DIAS DE INVERNO

Pixel0908 (http://farm3.static.flickr.com/2012/2307410099_48b360de3d.jpg?v=0
1
Fátima Ricci · Poços de Caldas, MG
5/6/2008 · 135 · 27
 

Claro que há controvérsias, mas são doces estes dias de frio, se não chove. Tudo e todos se quedam mais recolhidos, menos afoitos. Reina um tipo de delicadeza. A delicadeza de falar mais baixo, de estar mais em casa, buscar aconchego, sair menos às ruas, especialmente à noite, ou de madrugada, reduzindo as chances de acontecimentos funestos. (Será que há menos crimes, nesses dias e noites? Será que criminosos não pensam melhor antes de sair para invadir, roubar, ferir? Talvez.)

O fato é que dessa delicadeza vem mais poesia, mais cuidado, mais olho no olho e intimidade, inclusive com as coisas nossas de cada dia. Mesmo que à força, olha-se melhor para dentro. Para dentro da gente, dentro de casa, dos guarda-roupas, das gavetas. E pensa-se nos outros que, se têm gavetas, agasalhos dentro delas não têm. E se constrange o coração de muitos, donde surgem doações, campanhas do agasalho, solidariedade, algum compartilhamento. Não se vê, no verão, distribuição de shorts, camisetas-regata, biquínis... Não se constrangem os corações pelo calor que os menos favorecidos andam passando, até porque onde não há o refresco do mar há o de um rio, cachoeira, piscina, tanque ou torneira, e muito menos se deflagram campanhas para doar refrigerantes, sorvetes, saladas... E isto pode embrutecer a gente.

Nestes dias frios há mais silêncio, mesmo de dia, inclusive da parte dos bichos, como se dessem trégua a correria e a barulheira, latidos e comparecimento de aranhas, baratas, formigas. O olhar é mais atento, menos disperso, mais perspicaz: sente mais. E sentar ao sol que não queima nem faz suar aquece também a alma, convida a sonhar, cochilar, namorar... Daí mais comedimento, menos espalhafato, mais elegância. Anda-se mais devagar, sempre que possível, talvez para armazenar calor, e isto prolonga os passeios e as conversas, se se está em paz. Dá vontade mais vezes de arrebentar pipoca e tomar chocolate quente, de beber mais chá ou café, de assar bolo e pão, fritar bolinho, ficar junto, conversar. E de abraçar o cobertor que ficou quente, na janela (que delícia!) e aproveitar aquele trecho da cama (ou de qualquer outro lugar) onde o sol pega à tarde, ou de manhã, e sentar ali com um livro, esquentar os pés, as costas, chupar mexerica, lagartixar... Tão simples!

Aqui, nas montanhas, nem venta nesses dias. Lá pelas tantas pode passar, como em câmera lenta, uma nuvem leve, frisada e branquíssima, muito alta, a lembrar os Alpes ou os Andes, talvez. E o céu é tão profundamente azul que parece ser ele o responsável pela quietude da vizinhança: talvez tenham parado um pouco para beber desse azul, desse sol ameno, do ar mais fino, mais limpo. Ou, quem sabe bordem mais, leiam mais, lagartixem mais? Também pode ser que se acovardem mais no sofá, diante da TV, encolhidos e tolhidos... cada um, um estilo.

Claro que pisar descalço no piso frio do box, no banheiro, exige um “plus” de disposição, e sair do banho quente e relaxante, ou da cama de manhã quase requer coragem mesmo, em pessoa, e digo quase porque não dá para esquecer do que requer verdadeira coragem nesta vida e que passa longe de tocar em metais e azulejos gelados! Esses pequenos sustos, quando nem 10º marcam os termômetros, compõem o lado ruim dos dias frios. Mas desgraça é outra coisa. Agradável não é lavar as mãos na água fria, ou tirar a roupa para entrar no banho, muito menos o são as tarefas dos que precisam mexer em água, e o dia-a-dia penoso dos desfavorecidos pela imprevidência própria ou alheia, mas tudo também faz parte. O nome do planeta é Terra, não Céu, o que faz da vida aqui um campo de provas. Com chances de pequenos e grandes prêmios. Felicidade completa, mesmo, só a dos bichinhos domésticos: pegam sol o dia inteiro, espalhados onde há mais calor, lânguidos e preguiçosos, se é que se pode – ou deve - atribuir a eles qualidades tão humanas. No inverno ou no verão.



Sobre a obra

Nesta minha terra já fez muuuuito frio, lá pelos idos dos '60 e '70, pra falar do que me lembro...
Mas, passa logo, hoje em dia, já que o aquecimento global atinge a tudo e a todos. Mesmo assim, há um período de bastante frio, inclusive com geada.
Talvez por conta de boas lembranças acho o inverno mais bonito que o verão. Daí a poesia remanescente, sem tirar os pés do chão.

compartilhe



informações

Autoria
Fátima Ricci
Ficha técnica
Crônica do dia-a-dia.
Downloads
488 downloads

comentários feed

+ comentar
Falcão S.R
 

Linda descrição poética sobre o inverno, agora descobri porque sou suave, sensivel, romântico, extremanente lindo e modesto...rs.

Nasci em 19 de junho, eita geminiano show! rs.

Muito lindo Fátinha!

Beijos,

Falcão S.R · Rio de Janeiro, RJ 3/6/2008 14:33
sua opinião: subir
Saramar
 

Fátima, esta é uma reflexão tão saborosa que espanta o frio.
Realmente, ninguém distribui biquines, mas sempre há alguém para entregar, com amor e solidariedade, um casaco ou um cobertor de frio.
Dizem até que nos tornamos mais bonitos no inverno (onde ele aparece, é claro). Aqui, quase nunca temos oportunidade de sentir esse frio.
Fiquei "vendo" estas cenas deliciosas que você descreveu e que só o frip permite: o aconchego, a segurança, um livro no sofá... Acrescentaria apenas, o peito quente de quem amamos a nos acolher e aquecer (rsrs...).

Adorei!

beijos

Saramar · Goiânia, GO 3/6/2008 14:37
sua opinião: subir
Cintia Thome
 

Agradeço o convite para este chá gostoso, rs...Texto muito gostoso, dias de inverno são saborosos, ficamos mais próximos das pessoas, mais calmos...o sol não queima, ilumina...Parabens pelo texto

Cintia Thome · São Paulo, SP 3/6/2008 16:12
sua opinião: subir
alcanu
 

Eu adoro o inverno, Fátima, acho que isso nos dá a chance de nos aconchegarmos aos nossos amigos, familiares, em volta de uma fogueira, entoando uma canção, coisas da Biodanza ...
Um beijo !

alcanu · São Paulo, SP 3/6/2008 17:17
sua opinião: subir
raphaelreys
 

Beleza de crônica do dia a dia minha cara! Estavas sumida! Sentí a tua falta. Escrever é a melhor coisa para nós madurões. O frio provoca esse estado de interiorização e de melhor chega mais junto aos ente queridos. Beleza de texto. Um abraço!

raphaelreys · Montes Claros, MG 3/6/2008 18:01
sua opinião: subir
azuirfilho
 

Fátima Ricci · Poços de Caldas (MG)
DIAS DE INVERNO
Um Texto Admirável, vocé é muito observadora, escreve muito bem,
tem inspiração divina torna qualquer tema agradável.
Esvreve para todo mundo.
Linda Apologia do Incerno, quando o mundo fica até melhor com menos violéncia e com o verdadeiro calor humano da solidariedade com os mais pobres expostos ao frio.
Maravilhoso.
Um Trabalho muito simpático pra gente tirar o chapéu.
Parabéns
Abração Amigo

azuirfilho · Campinas, SP 3/6/2008 18:38
sua opinião: subir
Fátima Ricci
 

Meus queridos, que gostoso ler seus comentários favoráveis e gentis!
Melhor que chocolate quente com canela e biscoitinho de polvilho...
(Como eu vou emagrecer com estas preferências é que eu não sei! rsrs)
Mas, quero dizer ao Falcão que ele matou a charada. E certamente acerta quando se diz modesto, muito mesmo. E modéstia às favas, né, Falcão? hahaha...........
Bem lembrado, Saramar! O calor do corpo do amado é insubstituível.
Cíntia, é isso: o Sol não queima, só ilumina, e aquece de leve, o que pacifica as pessoas. Grata pela presença!
Alcanu, somos dois! Bjs!
Raphael, mas quem é madurão? Eu é que não... rsrs Brincadeira! Sou madurona, sim, acho que já nasci assim! E a gente só melhora, né messs? Que nem os bons vinhos... Bjs!
Azuir, é por ser observadora que não escrevo sobre qualquer tema, e isto é uma limitação... Prefiro os temas agradáveis, talvez por comodismo, sei lá! Mas, vc aprovando, tá tudo certo. Bjs!

Fátima Ricci · Poços de Caldas, MG 3/6/2008 21:02
sua opinião: subir
Branca Pires
 

Nossa, Fátima, que saudades me deu de Bauru em dias frios . Estou aqui do outro lado, no calor de Sergipe.
Mas vc descreveu muito bem sobre esse dias frios, incômodos, para mim, até, mas altamente tranqüilos, repousantes e de certa forma, convidativo às reflexões. Se que bem que a engordar também.
Um brinde a esses dias com chocolate e muito agasalho! Tin tin!
Beijão

Branca Pires · Aracaju, SE 4/6/2008 08:33
sua opinião: subir
MaluFreitas
 

Amo o inverno. Comemos besteiras quentes, bebemos para aquecer (claro que moderadamente), namoramos feitos loucos por casa do frio! Ai ai, eu hein penso alto demais! Mais é bom demais só que quando demora muito ficamos deprês e nostálgicos. Daí começamos tb a fazer besteiras...Enfim, tudo demais não é lucro! Bjos amei o texto e uma linda imagem! Bjokas Maluzinha

MaluFreitas · Salvador, BA 4/6/2008 19:31
sua opinião: subir
Fátima Ricci
 

Acho que o inverno foi feito para dar proteção, a começar por nós mesmos. Não é, Malu? ;-)

Fátima Ricci · Poços de Caldas, MG 4/6/2008 20:11
sua opinião: subir
Raiblue
 

Oie FÁTIMA,LINDO TEXTO!
Eu amo inverno, acho uma estação aconchegante...calma...silenciosa...profunda...
o inverno sempre nos aquece...

Belo texto,Fátima!
Votado!
beijinhos azuis querida...

Raiblue · Salvador, BA 4/6/2008 21:05
sua opinião: subir
Raiblue
 

ops!Daqui a pouquinho eu voto...rsrsbjks

Raiblue · Salvador, BA 4/6/2008 21:05
sua opinião: subir
Ailuj
 

Estava sumida,bom ve-la de volta
votando

Ailuj · Niterói, RJ 4/6/2008 23:29
sua opinião: subir
Fátima Ricci
 

Raiblue, tudo azul quando vc vota e comenta! ;-)
Ailuj, a roda-viva do dia-a-dia me carrega, às vezes... Mas, tô de volta e é um prazer revê-la!
Bjs a ambas...
;-))

Fátima Ricci · Poços de Caldas, MG 5/6/2008 00:03
sua opinião: subir
clara arruda
 

Querida Fátima,deixando aqui um carinho no inverno mais lindo que já tive.

clara arruda · Rio de Janeiro, RJ 5/6/2008 07:17
sua opinião: subir
celina vasques
 

MUITO BONITO! VOTADO


BEIJOSSSSSSSS

celina vasques · Manaus, AM 5/6/2008 10:16
sua opinião: subir
Falcão S.R
 

Votando!

Beijos juninos,

Falcão S.R · Rio de Janeiro, RJ 5/6/2008 12:15
sua opinião: subir
Sônia Brandão
 

Fátima,nesse friozinho leve que agora faz aqui ,gostei do calor do seu
texto.
Um abraço.

Sônia Brandão · Bauru, SP 5/6/2008 19:11
sua opinião: subir
azuirfilho
 

Fátima Ricci · Poços de Caldas (MG)
DIAS DE INVERNO

Com todo carinho estou aqui votando neste Trabalho tó belo da nossa Escritora táo Amiga e Talentosa.
Parabéns Amiga tem todo Mérito.
Abração e voto de louvor.

azuirfilho · Campinas, SP 5/6/2008 19:22
sua opinião: subir
Cintia Thome
 

Poços é lindo e vc descreve bem, fala certo que até me vejo nas ruas de P. Caldas...uma delícia...

Cintia Thome · São Paulo, SP 5/6/2008 19:39
sua opinião: subir
Jair Jnusi
 

Bastante interessante...
Votado e aplaudido de pé!!!!
valeu

Jair Jnusi · Rio de Janeiro, RJ 5/6/2008 19:57
sua opinião: subir
Raiblue
 

Votado,querida...beijinhos bluensolarados...
Raiblue

Raiblue · Salvador, BA 5/6/2008 20:36
sua opinião: subir
Andre Pessego
 

Voce sabe que voce tem razão, o verão é um apavoramento: Ah! e as saias curtas; as blusas decotas; o pessoal sentado nas calçadas.... uma
desordem.
No inverno cada um fecha-se um pouco mais em si mesmo. É como se o pensamento também refletisse melhor.
gostei, sinceramente
andre.

Andre Pessego · São Paulo, SP 6/6/2008 00:17
sua opinião: subir
 

HUUMMMM... se o frio afastasse os "amigos do alheio" no ALASKA não haveria ladrões. Ironias à parte, você produziu um belo texto. Fazia tempo que eu não selecionava nada para minha lista de FAVORITAS. Seu friorento "DIAS DE INVERNO" emplacou lá!
Parabéns pela inspiração privilegiada... mas seu nome não me é estranho. Por acaso você é trovadora da UBT-MG ? Abs,

"NATO" AZEVEDO · Ananindeua, PA 7/6/2008 19:31
sua opinião: subir
Fátima Ricci
 

"Nato": nem sei o que significa UBT-MG...
A inspiração privilegiada neste pedaço bonito da Serra da Mantiqueira é fácil, pelo menos para quem tem olhos para ver.
Quanto à incidência de ladrões, os do Alaska só conhecem muito frio, então "trabalham" num mesmo padrão. Aqui pros nossos lados, quando bate um frio "daqueles" (estamos a 1.182 m de altitude), suponho, talvez romanticamente, que eles reduzam as investidas...
Grata pelo destaque positivo!
Abraços ;-)

Fátima Ricci · Poços de Caldas, MG 7/6/2008 23:15
sua opinião: subir
Branca Pires
 

Somente agora voltando e votando!
beijos

Branca Pires · Aracaju, SE 8/6/2008 23:38
sua opinião: subir
ayruman
 

Só apreciando estes sentimentos das Gerais!
Saúde.

ayruman · Cuiabá, MT 28/5/2009 09:46
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados