Do mar que era leite

1
MarySSantos · Macapá, AP
3/7/2015 · 0 · 0
 


banhava-me em mar de leite
e o tempo ronronava
tão bem que não demonstrava
ser o eco do meu canto.
mas como todo canto
guarda sombras
uma deixou o tropeço
levando a chávena
ao chão. ..
o leite se espalhou
e se coalhou sem movimento
pra marear
alguns vieram dar apoio
dizendo que nem todo mar
pode ser de leite
que também poderei navegar
em outras seivas...
outros vieram confortar
declarando que da coalhada
poderia fazer saboroso queijo e
ainda vieram uns dizendo
que já haviam passado por isso
e que conheciam a minha tristeza
e tristes, juntaram a minha
com a deles e foram embora me
deixando mais triste ainda...
d'alguma forma todos
tentaram ajudar
mas ninguém revelou como
trazer de volta o meu mar...


Sobre a obra

poema contemporâneo

compartilhe



informações

Autoria
MarySSantos
Ficha técnica
Servidora Pública formada em Geografia. Escrever é um hobby que lhe abraça a alma
Downloads
39 downloads

comentários feed

+ comentar

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 2 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados