Eu tenho uma dor dentro de mim que não consigo me

1
uma mulher · Rondonópolis, MT
12/5/2010 · 2 · 3
 

Amostra do texto

Eu tenho uma dor dentro de mim que não consigo me livrar. É como se uma parte minha estivesse sendo dilacerada. Presa dentro desta esfera conflitante, temo que serei dilacerada por minha dor.
Partes do meu corpo, especialmente meu estômago e ventre, detém meu filho.
É como se eu estivesse sofrendo um ataque contra o qual só posso lutar conflitantemente; como a morte do meu mundo; como a destruição do meu passado, presente e futuro.
Tentei viver o presente como se você ainda estivesse vivo, mas fui derrotada. Depois tentei viver como se sua morte não tivesse alterado de maneira irremediável a minha vida, mas também fui derrotada nesse esforço. Então agora sei que estou sendo atacada pelo meu luto e pela morte...Sou forçada a viver num mundo que não inclui a sua presença viva, nem a possibilidade dessa presença posso ter.

Posso escolher entre lamentar ou não esse fato, mas não tenho escolhas quanto a viver nesse mundo sem você.
Sua morte para mim, não foi somente a morte do seu corpo, ou de um ser particular, não foi muito mais, foi a morte do meu mundo constituído. O meu mundo temporal vivido dia a dia, mês a mês... As coisas triviais que você gostava, que fazia, mesmo nossas brigas e discussões, que antes eram possibilidades, agora representam as impossibilidades. Ainda não consigo olhar para um doce de leite, suspiro, fazer chá matte, fazer massagens, e tantas outras coisas porque sei que você nunca mais vai esta aqui para apreciar. Eu sinto sua falta terrivelmente...
No inicio estava abrigada pelo estado de choque, atordoada com a enormidade da minha perda, incrédula de que isso realmente tivesse acontecido comigo.
Nunca mais você irá participar criativamente, surpreendentemente, ou mesmo previsivelmente de um diálogo comigo.
Minha angústia em confrontar rejeitar, provisoriamente aceitar o significado desta finalidade estrutura meu luto.
Incorporei a sua morte como um vazio que não posso preencher. A sua inexistência é meu vazio. Você sabe, nós brincávamos o tempo todo e isto tudo simplesmente se foi. Agora, qual é o meu sentimento? O que eu sinto? É somente um vazio... Você se foi... Assim. Eu penso às vezes também, se você tivesse ficado doente, ou se nós o tivéssemos visto, você sabe, sabendo que nunca ia melhorar, eu não sei se isso teria feito alguma diferença. Eu tenho sentido frio à noite.

POSTADO POR UMA MULHER

compartilhe



informações

Autoria
Maria de Fátima Jacinto
Ficha técnica
Veja no meu perfil
Downloads
492 downloads

comentários feed

+ comentar
Doroni Hilgenberg
 

Amiga ai que esta o erro. a não aceitação das coisas que acontecem faz com que soframos infinitamente.
Quando minha mãe morreu parecia que o mundo ia se acabar, mas dei a volta por cima...
quando tive um a cidente de carro, pensei até que fosse ficar numa cadeira de rodas, mas eis-me andando apesar de um ship no cerebro e uma cicatriz no ...rosto!
Quando me separei, um buraco abriu-se a meus pés e pensei que fosse morrer, mas eis-me bem viva e vivendo melhor que antes...
Lembre-se... Deus sabe o que faz e há tantas crianças pedindo um carinho, um colo...
bjs

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 10/5/2010 11:06
sua opinião: subir
Cláudia Campello
 

Eu tbm nao saberia lidar com esse sentimento.

bjsssssss;

Cláudia Campello · Várzea Grande, MT 11/5/2010 02:02
sua opinião: subir
Cláudia Campello
 

ficam meus bjssssss;

Cláudia Campello · Várzea Grande, MT 14/5/2010 02:41
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados