FESTA - mini-conto

1
Diogo Costa · Salvador, BA
13/1/2007 · 25 · 2
 

Eu disse pra não ir. Até fiz a barba dele; que sempre me pedia com jeito. Dizia que arranhava. Peguei navalha escutando Tito and Tarantula, mexican Sky; mas, nunca, nunca imaginei tanto sangue.

Uma espuma rosê, sangue-espuma, maionese-catchup. E brincava comigo: "tá gostoso, mas falta limão". Eu disse pra não ir. Avisei. No fim, restaram seus olhos pedindo um banho. Agora estou limpa, que nem ele; alvo, lindo, tatuado por um único corte. É nosso amor, estranho eu sei, mas o barbudo foi embora, ali, no ralo, pra festa.

http://ochaoquematava.blogspot.com o blog de Diogo Costa.

compartilhe



informações

Autoria
Diogo Costa
Ficha técnica
Inspiração: Tito and Tarantula, romantismo estranho (quando dano a escrever sobre elas), e principalmente, as criaturas de uma escritora que dá ecos nesse cara aqui: Ana Paula Maia.
Downloads
307 downloads

comentários feed

+ comentar
Carlos ETC
 

Interessante texto, conterrâneo!

Carlos ETC · Salvador, BA 13/1/2007 19:44
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Diogo Costa
 

Beleza cara; pois é, overmanos da terrinha.

Forte Abraço.

Diogo Costa · Salvador, BA 15/1/2007 00:04
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
doc, 39 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados