FRUTO PROIBIDO

1
Flávio Villa-Lobos · Campinas, SP
13/9/2008 · 112 · 15
 


As horas passam vertiginosamente
rumo à volúpia insaciável, louca,
sempre atenta e presente
em nossos mágicos momentos.


Os minutos fogem rápidos
por entre cúmplices dedos,
mãos entrelaçadas...
aliança viva que trata nosso medo
com absoluto desdém.


Em vão, tento agarrar uma fresta
desse momento,
para antecipar
as horas de festa,
que sei,
virão sigilosas
e também esparsas,
como se fosse possível
viver e desviver
uma paixão...
fazendo-a escorrer
por entre pequeninos grãos,
de forma sutil,
insuspeita,
empurrada pelos ventos que sopram
aflitos
dentro do vidro intocável,
por onde deslizam
impunemente
as areias do tempo.


Sobre a obra

"As horas passam vertiginosamente
rumo à volúpia insaciável, louca,
sempre atenta e presente
em nossos mágicos momentos."

compartilhe



informações

Autoria
Flávio Villa-Lobos
Ficha técnica
Poema incluído no meu primeiro livro "VISÕES ADOLESCENTES" (1ª ed. 1996/ 2ª ed. 2001).
Downloads
258 downloads

comentários feed

+ comentar
Anderson Frasão
 

Flávio

essa volúpia foge muito rapido mesmo, deixando muitas vezes a estática emoção.

Lindo visse, muito lindo mesmo.

Anderson Frasão · Canhotinho, PE 10/9/2008 11:27
sua opinião: subir
Coluna do Domingos
 

MINHA OPINIÃO

Entendo fruto proibido como um período de transe da criação, onde o tempo é um relógio controlável que nós podemos regular, mas para o poeta falta extensão humana para realizar tal façanha, pois, sempre estamos presos, na ampulheta do corpo material e os nossos dedos nuca alcançam o ponteiro para nossa regulagem ideal, que pelo que entendi, é viver e reviver um momento eterno na passagem temporal. Em se tratando de Flávio Vila -Lobos um poeta e escritor taribado, sempre fica a interrogaçao ? porque eternizar este momento ? Porque viver e reviver estão ação prazerosa durante toda uma existência ? Penso que o poeta deseja é a antecipação do momento; é viver o momento projetado, é ver a perspectiva dá luz quando ainda estamos na escuridão, é talvez dizer para todos nós que, a próxima etapa do tempo é uma clareira a iluminar, a dar sentido, dar lógica, e guarida a todos os seres humanos, numa dimensão de um porvir, feito de alegrias festas, desejos, clímax. Enfim, o amanhã com força geradora de um novo mundo, uma Nova aurora emocional, sentimental, social, racional, Ou tudo junto. Relmente não sei.

Reflexão extraida do substrato conceitual {fruto proibido}, Flávio Vila-Lobos Campinas (SP) Edição Overmundo, Setembro,2008

Coluna do Domingos · Aurora, CE 10/9/2008 12:01
sua opinião: subir
Angélica T. Almstadter
 

Sua poesia tem essência, prende os olhos e a atenção. ((^:^))

Angélica T. Almstadter · Campinas, SP 11/9/2008 12:25
sua opinião: subir
Anderson Frasão
 

Anderson Frasão · Canhotinho, PE 12/9/2008 08:57
sua opinião: subir
Cintia Thome
 

momentos de paixão, versos de amar amar...
Perfeitos.
ab

Cintia Thome · São Paulo, SP 12/9/2008 09:53
sua opinião: subir
Omar Costa de Umbro
 

"em nossos mágicos momentos.
Os minutos fogem rápidos
por entre cúmplices dedos,
mãos entrelaçadas..."
Se tem alguma coisa que passa muito rápido onde horas viram minutos e esses apenas segundos é essa ocasião.
Parabéns.. votado

Omar Costa de Umbro · São Paulo, SP 13/9/2008 12:01
sua opinião: subir
O NOVO POETA.(W.Marques).
 

lindo poema.votado.

O NOVO POETA.(W.Marques). · Franca, SP 13/9/2008 17:41
sua opinião: subir
Coluna do Domingos
 

Votado

Coluna do Domingos · Aurora, CE 13/9/2008 19:46
sua opinião: subir
Planícia
 

a volúpia estreita-se entre a ampulheta do tempo mas, mesmo assim, escorre. lindo poema. profundo sem perder a simplicidade.

Planícia · São Paulo, SP 13/9/2008 20:01
sua opinião: subir
Aepan
 

Belo poema...
Airton
Estrela-RS

Aepan · Estrela, RS 13/9/2008 20:54
sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

Flavio,
belo poema
levando-o ao banco
bjssss

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 13/9/2008 22:27
sua opinião: subir
Flávio Villa-Lobos
 

Anderson, Domingos, Angélica, Cintia, Omar, Marques, Planícia, Airton e Doroni:

Novamente agradeço comentários e votos de todos vcs.
Obrigado!

Computando este poema, totalizo 18 (dezoito) poemas publicados até agora aqui no Overmundo, a saber:

06 poemas do livro VISÕES ADOLESCENTES (1996/2001)
06 poemas do livro ENIGMA VELOZ (2000)
03 poemas do livro JADE (1999)
03 poemas do livro SINAL DE MENOS (2002)

Tal marca não teria sido possível sem a acolhida generosa e o carinho de todos os overmanos que me foram tão amáveis.

Grande abraço!

Flávio Villa-Lobos · Campinas, SP 14/9/2008 18:40
sua opinião: subir
clara arruda
 

Flávio meu querido,algumas pFcarei feliz com sua leitura e comentário..
Chego com atraso no seu belo poema Fruto priido.
parabéns meu querido

clara arruda · Rio de Janeiro, RJ 25/9/2008 06:12
sua opinião: subir
Juscelino Mendes
 

Revisitando o amigo com um abraço.

Juscelino Mendes · Campinas, SP 3/10/2008 10:52
sua opinião: subir
Marcos Pontes
 

De duas coisas não conseguimos escapar: tempo e paixão. Eles mandam em nós. Poesia prosaica interessante.

Marcos Pontes · Eunápolis, BA 16/10/2008 14:35
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 2 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados