Ferro de Passar

1
Camafunga · Pelotas, RS
3/7/2010 · 4 · 1
 

Depois de um choque elétrico, no ferro de passar roupas, passei a resgatar seletivas lembranças. Pena.

O cérebro é um labirinto que fragmenta as informações e as espalha em pedaços, que, em alguns casos, não conseguem mais se organizar. Se é mesmo assim, o meu tem mais circunvoluções do que Cnossos, aquele que mantinha o Minotauro a distância. Tão distante para mim como é conseguir evocar nomes, a maior das minhas dificuldades. Acima de não gostar de esporte, em uma partida, não repito uma escalação além do técnico e, quem sabe, do bandeirinha, este, porque é o último a ser citado, e só se imediatamente. Cinema, adoro, mas não me perguntem elenco porque confundo Carlitos com Oscarito, Jacqueline Depardieu com Gérard Bisset. O que salva é que tenho memória fotográfica e raciocínio lógico aguçados, logo, posso não saber teu nome mas lembro detalhes úteis, ou nem tanto, que me reportam desde o dia que conheci até a cor da roupa do último encontro e a relação disto com o clima, nem sempre ameno.

À maioria das pessoas é dado o consolo de perdoar, por olvido, um desafeto. Eu perdôo sempre, ou, na maioria das vezes. Para isso jogo os fatos desagradáveis no mesmo caminho dos nominativos e bastam algumas voltas neste enredo para apagar o que me fizeram e seguir o convívio até um próximo arrependimento.

Pois andei levando um choque, um curto no ferro circuitado. Dai me surgiram fatos - antes do que as alcunhas- juntos como punhaladas; reouvi a palavra mal dita, a agressão desmotivada, a dor do aprontamento e a decepção pela traição de um amigo. Preferia ter mantido a amnésia a ter dado vinco a rusgas do passado.

Hoje levei um choque e, - como é mesmo teu nome? – não te quero mais comigo!

Sobre a obra

Crônica

compartilhe



informações

Autoria
Marcelo Freda Soares
Downloads
261 downloads

comentários feed

+ comentar
Cláudia Campello
 

Levar um choque de certa forma
é admitir que nem tudo sabemos...e deixar que
nossas deficiencias venham a tona
nos tornando um pouquito melhor.
eu acho. rsrs

bjs;

Cláudia Campello · Várzea Grande, MT 8/10/2010 21:56
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 2 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados