Julia Debasse - Sangue Árabe

Instale o Flash Player para ver o player.
1
JuliaD · Rio de Janeiro, RJ
10/6/2006 · 75 · 2
 

Essa não é uma canção pacifista e nem é uma canção pela guerra. É pra pedir justiça. Tudo que eu quero dizer realmente é que "a terra só é sagrada se for de todo mundo." E não é uma canção sobre uma idéia, é uma canção sobre uma sensação - a sensação de impotência que faz um sujeito se explodir em centenas de pedacinhos. Claro que eu não defendo isso (é injustificável, terrível, não pode ser defendido) - eu escrevi isso pensando não só no meu sangue árabe (sou descendente de libaneses), mas tentando entender da onde vem tanto ódio, tanta mágoa e tanto horror.

SANGUE ÁRABE

Os garotos estão no pátio
Ensaiando passagens bíblicas,
Me pediram que eu lambesse
Selos de cartas mal escritas.
Eles aceitam convênios
Com Alah, Jesus ou Buda,
Eles comandam engenhos
Daqui até Singapura

Meu sangue árabe ferve
E a noite se despedaça,
Como uma bomba no Líbano,
O vidro numa passeata

O cacique quer todas as penas
Para seu novo cocar;
A pomba gira sem asas
Jamais sai do lugar.
Deus não se incomoda
Com essas questões terrenas,
Ele não vai assegurar
Suas vitórias pequenas.

Meu sangue árabe ferve
E a noite se despedaça,
Como a bomba em Bagdá
O vidro na passeata.

Na sua poltrona de couro,
Veste sapatos apertados,
Chacoalha olhos em suas mãos
Como se fossem dados.
Tire de quem não tem nada,
Alimente o ódio mútuo,
A terra só é sagrada
Se for de todo mundo.

Meu sangue árabe ferve
E a noite se despedaça
O muro em Jerusalém
O vidro na passeata.

compartilhe



Embutir



informações

Autoria
Julia Debasse
Ficha técnica
Julia Debasse - Voz
Sérgio Diab - guitarras
Marcelo Larrosa- Baixo
Beni Borja - Bateria
Humberto Barros - Teclas
Downloads
396 downloads

comentários feed

+ comentar
Capi
 

Já havia ouvido essa no My Space. Gosto bastante, é bem forte - e pra mim é pacifista, sim! Somos todos contra a violência, mas há mesmo no Brasil uma certa intolerância em relação aos árabes, e é bom que alguma voz se levante quanto a isso.

Por falar em voz: se você inveja minhas harmonias, Julia, saiba que eu trocaria todos os acordes por saber cantar desse jeito...

Capi · Santos, SP 8/6/2006 01:14
sua opinião: subir
Renato Torres
 

julia,

na verdade nem importa se a canção é pacifista ou não... é oportuna, é necessária. e soa assim. é perceptível na tua voz. a banda está afiada, cheia de densidade, peso, verve... muito legal mesmo. a terra só é sagrada se for de todo mundo. bravo, julia.

abraço,

r

Renato Torres · Belém, PA 13/3/2007 22:38
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados