Manifesto - I

Socioambiental
1
graça grauna · Recife, PE
20/2/2010 · 19 · 37
 

...fragmento que sou
da fúria no choque cultural,
aqui, manifesto o meu receio
de não conhecer mais de perto
o que ainda resta
do cheiro do mato
da água
do fogo
da terra e do ar
Torno a dizer:
manifesto o meu receio
de não conhecer mais de perto
o cheiro da minha aldeia
onde ainda cunhantã
aprendi a ler a terra
sangrando por dentro



Graça Graúna
Nordeste do Brasil, 20 de fevereiro de 2010

Sobre a obra

Torno a dizer:
manifesto o meu receio
de não conhecer mais de perto
o cheiro da minha aldeia
onde ainda cunhantã
aprendi a ler a terra
sangrando por dentro

compartilhe



informações

Autoria
Graça Graúna
Downloads
281 downloads

comentários feed

+ comentar
O NOVO POETA.(W.Marques).
 

...fragmento que sou
da fúria no choque cultural,
aqui, manifesto o meu receio
de não conhecer mais de perto
o que ainda resta
do cheiro do mato
da água
do fogo
da terra e do ar
Torno a dizer:
manifesto o meu receio
de não conhecer mais de perto
o cheiro da minha aldeia
onde ainda cunhantã
aprendi a ler a terra
sangrando por dentro



de todo lindo, um belíssimo trabalho, um ótimo final de semana.

O NOVO POETA.(W.Marques). · Franca, SP 20/2/2010 19:27
sua opinião: subir
graça grauna
 

Novo Poeta, você é muito gentil. Grata pela visita.

graça grauna · Recife, PE 20/2/2010 20:09
sua opinião: subir
José Carlos Brandão
 

O mal do homem de hoje é ter perdido as suas raízes. Nós temos as nossas raízes. Por mais que nos afastemos, ainda temos terra e mato nas veias.
É verdade que dá medo - porque seria uma tragédia perdermos a nossa ligação com a terra.
Deus a abençoe, Graúna.

José Carlos Brandão · Bauru, SP 20/2/2010 21:34
sua opinião: subir
graça grauna
 

Meu querido mestre Brandão: suas palvras vêm do centro da terra e falam de esperança. Grata pela leitura do meu Manifesto. Fique com Ñanderu.

graça grauna · Recife, PE 20/2/2010 23:01
sua opinião: subir
graça grauna
 

Estimada Greta: suas palavras dão conta de que devemos cultivar a esperança, apesar da ganância dos homens. Grata pela leitura do poema Manifesto. Bjos de luz e paz em Ñanderu.

graça grauna · Recife, PE 20/2/2010 23:54
sua opinião: subir
graça grauna
 

graça grauna · Recife, PE 20/2/2010 23:57
sua opinião: subir
Greta Marcon
 

Jamais iremos perder a nossa identidade, as nossas raizes. Elas viverão sempre na nossa memória visual e olfativa; assim como jamais esqueceriamos de nosos pais; é vinculo eterno, é linha que não se rompe. Tudo pode mudar, pela ganãncia dos homens, menos a lembrança do que já vivemos; esse é o nosso grande tesouro. Fique em paz com Ñanderu, querida amiga.
Beijosssss

Greta Marcon · Ponte Nova, MG 20/2/2010 23:59
sua opinião: subir
Cláudia Campello
 

a conduta das aguas passadas,
só os bons poetas louvam...lamentam. ..cantam
imortali\a em versos assim.....saidos das entranhas!
sua poesia, Graça, traz o son do utero da terra.

tocada aqui!

bjssss;

Cláudia Campello · Várzea Grande, MT 21/2/2010 04:08
sua opinião: subir
graça grauna
 

Minha querida Campello: grata por sua generosidade. Em versos da terra, receba o meu abraço.

graça grauna · Recife, PE 21/2/2010 08:21
sua opinião: subir
Jairo de Salinas
 

Como disse o mestre Elomar: Você é 'Imbuzêru das bêra do rio'.
Grauninha, por mais que corra trechos, que rode paragens distantes, as 'areia' do teu chão estará sempre em seus 'pé'.
Talvez vc tenha sido alçada, para em meio a esse choque de culturas ser mais uma pedra que resiste.
Que beleza de escrito vc nos presenteou. Sobretudo àqueles que não mensuram e nem segregam isso a que chamamos cultura.
Um beijo, minha índia retada!

Jairo de Salinas · Salinas da Margarida, BA 21/2/2010 10:31
sua opinião: subir
victorvapf
 

graça grauna, belos versos. Isto mesmo, é preciso protestar sempre...

abraços

victorvapf · Belo Horizonte, MG 21/2/2010 11:53
sua opinião: subir
Anderson Luis
 

é triste que tenhamos perdido nossas ligações com a terra.
que bom que alguns ainda a mantém e fazem belas poesias sobre isso!

Anderson Luis · Rio de Janeiro, RJ 21/2/2010 14:14
sua opinião: subir
graça grauna
 

Jairo de Salinas, meu querido: "retado" mesmo é ter a sorte,, a felecidade, a riqueza de ter a atenção e o carinho de uma pessoa assim, feioto tu. Ah, meu amigo....se todos fossem iguais a você.....e vamos que vamos pra luta porque é preciso resistir. Grata pela leitura do Manifesto. Em Ñanderu, Grauninha

graça grauna · Recife, PE 21/2/2010 20:05
sua opinião: subir
graça grauna
 

CORRIGINDO:

..."retado" mesmo é ter a sorte,, a felecidade, a riqueza de ter a atenção e o carinho de uma pessoa assim, feito tu....

graça grauna · Recife, PE 21/2/2010 20:08
sua opinião: subir
graça grauna
 

Meu querido Victorvapf: fico honrada com a sua leitura em torno do meu Manifesto. A luta continua. Bjos e paz em Ñanderu.

graça grauna · Recife, PE 21/2/2010 20:11
sua opinião: subir
graça grauna
 

Anderson: muito prazer em conhecê-lo Fico feliz com a sua preseça. Pessoas iguais a você incentiva-nos a continuar na luta. Grata pela leitura do meu Manifesto. Em Ñanderu, Grauninha

graça grauna · Recife, PE 21/2/2010 20:14
sua opinião: subir
Cintia Thome
 

Graça, realmente estamos nos perdendo. Hoje aqui em Sao Paulo, um calor insuportável, ontem chuva...um clima estranho e perguntei a mim mesmo como ficaão as gerações e nós mesmos pois cada vez mais estamos cansados, exaustos, logo querendo ir pra casa. dormir...esse clima está nos deixando atordoados...
Estamos perdendo o mato, a água e o ar....
Belo manifesto que já não é só do Nordeste, mas sim de todo o mundo...


bjbj

Cintia Thome · São Paulo, SP 21/2/2010 23:33
sua opinião: subir
Gustavo Adonias
 

Grauna, querida

Maravilhosa obra, e ao mesmo tempo entristecedora pela situação que este mundo tem se apresentado, devido à ação sem consciência do ser humano. A natureza é a cada dia violentada, bem como as tradições dos povos autóctones das matas brasileiras. Tudo está sendo rapidamente diluído, neste caldo de desmazelo total e ignorância do homem para com a sua própria história e cultura ancestral. Tudo vai sendo desmantelado de forma brutal em nome do capital...

Parabéns !

Beijo grande.

Gustavo Adonias · Salvador, BA 22/2/2010 01:04
sua opinião: subir
Claudia Almeida
 

Grauninha querida!

...você uni versos fortes e magias da terra, amei a photo,bjs.

Claudia Almeida · Niterói, RJ 22/2/2010 07:26
sua opinião: subir
kfarias
 

Graça, não apenas a terra sangra (o que é por demais contundente) mas os nossos corações também. As vezes fico a imaginar o porque de tudo isso, entendo que ^Nanderu de todos nós, não nos criou para depredar, aviltar a Natureza e a Humnanidade, será que apesar de todos os nossos empenho e orações não conseguem travar essa onda?
Sei que o mal nunca vencerá o BEM mas temos de ter dentro de cada um de nós a vontade e a força maxíma e que devemos, cada vez mais, realizar atos e pensamentos bons para que possamos realmente ter a PAZ.
Seu manifesto, nosso manifesto, deve ser constante e objetivo ou conseguimos mudar a situação ou nossos descendentes terão trabalho por demais para reconstruir/salvar. com a benção de DEUS, a nossa mãe TERRA.
Você não está sozinha, estamos juntos.
Abraços.

kfarias · Águas de Lindóia, SP 22/2/2010 09:28
sua opinião: subir
ayruman
 


"O murmúrio das águas é a voz de meus ancestrais.
Os rios são nossos irmãos, saciam nossa sede. Os rios carregam nossas canoas e alimentam nossas crianças. Se lhes vendermos nossa terra, vocês devem lembrar e ensinar a seus filhos que os rios são nossos irmãos, e seus também. E, portanto, vocês devem dar aos rios a bondade que dedicariam a qualquer irmão". (cacique Seatle)
Tenha una boa Semana... jbconrado

ayruman · Cuiabá, MT 22/2/2010 09:52
sua opinião: subir
Marcos Filho
 

Acredito que o futuro nos reserva a união de todas as culturas, raças, fronteiras e línguas... aí sim estaremos na irmandade fraterna que a Força Superior espera de nós... é lamentável a desfiguração de uma determinada cultura (quando falo na união não falo na prevalência de uma cultura sobre as outras mas na reunião de todo o acervo humano e na cultura única do conhecimento - como o verdadeiro alimento do espírito)... Abraço

Marcos Filho · Campo Grande, MS 22/2/2010 10:02
sua opinião: subir
EdimoGinot
 

Um belo manifesto, Graça

Irremediável, talvez? Irreversível? quem sabe.
Não sei. Nem sei o que seria melhor ou pior.(e)(in)voluimos neste mundo da maneira que dá, creio eu.

belissimo trabalho, cheio de cheiros ancestrais e sinceros.
parabeéns
Um abraço

EdimoGinot · Curitiba, PR 22/2/2010 10:09
sua opinião: subir
azuirfilho
 

graça grauna · Recife, PE
Manifesto - I

Ninguém pode perder a sua Humanidade.
A História de cada um esta na sua ancestralidade que nos faz amar a terra e a gente.
Isso identifica todo mumndo e faz florescer o amor que leva ao respeito e torna o mundo e a vida melhor para todos.

...manifesto o meu receio
de não conhecer mais de perto
o cheiro da minha aldeia
onde ainda cunhantã
aprendi a ler a terra
sangrando por dentro...

Parabéns pelo trabalho que fala da nossa gente, falando também de todas gentes e nos torna mais conscientes da irmandade Humana.
Abração Amigo para todos.

azuirfilho · Campinas, SP 22/2/2010 12:52
sua opinião: subir
graça grauna
 

Meu grande Azuir - o seu abraço chega na hora certa em que preciso me vestir de alegria e coragem para tocar os trilhos urbanos. Grata pela leitura do meu Manifesto. Paz em ñanderu, Grauninha

graça grauna · Recife, PE 22/2/2010 14:08
sua opinião: subir
graça grauna
 

Meu estimado EdimoGinot - a propósito do seu coemtário veio a minha cabeça, neste instante, as palavras poéticas do Marcos Filho no poema "Afagos" em que ele fala de evolução. Acho meu amigo, que estamos perdendo a delicadeza. Só vejo violência por aí e o desencanto crescendo. Seria bom que brincassemos verdadeiramente de evoluir sem machucar o outro. Amo sua presença. Grata pela leitura do meu Manifesto. Paz em Ñanderu, Graúninha

graça grauna · Recife, PE 22/2/2010 14:15
sua opinião: subir
graça grauna
 

Meu estimado Marcos Filho - li seu poema Afagos e senti necessidade de faer um breve comentário com o poetamigo EdmoGinot. Acho que tem tudo a ver com a preocupação de cada um de nós diante desse mundo absurdamente louco/violento em que vivemos. Precisamos recuperar a delicadeza e apostar numa força superior, positiva, pra gente manter o equilibrio do planeta. Grata pela leitura do Manifesto. Paz em Ñanderu, Grauninha

graça grauna · Recife, PE 22/2/2010 14:22
sua opinião: subir
graça grauna
 

Ayruman, meu xamã querido - que o murmúrio das águas e a voz dos nossos ancestrais façam parte da tua caminhada de artista e poeta, de educador de tanta gente nesse Brasil que muitos ainda desconhecem.Grata pela leitura do Manifesto. Bjos, Grauninha

graça grauna · Recife, PE 22/2/2010 14:26
sua opinião: subir
graça grauna
 

Kfarias, poetamigo - grata por fazer do meu Manifesto o seu manifesto. Espero que por meio da poesia possamos ajudar a reconstruir/salvarm o mundo. Com a benção de DEUS/Ñanderu e da mãe TERRA/Natureza, bjos de luz da Grauninha.

graça grauna · Recife, PE 22/2/2010 14:31
sua opinião: subir
graça grauna
 

Meu estimado Gustavo Adonias: fico me perguntando o que fazer, como fazer para impedir tudo está sendo rapidamente diluído. É tanto desmazelo, tanta ignorância sobre a cultura ancestral! Que ñanderu nos acolha. Grata pela leitura do Manifesto.

graça grauna · Recife, PE 22/2/2010 14:35
sua opinião: subir
graça grauna
 

Cintia, querida irmã de luta: infelizmente estamos mesmo perdendo o pouco que nos reta da mata, da água e do ar.... sabemos que não é exagero dizer "o pouco". Há tantto desperdício, tanto quanto o egoísmo que se alastra. ESSE CALOR TODO É FRUTO DO DESMANTELO, DO CONSUMISMO, DESSE TER ACELERADO...desculpe tanta maiúscula...deculpe o desabafo....mas fico pensando, sentindo mesmo a partir de coisas que vivi....já pesquei muito em rio, já andei muito pelas matas...e hoje só vejo concretos e mais cobcretos e tanta fumaça corroendo nosso juizo. Também tento todos os dias ir pra casa e dormir, mas só vem pesadelos. Apesar de tudo, ñanderu nos quer alegre e corajosos. É difícil....eita, vida! Grata pela leitura do Manifesto. Bjos, Grauninha

graça grauna · Recife, PE 22/2/2010 15:27
sua opinião: subir
graça grauna
 

CORRIGINDO:
....
do cheiro da mata
da água
do fogo
da terra e do ar

....

graça grauna · Recife, PE 22/2/2010 15:37
sua opinião: subir
Zezito de Oliveira
 

Graça,
Bateu forte dentro do meu coração. A graça de fazer poesia é
poder falar com beleza das nossa dores e descaminhos.
Gostei!!
do conteúdo e da forma
Abraço,
P.S.: Há uma canção muito bela de um amazônida, natural do Pará, Nilson Chaves, que trata do mesmo assunto que você nos traz. Vou ver se a localizo no youtube.
Quando ela estava tocando no almoço paraense, pedi aos presentes
que prestasse atenção no que dizia a letra da canção. Foi um instante mágico.

Zezito de Oliveira · Aracaju, SE 23/2/2010 14:58
sua opinião: subir
graça grauna
 

Meu bom Zezito: gosto sempre quando você aparece. Gosto mesmo de ler seu pensamento.
É estimulante a maneira cono você comenta acerca das coisas que escrevo. Grata pela leitura de Manifesto. Fico aqui, aguardando a canção do amazônida. Paz em ñanderu, Grauninha

graça grauna · Recife, PE 23/2/2010 15:20
sua opinião: subir
Vasqs
 

"Uma saudade do que não fui"

muito bonito, Graúna

Vasqs · São Paulo, SP 25/2/2010 11:35
sua opinião: subir
Pessoa de Melo
 

Há graça em tua Graça...

Poesia...
Minha tulipa...
Vc é poesia....
Sinto-me cada vez mais responsável por ter nascido em um solo tão abençoado e ter deixado que a coisa chegasse ao ponto que chegou...

Sinto-me um tanto responsável pela miserabilidade dessa nação e desse mundo que passa por mim e destroi tudo que acredito e tudo que tenho como verdades...

A sua luta pela sua verdade é louvável minha querid...

Infelizmente a minha geração esbarrana na "ideologia eu quero uma pra viver"...

Pensar no que se pensa...

Pensa?

Pessoa de Melo.

Pessoa de Melo · Olinda, PE 25/2/2010 11:56
sua opinião: subir
romulo andrade
 

Profundo e tocante manifesto, a mãe índia e seu curumim. Um consolo:
Dentro da impermanência, os vínculos afetivos são o que permanece. A gente não esquece o que ama: árvores, casas, bichos, flores, músicas, rios, aromas, poemas, amores... mesmo os amigos que se foram continuam a nos visitar em sonho.

romulo andrade · Brasília, DF 4/3/2010 07:47
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 2 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados