Livra-me.

1
olair · Palotina, PR
25/1/2011 · 2 · 0
 

Livra-me da morte
As pedras voam em minha direção
Com que poder julgas tais atos
Quando seus próprios atos são uma condenação.
Livra-me deste tormento
Enquanto ainda tenho um suspiro
Que os espinhos das rosas se quebrem
Indo serenamente assim, me retiro.
Com sua lei me trouxe a morte
Com teus preceitos jogou-me ao chão
Quem atira estas pedras
Retira de si o próprio perdão.
Livra-me...
Por desejo a tentação, o querer
Seria tão grande assim este mal
Pelo qual condena a morrer este ser.
Esta jaula que me aprisiona friamente
Não me deixa a vida usufruir
Tão logo não temo a morte
Pois num raro momento pude o prazer sentir.
Este anseio proibido
Loucura cega, prazer enfim sentido
Julgamento impróprio e humano
Cai ao chão leve, sereno, esquecido.

Olair de Souza.
04/08/10

compartilhe



informações

Autoria
Olair de Souza
Downloads
303 downloads

comentários feed

+ comentar

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 2 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados