Godiva Alucinada

abcspíndola
1
Juliaura · Porto Alegre, RS
20/6/2007 · 108 · 17
 

A virgindade perdida no paraíso
Para muitas levou-nos até o riso
Recobrada que foi por anjo belo
Em próximo livro, de autoria outra
Inda hoje parece a tantas demais apenas querer-te
Inda querem que seja bela
Faça bem o sexo, até anal,
Que cozinhe, que lave, que passe
Chova ou faça sol
Que divindade me quer assim tão mal?
Se eu não aprendi a fazer doce e sou meia-boca de sal?
A medida do mundo não é minha estatura
Que tristeza tantas coisas apenas parecerem altas
Vez que outra, pelo retrovisor às vejo coladas ao asfalto
Sombras do que prometiam os luminosos reclames
Outro dia saí nua a campo e só
Ninguém teve dó,
nem disse que a roupa era bela
De princesa ou rainha, ou mesmo fada
Deram cana-dura, geladeira, xilindró
Eu que me pensava divina

- Puta! Diziam aos gritos contra a minha inocência

Que tão-só, babaca e extemporânea, buscava o paraíso
Ou apenas um anjo, mesmo a pé, a espada em flama,
Eu, ainda virgem de segundo nome, sem quem m'o desse

(Alguém me passe uma toalha branca,
felpuda, pra secar cabelo longo,
tu aí, Godiva!)

compartilhe



informações

Autoria
deumesma
Ficha técnica
numtem
Downloads
345 downloads

comentários feed

+ comentar
Senhorita Miller
 

o que dizer?
aluciante
ébrio,embriagante
sempre sempre
absinto, sinto muito

Senhorita Miller · São Paulo, SP 18/6/2007 17:13
4 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Francinne Amarante
 

alucinou mesmo! calminha...
quando entender essas entrelinhas volto aqui.
acho que esse é o mais vermelho de todos...
bj
Fran

Francinne Amarante · Brasília, DF 18/6/2007 18:31
10 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Benny Franklin
 

Muito bom! Adorei. Terá meu voto. Abçs. Benny.

Benny Franklin · Belém, PA 18/6/2007 20:21
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
FILIPE MAMEDE
 

Lascivo...insano, sonoro.

Um abraço.

FILIPE MAMEDE · Natal, RN 20/6/2007 08:46
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Joca Oeiras, o anjo andarilho
 

Uma reflexão profunda e sem concessões sobre a condição da mulher. Não vi nada lascivo, nem de alucinante, embriagante, muito menos, principalmente depois de ter sorvido duas mangueiras geladas antes do almoço. Mas sinto uma profunda lucidez no seu Godiva!
beijos e abraços
do Joca Oeirasa=, oanjo andarilho
PS tenho sexo, mas n~]ao o utilizo pra pensar!

Joca Oeiras, o anjo andarilho · Oeiras, PI 20/6/2007 12:07
6 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
jjLeandro
 

Vejo nascer aqui um time de poetas sensuais. E fico feliz com tanta beleza e determinação em dizer o que sentem e são as mulheres sem medo nem reserva.
Parabéns
abcs

jjLeandro · Araguaína, TO 20/6/2007 14:53
5 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Cida Almeida
 

Gosto da força, do ímpeto, da pulsação e das imagens de sua poesia, sem contar, claro, a absoluta novidade e frescor das palavras nesse desassossego de ver e sentir. Beleza pura! Cadê o livro?

Beijo grande.

Cida Almeida · Goiânia, GO 20/6/2007 15:40
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Marcela Fells
 

Achei até quase delicado, quase.

Marcela Fells · Belo Horizonte, MG 20/6/2007 18:31
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Juliaura
 

Marcela, Cida, Leandro, Joca, Filipe, Benny, Frann, Senhora senhorita

O que dizer?
(a não ser agradecer o que todas vocês maravilhosas, lindas e generosas almas já disseram:)
sinto muito, muito sinto mesmo!
calminha... absinto essas entrelinhas
esse mais vermelho de todos...
Adorei o lascivo, insano, sonoro
A reflexão sem concessões, nem alucinante, sequer embriagante,
profunda lucidez de beijos e abraços de quem não tem sexo pra pensar!
E depois de muito suar
Nascem poetas sensuais que felizes sentem com beleza e determinação feminil sem nem medo ou reserva.
Força, ímpeto, pulsação: imagens da poesia, da novidade absoluta
do frescor das palavras de desassossego
de ver sentir, a beleza pura (!) de um grande beijo
tão grande e tão intenso que nun livro só não caberia
Até quase delicado,
quase...
Delicado fosse, de outro mundo seria.

Juliaura · Porto Alegre, RS 20/6/2007 21:00
6 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
crispinga
 

..."Inda querem que seja bela
Faça bem o sexo, até o anal
Que cozinhe, que lave, que passe
Chova ou faça sol
Que divindade me quer assim tão mal?..."

Aí eu enxergo as entrelinhas! Um protesto ! Ando muito feminista, estou lendo "A Ciranda das Mulheres Sábias", vou mandar para você um trecho:
" Por elas...
que sejam sempre corajosas;
que suas almas sejam protejidas por muitas outras,
Pois ao nosso mundo elas trazem
Recursos conquistados a duras penas."

Clarissa Pínkola Estés, a mulher que corre com lobos!

Que venham as flechas rubras, querida! Talento é nato, não é copiado ! Poema é pra sentir, arrepiar...Brindemos com pinga e mé!
Porque, com você e meu querido Joca, estou deixando de levar as coisas tão à sério! " Superficial como um espinho" ! rsrs
Love you, Juli!

crispinga · Nova Friburgo, RJ 20/6/2007 23:15
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Mateus Perdigão
 

Adorei demais!! Muito bom o jeito de escrever! :)

Mateus Perdigão · Fortaleza, CE 21/6/2007 01:02
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Francinne Amarante
 

[A/C Juli] acho que é assim que pediram o conselho, é isso? bom, respondo à vc Juli.muito querida.

Juli, vc é massa e muito talentosa!
hum...agora entendi mais um pouco.
fiquei intrigada com esse poema , Juli.
a beleza ou a feiúra está nos olhos de quem lê..(mudei um pouquinho só a frase)

mas, amiga, se me permite uma ousadia, sabe que falo o que penso... não me senti ofendida com o poema daquele moço, sobre putas, ejaculação precoce e tal.. sério! aquilo acontece sim. ‘muitas’(e não todas) mulheres se fazem de penicos para machões porque querem, ou fantasiam, ou se acomodam. é uma escolha.
quem educa nossas crianças? claro que começa em casa; o papel de educador poderia ser dividido entre o casal, de héteros ou não.
isso envolve tanta coisa, religião, estado, costumes, hipocrisia. não estou culpando ninguém, mas a natureza humana é muito desumana.
uma mãe que proíbe a filha pequena de masturbar-se está sendo cúmplice desse processo machista, tanto quanto o pai que induz o filho (talvez imaturo de suas opções) à aprender a trepar com uma profissional do sexo, pois é isso que são, é a profissão mais antiga que temos conhecimento (merece nosso respeito sim, são mulheres como nós, apenas optaram por vender seu corpo e não seus livros, ou seu dia-a-dia rotineiro, seus amores, sua vocação por um salário maior, seus sonhos, fazer um ‘bom casamento’...)

digo isso porque quero também chegar a esse ponto: liberdade!

a criação é do poeta que assina (não estou defendendo ninguém). mas é um poema, não uma matéria científica, ok?
penso que não cabe a nós, ditar se um poema é bom ou não. apenas gostamos ou não; votamos ou não.lemos ou não.
ficção X realidade, tá aí a confusão. cadê a liberdade de expressão? licença poética? é o que eu penso 'hoje' , amanhã não sei... estou aprendendo a cada dia.

o(a) poeta seria mais interessante se fosse andrógino, como os anjos e demônios que existem em todos nós.

Salve Hilda Hilst e Fernando Pessoa!

minha admiração sincera e um grande beijo pra vc Poeta Juli.
Fran

Francinne Amarante · Brasília, DF 21/6/2007 04:31
10 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Emanuele
 

Juliaura: gosto dos seus poemas
Fran: cabeça feita, poesia pura.
Parabéns poetas

Emanuele · São Paulo, SP 21/6/2007 14:31
5 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Fabiano Saváres
 

Juliara, amei sua poesia...de beleza rara. parabéns

Abraço

Fabiano Saváres · Blumenau, SC 22/6/2007 15:34
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Juliaura
 

Cris,
vês entrelinhas e eu estrelinhas.

mateuspo,
deixas-me sem jeito (quase),
agradecida, adorador.

Frann,
Tudo certo, tudo bunitim, nos conformes e pela órdi.
só não entendi o
acho que é assim que pediram o conselho
Quem pedira, ou que instituição foi essa que orientou a formalidade?

Emanuelle,
Agradeço de coração.
Teu gosto pelos meus feitos animam a que mais faça.

Fabiano,
amar a poesia...
inda mais de beleza rara, como dizes
(pelo que comovida e enlevada agradeço)
parece mais fácil que amar pessoas
Só parece, no entanto,
Bem de perto é tanto quanto

Beijin pequinin a todas vocês, maravilhosas pessoas.

Juliaura · Porto Alegre, RS 22/6/2007 16:32
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Francinne Amarante
 

hum.. era uma dúvida minha..recebo mensagens dos colegas membros do conselho editorial. E (não sei se entendi bem – confesso que não sou assim... um exemplo ) as mensagens pessoais, comentários não relacionados ao poema em votação ou edição (no comentário mencionei outros poemas e viagens minhas), segundo o conselho, seria interessante que fossem especificadas assim:
[A/C fulano]..acho que é isso, aí perguntei, tava com dúvida.

e não é assim, ‘instituição, despotismo, tem que’.. apenas uma dúvida quanto a sugestão. ninguém manda em minha criação, nem eu mesma.

ficou estranho, né? eu e tudo pra ontem.. deveria ter ‘emeiado’ a dúvida para o conselho, mas... foi.

beijos
Fran

Francinne Amarante · Brasília, DF 23/6/2007 02:14
3 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Renato Torres
 

olá juliaura,

uma fervura no teu texto que sacode estruturas. especialmente aos da minha raça... afinal, que sabemos nós, homens, dessa beleza única que admiramos muito superficialmente? sempre desconfiei, desde criança, que as mulheres são doutas, nascem doutas em ciências outras - saberei um dia? tu sabes.

beijo,

r

Renato Torres · Belém, PA 2/7/2007 12:11
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
doc, 20 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados