LÚCIA - Personagem majestosa

Sinvaline
1
Sinvaline · Uruaçu, GO
21/1/2008 · 148 · 17
 

LÚCIA

A figura é bem conhecida por todos: negra alta, suja e banguela. Os peitos enormes descem até à barriga e com um pano na cabeça sai às ruas pedindo e conversando só.

Á noite dorme sob o efeito da cachaça que ganha. Alguém se aproveitou disso e a engravidou. À medida que a barriga foi crescendo ela a apalpava e sorria entendendo que tinha um filho ali. Acariciava o ventre sorrindo e balbuciando algo incompreensível.

A praça foi o lugar do parto, o cordão umbilical foi cortado nos dentes e quando o neném chorou ela o escondeu debaixo das saias sujas. Depois que o dia clareou sorrateiramente ela desceu as ruas e lavou o bebê nas águas poluídas do córrego Machambombo.

Quando já estava (limpo?) o embrulhou em suas anáguas e o neném se saciou no leite dos peitos enormes cheios de leite.

O bebê fez com que ela ficasse numa posição de ataque: ninguém chegava perto, talvez temesse que lhe roubassem a criança. O ciúme era tanto que poucas pessoas conseguiram ver o rosto do dele, só ficou conhecido mesmo quando começou a acompanha-la pelas ruas pedindo comida.

Quando o menino já contava com mais ou menos oito anos alguém se incomodou de ver a criança com ela pedindo nas ruas e aí começaram as denúncias e o conselho tutelar interferiu.

Ela enlouqueceu de vez pois queriam roubar seu filho. Mas mesmo assim o levaram para uma instituição que abriga menores.

Agora ela anda pelas ruas, quase não sorri. Conversa sozinha e chama o filho...

Às vezes pega o telefone público e fica falando com alguém como se fosse ele, dizendo que está com saudade...

Hoje Lúcia já tem uma casa doada pela Prefeitura local, recebe cesta básica e não bebe mais pinga; porém o olhar e as palavras são mais tristes.

Ela já faz parte da paisagem da cidade e em todos os lugares está sempre balbuciando palavras incompreensíveis.

Tentei uma aproximação maior, fui à sua casa. Demorou abrir o portão e quando fui entrando me pediu para limpar os pés apesar da sujeira do piso.

Todo o lixo recolhido nas ruas é organizado em prateleiras onde se vê de tudo um pouco. Chamou-me atenção os livros velhos, alguns até raros. Perguntei se sabia ler, ela sorri e sacode a cabeça que não.

No quintal já não tem como andar de tanta coisa entulhada, mas tudo organizado conforme a cabeça dela, tudo tem uma hierarquia e um lugar certo.

Quando lhe pergunto do filho ela diz:

- Ele ta lá...o Lúcio tá la, vou buscá ele...

Só que para ela o filho ainda é um menino pequeno, em sua cabeça não o vê crescido.

O pessoal da Ação Social de Uruaçu a levou para uma visita e ela voltou como se não tivesse visto nada ou talvez encontrado uma pessoa estranha, seu filho ainda é aquele que foi para o abrigo, não cresceu.

A meninada diz:
- Lá vem a Lúcia doida!

Mas não a incomoda, ela se sente parte da paisagem, agora sempre acompanhada por um cachorro.

A cidade já se acostumou com essa figura excêntrica que não gosta de roupas novas nem limpas; gosta dos trapos que incluem saias longas, blusas de babados onde os rasgões e às vezes uma peruca toda colorida, lhe dão um ar altivo, majestoso.

compartilhe



informações

Autoria
Sinvaline Pinheiro
Downloads
243 downloads

comentários feed

+ comentar
azuirfilho
 

Sinvaline · Uruaçu (GO) ·
Um Texto de muita dor pra gente chorar.
A Vida é terrível embora seja lindíssima.
Por todo lado dores, guerras, fome, exclusáo e abandono.
Por todo lado também exemplos de pessoas extraordinárias que se deram pra gente acreditar que a esperança e o amor valem a pena.
A Vida é uma passagem rápida e o que conta é essa esperança e esse amor plantado no coração .
Vale a pena tudo que for de amor.
Sempre podemos fazer alguma coisa.
Podemos fazer uma comunicação co Conselho Tutelar para minimizar essa dor de mãe táo sofrida e crucificada pela vida.
Podemos pedir ao Conselho Tutelar Misericórdia para esta Santa Mulher. Uma chance para ela. Uma chance para nós todos.
Deus é grande e esta vendo tudo.
Sempre podemos fazer algua coisa.
Sempre tem alguém fazendo algua coisa.
Deus esta presente vendo tudo.
Nada esta abandonado.
Há toda imperfeição mas, há uma perfeição acima de tudo.
Parabéns pelo seu Trabalho.
Um Trabalho Cheio de Dignidade.
Deus esta contigo.
Maior orgulho de vocé.
Um Abração Amigo.
Voltarei para votare a luta continua.

azuirfilho · Campinas, SP 19/1/2008 11:11
sua opinião: subir
anamineira
 

Sinvaline,
E o passado dela, quando era criança?
Foi preciso guiar o filho para o bem da sua vida futura.
Fica, sim, um dó de ver o coração da mãe em frangalhos.
Histótia triste, mas muito bem contada.
Voltarei para o voto.
Um carinho...

anamineira · Alvinópolis, MG 19/1/2008 12:02
sua opinião: subir
Sinvaline
 

Azuir obrigada pelo comentário. Quanto à Lucia, acho que nao há o que fazer, o filho agora nao ia querer morar com ela, acredito. Ele já é um rapaz e nunca a procurou. Mas quem sabe um dia ele volta?
abraços
sinva

Sinvaline · Uruaçu, GO 19/1/2008 22:51
sua opinião: subir
Sinvaline
 

Ana eu já perguntei sobre o passado dela, mas a cada dia ela conta uma coisa diferente. Sei que é baiana, mas estou tentando descobrir mais coisas dela.
beijos e obrigada querida
sinva

Sinvaline · Uruaçu, GO 19/1/2008 22:52
sua opinião: subir
Osvaldo
 

São muitas Lúcias nesse Brasil.
Parabéns em documenta-la.
Abraços!!!!

Osvaldo · Olinda, PE 21/1/2008 12:25
sua opinião: subir
Rangel Castilho
 

Salve a majestade de Lúcia ante nossa loucura!!!

Rangel Castilho · Anastácio, MS 21/1/2008 15:46
sua opinião: subir
Cintia Thome
 

Lucias...Lourdes...Marias...Antonias...muitas
e muitos...
Belo documento=texto
bjus e votado.

Cintia Thome · São Paulo, SP 21/1/2008 19:52
sua opinião: subir
azuirfilho
 

Sinvaline · Uruaçu (GO)
Estou de Volta com carinho.
Por todas as Lúcias e por todos que sentem as dores delas.
Valeu o Trabalho.
Lúcia é inesquecível.
Parabéns.
Maior orgulho de você.
Abração

azuirfilho · Campinas, SP 21/1/2008 21:50
sua opinião: subir
carlos magno
 

Puxa minha amiga Sinvaline esta estória é triste demais, não é? Mas infelismente é uma realidade que se repete constantemente por esse país. Meus sinceros aplausos pela bela construção do texto e beijos.
Carlos Magno.

carlos magno · Rio de Janeiro, RJ 21/1/2008 22:32
sua opinião: subir
Fatima Paraguassu/Santa Cruz de Goiás
 

Sinva, ô Sinva! Que beleza triste!
Por que há seres que nem a Lúcia e outras tantas neste mundo?
Dá um nó no peito! Amor de mãe: doido e doído!
Ao escrevermos poesia, fugimos um pouco da realidade.A vida se mostra menos mórbida!
Matérias como esta mostra o quanto há Marias, Clarices, Helenas, Berenices...,por aí, perambulando em busca do nada.
E Deus? Será o que pensa disso?

Fatima Paraguassu/Santa Cruz de Goiás · Santa Cruz de Goiás, GO 21/1/2008 23:08
sua opinião: subir
Nydia Bonetti
 

Belo texto, repleto de realidade e de dor. Muito triste... Magnifico trabalho, Sinvaline.
Abrçs.

Nydia Bonetti · Piracaia, SP 22/1/2008 00:22
sua opinião: subir
Sinvaline
 

Obrigada a todos: Azuir, Anamineira, Osvaldo, Rangel, Cíntia, Carlos Magno, Fátima e Nydia. Vou continuar escrevendo sobre a Lúcia, ela é uma figura especial. Hoje ela chegou bem cedo aqui em casa e me disse que estava viajando para ver o filho, todos os dias ela diz isso, nao desiste.

Beijos a todos
sinvaline

Sinvaline · Uruaçu, GO 22/1/2008 16:46
sua opinião: subir
Assinoê - Discípula de INRI CRISTO
 

Triste e comovente a história de vida dessa mulher.

Interessante você retratar as histórias das pessoas de nosso país.
Parabéns!
Assinoê

Assinoê - Discípula de INRI CRISTO · Brasília, DF 21/2/2008 12:54
sua opinião: subir
dundum
 

Obrigada Assinoê, a Lúcia é uma das tantas que vivem por aí expostas a tudo.
Escreva suas memórias tambem.

bjs
sinvaline

dundum · Paraúna, GO 21/2/2008 13:08
sua opinião: subir
Neiry Celestino
 

Tive o prazer de conhecê-la enquanto pintava o carreiro lá na praça de Uruaçù

Neiry Celestino · Goiânia, GO 14/5/2008 14:33
sua opinião: subir
Ivette G.M.
 

Lin, todos nós conhecemos alguma figura dessas que a vida marca com um grande carimbo. O que machuca é saber que nada é feito por elas. Nós mesmos, passamos por elas e as ignoramos. Temos pressa e nossa vida é outra. Votadíssimo.
Ivette G N

Ivette G.M. · Cotia, SP 2/3/2009 17:41
sua opinião: subir
Sinvaline
 

Lúcia hoje está mais fraca e ainda percorre parte das ruas de Uruaçu, o cabelo caindo porém a pose majestosa continua e ainda os devaneios espirituais mostrando que no passado foi mulher de um guarda dos palacios do rei... Sonho ouvindo suas histórias..

Sinvaline · Uruaçu, GO 7/12/2012 12:44
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
doc, 22 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados