Harpia ( Ave de Rapina )

1
Naggai Monteiro · Salvador, BA
23/6/2009 · 23 · 30
 

Do jeito que caminham as coisas
Vou alçar vôo para te libertar
Abri mão de ser ave de rapina
Aterrissei na terra para poder te amar

Cortei as minhas garras afiadas
Para ser sua presa fácil, decidi me entregar
A minha fama predadora foi perdendo forças
Para ganhar a sua confiança, no intuito de ter a esperança
De viver até a morte ao lado seu
Fui esquecendo que Harpia vive em solidão para não se machucar
Esqueci de ser eu

Toda a envergadura que eu impunha respeito
Eu abandonei
Resolvi destemperar a minha visão
Só para ti, deixei
Quão duro é sofrer por amor
Só agora eu sei

Sou fragmento de rapina espalhando dor
Do firmamento ao chão
Cercada de desarmonia da rude apatia do seu coração
Não relevei às conseqüências de ter sua a ausência
E me condenei, cortei as minhas longas asas
Como alçar vôo e ir embora?
Não sei, eu não sei.


Sobre a obra

Nesse texto falo de uma voraz Harpia no sentido simbólico que abre mão de suas propriedades e passa a sofrer por amor, mais ou menos isso, vocês que vão dizer.

compartilhe



informações

Autoria
Naggai Monteiro.
Downloads
402 downloads

comentários feed

+ comentar
Ailuj
 

Lindo texto e lindíssima imagem
Um beijo

Ailuj · Niterói, RJ 23/6/2009 15:23
sua opinião: subir
Mirtes Carvalho
 

Naggai querida amiga, arrepiou!!!! Muito lindo seu despreendimento e doação em nome do amor. Quando você diz:
Abri mão de ser ave de rapina
Aterrissei na terra para poder te amar
também:
Cortei as minhas garras afiadas
Para ser sua presa fácil, decidi me entregar
também:
Fui esquecendo que Harpia vive em solidão para não se machucar
Esqueci de ser eu
também:
Sou fragmento de rapina espalhando dor
Do firmamento ao chão
Cercada de desarmonia da rude apatia do seu coração
Menina está muito lindo seu poema, as figurações e grande declaração de entrega total ao amor... Lindo! Super Parabéns
Beijos na esperança de uma reação positiva deste amor.
Mirtes Carvalho

Mirtes Carvalho · Rio de Janeiro, RJ 23/6/2009 15:25
sua opinião: subir
alcanu
 

Destoar é preciso, romper com todas as estruturas, incorporarmos novas situações e nos impregnarmos de novidades !
Um beijo !
Vôo lindo esse seu !

alcanu · São Paulo, SP 23/6/2009 15:28
sua opinião: subir
Vinícius Motta
 

Triste quando a gente se doa, até se transforma por alguém , e isso não vale de nada - pelo menos do lado positivo.
Mas o imporante é que mesmo sem asas é preciso seguir em frente. Uma passo de cada vez para aprender um novo jeito de seguir o destino...
Parabéns.
Votado.

Vinícius Motta · Rio de Janeiro, RJ 23/6/2009 15:54
sua opinião: subir
Naggai Monteiro
 

Ailuj - Obrigada mais uma vez pela sua presença.

Mirtes - sinceramente, fiquei muito emocionada com o seu lindo comentário, muito obrigada.

Alcanu - realmente, se você deseja amar é preciso romper com as todas as estruturas, abrir mão de coisas e pagar pra ver.
Valeu meu caro.

Naggai Monteiro · Salvador, BA 23/6/2009 15:55
sua opinião: subir
Doroni Hilgenberg
 

Naggai,

definiu muito bem as mulheres abrem a mão de tudo por amor
e passam a servir um senhor absoluto. Quando acordam, já não
tem mais coragem de reagir pois perderam até o amor próprio..
O melhor é dossar...
nem harpia e nem pomba da paz.
bjs

Doroni Hilgenberg · Manaus, AM 23/6/2009 15:56
sua opinião: subir
Naggai Monteiro
 

Vinícius - Você tem toda a razão, temos de sguir em frente. Beijos

Naggai Monteiro · Salvador, BA 23/6/2009 15:58
sua opinião: subir
Naggai Monteiro
 

Doroni - Na verdade, nós, mulheres somos presas facéis, porque nos doamos por inteiro e abrimos mão de coisas mais valiosas, por acharmos que não há nada mais valioso do que o amor.
Obrigada pela presença e comentário.

Naggai Monteiro · Salvador, BA 23/6/2009 16:00
sua opinião: subir
menina_flor
 

Querida Naggai um belo poema de amor. Quando amamos nos tornamos tão fortes e frageis ao mesmo tempo. É uma incoerencia essa mistura de sentimentos.
A entrega é total...mas lá no fundo precisamos manter vivos nossos institintos de sobrevivencia se não nos transformamos em 'feras feridas'...
O amor deve ser vivido a dois mas sempre coma as asas da liberdade fortes para voar quando necessário.
Gostei do seu lado poeta do amor..
Bjos
Patty

menina_flor · Rio de Janeiro, RJ 23/6/2009 17:25
sua opinião: subir
Naggai Monteiro
 

Patty - obrigada pelo comentário e por gostar do meu "lado poeta do amor", adorei a nomenclatura rsrsrs.
Pois é querida, os brutos também amam e sabem falar de amor rsrssrsrs, só sorrisos!!!
Beijos!!!

Naggai Monteiro · Salvador, BA 23/6/2009 17:38
sua opinião: subir
MaluFreitas
 

Totalmente DESARMADA! Para uma Harpia é difícil para um SER HUMANO é muito pior ou quem sabe...MELHOR?
Fica no ar o desprendimento e a sinceridade da ENTREGA! Muito bom!

MaluFreitas · Salvador, BA 23/6/2009 17:49
sua opinião: subir
Daniele Boechat
 

Querida, gostei de ver a mudança. Isso mesmo! Se liberte em todos os sentidos anda que haja dor na quebra das asas, na aterrisagem brusca. Se permita voar e depois venha nos dizer em seus trabalhos o que encontrou durante sua viagem. Beijos e muito feliz com que vi (sua conquista acima de tudo).

Daniele Boechat · Rio de Janeiro, RJ 23/6/2009 20:48
sua opinião: subir
Marcelo ShytaraLira
 

Naggai Poeta das alturas...
de Predadora a presa: será que vale o amor?
bjs

Marcelo ShytaraLira · São Paulo, SP 23/6/2009 21:08
sua opinião: subir
Zeca Avelar
 

oiii meni_Naggai!

Lindissima a sua expressão poética!

Este seu 'soltar', para esse aparente desconhecido e "desarmada" de suas garras, quem sabe seja para aquisição de uma nova visão e compreensão do amor!

Pois, não podemos conceber amor que signifique sofrimento... A não ser que seja - quem sabe - eu que estou rotulando agora - uma "impressão de ser amor" (muitos chamam de paixão... obsessão...)...

Uma vez, conscientizada desse amor, certamente aparecerá sua "gemealma", e não serão mais necessárias garras nenhumas seja da Harpia, seja do "Harpio", pois no vai e vem do fluir das ondas do mar também se fará esse amor pleno de amar!

Karinhos Kentinhos,
ZecaFeliz - gaDs!

Zeca Avelar · Florianópolis, SC 23/6/2009 21:21
sua opinião: subir
O NOVO POETA.(W.Marques).
 

Sou fragmento de rapina espalhando dor
Do firmamento ao chão
Cercada de desarmonia da rude apatia do seu coração
Não relevei às conseqüências de ter sua a ausência
E me condenei, cortei as minhas longas asas
Como alçar vôo e ir embora?
Não sei, eu não sei.


trabalho muito bonito, parabéns.votado.

O NOVO POETA.(W.Marques). · Franca, SP 23/6/2009 22:45
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Greta Marcon
 

Naggai. Eu fiz um samba chamado: eu pago pra ver... Lembra demais o teu poema. Acho que amar sempre vale a pena, mesmo que a gente saia com uma asa quebrada; os momentos felizes que vivemos, ficarão para sempre acalentando as nossas lembranças futuras... Parabéns pelo belo poema. Gostei e votei
Baci da Mamma

Greta Marcon · Ponte Nova, MG 23/6/2009 23:27
sua opinião: subir
azuirfilho
 

Naggai Monteiro · Salvador (BA)
Harpia ( Ave de Rapina )

Tem de ter a feminilidade e abranger a imensidão.
E havendo a necessidade, partir para a decisão.
Tem de sempre se preparar e se necessário insurgir.
A finalidade da vida e amar e somar pra construir.

parabéns pelo Trabalho e pala inspiração que nos anima.
Abração Amigo.

azuirfilho · Campinas, SP 23/6/2009 23:49
sua opinião: subir
Naggai Monteiro
 

Malu - conterrânea é muito bom ter a sua presença, e você tem total razão em dizer que se é difícil para uma Harpia, muito mais para um ser humano dotado de faculdades perceptivas.

Dani - que bom que gostou da mudança, mas ainda pode esperar uma mudança maior com a sua ajuda, não esqueça do meu pedido.

Marcelo - respondo a sua pergunta com uma frase, que por sinal não é minha: " O amor é uma punhal de dois gumes fatais, não amar é sofrer, amar é sofrer mais".

Zeca - você sempre um amor, e tão bacana nos comentários.

Poeta - Valeu poeta!!!

Greta- quero ver esse seu samba tá, manda para mim, quem sabe não role uma parceria Minas com Bahia? Imagine pão-de-queijo com acarajé!!! rsrsrs obrigada pea presença.

Azuir - Você está certo, a finalidade da vida é amr, mas com tanto que seja recíproco e não cause tanta dor ao ponto de desejar nunca na vida ter amado. Eu particularmente, nunca passei por nenhuma das ocasiões, nunca amaei demais o que me faz não sofrer demais, porque a gente sofre na mesma proporção que amamos.

Beijokas e um cheiro em todos.

Naggai Monteiro · Salvador, BA 24/6/2009 03:44
sua opinião: subir
Cláudia Campello
 

...deixe- as crescer novamente!

bjsssssss♥;;

Cláudia Campello · Várzea Grande, MT 24/6/2009 13:26
sua opinião: subir
Vasqs
 

Quão duro é sofrer por amor
Só agora eu sei

Pois é, me too. Não sei, não sei.
A Naggai tem mãos de jardineiro quando trata de amor (Chico).
abraço, Vasqs

Vasqs · São Paulo, SP 24/6/2009 15:25
sua opinião: subir
raphaelreys
 

Quem corta as unhas e se mostra passivo na verdade adota apenas um tipo de estratégia de ataque. Tudo na vida é bipolar!

raphaelreys · Montes Claros, MG 24/6/2009 16:31
sua opinião: subir
delen
 

Lindo poema amiga, e quem nunca sofreu por um amor? Mas voe mulher, pois existe a liberdade dentro de vc. Esse fim de semana vc não escapa parceira!!! Beijos!

delen · Cotia, SP 24/6/2009 20:12
sua opinião: subir
Naggai Monteiro
 

Claudinha - você será sempre bem vinda aqui, foi a primeira pessoa que me deu a mão aqui e me mostrou como tudo funciona. Sou eternamente grata.

Vasqs- Obrigada pelo belo elogio.

Raphael - Concordo que tudo na vida é bipolar, obrigada pela presença.

Delen - parceiraço, você sabe que já mora nesse coração de rapina baiano, que a nossa amizade dure até o fim das poesias do mundo. Não quero escapar, a nossa parceira tem que continuar, amigo.

Obrigada a todos, esses comentários so enriquece e estímula a continuarmos nessa poética trajetória.

Beijos e cheiros!!!

Naggai Monteiro · Salvador, BA 24/6/2009 22:35
sua opinião: subir
RUI LÔBO
 

Naggai: Bela analogia do ato de amar com a Ave de Rapina: Tudo a ver: O amor é quase sempre um sentimento predador, que busca como necessidade de sobrevivência a presa que é o ser amado, a todo custo. Né não? Axé!

RUI LÔBO · Brumado, BA 25/6/2009 12:20
sua opinião: subir
Naggai Monteiro
 

Rui,
Obrigada pela sua presença.
O amor é mesmo um sentimento predador, como um animal selvagem, ou nesse caso uma ave de rapina.
Beijos!!

Naggai Monteiro · Salvador, BA 27/6/2009 14:23
sua opinião: subir
ayruman
 

Beleza simbólica...
Um grande Abraço sertanejo e Paz na Terra. jbconrado.

ayruman · Cuiabá, MT 28/6/2009 11:03
sua opinião: subir
LAURO WINCK
 

Belo poema!
Votado.
bjs

LAURO WINCK · Rio Pardo, RS 1/7/2009 10:07
sua opinião: subir
Falcão S.R
 

Naggai,

Muito bom!

Abs

Falcão S.R · Rio de Janeiro, RJ 7/7/2009 02:59
sua opinião: subir
Luís, o último literário
 

Nossa!!!!!!!!!!!!!!!

espantosamente literário!!
Parabéns.

Luís, o último literário · São Luís, MA 15/7/2009 09:33
sua opinião: subir
Cláudia Campello
 

passando só pra reler......
e sentindo mais profundamente.
é forte e rico esse poema.
gostei mto.

bjssssss♥;;

Cláudia Campello · Várzea Grande, MT 16/7/2009 02:05
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 2 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados