ECOS

1
soninha porto · Porto Alegre, RS
29/6/2008 · 136 · 33
 

Amostra do texto

Desce do telhado
a voz do sonho,
passeia nas esquinas,
ecoa dissimulado.

Lembra a figura
curva e vagorosa
nas calçadas,
do cavaleiro ausente.

Olhar atento
mostra o que sente,
no rosto pouco riso,
alma maquina versos,
sem parar...

Estão no ar, no chão
marcas dos passos dados,
a poesia arde
por todos os lados.

Soninha Porto

Sobre a obra

Série à Quintana, sei lá eu gosto deste poeta...

compartilhe



informações

Autoria
Soninha Porto, sempre se inspirando em Quintana...
Ficha técnica
IMAGEM CASA DE CULTURA MÁRIO QUINTANA VISTA DE CIMA,
FOTÓGRAFO...
Downloads
341 downloads

comentários feed

+ comentar
EdimoGinot
 

no rosto pouco riso,
alma maquina versos,
sem parar...

Soninha.
Belo poema este. Às vezes é assim mesmo...
Um abraço

EdimoGinot · Curitiba, PR 27/6/2008 13:43
sua opinião: subir
Branca Pires
 

Oi Soninha, que ecoem então os versos...
Parabéns!
abração

Branca Pires · Aracaju, SE 27/6/2008 14:30
sua opinião: subir
Renato de Mattos Motta
 

Talvez quem não seja da capital gaúcha
ou seja jovem demais
não perceba a alegre presença
nos versos da Sonia Porto
do Quintana inda velhinho
em seu passeio diário
pela Praça da Alfândega...
mas eu sou do Porto
e passeei no teu poema
sentei ao lado do mestre,
segurei nas suas mãos
e chorei de ternura.

Obrigado!
Volto pra te dar meu voto!

Se quiseres, me faz uma visita e dá uns palpites neste meu poema aqui:
http://www.overmundo.com.br/banco/a-flor-e-o-asfalto

Renato de Mattos Motta · Porto Alegre, RS 27/6/2008 17:20
sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

Soninha!!! Que prazer ler seu poema aqui. É essa sua poesia que descendo do telhado se espraia, lembra Quintana, comove e encontra amigos.
Bjsssss

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 27/6/2008 23:25
sua opinião: subir
soninha porto
 

Edimo querido obrigada pela tua presença. Poebeijos, poeta!

soninha porto · Porto Alegre, RS 28/6/2008 00:36
sua opinião: subir
soninha porto
 

Branca querida, saudades! Ecoem então!...Poebeijos.

soninha porto · Porto Alegre, RS 28/6/2008 00:37
sua opinião: subir
soninha porto
 

Renbato prazer enorme gaúcho! Fico feliz de levar a você sentimentos que sinto cada vez que lembro deste Poeta, curto Quintana desde criança, ficava admirando aquele velho esquisito, se arrastando pelas ruas de Porto Alegre, parecia estar em outro mundo... e estava, no mundo da poesia.poebeijos

soninha porto · Porto Alegre, RS 28/6/2008 00:40
sua opinião: subir
soninha porto
 

Doroni querida, tudo bom amiga! Sempre é bom me reencontrar com pessoas que gosto através da poesia, poebeijos.

soninha porto · Porto Alegre, RS 28/6/2008 00:41
sua opinião: subir
alcanu
 

Quintana jamais passará.
Quintana, eterno passarinho !
Um beijo, Soninha, estava com saudades de você !

alcanu · São Paulo, SP 29/6/2008 02:10
sua opinião: subir
soninha porto
 

Alcanui, amigo querido, também saudades, poebeijos.

soninha porto · Porto Alegre, RS 29/6/2008 02:32
sua opinião: subir
EdimoGinot
 

Continue saindo pelos poros, a poesia....
Um abraço
EG

EdimoGinot · Curitiba, PR 29/6/2008 13:52
sua opinião: subir
celina vasques
 

SONINHA, minha madrinha querida!
é com muito prazer e carinho que deixo meus votos pra ti!

Beijos

celina vasques · Manaus, AM 29/6/2008 15:16
sua opinião: subir
Vives
 

Amiga, só tu, profunda conhecedora de Quintana poderia trazer estes lindos versos para nós..POEBEIJOS, LINDA, TE ADOOOORO!

Vives · Porto Alegre, RS 29/6/2008 16:24
sua opinião: subir
Nydia Bonetti
 

alma maquina versos,
sem parar...

Linda visão, Soninha...
beijo.

Nydia Bonetti · Piracaia, SP 29/6/2008 18:15
sua opinião: subir
Nic NIlson
 

Entao pensas que Quintana eh só teu? rsrsrsrs Egoista!
Ele eh demais. Pena q ninguem o faça popular... Mas um dia ainda faço a minha parte e jogo este poeta nos becos e bares da vida.
Pra vc meus aplausos de pé!

Nic NIlson · Campinas, SP 29/6/2008 18:59
sua opinião: subir
Alice Poltronieri
 

Soninha , prazer enorme em ler teus versos.
Maravilha de uma alma poetica pura.

Aplauso!
Parabéns!

Alice Poltronieri · Porto Velho, RO 29/6/2008 20:35
sua opinião: subir
Renato de Mattos Motta
 

Soninha,
de novo obrigado
pela lembrança do velho Mário!

Voltei pra confirmar:
Gostei!
Votei.

Renato de Mattos Motta · Porto Alegre, RS 30/6/2008 10:44
sua opinião: subir
soninha porto
 

Poesia é um barato mesmo! Ela sai pelos poros, pq está no ar, por toda a volta, obrigada EG por voltar, poebeijos.

soninha porto · Porto Alegre, RS 1/7/2008 01:01
sua opinião: subir
soninha porto
 

Celina que amada! Madrinha eu? Me conte esta novidade?! Prazer ver vc aqui, poebeijos.

soninha porto · Porto Alegre, RS 1/7/2008 01:02
sua opinião: subir
soninha porto
 

Stellinha querida, valeu amiga obrigada pela tua linda presença em minha vida, poebeijos.

soninha porto · Porto Alegre, RS 1/7/2008 01:03
sua opinião: subir
soninha porto
 

Nydia saudades amiga! Obrigada poebeijos.

soninha porto · Porto Alegre, RS 1/7/2008 01:03
sua opinião: subir
soninha porto
 

Nic, Imagina amigo! Obrigada por este carinho! Eu amo Quintana sim, estou fazendoi uma série dele, sei lá, ele está nas minhas raízes...poebeijos.

soninha porto · Porto Alegre, RS 1/7/2008 01:05
sua opinião: subir
soninha porto
 

Alice querida, obrigada, prazer viu? Poebeijos.

soninha porto · Porto Alegre, RS 1/7/2008 01:05
sua opinião: subir
soninha porto
 

Renato, vc cumpriu sua palavra legal! Obrigada por ter vindo, vou espiar seus trabalhos tá, deixo mensagem depois, poebeijos.

soninha porto · Porto Alegre, RS 1/7/2008 01:06
sua opinião: subir
silviaraujomotta
 

Gostei muito!
Voto certo com um beijinho doce
do mais Belo Horizonte de Minas Gerais,
Sílvia.

silviaraujomotta · Belo Horizonte, MG 2/7/2008 14:00
sua opinião: subir
soninha porto
 

Olá Silvia, obrigada querida, estes beijinhos doces de Minas, hum dininos! Poetabraços.

soninha porto · Porto Alegre, RS 4/7/2008 23:14
sua opinião: subir
Regina Lyra
 

Soninha,
beijos e votos,
Regina

Regina Lyra · João Pessoa, PB 8/7/2008 04:12
sua opinião: subir
soninha porto
 

Olá Regina querida.
Obrigada pela visita,
meu beijo e sucesso pra você.

soninha porto · Porto Alegre, RS 8/7/2008 11:26
sua opinião: subir
Adroaldo Bauer
 

A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando se vê, já é sexta-feira!
Quando se vê, já é natal...
Quando se vê, já terminou o ano...
Quando se vê perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê passaram 50 anos!
Agora é tarde demais para ser reprovado...
Se me fosse dado um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas...
Seguraria o amor que está a minha frente e diria que eu o amo...
E tem mais: não deixe de fazer algo de que gosta devido à falta de tempo.
Não deixe de ter pessoas ao seu lado por puro medo de ser feliz.
A única falta que terá será a desse tempo que, infelizmente, nunca mais voltará.


Mário Quintana

---
E eu penso como minha sobrinha Marília me ajudou a pensar sobre isso na tese do pós-graduação em Literatura da UFSC :

Título: "O gosto do nunca e do sempre: Um estudo sobre o tempo e o espaço na poesia de Mário Quintana".
Autor: Marília Corrêa Machado

Orientador: Profª Drª Simone Pereira Schmidt

Defesa: : 17/08/2004

Resumo:

As manifestações do tempo e do espaço na poesia de Mario Quintana são o eixo principal dessa dissertação, bem como o pensamento e o olhar do poeta sobre a realidade do século XX.

A noção do tempo na poesia é analisada sob a perspectiva do poeta, como a criança Lili e os fantasmas. A personagem Lili representa, na perspectiva do poeta, a infância imaginada e sonhada, já os fantasmas encenam sua relação com o tema da morte.

Outro aspecto dessa dissertação explora a questão do espaço. Esse é configurado nos poemas, e se refere à memória de lugares. Conforme o poeta, os lugares fazem parte da construção interior de todos. As cidadezinhas inventadas (ou que não existem mais) figuram a melancolia. Por outro lado, o poeta se mistura ao espaço da cidade e ao bulício cotidiano.

Assim, a poesia de Mário Quintana integra a mudança espacial e temporal à existencial. Cabe destacar a afirmação do poeta, que o cotidiano é o incógnito do mistério. Desta forma essa dissertação analisa como o tempo e o espaço se desdobram na temática do cotidiano.

Ontem, parabéns, Soninha, Quinta faria 102 anos de nascido no Alegrete.

Adroaldo Bauer · Porto Alegre, RS 31/7/2008 21:47
sua opinião: subir
Glórinha Gaivota
 

Voteiiiiiiiiiiiii

Glórinha Gaivota · Rio de Janeiro, RJ 31/7/2008 21:52
sua opinião: subir
José Cycero
 

votado...muito bom mesmo!!!!

José Cycero · Aurora, CE 31/10/2008 00:51
sua opinião: subir
soninha porto
 

Obrigada José, que bom vê-lo aqui entre meus maigos. Poebeijos.

soninha porto · Porto Alegre, RS 31/10/2008 08:25
sua opinião: subir
Ecila Yleus
 

Passei uns dias fora da internet e voltei hoje. Que bom te encontrar em m inha page e falando tão lindo sobre um trabalho meu. fico feliz demais, você n ãosabe como me fez feliz.
O b r i g a d a m e s m o.Amei o seu trabalho e confesso que não conhecia tão bem, vou ficar freguesakkkkk cheiro

Ecila Yleus · Recife, PE 4/11/2008 12:30
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
jpg, 78 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter