DE ENCONTRO AO DESENCONTRO

Aline de Luna, Atriz e modelo...
1
Ray Cenna Rabello · Rio de Janeiro, RJ
3/9/2008 · 97 · 10
 

DE ENCONTRO AO DESENCONTRO

Foi de encontro ao mar
Passos na areia
Deixar
Vestido longo molhar
Leveza de brisa seu ar

Deu-te força
Amar ao mar
Ser vento, ser passos flutuar
Caminho iluminar
Grãos amassarem
Pés afundar-se

Ai de mim...
Inundar pelo frio, do céu anil
Do sal pro sol
Molhar, secar
Sentir você.

Ai de mim...
No olhar do amar, fazer você, mostrar o viver.
No alto do mais alto
Ver o entardecer
E em meu colo
Adormecer

Isca do anzol? Quem?
Trás o puro vazio do desejo
Vem com ele o medo
Ai de mim...

Espuma lava e leva areia
Seus passos seu rastro
Sem pista no seu caminho ficou
Só o cheiro de todo o amor
Lembranças que não afundou

Seu corpo inteiro naufragado nas pobres rimas
Dessas palavras
Desse poema desconexo
Esse é o enigma

Infindo

O ponto
A parte
A face
Eu
Você

Era uma mensagem
Que não decifrava
Ouvia, batia
É uma esperança
Nua, tua, minha.

A linha do começo do retrocesso
A poesia não varria
E a pergunta vinha
Vem eu sei que você tem vontade
Vem...

Meu querer o teu ser
Transborda e sabe-se lá de quê
É melhor eu ir...
E viver sem viagens
Loucuras e poder

Não... Não... Assim não...

Vidros estilhaçados
Espelhos quebrados
Taças sem vinho
Toalha manchada

Na carne
Sem dentada
Cravejada
Desejada
Fugida de mim
Do meu eu.
E você ia... E eu ia...
Volta pra mim
Sereia lunar.


Ray Cenna Rabello
04/07/2008

compartilhe



informações

Autoria
Ray Cenna Rabello
Downloads
354 downloads

comentários feed

+ comentar
Ray Cenna Rabello
 

Crédito Imagem.. ALine Deluna, atriz...

Ray Cenna Rabello · Rio de Janeiro, RJ 31/8/2008 22:22
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
alcanu
 

Cara, essa tua poesia, arrasa, massacra a gente, você sumiu dentro do tempo, fez falta, pelo menos pra mim, adorei te ver retornar, com a mesma garra e potencial pra poesia !
Você desfila soberano por essas passarelas, cara !
Gostei de matar as saudades, até as próximas !
Um abraço !
Alcanu !

alcanu · São Paulo, SP 3/9/2008 03:09
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
azuirfilho
 

DE ENCONTRO AO DESENCONTRO
Ray Cenna Rabello · Rio de Janeiro (RJ)

Poesia muito bela e com a força de motivar e inspirar.

...Ser vento, ser passos flutuar
Caminho iluminar...

Parabéns Poeta ficou muito bom.
Tem todo merecimento
Abração Amigo

azuirfilho · Campinas, SP 3/9/2008 13:09
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Nydia Bonetti
 

Quem é a isca? Quem é o peixe? Haverá mar?
Lindo, Ray!
Abraço!

Nydia Bonetti · Piracaia, SP 3/9/2008 13:18
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
O NOVO POETA.(W.Marques).
 

Seus passos seu rastro
Sem pista no seu caminho ficou
Só o cheiro de todo o amor

muito bom. votado.

O NOVO POETA.(W.Marques). · Franca, SP 3/9/2008 20:05
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Ailuj
 

Que belo texto!
Maior prazer em publicar
Um beijo e parabéns

Ailuj · Niterói, RJ 3/9/2008 22:03
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
joe_brazuca
 

Belíssimo seu mar e velejar nesse (des)encontro...
As Sereias agradecem...de longo e tudo....
abs, votado

joe_brazuca · São Paulo, SP 18/10/2008 16:29
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Belo poema, lindo, de prima, de parar e refletir como uma paisagem
Parabéns
votos

Cristiano Melo · Brasília, DF 18/10/2008 20:12
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Rita Alves
 

Conheci tua poesia através de tua voz, declamaste-a para mim e imediatamente viajei por tuas palavras... Como pretensa hermeneuta busquei siginificados, alusões, analogias. Falei de célebres poetas e imortais poesias. Mas a palavra apenas dita se perde no ar, vagam pela memória até, talvez por fim, se dissipar.
Por isso agora escrevo, maculo o branco dessa página com meu simples e ainda inexperiente olhar...
Alguns feitos humanos são tão belos, que na tentativa de verbalizá-los faltam palavras. Certas coisas são indizíveis.
Mas vou experimentar o meu vocabulário e moldá-lo como puder:
tua poesia me chama atenção pela complexidade de tuas construções, teus versos se derramam sobre si mesmos, como se tivessem mais a dizer. Se tivesse que definir em uma palavra tua poesia, essa seria: intensidade. As imagens, os sentimentos que elas provocam, a inversão, enfim, tuas palavras movem-se como o próprio mar.
Belo e impactante!

Rita Alves · Rio de Janeiro, RJ 23/10/2008 17:40
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Rita Alves
 

*vaga

Rita Alves · Rio de Janeiro, RJ 24/10/2008 12:14
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 4 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados