Desfazimento - parte 3

1
Vanessa Anacleto · Rio de Janeiro, RJ
17/1/2009 · 73 · 7
 

No caminho para casa, apesar da sensação deixada pelo sonho, Lúcia acabou de ordenar os pensamentos a respeito da condução do fim do casamento : as filhas estavam praticamente criadas e naquele ponto de suas vidas um rompimento dos pais não traria mal maior.; como possuiam dois imóveis praticamente no mesmo valor e os carros já estavam nos respectivos nomes, tudo seria tranquilo.

Logo após estacionar, marcou com o novo advogado para a hora do almoço. Não poderia falar sobre o assunto com Antenor, que além de advogado de confiança era padrinho do seu casamento. Acionou o alarme do carro e parou por um momento compreendendo que talvez o maior problema a administrar nesta história toda seriam os amigos e a família. Paciência.

Trabalhou durante a manhã concentrada, como havia feito durante toda a semana em que aguardou o telefonema do detetive. Trabalhou até melhor. Já não havia mais a desconfiança e um oculto sentimento de culpa por estar espionando o pai de suas filhas. Cícero não era mais inocente. E afinal , quem é inocente? Quando viu o relógio na parede marcar doze horas, pegou a bolsa e saiu.

O novo advogado ganhou pontos quanto a atendeu pontualmente. Sentou, dispensou o café, aceitou a água e falou tudo, detalhada e objetivamente, sem tremer a voz ou as pálpebras. O profissional à sua frente, que apesar de jovem já era experimentado no assunto , surpreendeu-se por não precisar oferecer sua caixinha de lenços de papel e com algumas outras coisas.

Lopes era casado e ainda acreditava na vida em comum, apesar de, todos os dias , ter motivos para mudar de idéia. Quando a secretária abriu a porta para entrar aquela mulher que lhe falava com tanta segurança, imaginou que ouviria mais uma história de infidelidade , como tantas que haviam sido contadas por ali. Ela falaria que descobriu o caso através do celular do marido, ou da fatura do cartão de crédito, da mudança de comportamento. Que a partir daí contratara um detetive que confirmou suas suspeitas.

Mas não era nada disso, quer dizer, não era quase nada disso. A primeira coisa que ela disse foi que precisava desabafar pois estava há dias com este problema sem contar nada a ninguém. Lopes ajeitou-se na cadeira , encorajou-a a falar e deixou a caixa com os lenços a postos. Perguntou se ela se incomodava se tomasse algumas notas e ela prosseguiu. Depois disso, algum espanto, acerto de honorários, aperto de mão e boa tarde.

Lúcia saiu mais leve do encontro com Lopes. Ainda na porta do advogado, ligou para o chefe, disse, com a autoridade de alguém que nunca faltou um dia de trabalho em vinte anos, que precisava resolver um problema urgente e não poderia voltar.



Link para as outras partes do conto - parte 1 e parte 2

Sobre a obra

Um Conto em 6 pequenos capítulos


compartilhe



informações

Autoria
Publicado noFio de Ariadne
Downloads
314 downloads

comentários feed

+ comentar
Marcos Pontes
 

Aguardamos os outros 3.

Marcos Pontes · Eunápolis, BA 15/1/2009 20:59
sua opinião: subir
Sônia Brandão
 

Será que ela irá firme até o final?
bjs

Sônia Brandão · Bauru, SP 16/1/2009 22:50
sua opinião: subir
Luciano Colossi
 

Acho que vai sim!!!

Estou publicando uma imagem inédita, de uma pintura a óleo... Quem conhece meu trabalho está acostumado com as gravuras digitalizadas... Mas o princípio é o mesmo! Aguardo sua visita!!

http://www.overmundo.com.br/banco/uterus

Se ainda não viu, dê uma olhada em minha colaboração anterior, ainda em votação:

http://www.overmundo.com.br/banco/alegorico

Saudações!!!!

Luciano Colossi · Florianópolis, SC 17/1/2009 22:42
sua opinião: subir
O NOVO POETA.(W.Marques).
 

muito bom seu texto.votado.

O NOVO POETA.(W.Marques). · Franca, SP 18/1/2009 15:54
sua opinião: subir
Sônia Brandão
 

Sônia Brandão · Bauru, SP 18/1/2009 23:22
sua opinião: subir
Marcos Pontes
 

Marcos Pontes · Eunápolis, BA 19/1/2009 14:21
sua opinião: subir
nina araújo
 

esse eu havia perdido mas agora pus a leitura em dia...vou seguindo porque a leitura está muito agradável...

nina araújo · Rio de Janeiro, RJ 21/1/2009 20:18
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 4 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados