios e mares encontraram-se num só curso.
E inundaram, e destruíram, e tudo invadiram.
E povos inteiros pereceram.
Mãos para os céus rogaram preces.
Profetas diziam que tudo estava escrito, e agarrados às suas profecias, submergiam.
Boatos corriam que crianças com nadadeiras nasciam, e que ricaços em transatlânticos partiam... para onde iriam?
E... choveu,
e... choveu...
E, quem sobreviveu... com a intempérie aprendeu!
E reprojetaram, e reinventaram, e reciclaram, e tudo reconstruíram.
E da água comeram, da água beberam.
E, quem diria? A água já não mais temiam.
!
Até que... um dia...
!
A chuva cessou...
E o sol novamente brilhou...
E as águas retrocederam...
E rios e mares aos seus cursos verteram...
Profetas emergiam bradando “eu já sabia!”, e bisonhamente sorriam...
Boatos corriam que das crianças as nadadeiras caíam.... e que transatlânticos de luxo numa floresta jaziam.
E o sol brilhou e brilhou...
E as casas voltaram a ser casas, as ruas voltaram a ser ruas, os povoados voltaram a ser povoados...
Barcos, obsoletos, dos telhados foram retirados...
E o sol brilhou e brilhou por longos meses...
Brilhou, brilhou...
!
E o rio secou...
A colheita não vingou...
E a fome imperou...
Mãos para os céus rogaram preces...
De onde tirar sustento, aplacar a sede?
E povos inteiros pereceram...
E, nas noites quentes da única estação que restou...
Ouviam-se o chacoalhar de corpos suados...
Ao tenso ritmo da dança da chuva...


compartilhe



informações

Autoria
Wander Motta
Ficha técnica
Todos os dias acompanhamos na televisão, nos jornais e revistas as catástrofes climáticas e as mudanças que estão ocorrendo, rapidamente, no clima mundial. Nunca se viu mudanças tão rápidas e com efeitos devastadores como tem ocorrido nos últimos anos.

Algumas conseqüências do aquecimento global:
- Aumento do nível dos oceanos: com o aumento da temperatura no mundo, está em curso o derretimento das calotas polares. Ao aumentar o nível da águas dos oceanos, podem ocorrer, futuramente, a submersão de muitas cidades litorâneas;
- Crescimento e surgimento de desertos: o aumento da temperatura provoca a morte de várias espécies animais e vegetais, desequilibrando vários ecossistemas. Somado ao desmatamento que vem ocorrendo, principalmente em florestas de países tropicais (Brasil, países africanos), a tendência é aumentar cada vez mais as regiões desérticas do planeta Terra;
- Aumento de furacões, tufões e ciclones: o aumento da temperatura faz com que ocorra maior evaporação das águas dos oceanos, potencializando estes tipos de catástrofes climáticas;
- Ondas de calor: regiões de temperaturas amenas têm sofrido com as ondas de calor. No verão europeu, por exemplo, tem se verificado uma intensa onda de calor, provocando até mesmo mortes de idosos e crianças.

Iniciei a minha "Dança da chuva" como uma brincadeira de palavras (da forma que gosto de fazer), mas, quando me dei conta, o texto tinha se transformado em mais um dos tantos alertas sobre desequilíbrio ambiental. Que assim seja!

Downloads
548 downloads

comentários feed

+ comentar
Robert Portoquá
 

Olá Wander!
Uma montagem legal de fotos e um ciclo interessante...
Abçs.

Robert Portoquá · Adamantina, SP 8/1/2008 15:48
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
victorvapf
 

Wander, e' isso ai', um alerta indireto, ou direto ao descaso com nosso planeta e o aquecimento global...parabens pela montagem e texto! Gostei

victorvapf · Belo Horizonte, MG 8/1/2008 16:29
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Cintia Thome
 

Magnifíco.

Os homens , muitos deles, esqueceram o que é uma garoa em Sampa...ou um inverno onde os ipês florescem...Ou o inverno no norte e nordeste...Adorei
Dançando líquidos...Perfeito.

Cintia Thome · São Paulo, SP 8/1/2008 17:17
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
jjLeandro
 


W@ander, o melhor mesmo é que tudo fosse bem regulado, mas com a loucura que vivemos hoje esse seu alerta é interessante e útil.

Tenho um conto fantástico aqui no Overmundo que aborda esse tema dos excessos.
O linque está aí abaixo.
abraços

jjLeandro · Araguaína, TO 8/1/2008 18:08
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
jjLeandro
 

W@ander, não saiu o linque antes, vai agora PIEDADE

jjLeandro · Araguaína, TO 8/1/2008 18:09
sua opinião: subir
Nydia Bonetti
 

W@nder
Se o descaso com o meio ambiente continuar no rítmo que está, poderemos realmente estar caminhando para uma dessas situações... Sempre muito importante refletir sobre isto.
abraços

Nydia Bonetti · Piracaia, SP 8/1/2008 18:16
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Vanessa David
 

Muito interessante e bem atual! PArabéns!

Vanessa David · Rio de Janeiro, RJ 8/1/2008 18:43
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
anamineira
 

Parabéns! Com esses valiosos versos, você já está dando um alerta para muita gente.
Um abração mineiro.

anamineira · Alvinópolis, MG 8/1/2008 18:59
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
crispinga
 

Certamente faria a dança das chuvas...

crispinga · Nova Friburgo, RJ 8/1/2008 19:16
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Lígia Saavedra
 

É verdade W@nder. Já não precisamos mais só lembrar do Apocalipse, parece que ja o estamos vivenciando, não é?

Mas, Nostradamus à parte, seu texto ficou lindo.

Um grande abraço

Lígia Saavedra · Ananindeua, PA 8/1/2008 19:28
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
marilia carboni
 

Divino!!! Parabéns !!! Mil beijos...

marilia carboni · Londrina, PR 8/1/2008 19:39
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Regina Luna
 

W@nder, gostei da sua poesia, minha sugestão é para que repense a necessidade de todas as reticências.
Além disso, para mim você perde um pouco o ritmo crescente em direção ao final quando diz:

E o sol brilhou e brilhou por longos meses...
E... brilhou, e... brilhou...
!

Apenas sugestões, ok? Beijo.

Ah, a chuva me inspira de outras formas... ;)
http://www.overmundo.com.br/banco/chove

Regina Luna · Fortaleza, CE 8/1/2008 20:43
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
carlos magno
 

Eu gosto muito dos teus escritos meu amigo W@nder. Além de belo o teu poema é muito construtivo, um grito de alerta para os habitantes deste planeta. Meus sinceros aplausos e abraços.
Carlos Magno.

carlos magno · Rio de Janeiro, RJ 8/1/2008 21:12
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Joana Eleutério
 

"Iniciei a minha "Dança da chuva" como uma brincadeira de palavras (da forma que gosto de fazer), mas, quando me dei conta, o texto tinha se transformado em mais um dos tantos alertas sobre desequilíbrio ambiental. Que assim seja!"
E então eu completo: Amém, Assim seja!!! Brijo grande, Wander. Tenha uma boa noite!

Joana Eleutério · Brasília, DF 8/1/2008 21:17
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
marinheira errante
 

adorei!!!
o ser humano nunca sabe o quer, pórém sempre se acostuma...aí mora o perigo...
Beijos

marinheira errante · Monte Alto, SP 8/1/2008 22:44
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Saramar
 

Wander, antes de pensar em ambiente, pensei em sonho.

O poema me lembrou Macondo e seus fundadores. Então mergulhei no imaginário mundo de eternas chuvas.

Só depois, fui pensar na realidade, em tsunamis, no verter das lágrimas, na morte de tudo.

Da mesma forma que você, comecei a ler brincando, em miragens de navios dentro de florestas, depois do fim das águas.

Ao final, triste, voltei para depois de todas as chuvas e das danças que não podem concebê-las.

Fantástico este poema.

beijos

Saramar · Goiânia, GO 9/1/2008 02:05
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
brigitte
 

W@nder,
espero que nunca cheguemos ao extemo de ter que recorrer à Dança da Chuva para garantir a nossa existência terrena!!!
Alerta apropriado e muito bem escrito.
Gostei!
Parabéns!
Abraços!

brigitte · Goiânia, GO 9/1/2008 09:17
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Kais Ismail
 

W@nder,
Obrigado pelo convite para conhecer tão precioso trabalho.
Parabéns!!
Abraços

Kais Ismail · Porto Alegre, RS 9/1/2008 09:40
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
W@nder
 

Caro Robert,
obrigado por atender ao meu convite.
Abçs

Victor, é isso mesmo! Temos que fazer a nossa parte, afinal é a nossa casa!
Obrigado e grande abraço!

Cíntia,
o pior de tudo é que vamos nos acostumando e de alguma forma nos acomodando com tudo isso aí... dançamos!
Obrigado,
bjs.

Obrigado por comentar, JJLeandro.
Já baixei o seu conto e assim que fizer a leitura deixo lá os comentários.
Abraços.

É essa a palavra, Nydia: "descaso".
Abraços

W@nder · Rio de Janeiro, RJ 9/1/2008 13:38
sua opinião: subir
W@nder
 

Vanessa, obrigado pelos comentários.
Abração.

Temos que estar sempre alertando de alguma forma, Ana. A realidade está aí e é cruel.
Abraços.

Cris, tomara que não seja necessário e que a vida não imite a ficção. Mas... se for necessário eu também farei.
Abraços.

O que vivenciamos com relação a mudanças climáticas é bem preocupante mesmo, Lígia.
Obrigado e grande abraço.

Marília, obrigado pela presença e comentários.
Mil beijos...

W@nder · Rio de Janeiro, RJ 9/1/2008 13:47
sua opinião: subir
W@nder
 

Regina Luna,
obrigado pelos comentários e observações.
Fiz a modificação que sugeriu em relação à perda de ritmo na reta final do texto. Com relação às reticências, decidi mantê-las por questão de estilo mesmo.
Obrigado pelas valiosas sugestões.
Beijos.

Grande amigo e poeta Carlos Magno.
O grito de alerta está dado, aliás, muitos de nós temos nos esforçado para conter essa onda de devastação no nosso planeta.
Obrigado pela presença constante.
Grande abraço.

Importante observação, Marinheira, o fato de acostumar-se é sempre perigoso.
Obrigado,
bjs.

W@nder · Rio de Janeiro, RJ 9/1/2008 13:49
sua opinião: subir
W@nder
 

Querida Saramar,
Do seu olhar atento não escapou uma pontinha dos Cem anos de solidão que está presente aqui... As chuvas constantes e devastadoras que inundou, destruiu e modificou para sempre a paisagem daquele povoado mágico...
Tomara que esse ciclo não se torne real e que a humanidade não pereça de forma tão trágica!
Obrigado,
beijos.

Brigitte, cada dia que passa a nossa preocupação aumenta e com isso a nossa responsabilidade de manter o nosso planeta também.
Obrigado pelos comentários.
Abraços

Kais Ismail,
eu que agradeço pela sua presença
Obrigado e grande abraço.

W@nder · Rio de Janeiro, RJ 9/1/2008 13:51
sua opinião: subir
Adriana Costa
 

Parabéns, Wander!
Poema fantástico e atualíssimo!!!
beijos @>--

Adriana Costa · Brasília, DF 9/1/2008 14:37
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
ana wagner
 

Um alerta em forma de um belo poema.
Parabéns, Wander!
Abraços

ana wagner · Porto Alegre, RS 9/1/2008 14:50
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
W@nder
 

Adriana, Ana
Obrigado pelos comentários.
Bjs.

W@nder · Rio de Janeiro, RJ 9/1/2008 15:00
sua opinião: subir
Sérgio Franck
 

Choveu criatividade e brotou genialidade, W@nder.

abço.

Sérgio Franck · Belo Horizonte, MG 9/1/2008 16:26
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
azuirfilho
 

W@nder · Rio de Janeiro (RJ)
Uma Viagem incrível navegando no imponderável.
Tudo é possível e a imaginação fez essa admirável construção.
Um Bom Trabalho que dá motivo para debates e reflexóes.
Ajuda a pensare criar novas concepçóes e respostas.
Muito criativo.
Para leitura de todos os jovens.
Parabéns e abração.

azuirfilho · Campinas, SP 9/1/2008 18:07
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Rosa Campello
 

bem pertinente.
eu tento fazer minha parte, reciclando o lixo do meu condomínio, não usando a descarga( a água do banho serve de descarga), não comprando alimentos industrializados e em garrafas pet. acho que se todos fizessem um pouco, ajudaria.

Rosa Campello · Recife, PE 9/1/2008 19:02
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Zezito de Oliveira
 

Wander,
A montagem de fotos está muito legal e o titulo "dança da chuva" me remeteu ao imáginário indigena e o texto em si, ao imaginário biblico, naquilo que trata da criação, do diluvio etc...
Que bom, poder ler textos assim que nos remetem a necessidade de olhar para o aquilo que nossos antepassados nos legaram em termos de sabedoria sobre a convivência com o planeta.
Valeu!!!

Zezito de Oliveira · Aracaju, SE 9/1/2008 19:40
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
tinah
 

Muito lindo, Wander.
Tanto os versos quanto a montagem.
Massa mesmo.
Parabéns!
BjO

tinah · Cruz das Almas, BA 9/1/2008 20:39
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Branca Pires
 

Pois é Vander, que assim seja!
A chamada para a nossa consciência, de que o planeta agoniza. Os sinais são evidentes e o pior, estamos sofendo. Tanto quanto os personagens do teu belo poema! Onde chgaremos?
A resposta nos parece óbvia, mas ainda há esperanças... Sempre há esperanças enquanto hover vidas!
Abração

Branca Pires · Aracaju, SE 10/1/2008 01:07
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Roberta Tum
 

Sim, dáo que pensar.
Acabei de ver um filme fantasioso sobre este tema.
Mas penso que todas as obras literárias são um alerta
quando nos fazem pensar sobre isto.
Abraços!

Roberta Tum · Palmas, TO 10/1/2008 12:16
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Ernesto Antonio de Moraes
 

Congratulações.
Seu texto é muito espirituoso...
Gosto de suas idéias...
Obrigado por me avisar de seu texto!
Abraços
Ernesto.

Ernesto Antonio de Moraes · Cuiabá, MT 10/1/2008 13:17
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
W@nder
 

Sérgio Franck,
obrigado por aceitar o meu convite e pelos comentários.
Grande abraço.

Azuir Filho,
Realmente é uma viagem cíclica daquelas que são percebidas ao longo de muito tempo mas que, para a ficção, é um piscar de olhos.
Obrigado pelos comentários.
Grande abraço.

Rosa,
a água é um líquido precioso e temos que mantê-la não apenas para a nossa sobrevivência mas também para a geração dos nossos filhos e netos.
Vamos continuar fazendo a nossa parte.
Obrigado e grande abraço.

Zezito,
é importante a sua observação sobre o imaginário bíblico porque, quando estava confeccionando a montagem da ilustração eu pensei em utilizar a foto da Arca de Noé ao invés do transatlântico e acabei optando pelo segundo por estar diretamente mencionado no texto.
Mas o texto é bem amplo em interpretações e achei muito interessante a sua interpretação.
Obrigado por me atender e grande abraço.

W@nder · Rio de Janeiro, RJ 10/1/2008 13:49
sua opinião: subir
W@nder
 

Tinah,
obrigado por me atender e pelos comentários.
BjO

Branca, não podemos nos desesperar, mas devemos nos conscientizar que a situação é muito séria e requer uma mobilização geral. O planeta sofre com a ganância dos países que desmatam sem piedade com o claro objetivo de poder e dominação.
Sempre haverá esperança... até os que fazem a Dança da chuva têm esperança...
Obrigado e bjs.

Roberta, tudo que fizermos e dissermos em prol da preservação ambiental é muito bem-vindo.
Abraços e obrigado pelos comentários.

Caro Ernesto,
fico contente que tenha apreciado a leitura do meu texto.
Obrigado por me atender.
Grande abraço.

W@nder · Rio de Janeiro, RJ 10/1/2008 13:50
sua opinião: subir
Joana Eleutério
 

Wander,
Tõ aqui e carimbei o primeiro voto na sua Dança da Chuva, apesar do sol brilhante quente que faz hoje em Brasília. Beijo grande e mineiro pra você.

Joana Eleutério · Brasília, DF 10/1/2008 14:44
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Eduardo de Oliveira
 

Parabéns pelo ótimo texto, W@nder. Faz-nos atentar para o poder de destruição do homem e sua imensa adaptabilidade e esperança. Voto na hora. Grande abraço.

Eduardo de Oliveira · Teresina, PI 10/1/2008 15:15
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Sander Machado
 

Olá Wander,
gosto da musicalidade do poema. Tem o som dos trovões que gritam contra a violência cometida contra Mãe Terra. Um andar Sioux.
Abrs,
Sander

Sander Machado · Porto Alegre, RS 10/1/2008 15:29
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Cintia Thome
 

Wander...Dançamos na chuva...
Lindo, reli e voto.

Cintia Thome · São Paulo, SP 10/1/2008 15:43
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
W@nder
 

Joana, obrigado pelos comentários e pelo voto.
Bjs.

W@nder · Rio de Janeiro, RJ 10/1/2008 16:56
sua opinião: subir
marilia carboni
 

Amei...por isto...votei !!!! Bjs...

marilia carboni · Londrina, PR 10/1/2008 17:03
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
ana wagner
 

Vim e votei. Parabéns. bjs

ana wagner · Porto Alegre, RS 10/1/2008 17:17
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Lígia Saavedra
 

Vim, reler e votar para que se perpetue a beleza de sua poesia W@nder.

Um abraço

Lígia Saavedra · Ananindeua, PA 10/1/2008 19:52
sua opinião: subir
Nydia Bonetti
 

Vo(l)tei, W@nder, para reler este belo poema1
Bjs.

Nydia Bonetti · Piracaia, SP 10/1/2008 20:22
sua opinião: subir
carlos magno
 

Olha o voto aí meu amigo W@nder.
Abraços.
Carlos magno.

carlos magno · Rio de Janeiro, RJ 10/1/2008 20:58
sua opinião: subir
Andre Pessego
 

Wander,
Eu vim espreitar, pleitear e emprestar-me para que o rio não seque
Lindo, majestoso,
um abraço, andre.,

Andre Pessego · São Paulo, SP 11/1/2008 08:08
sua opinião: subir
Yasmin Backer
 

Wander,
Não poderia deixar de parabenizá-lo,
fizeste um alerta em forma de poema...
tu és um gênio...!
Linda e muito criativa a montagem.
Bjs,

Yasmin Backer · Rio de Janeiro, RJ 11/1/2008 10:31
sua opinião: subir
W@nder
 

Joana, Eduardo, Sander, Cíntia, Marília, Ana Wagner, Lígia, Nydia, Carlos Magno, André, Yasmin e a todos os que por aqui passaram, o meu agradecimento e votos para que ecológicos dias melhores nos aguardem e que a Dança da Chuva faça parte apenas dos nossos devaneios poéticos.
Beijos e abraços.
Wander

W@nder · Rio de Janeiro, RJ 11/1/2008 13:09
sua opinião: subir
Lili_Beth*
 


Querido Wander:

PARABÉNS!!!

Um trabalho jornalístico “antenado” e atualizado com o eco-sistema e as necessidades básicas da vida nesse planeta. Penso que poderia ter ido para o OVERBLOG. Um alerta de forma criativa e dinâmica.

Perfeito quando o homem pode contribuir e retornar para a natureza o que ela deu para beneficiá-lo.

Bem... As nuvens continuam lá... De onde nunca deveriam ter saído!!! Ou deveriam inundar o corpo e lavar a alma???
A Delonix Regia sobreviveu às intempéries das mudanças climáticas. Essa é indestrutível frente a qualquer catástrofe. Chova ou faça sol... Preservarei!

Beijos_Meus*
*

Lili_Beth* · Rio de Janeiro, RJ 11/1/2008 18:42
sua opinião: subir
Lili_Beth*
 

As imagens estão perfeitas ao conteúdo.

Lili_Beth* · Rio de Janeiro, RJ 11/1/2008 18:44
sua opinião: subir
azuirfilho
 

W@nder · Rio de Janeiro (RJ) ·
Votando meio tarde, mas voto é voto sempre.
É afirmacáo de merecimento.
Aqui fica meu reconhecimento pela qualidade do seu Trabalho.
Grande contribuicáo.
Valeu.

azuirfilho · Campinas, SP 13/1/2008 19:54
sua opinião: subir
W@nder
 

Obrigado, Lili.
Talvez a sua dança da chuva seja outra mas as expectativas são as mesmas.
Inundar o corpo e lavar a alma seria um bom pretexto para as nuvenzinhas saírem de onde estão. Mas, fica aqui o pedido para que a Delonix Regia fique mais exposta aos raios solares e menos ao sabor dos ventos tempestuosos.
Bjs no coração.

W@nder · Rio de Janeiro, RJ 14/1/2008 15:01
sua opinião: subir
W@nder
 

Que tarde nada, meu caro Azuir.
A sua presença e os seus comentários chegam sempre em boa hora e engrandecem em muito os meus postados.
Grande abraço e obrigado por tudo.

W@nder · Rio de Janeiro, RJ 14/1/2008 15:03
sua opinião: subir
raphaelreys
 

Inicia-se um novo ciclo profético das águas! Um puta alerta meu caro! A única coisa a fazer agora é formar uma grande fraternidade de guerreiros encarnados. Vivenciaremos a ratificação pela dor! No fundo, somos uns privilegiados, pois assistiremos o PRINCÍPIO DO FIM DO CICLO. Parabéns!

raphaelreys · Montes Claros, MG 14/1/2008 16:29
sua opinião: subir
W@nder
 

O caminho da devastação, você bem o sabe, é de mão única, não tem retorno, meu caro Raphael. A medida extrema seria a destruição da raça humana em prol do planeta, mas, isso não precisamos nos preocupar em fazer. Poderíamos, sim, nos preocupar em formar a fraternidade dos guerreiros encarnados que você citou com propriedade.
Obrigado pelos comentários e grande abraço!

W@nder · Rio de Janeiro, RJ 14/1/2008 16:51
sua opinião: subir
linney
 

Para onde vamos,inconsequentes que somos?Belo o seu poema,nos leva a refletir sobre o futuro do planeta...parabéns.Um grande abraço,Wander.

linney · Canoas, RS 30/1/2008 10:44
sua opinião: subir
Tati MOTTA
 

Durante a leitura passaram-se imagens, águas e sol em minha mente, adorei!

Tati MOTTA · Belo Horizonte, MG 7/2/2008 07:31
sua opinião: subir
Márcia Sanchez Luz
 

É, Wander... O ser humano é o único animal que destrói uns aos outros, como também se destrói. E a natureza é implacavel, apesar de sempre nos deixar recados sobre o que não devemos fazer...

Já deixei meu voto, viu?

Um abraço,
Márcia

Márcia Sanchez Luz · Araras, SP 7/2/2008 23:03
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Valéria Geremia
 

W@nder,
sua poesia é muito imagética.
É quase um filme de ficção...
Obrigada por me convidar.
Beijos.

Valéria Geremia · Fortaleza, CE 11/2/2008 00:04
sua opinião: subir
Fátima Ricci
 

É isso! Sem água, nada feito...
Um alerta consistente e... sinistro!
Parabéns!

Fátima Ricci · Poços de Caldas, MG 11/2/2008 13:06
sua opinião: subir
W@nder
 

Linney, Tati, Márcia, Valéria, Fátima...
Obrigado pela presença e comentários.
Abçs.

W@nder · Rio de Janeiro, RJ 11/2/2008 13:20
sua opinião: subir
Rita Costa
 

W@nder,... me desculpe mas andei afastada daqui, por isso a demora na leitura.
Mas fica aqui minha apreciação ao seu importante e belo texto.
Obrigada pela lembrança. Adorei e votei. Parabéns!

Rita Costa · Rio de Janeiro, RJ 22/2/2008 22:45
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
doc, 431 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados