Das Coisas Não Ditas

1
Cristiano Melo · Brasília, DF
13/8/2008 · 177 · 40
 

Da lua cheia que me deste
Ao buraco negro que me jogaste.

Do passeio em tuas asas
À queda na dura realidade.

Dos desejos e sonhos
Desencantados.

Do café da manhã na cama
Ao jantar moscas.

Do afeto
Ao descaso.

Silencio
Ao teu silêncio.

Elegância
Deselegante.

Esquizofrenia sem palavras,
Mudez ensaiada.

Vá!

Fico!

Voe!

Fico!

Viva!

Fico!

Parta em silêncio,
Com sua elegante maneira triste de ser deselegante.
Fico no silêncio de minhas escolhas.

Só!

Cristiano Melo, 08 de Agosto de 2008.

Sobre a obra

Seqüência de reflexões e desilusões desde o dia 08 de 08 de 08.

compartilhe



informações

Autoria
Cristiano Oliveira de Melo
Downloads
301 downloads

comentários feed

+ comentar
Compulsão Diária
 

Bom dia: antes só do que...Porsaica? Ah, mas também só consigo dizer isso.
Ah, gostei do ritmo do poema.
Parabéns. coisa não ditas podem ser escritas. Aqui, muito bem escritas.
Beijos

Compulsão Diária · São Paulo, SP 11/8/2008 09:08
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
EdimoGinot
 

Mas que canto de desilusão...
Mas muito belo.
Um abraço

EdimoGinot · Curitiba, PR 11/8/2008 09:55
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Compulsão Diária
 

** Cristiano, corrigindo Prosaica, ok? Até porque concordo com vc e acho muito bem colovado: até nos piores momentos a delicadeza (pra mim elegância máxima) não deve faltar. Descaso, falta de consideração, mudez ensaiada tudo muito deselegante.
Gosto de uma frase do Paul Valéry (várias): Elegância é a arte de não se fazer notar, aliada ao cuidado subtil de se deixar distinguir
beijos, príncipe

Compulsão Diária · São Paulo, SP 11/8/2008 10:45
3 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Angélica T. Almstadter
 

A desilusão escancarada, mas elegante. Volto pra votar. beijokas

Angélica T. Almstadter · Campinas, SP 11/8/2008 11:40
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
celina vasques
 

Parta em silêncio,
Com sua elegante maneira triste de ser deselegante.
Fico no silêncio de minhas escolhas.

Só!

MUITO LINDO POETA!


BEIJO NO CORACAO!

celina vasques · Manaus, AM 11/8/2008 13:24
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Sônia Brandão
 

Cabem no poema todas as palavras que não foram ditas.
Beijo.

Sônia Brandão · Bauru, SP 11/8/2008 14:36
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Branca Pires
 

Só?
Dissestes tudo e um pouco mais, nas entrelinhas...
A 'elegância deselegante', é tudo de ruim. Melhor mesmo é partir em silêncio. Não há palavras. Apenas o 'eclipse da lua'...
Beijão

Branca Pires · Aracaju, SE 11/8/2008 18:01
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Saramar
 

Muito triste...
Esta queda, o desalento de quem fica quando um vôo leva o ser amado são espinhos dolorosos demais.

Gostei muito desta mais nova reflexão, desde 08.08.

beijos

Saramar · Goiânia, GO 11/8/2008 20:53
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
luz de sempre
 

Cris,
De fato meu querido..estamos no mesmo barco...depois de ter lido este teu também triste, mas muito vivo poema, percebo...A distância é grande, mas as histórias se repetem...beijos..

luz de sempre · Maceió, AL 11/8/2008 21:00
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Samuel Luciano Assunção
 

ei cristiano...muito belo...
muito triste também...
mas as despedidas são assim...
deselegantes...tristes...

parabéns meu caro amigo.

samuel

Samuel Luciano Assunção · Angra dos Reis, RJ 11/8/2008 22:51
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
José Carlos Brandão
 

O silêncio vale ouro.
Se a palavra recolhida
é o teu tesouro,
por que mais vida?
"Fico no silêncio de minhas escolhas." Esse verso é muito bom.
Abraços.

José Carlos Brandão · Bauru, SP 12/8/2008 02:30
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
autografado
 

Grande Cris! Tudo certo? Olha, bela reflexão. Um poema que nos faz correr atras do tempo, alguns fatos do cotidiano, um jogo bem legal, pessoal. Sentimentos que chegam como nosso ar, imperceptivel, mas sabemos que estão aqui. Pessoas que as vezes vão.
O final em especial é bem tocante. O final é tudo, nosso eu de frente a um espelho, vezes limpo, vezes embaçado. Vida é tudo. Parabéns overmano!

AbÇ
aUt!

autografado · Presidente Prudente, SP 12/8/2008 07:33
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
graça grauna
 

Cristiano, meu lindo: vi a infinitude do dia marcado no teu comentário em torno "das coisas não ditas"... 08.08.08.. Penso que as vezes o desassossego parece não ter fim, mas pode vir o silêncio que também fala; o não-dito tece o silêncio das tuas escolhas. Beleza de poema. Bjos.

graça grauna · Recife, PE 12/8/2008 09:54
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
ayruman
 

Todos temos nossa noite Cósmica.
Importante é não esmorecer.
Manter cabeça no lugar
e pisasr em solo firme.

Saúde. Luz, Paz e Amor... Sempre.

ayruman · Cuiabá, MT 12/8/2008 11:31
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Raiblue
 

Cris-Cris..meu doce...saudades infinitas...

Das coisas não ditas nasceu este poema,muito denso,contendo um certo rancor, mágoa, mas muito belo em sua forma de desenhar essa dor em letras que en_cantam...mesmo que a melodia seja tão triste....mas uma hora a música muda,vc vai ver....deixa acontecer...
'a vida vem em ondas como um mar...num indo e vindo infinitos'...,lembra?
Aguarda...e virá um mar imenso pra vc navegar outras tantas histórias
de amor....
Parabéns,meu lindinho!

Um besito blueperfumadodeesperançaemaresia....
Blue-Blue

Raiblue · Salvador, BA 12/8/2008 14:56
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

CD,
Coisas não ditas e escritas, não lidas e faladas, fadadas a algo, só palavras!
Muito obrigado, beijos

EG,
Obrigado pela leitura e comentário: palavras em desilusão!!!
abraços meu caro.

CD2,
Acho pertinente sua recordação de Valéry, ocorre que, como a realidade sempre é distinta, existindo diversas, o "modus operandi" de cada um é de cada um, confuso? Que nada: elegante!rs
Obrigado, beijos

Angélica,
escancarada a desilusão!!!
Obrigado, beijos

Celina,
destacaste o final, que gostei muito do resultado,
beijos e obrigado.

Sônia,
Você acha que cabem???? Gosto de imaginar que sim...
Obrigado e beijos

Branca,
e de versos dedicados em versos dedicados vamos reunindo nossa obra! Que a inspiração nos dê o alívio necessário.
Obrigado e beijos

Cristiano Melo · Brasília, DF 12/8/2008 15:28
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Saramar,
apesar da dor e da tristeza que pode ser identificada literalmente, alegra-me que tenha gostado desse desabafo 08 08, que serão 08, ou não!
beijos e obrigado

Lud,
O que aproxima as estórias são os protagonistas, que são humanos daí tanta miséria emocional, peste disseminada aos quatro cantos do planeta. Pessimista?! Não, basta viajar por aí, do Ushuaia a Vladivostok, perceberás o mesmo!
Obrigado e beijos

Samuel,
Muito obrigado pela sua leitura e comentário, sempre bom vê-lo por aqui.
abraços

José Carlos,
Muito obrigado pela sua leitura e reflexão no silêncio das palavras, ficou muito bom.
abraços

Aut,
Muito obrigado pela força meu amigo, com seu sensível comentário trazes alegria a este overmano.
abraços

Cristiano Melo · Brasília, DF 12/8/2008 15:34
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Graça,
Tomara que a data tenha finitude, pois se a corrente dessa desilusão se arrastar pelo infinito, vai ser dose!!!rs
Muito obrigado eplo carinhoso comentário
beijos

JB,
aí vem você meu amigo com esse inteligente e iluminado comentário,
muito obrigado mesmo
abraços

Blue-Blue,
mágoa e rancor....hum...sentimentos possíveis à musa da inspiração poética? Talvez... Mas, como na lei kármica da ação-reação, não há como lidar mais do que é, além disto não há...
Obrigado pela leitura e votos de esperança.
beijos
Cris-Cris

Cristiano Melo · Brasília, DF 12/8/2008 15:39
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Cristiano

Belo poema. Triste, como é triste tudo de intenso que um dia acaba. Mas sabemos, tudo já nasce com o gérmen fatal, tudo é uma grande espiral, de inícios, desfechos e reinícios. Um dia a cortina se abre, e a ilusão transparece, sem disfarces, explícita. E o nosso mundo cai. Mas, com o tempo, vamos reerguendo-o, como pequenos e pacientes construtores de cidades destruídas.

Parabéns ! Vo(l)tarei.

Abraços poéticos

Gustavo Adonias · Salvador, BA 12/8/2008 16:53
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Vives
 

Maravilhoso, Cris. Objetivamente....sem delongas, como se diz aqui no Sul, diga Adeus e vá embora. Eu fico .
E estou na fila com vocês:
http://www.overmundo.com.br/banco/descobertas

Me dá uma forcinha?
Obrigada, amigo, voltarei para votação.
Poebeijos.

Vives · Porto Alegre, RS 12/8/2008 21:46
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Compulsão Diária
 

Bom dia, sou eu que abro seu dia de sucesso, meu amigo. bjo

Compulsão Diária · São Paulo, SP 13/8/2008 08:05
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
clara arruda
 

Um beijo em seu belo coração.

clara arruda · Rio de Janeiro, RJ 13/8/2008 08:14
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
celina vasques
 

Meus votos querido poeta Cris!

beijo no seu coração!

celina vasques · Manaus, AM 13/8/2008 08:44
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
EdimoGinot
 

EdimoGinot · Curitiba, PR 13/8/2008 08:52
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
walnizia santos
 

Belíssimo poema, Cristiano. E triste, muito triste, como são todos os desfechos. A tinta escorre. A foto que era colorida se faz preta e branca. É assim mesmo.
Parabéns!
Meus votos.
Um carinhoso abraço.
Walnizia

walnizia santos · Brasília, DF 13/8/2008 09:46
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Olá, Cristiano

Cá estou novamente, relendo o seu belo poema e deixando o meu voto.

Abraços poéticos

Gustavo Adonias · Salvador, BA 13/8/2008 11:06
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
O NOVO POETA.(W.Marques).
 

vc é...vc é poeta e pronto.meu amigo fico lindo seu trabalho.votado.

O NOVO POETA.(W.Marques). · Franca, SP 13/8/2008 12:26
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
ayruman
 

Todos temos nossa noite Cósmica.
Importante é não esmorecer.
Manter cabeça no lugar
e pisasr em solo firme.

Saúde. Luz, Paz e Amor... Sempre.
Passando Pro cafezinho antes do almoço
e confirmando presença! jbconrado

ayruman · Cuiabá, MT 13/8/2008 12:49
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
ayruman
 

Ah! Que grande honra. Mandei seu Poema para o Banco do Over!

ayruman · Cuiabá, MT 13/8/2008 12:51
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Samuel Luciano Assunção
 

votando cristiano...

Samuel Luciano Assunção · Angra dos Reis, RJ 13/8/2008 13:22
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Branca Pires
 

Estou de volta Cris, para registrar os votos.
bjão

Branca Pires · Aracaju, SE 13/8/2008 14:20
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Noelio Mello
 

Cristiano, amigo.
sempre haverá uma terra nova, depois dos oceanos revoltos.
Abraços
Noélio

Noelio Mello · Belém, PA 13/8/2008 14:40
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Ailuj
 

Estive fora esses dias mas nunca é tarde pra visitar e votar nos seus belos poemas
Um beijo grande

Ailuj · Niterói, RJ 13/8/2008 16:51
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Max Reinert
 

ahhh, as desilusões!
Tão doloridas........
Tão necessárias.....

Mas, falta de delicadeza, não, por favor...
nem descaso....

O descaso machuca mais que a violência!

Max Reinert · Florianópolis, SC 13/8/2008 18:45
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Coluna do Domingos
 

O Poema traduz um vínculo quebrado no ver material palpálvel da existência ingrata, ao toque material, porém a imantação espiritual permanece viva e atuante. Parabéns. Votado

Coluna do Domingos · Aurora, CE 14/8/2008 11:15
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Juscelino Mendes
 

Excelente jogo de palavras, Cristiano.
Abraço.

Juscelino Mendes · Campinas, SP 15/8/2008 10:57
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
crispinga
 

Vá, voe, viva! Fico...só..
Muito bom, Cris

crispinga · Nova Friburgo, RJ 15/8/2008 18:44
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Das coisas ainda não ditas: Muito obrigado a todos pela leitura e comentários generosos.
beijos e abraços

Cristiano Melo · Brasília, DF 19/8/2008 08:38
sua opinião: subir
Thici
 

Muito bom!!

Thici · Florianópolis, SC 12/9/2008 15:05
sua opinião: subir
Cláudia Campello
 

O amor qdo silencio... barulha tanto q ñ consigo dormir.
...
bjsssss

Cláudia Campello · Várzea Grande, MT 17/1/2009 05:35
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 2 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados