ESTUPIDAMENTE CHEIOS DE TUDO

Zegadis
1
Antonio Brás Constante (Escritor maluco) · Canoas, RS
7/8/2011 · 3 · 3
 

ESTUPIDAMENTE CHEIOS DE TUDO
(Autor: Antonio Brás Constante)

Existem pessoas tão cheias de si, que até suas caixas de recados são cheias. Tratam os outros com a mesma intolerância fria proferida nos recados de suas máquinas vazias.

Gostam de arrotar educação, com fina crueldade, mas discriminam qualquer um que não seja de seu status social. Sua arrogância está estampada em suas faces macias, tratadas com creme especial.

Sabem se portar a mesa, porém desconhecem as virtudes da simplicidade excluída na periferia. Dos muitos que eles poderiam auxiliar, dos muitos que poderiam lhes auxiliar, dos muitos que vivem sem lar, dos muitos que vivem sem poder sonhar.

Falam diversas línguas, mas desconhecem a língua universal da humildade. Vestidos como reis, escondem a própria pobreza de seus sentimentos egoístas, que acabam expostos nos seus pontos de vista, na sua fala esnobe, na empáfia de suas vidas.

Pobres animais pensantes. Pobres vítimas de sua soberba sem pudor. Pobres de nós quando encontramos estes seres sem amor. Que tratam a todos com ironia, que maltratam sua própria chance de viver com seus semelhantes em harmonia.

Cheios de tudo, donos de um mundo que não é seu. Enaltecem futilidades, muitas vezes vendendo sua dignidade em troca de glamour. Negam-se a beber do cálice da benevolência. Não sabem o que é clemência. Proclamam a si mesmos como doutores, como se um mero título fosse provar que por direito são melhores do que seus irmãos de carne e sangue. Apresentam-se como senhores da decência, maquiando a própria decadência com suas requintadas máscaras de cinismo e podridão.

Existem muitos seres assim, na riqueza e na pobreza. Entre ateus e religiosos. Entre todas as raças do planeta. Trajando uma armadura de espinhos feita de ofuscante orgulho. Abrem caminho para um falso futuro, sonhando com o topo, mas vivendo em um túnel escuro, abraçando a solidão tecida por sua amargura, por acharem que neste mundo são as únicas criaturas.

NOVA NOTA DO AUTOR: Produzi um filme no Youtube (escrito, dirigido e encenado por este eterno aprendiz de escritor), se quiser assistir ao filme e quem sabe dar boas risadas, basta acessar o Youtube e procurar por: “3D – Hoje é seu aniversário” (o filme foi feito em padrão 3D). Quem quiser também pode me pedir uma cópia em PDF do meu livro: “Hoje é seu aniversário – PREPARE-SE”. O livro impresso está disponível pela editora AGE (www.editoraage.com.br). Se quiser fazer parte de minha lista de leitores, para receber semanalmente meus textos, basta enviar um e-mail para: abrasc@terra.com.br.

Site: abrasc.blogspot.com

ULTIMA DICA: Divulgue este texto aos seus amigos (vale tudo, o blog da titia, o Orkut do cunhado, o MSN do vizinho, o importante é espalhar cada texto como sementes ao vento). Mas, caso não goste, tenha o prazer de divulgá-lo aos seus inimigos (entenda-se como inimigo, todo e qualquer desafeto ou chato que por ventura faça parte de um pedaço de sua vida ou tente fazer sua vida em pedaços).

Sobre a obra

Para quem já está muito cheio de tudo...

compartilhe



informações

Autoria
Antonio Brás Constante
Ficha técnica
Joguei fora.
Downloads
226 downloads

comentários feed

+ comentar
Doroni Hilgenberg
 

Muito bom seu texto Brás.
Na verdade, os arrogantes são Reis sem Trono. bjs

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 7/8/2011 12:36
sua opinião: subir
Abelmon Bastos
 

Se fizermos uma análise fina, veremos que também nos sentimos assim algumas vezes, como "reis sem trono". Vi uma pessoa próxima comentar sobre um grupo étnico que aparecia na televisão: "Mais bonitos que tudo, para não dizer o contrário"... Na hora me perguntei: eles não são bonitos comparados a qual padrão estético?

Abelmon Bastos · Salvador, BA 16/8/2011 08:08
sua opinião: subir
ayruman
 

Excelente Postado amigo. De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto.
(Rui Barbosa)


Tenha um bom dia.

ayruman · Cuiabá, MT 16/8/2011 12:26
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados